Você está na página 1de 10

TRABALHO DE

MATERIAIS COMPSITOS
Uma abordagem bsica sobre fibras de carbono:
estrutura e aplicaes
Aluno: Vincius Gonalves Soares
Introduo

Materiais carbonosos apresentam boas propriedades termo mecnicas


Fibras de Carbono e compsitos de Carbono Reforado so obtidos por
pirlise controlada:
Materiais orgnicos so convertidos em material carbonoso slido.
Desenvolvimento em 1950 1960, possibilitou produo e incorporao
no mercado.
Necessidade de tratamento trmico e condies controladas
Aplicao

Cada vez mais utilizado pelas suas propriedades


Construo Civil
Industria Automobilstica
Painis e Chassis
Indstria Aeronutica
Turbinas e asas
Bicicletas, Industria Robtica
Fabricao
Obtidas partir da fibra polimricas, piche e resinas (precursores)
Etapas
Pr-processo utilizando vapor (alongamento mecnico)
Aquecimento controlado e estabilizao fsico-qumica (250C)
Pirlise (carbonizao em alta temperatura)
Contrao do material e aumento da rigidez mecnica (decomposio gasosa)

Grafitizao (2.000 3.000C)


Cristalizao
Estrutura resultante chamada fibrila
Fabricao de Componentes
Moldagem por laminao
Laminao vcuo
Molde
Polietileno (barato, disponvel, solta fcil da resina)
Injeo da Resina
Peas com mximo de fibra/peso (maior resistncia da pea)
Compresso quente (MCQ)
Molde escolhido
Intercalao tecido fibra e material matriz
Aquecimento (fuso matriz)
Resfriamento por leo
Melhor controle contedo volumtrico da matriz e obteno de peas complexas
Problemas comuns
Propriedades
Estrutura molecular
Densidade de imperfeies
Tipos de fibras
Fibra Tipo 1 (Elevado mdulo de elasticidade)
Fibra Tipo 2 (Elevada resistncia)
Arranjo das molculas nas camadas entrelaadas
Quando se usa a grafita cristalina de estrutura hexagonal de cadeia fechada com a forma
de lminas esta possui propriedades fsicas diferentes nos sentidos longitudinal e
transversal do cristal propiciando uma fibra de carbono com alta resistncia mecnica
Propriedades termomecnicas aliadas ao baixo peso molecular.
Baixa resistncia corroso em temperaturas >400C
Incorporao de inibidor interno
Propriedades finais

Extraordinria rigidez
Estabilidade trmica e reolgica
Baixo mdulo de Young
Bom comportamento fadiga
Bom comportamento frente aes corrosivas
FIM