Você está na página 1de 1
Kayla Pereira ; Sara Martins ; Mafalda Cruz ; Josefina Mateus ; Rui ValeMarques ; Sara

KaylaPereira (1) ; SaraMartins (1) ; MafaldaCruz (2) ; JosefinaMateus (3) ; RuiValeMarques (4) ; SaraGonçalves (4) ; GilbertoMelo (5)

Instituto Português de Oncologia de Coimbra Francisco Gentil, E.P.E.

(1) Interno do 1º ano de Radioncologia; (2) Interno do 3º ano de Radioncologia; (3) Física Médica; (4) Assistente Hospitalar de Radioncologia; (4) Director de Serviço de Radioncologia.

Kayla Pereira ; Sara Martins ; Mafalda Cruz ; Josefina Mateus ; Rui ValeMarques ; Sara
Kayla Pereira ; Sara Martins ; Mafalda Cruz ; Josefina Mateus ; Rui ValeMarques ; Sara

Descrição de um caso clínico de timoma maligno tratado por Radioterapia externa com Técnica de Intensidade Modulada (IMRT) helicoidal e principais características do planeamento dosimétrico.

 ♂, 51 anos.  Em 2013: diagnóstico de Timoma Maligno, estádio IV inicial (cT4 Nx
♂, 51 anos.
Em 2013: diagnóstico de Timoma Maligno, estádio
IV inicial (cT4 Nx M1), por metastização pleural
esquerda, detectado na sequência de Miastenia Gravis.
Submetido a Quimioterapia (QT) paliativa, com
esquema ADOC, seguido de Carboplatina e Etoposido,
que concluiu em Junho de 2016.
Em 2017: por persistência de lesão tímica estável,
com envolvimento secundário agravado, pleural e
ganglionar mediastínico, em doente jovem, com bom
estado geral e sem comorbilidades significativas,
propôs-se realização de Radioterapia externa (RT).
Iniciou RT intensiva (26/04/2017), sobre lesão
tímica e localizações secundárias, com dose total
prescrita de 65,92Gy/32fr/6,4semanas, com técnica de
IMRT helicoidal em Tomotherapy HD® Accuray, com
fotões de 6MV e realização de imagem guiada diária
(IGRT).
O
tratamento
encontra-se
ainda
a
decorrer, sem
toxicidades agudas.
70,6 Gy 62,7 Gy 60,8 Gy 59,0 Gy 57,0 Gy 51,4 Gy 47,5 Gy 13,2 Gy
70,6 Gy 62,7 Gy 60,8 Gy 59,0 Gy 57,0 Gy 51,4 Gy 47,5 Gy 13,2 Gy
70,6 Gy 62,7 Gy 60,8 Gy 59,0 Gy 57,0 Gy 51,4 Gy 47,5 Gy 13,2 Gy
70,6 Gy
62,7 Gy
60,8 Gy
59,0 Gy
57,0 Gy
51,4 Gy
47,5 Gy
13,2 Gy
Timoma
70,6 Gy 62,7 Gy 60,8 Gy 59,0 Gy 57,0 Gy 51,4 Gy 47,5 Gy 13,2 Gy
  • Metástases
    Ganglionares

Metástase Pleural Planeamento Dosimétrico – Curvas de Isodose
  • Metástase Pleural

Metástase Pleural Planeamento Dosimétrico – Curvas de Isodose

Planeamento Dosimétrico Curvas de Isodose

Kayla Pereira ; Sara Martins ; Mafalda Cruz ; Josefina Mateus ; Rui ValeMarques ; Sara
Histograma Dose-Volume
Histograma Dose-Volume
Kayla Pereira ; Sara Martins ; Mafalda Cruz ; Josefina Mateus ; Rui ValeMarques ; Sara

O timoma é uma neoplasia rara, que pode ser considerado maligno, dependendo do seu grau de invasão. A abordagem terapêutica de 1ª linha do timoma localizado é cirúrgica. Em estádios mais avançados, com lesão irressecável, ou após ressecção incompleta, o tratamento recomendado inclui RT e/ou QT. A RT por Tomoterapia permite a administração de doses terapêuticas elevadas, em volumes complexos, cumprindo as limitações de dose dos órgãos de risco (OAR). Esta técnica permite o tratamento de lesões tumorais que, de outro modo, não teriam indicação para RT, tal como os autores realizaram neste caso em particular. As limitações de dose geralmente utilizadas para os OAR foram respeitadas, à excepção do pulmão esquerdo, dada a localização dos volumes de interesse.