Você está na página 1de 22

Caracterização de

Polímeros
Prof. Fábio Herbst Florenzano
Apresentação da Disciplina

Informações gerais

 Prof. Fábio
 Sala A-08 campus II
 Email: fhfloren@usp.br
 Estrutura da disciplina
 Aulas expositivas
 Seminários
 Estudos Dirigidos
 STOA

0 a 6.5  R < 5.Avaliação  Prova teórica e seminário individuais.3 a 10  B: 6.0 .2  C: 5. com pesos iguais  Média final: (prova + seminário)/2  A: 8.6 a 8.

 CANEVAROLO JÚNIOR. Wiley. M. Academic Press.  SANDLER. 1989.. New Jersey.  SPERLING. New Jersey. P.  IBETT.V. IMMERGUT. 2007. S. F. NMR spectroscopy of Polymers. . 4th edition. Noyes Publications. 2006. 1993.  SILVERSTEIN. FH.  WU.Bibliografia  BANDRUP. Técnicas de Caracterização de Polímeros. WEBSTER. Polymer Synthesis and Characterization: a Laboratory Manual. 2005. 1996  HIEMENZ. D. J.N. CRC Press. Artliber. Handbook of Size Exclusion Chromatography. CHI-SAN. New York. S. N. New York.. Spectrometric Identification of Organic Compounds. 2007.X. P.. São Paulo. Blackie Academic & Professional. Introduction to Physical Polymer Science. Polymer Handbook. H. KIEMLE. E. R. R. Boca Raton. John Wiley and Sons. LODGE. New Jersey. 1998. T. SanDiego.  CHEREMISINOFF. R. New York. J. 2004.C. John Wiley and Sons. Polymer Characterization: Laboratory Techniques and Analysis. Marcel Dekker. Polymer Chemistry.

Cronograma tentativo data Atividade 14/3 Apresentação da disciplina Introdução e Conceitos Fundamentais 21/3 Ressonância Magnética Nuclear I 28/3 Ressonância Magnética Nuclear II 4/4 Infravermelho 11/4 Semana Santa – não haverá aulas 18/4 Osmometria 25/4 Viscosimetria 2/5 Espalhamento de Luz Estático 9/5 Espalhamento de Luz Dinâmico 16/5 Cromatografia por Exclusão de Tamanho I 23/5 Cromatografia por Exclusão de Tamanho II 30/5 Análises Térmicas 6/6 Outras técnicas 13/6 Seminários 20/6 Seminários 27/6 Prova .

)  Massa molar média (“peso molecular”)  Arquitetura (ramificações. homo ou copolímero. composição monomérica.Importância da Caracterização de Polímeros  Todas as propriedades dos materiais poliméricos são determinadas pela sua estrutura química e “macromolecular”:  Natureza química do polímero (tipo de monômero.)  Distribuição das massas molares (polidispersão ou polidispersidade)  Funcionalizações  Outras  Nesta disciplina serão abordadas técnicas de caracterização macromolecular e das propriedades físicas . distribuição dos comonômeros. etc. etc.

mol-1)  No caso de polímeros orgânicos. essas unidades (meros) são substâncias orgânicas  Polímeros de adição são formados por reações que não liberam moléculas pequenas.Polímeros  Substâncias que apresentem em sua molécula unidades repetitivas. com massas molares médias elevadas (>1000 g. Os de condensação liberam moléculas pequenas na sua formação  Em geral os polímeros de adição não apresentam heteroátomos na sua cadeia principal enquanto os de condensação apresentam .

que pode levar ao descarte de toneladas (em geral de material não-biodegradável) se as características estruturais não forem atingidas durante e obtenção do material .Propriedades mecânicas e outras  Dependem de todas as características estruturais. em maior ou menor grau  Quando se trata de aplicações mais sofisticadas e específicas (nanotecnológicas. há limites para a variação das propriedades do material polimérico. por exemplo) essas características tem efeito ainda maior  Mesmo para aplicações gerais.

propriedades .Estrutura .

FT)  Análise química .Caracterização de Polímeros  Natureza Química  Ressonância Magnética Nuclear  Infravermelho (com transformada de Fourier.

.

.

Algumas Poliamidas .

Policarbonatos .

PPT (Kevlar®) .

Caracterização de polímeros  Dimensões e parâmetros macromoleculares  Massa molar média  Análise de grupos funcionais  Osmometria  Viscosimetria  Espalhamento de Luz  Distribuição da massa molar  Cromatografia por exclusão de tamanho .

Propriedades físicas. mecânicas e microestrutura  Microscopia  Ensaios mecânicos  Análise térmica .

Alguns conceitos fundamentais  Polímeros Orgânicos  Polímeros de adição e condensação  Massa molar média (Mn.)  Polidispersão/polidispersidade  Termoplásticos. enxertados. etc. etc. Mw. em bloco. termorrígidos e elastômeros  Tc. poliestirênicos. . poliésteres. etc.)  Principais classes de polímeros quanto à sua natureza química: poliolefinas. poliacrilatos. Tm e Tg  Copolímeros (estatísticos. poliamidas. em gradiente.

são sempre misturas de cadeias que diferem quanto à massa molar  Dessa forma a massa molar de um material polimérico é sempre uma média  Para cálculo da média pode-se usar diferentes ponderações: número de partículas (Mn). massa (Mw) e outras  A distribuição dessas médias pode ser mais ou menos larga e isso pode ser mensurado pelo índice de polidispersão (PDI. Mw/Mn) .Médias das massas molares  Os polímeros. devido às suas reações de formação.

moldagem. quanto ao seu comportamento térmico e mecânico. da seguinte forma:  Termoplásticos: fundem-se tornando-se massas viscosas passíveis de processamento (injeção.Comportamento térmico/propriedades mecânicas  Os materiais poliméricos são divididos. deformando-se ante à pressão ou tensão e retornando à sua forma anterior .)  Termorrígidos: degradam-se antes da fusão tornando seu processamento difícil  Elastômeros: apresentam características mecânicas particulares. etc.

acima dela a parte amorfa tem maior mobilidade e o polímero se apresenta pouco rígido. sem domínios cristalinos .  Cristalização: abaixo da temperatura de cristalização existem domínio cristalinos no interior da massa polimérica  Fusão: acima da temperatura de fusão (Tm) o polímeros se apresenta como um líquido viscoso.Transições térmicas  Termoplásticos semicristalinos (mais comuns) costumam apresentar 3 transições de fase:  Transição vítrea: abaixo da Tg tanto as porções cristalinas como amorfas apresentam baixa mobilidade e o polímero é rígido e quebradiço.

Arquiteturas poliméricas .