Você está na página 1de 25

“O trabalho espanta três males: o vício, a pobreza e o tédio”.

“O trabalho espanta três males: o vício, a pobreza e o tédio”. Voltaire ESTATÍSTICA BÁSICA 3º
“O trabalho espanta três males: o vício, a pobreza e o tédio”. Voltaire ESTATÍSTICA BÁSICA 3º

Voltaire

ESTATÍSTICA

BÁSICA

“O trabalho espanta três males: o vício, a pobreza e o tédio”. Voltaire ESTATÍSTICA BÁSICA 3º

3º ANO – GLÓRIA PEREZ

Que os jogos comecem!

 Por que em uma pesquisa eleitoral, que mostra a intenção de votos de uma população,
 Por que em uma pesquisa eleitoral, que mostra a intenção de votos de uma população,

Por que em uma pesquisa eleitoral, que mostra a intenção de votos de uma população, você nunca foi entrevistado sobre a sua opinião?

Por que a pesquisa funciona com pouca margem de erro?

CONSIDERAÇÕES    Nessa primeira parte do 2º bimestre estudaremos em estatística: Algumas medidas de

CONSIDERAÇÕES

  

Nessa primeira parte do 2º bimestre estudaremos em estatística:

Algumas medidas de tendência central: média, moda e mediana Algumas medidas de dispersão: variância e o desvio padrão

Estudo de gráficos estatístico: gráficos de barra, gráficos de linha, gráfico de pizza, o histograma, etc.

O QUE É A ESTATÍSTICA?

O QUE É A ESTATÍSTICA? Não existe exatamente uma definição do que é Estatística. No entanto,
O QUE É A ESTATÍSTICA? Não existe exatamente uma definição do que é Estatística. No entanto,

Não existe exatamente uma definição do que é Estatística. No entanto, uma definição é:

Estatística é uma metodologia científica de coleta, organização e análise de dados.

População Em estatística entenderemos como população um conjunto de indivíduos que que compartilham entre si características

População

População Em estatística entenderemos como população um conjunto de indivíduos que que compartilham entre si características

Em estatística entenderemos como população um conjunto de indivíduos que que compartilham entre si características comuns.

População Em estatística entenderemos como população um conjunto de indivíduos que que compartilham entre si características

Amostra

Amostra estatística se refere a pequena de uma Amostra, em uma parte população.
Amostra estatística se refere a pequena de uma Amostra, em uma parte população.
Amostra estatística se refere a pequena de uma Amostra, em uma parte população.
Amostra estatística se refere a pequena de uma Amostra, em uma parte população.

estatística

se

refere a

pequena

de

uma

Amostra,

em

uma

parte

população.

Variáveis\Característica Entenderemos características como algum atributo, adjetivo ou dado referente a algum indivíduo de uma população.

Variáveis\Característica

Entenderemos características como algum atributo, adjetivo ou dado referente a algum indivíduo de uma população.

Variáveis\Característica Entenderemos características como algum atributo, adjetivo ou dado referente a algum indivíduo de uma população.

Tipos de Variáveis

   

Qualitativas: Nominal e Ordinal

As variáveis qualitativas são aquelas expressas por palavras: Cor dos olhos, Esporte favorito, Escolaridade, etc ..

Quantitativas: Discreta e Contínua

As variáveis quantidades são aquelas expressas por números: Salário, Altura, Quantidades de filho, etc.

O que fazer com os dados que coletamos? Exemplo: O gestor de um supermercado quer saber

O que fazer com os dados que coletamos?

O que fazer com os dados que coletamos? Exemplo: O gestor de um supermercado quer saber

Exemplo: O gestor de um supermercado quer saber que tipo de pessoa se candidata para uma vaga aberta de operador de caixa. Faz, então, apuração dos dados coletados em 27 fichas de inscrição para uma vaga aberta recentemente. Para isso, toma cada ficha de inscrição e organiza os dados como segue (sem nome).

O que fazer com os dados que coletamos? Exemplo: O gestor de um supermercado quer saber
Organização de dados em tabela Obs: Uma tabela deve ter nome, corpo, cabeçalho e coluno indicadora.

Organização de dados em tabela

Obs: Uma tabela deve ter nome, corpo, cabeçalho e coluno indicadora.

Tabela de Distribuição de Frequência Vejamos o exemplo ao lado de uma tabela de distribuição de

Tabela de Distribuição de Frequência

Tabela de Distribuição de Frequência Vejamos o exemplo ao lado de uma tabela de distribuição de
Tabela de Distribuição de Frequência Vejamos o exemplo ao lado de uma tabela de distribuição de

Vejamos o exemplo ao lado de uma tabela de distribuição de frequência

Obs: Frequência é a quantidade de vezes que uma Variável aparece

Frequência Relativa e Percentual Para encontrar a frequência relativa basta dividir a quantidade de vezes que

Frequência Relativa e Percentual

Frequência Relativa e Percentual Para encontrar a frequência relativa basta dividir a quantidade de vezes que

Para encontrar a frequência relativa basta dividir a quantidade de vezes que uma Variável aparece pela quantidade de todas as Variáveis e porcentual basta pegar o resultado obtido e multiplicar por 100. Vejamos no exemplo da tabela de Distribuição de Frequência ao lado.

Frequência Relativa e Percentual Para encontrar a frequência relativa basta dividir a quantidade de vezes que
Frequência Relativa e Percentual Para encontrar a frequência relativa basta dividir a quantidade de vezes que

Frequência Relativa e Porcentual em Classes

*Quando  se tem uma grande (até 100) quantidade é conveniente separar esses dados em classes
*Quando  se tem uma grande (até 100) quantidade é conveniente separar esses
dados em classes de modo que facilite os estudos sobre eles:
será a quantidade de Classes, onde é a quantidade de dados.
*A amplitude da Classe será , onde refere-se ao intervalo real .
*Não há regra fixa para a construção das Classes a partir de dados brutos, mas
interessante que a amplitude não seja nem muito grande nem muito pequena a
fim de que não haja comprometimento na análise.

Vamos “dividir” e estudar os dados da tabela 1.0 por classes referente aos candidatos por idade.

Vamos “dividir” e estudar os dados da tabela 1.0 por classes referente aos candidatos por idade.
Vamos “dividir” e estudar os dados da tabela 1.0 por classes referente aos candidatos por idade.
  Como , temos que . Como 5 é o inteiro mais próximo de 5,19,
Como , temos que . Como 5 é o inteiro mais próximo de 5,19, o número de
classes será igual a 5.
Os intervalos das Classes serão dados por . Então assim usaremos 7,5 como o
tamanho dos intervalos das classes.

Temos a seguinte Tabela das Classes das Idades

Temos a seguinte Tabela das Classes das Idades
Temos a seguinte Tabela das Classes das Idades
Temos a seguinte Tabela das Classes das Idades

Medidas de Tendência Central

Medidas de Tendência Central   Média (ou média aritmética): é o quociente entre a soma
  Média (ou média aritmética): é o quociente entre a soma de todos os valores
Média (ou média aritmética):
é
o
quociente entre a soma de todos os
valores observados e o número
total de observações:

Ponto de equilíbrio dos conjuntos

18 16 14 12 10 8 6 4 2 0
18
16
14
12
10
8
6
4
2
0

Média

Medidas de Tendência Central   Média (ou média aritmética): é o quociente entre a soma
Mediana (): é o valor central de um conjunto de dados, que divide esse mesmo conjunto
Mediana
():
é
o
valor central de um conjunto de
dados, que divide esse mesmo conjunto em outros
dois de mesmo tamanho.
Moda
():
em um conjunto
de
dados a
moda
é
a
realização dos valor de maior ocorrência. Pode, é
claro, ocorre mais de uma moda.
Entendamos melhor essas definições o exemplo a
seguir:
Respostas:
Respostas:
Respostas: Exemplo: As notas de 15 alunos de um curso de computação estão apresentadas abaixo. Qual

Exemplo: As notas de 15 alunos de um curso de computação estão apresentadas abaixo. Qual é

a média, a mediana e moda das notas obtidas?

7,5 – 9,0 – 4,5 – 4,0 – 5,5 – 8,0 – 8,5 – 9,0 – 7,5 – 7,5 – 7,0 – 6,5 – 7,5 – 9,0 – 6,5.

Respostas: Exemplo: As notas de 15 alunos de um curso de computação estão apresentadas abaixo. Qual

Primeiramente, organizemos estes valores em ordem crescente:

4,0 – 4,5 – 5,5 – 6,5 – 6,5 – 7,0 – 7,5 – 7,5 – 7,5 – 7,5 – 8,0 – 8,5 – 9,0 – 9,0 – 9,0.

Assim, temos:

i) A média:

 Assim, temos: i) A média: ii) A mediana: Como temos 15 valores, a mediana é
 Assim, temos: i) A média: ii) A mediana: Como temos 15 valores, a mediana é

ii) A mediana:

Como temos 15 valores, a mediana é o valor central

iii) A moda:

É o valor que mais se repete, isto é,

Medidas de Dispersão

  Variância, nos dá um maior entendimento da média quando está indica o centro da
Variância, nos dá um maior entendimento da média quando está indica o centro da
distribuição dos dados, é dada por:
Um valor “muito pequeno” encontrado na variância indica que os dados analisados
estão, de certo modo, “muito próximo” ou “muito parecidos” ou “idênticos”.
Já um valor “muito grande” indica que os dados analisados não estão muito de
acordos uns com os outros, isto é, não estão muito “parecidos” ou “estão muito
diferentes”
  Desvio Padrão, mede de modo eficaz a distribuição dos dados entorno da média, é
 
Desvio Padrão, mede de modo eficaz a distribuição
dos dados entorno da média, é dado por:
Os desvio padrão serve pra confirmar os dados
vistos nas variâncias.

Vejamos o exemplo:

   
Vejamos o exemplo:     Exemplo. Um professor está interessado em comparar o desempenho

Exemplo. Um professor está interessado em comparar o desempenho de suas diferentes

turmas de um mesmo curso de inglês. Para isso, considerou a média final dos cinco

alunos de cada uma de suas turmas:

Turma A: 5 – 5 – 5 – 5 – 5

Turma B: 5 – 6 – 5 – 4 – 5

Turma C: 3 – 7 – 6 – 5 – 4

Turma D: 1 – 8 – 5 – 2 – 9

Solução:

Solução:      turmas? Na turma A, temos que , o que implica
     turmas?
 
turmas?

Na turma A, temos que , o que implica

e

e

e

e

Na turma B, temos que , o que implica

Na turma C, temos que , o que implica

Na turma D, temos que , o que implica

Que observações podemos fazer em relação as médias das notas dos alunos dessas 4

Olhando para as variâncias podemos dizer que:

   

as médias da turma A foram exatamente iguais,

Olhando para as variâncias podemos dizer que:     as médias da turma A

As médias da turma B foram muito próximas,

As médias da turma C revela uma proximidade moderada;

As médias da turma D divergem muito umas das outras, com resultados muito

bons ou muito ruins.

O que se pode confirmar pelos valores do Desvio Padrão

Leitura e Análise de Gráficos

Leitura e Análise de Gráficos