Você está na página 1de 16

Literatura Brasileira

Contempornea Poesia
Concretismo
Concepo potica baseada na geometrizao e na
visualizao da linguagem, que preconiza a
substituio da estrutura tradicional do verso por
expresses nominais relacionadas espacialmente. O
grupo concretista foi liderado por Augusto e Haroldo
de Campos e Dcio Pignatari. Leia este poema
concreto
de
Ivo
Barroso:

astro
ave
vela
olho ilha
casco
peixe
ostra
Concretismo
Neoconcretismo
Reage aos excessos formais dos concretistas,
propondo uma poesia social, mais voltada para os
problemas do pas. So representantes desse
grupo: Ferreira Gullar, Thiago de Melo, Jos Paulo
Paes.
"Dois e Dois so Quatro"

Como dois e dois so quatro


Sei que a vida vale a pena
Embora o po seja caro
E a liberdade pequena
Como teus olhos so claros
E a tua pele, morena
como azul o oceano
E a lagoa, serena

Como um tempo de alegria


Neoconcretismo
Poesia prxis
Considera as palavras que integram um vocabulrio no
um simples objeto inerte de composio, e sim energia
transformvel. Mrio Chamie lidera a nova tendncia e
Cassiano Ricardo adere ao movimento. Como exemplo,
analise o poema de Cassiano Ricardo:
Posies do corpo
Sob o azul
sobre o azul
subazul
subsol
subsolo
(Cassiano Ricardo)
O poema apresenta uma tcnica de repetio para a
fixao da mensagem nuclear do poema. Alm disso, h
uma sintaxe antidiscursiva, suprimidos os elementos de
Poesia prxis
Poesia Marginal
APoesia Marginalou aGerao Mimegrafo, surge na
dcada de 70 no Brasil, de forma a representar o
movimento sociocultural que atingiu as artes (msica,
cinema, teatro, artes plsticas) sobretudo, a literatura,
e influenciou diretamente na produo cultural do pas.
Sendo assim, esse movimento dito "marginal",
absorveu o grito silenciado pela Ditadura Militar e,
portanto, a unio de artistas em geral, agitadores
culturais, educadores e professores, fez com que
buscassem uma forma de divulgao da arte e da
cultura brasileira, reprimida pelo sistema totalitrio que
vigorava no pas.
Poesia Marginal
Poema-processo
Props uma nova codificao para o
texto, que seria uma nova linguagem.
Utilizaram, alm da palavra,
fotografias, desenhos, colagens. Foi
liderado por Wladimir Dias-Pino.
Poema-processo
Paulo Leminski
Ferreira Gullar
Augusto de Campos
Mario Quintana
Arnaldo Antunes

Interesses relacionados