Você está na página 1de 13

TRIBUTAÇÃO

SIMPLES NACIONAL
Lei complementar n°123,  Regime tributário
de 14 de dezembro de simplificado e
2006, que entrou em vigor favorecido EPP E
em 1° de julho de 2007 ME.

IMPOSTOS UNIFICADOS
IRPJ
PIS/Pasep
CSLL
Cofins
IPI
INSS
OPTANTES PELO SIMPLES
NACIONAL.
As empresas consideradas ME, tem que ter no ano
calendário, uma receita bruta igual ou superior a
R$240.000,00.

Já a empresas de Pequeno porte, tende ter uma


receita bruta superior a R$240.000,00 e igual ou
inferior a R$2.400.000,00.
EMPRESAS QUE NÃO PODERÁ
OPTAR PELO SIMPLES
Na condição de ME ou EPP que tenha auferido, no ano
calendário imediatamente anterior àquele da opção,
receita bruta superior aos limites estabelecidos para os
respectivos portes (Lei nº 9.317, de 1996, art. 2 º);
Constituída sob a forma de sociedade por ações (S/A)

Que se dedique à compra e à venda, ao loteamento,


à incorporação ou à construção de imóveis;
LUCRO PRESUMIDO
Usa como base de calculo do imposto, o valor
apurado mediante a aplicação de um determinado
percentual sobre a receita bruta.
Apuração é feita trimestralmente.
OBRIGAÇÕES:
Manter escrituração contábil nos termos da legislação
comercial
Manter o Livro de registro de Inventário

Manter em boa guarda e ordem

 Lalur.
PJ QUE PODEM OPTAR PELO
LUCRO PRESSUMIDO

No ano-calendário anterior tiverem receita bruta total


que, acrescida das demais receitas e dos ganhos de
capital, não seja superior a R$ 48.000.000,00, (RIR/99,
art. 516) ou, a R$ 4.000.000,00 multiplicados pelo número
de meses em atividade no ano calendário anterior;

Que não estejam obrigadas à tributação pelo lucro real


em função da atividade exercida ou da sua constituição
societária ou natureza jurídica.
AS EMPRESAS QUE NÃO PODEM
OPTAR PELO LUCRO PRESUMIDO.
Pessoas jurídicas cujas atividades sejam de bancos
comerciais, bancos de investimentos, bancos de
desenvolvimento, caixas econômicas, sociedades de
crédito, financiamento e investimento, sociedades de
crédito imobiliário, sociedades corretoras de títulos e
valores mobiliários, empresas de arrendamento mercantil,
cooperativas de crédito, empresas de seguro privado e de
capitalização e entidades de previdência privada aberta;
Pessoas jurídicas que tiverem lucros, rendimentos
ou ganhos de capital oriundos do exterior

Pessoas jurídicas que, autorizadas pela legislação


tributária, queiram usufruir benefícios fiscais relativos à
isenção ou redução do imposto de renda

Pessoas jurídicas que, no decorrer do ano-calendário,


tenham efetuado o recolhimento mensal com base em
estimativa
Pessoas jurídicas que explorem as atividades de
prestação cumulativa e contínua de serviços de
assessoria creditícia, mercadológica, gestão de
crédito, seleção e riscos, administração de contas a
pagar e a receber, compras de direitos creditórios
resultantes de vendas mercantis a prazo ou de
prestação de serviços (factoring).
LUCRO REAL
É o lucro líquido do período de apuração ajustado pelas
adições, exclusões ou compensações prescritas ou
autorizado pela legislação fiscal, em conformidade com
o artigo 247 do RIR/99.
COMO SE DETERMINA ?

A partir do lucro líquido do período de apuração obtido


na escrituração comercial e demonstrado no LALUR.

O lançamento do Lalur deve ser anual o


trimestral.
BOA NOITE!
BEATRIZ
RODRIGO
SIRLEY
WANPABLO
YDINARA