Você está na página 1de 1

Enxergo sem querer

(Simes, Janice)
Ando na rua e no posso me furtar
Enxergo sem querer
Nos que vagam pela rua
Sem saber que sua dor
Ultrapassa seu prprio peito
E rasga meu corao

Tantas injustias mundo afora


E, eu pergunto por qu
De tantas dor no peito Ainda que tudo tenham
Dos que andam ao meu redor Muito desculpa
Ainda que o sorriso disfarce,
No peito a solido, A incompreenso,
Repleta de muda dor,
Ausncia do calor
Envoltos no frio que a alma,
Sedenta de aceitao,
Sedenta de consolo,
Sedenta de respeito,
Sedenta de apoio,

No eterno buscar Em cada olhar,


Em cada cabea que se volta
Em cada indiferena e despreza Buscando se materializar,
Em meio ao desespero Como urgncia
Soluo a
Clamar por solues

Que se garanta
O direito de que todos tem de sonhar ...
Tudo possvel ...
Basta acreditar