Modelo Burocrático de Organização

Marcelo Vieira Marissol Rios Renato Athaíde

Serão abordados os seguintes assuntos Modelo Burocrático
1-O modelo burocrático de Robert K. Merton 2-O modelo burocrático de Philip Selznick 3-O modelo burocrático de Alvin Gouldner

O que é burocracia?

burocracia Previsibilidade do comportamento humano Padronização do desempenho dos trabalhadores Conseqüências previstas Alcançar seus objetivos com excelência .

burocracia Quando o comportamento humano não pode ser previsto Alcançar seus objetivos com excelência .

Modelo burocrático de Robert Merton .

Merton(1957) notou também as conseqüências imprevistas e que levam à ineficiência e às imperfeições. Merton deu o nome de ³disfunções da burocracia´.para designar as anomalias de funcionamento responsáveis pelo sentido pejorativo que o termo ganhou junto aos leigos no assunto.Modelo Burocrático de Merton   Ao estudar as conseqüências previstas (ou desejadas) da burocracia. . A essas conseqüências imprevistas.

ele considera que Webber não considerou o fator humano em sua teoria. impossibilitando a aplicação eficiente do sistema.Modelo Burocrático de Merton  Para Merton. . As pessoas teriam um grau de imprevisibilidade muito alto. não existe uma organização totalmente racional e formal.

Disfunções da Burocracia Internalização das normas Excesso de formalismo e papelório Resistência a mudanças Despersonalização do relacionamento Resistência a mudanças Categorização do relacionamento Superconformidade Exibição de sinais de autoridade Dificuldades com clientes .

Os regulamentos são os objetivos do burocrata. .1)Internalização das regras e apego aos regulamentos     As normas e regulamentos passam de meios a objetivos. A organização perde a flexibilidade(característica da atividade racional) O colaborador se torna um especialista .mas não por possuir conhecimento de suas tarefas mas por conhecer perfeitamente as normas e regulamentos de sua função.

documentação e papelório. Aliás. . o papelório constitui uma das mais gritantes disfunções da burocracia.Excesso de formalismo e de papelório:   A necessidade de documentar e formalizar todas as comunicações dentro da burocracia a fim de que tudo possa ser testemunhado por escrito pode conduzir ao excesso de formalismo.2. o que leva o leigo a imaginar a burocracia como tendo necessariamente um volume inusitado de papelório. de vias adicionais de formulários e de comunicações.

.pois ele se torna um executor de rotinas e procedimentos. A mudança tende a ser interpretada pelo funcionário como um perigo a sua tranqüilidade.3-Resistência as mudanças:    A rotina conduz o funcionário a se acostumar com a repetição daquilo que faz lhe dando segurança . A resistência pode ser passiva ou através de comportamentos de reclamação e tumultos.

mas como ocupantes de cargos Os funcionários passam a conhecer os colegas não pelos seus nomes pessoais.pois ela enfatiza os cargos e não as pessoas que os ocupam. . Isso provoca a diminuição das relações personalizadas entre os membros da organização: diante dos demais funcionários. mas pelos títulos dos cargos que ocupam.Despersonalização do relacionamento    Uma das características da burocracia e a impessoabilidade no relacionamento. o burocrata não os toma como pessoas.4.

mesmo sem nada saber a respeito do problema a ser resolvido.Categorização como base do processo decisorial:    A burocracia se assenta em uma rígida hierarquização da autoridade. Isso conduz à categorização do processo decisório: a maneira de classificar as coisas estereotipadamente a fim de lidar com elas com mais facilidade.Quem toma decisões em qualquer situação é aquele que possui a categoria hierárquica mais elevada. Quem decide é sempre o que ocupa o posto hierárquico mais alto.5. . independentemente do seu conhecimento sobre o assunto.

e essa devoção conduz à sua transformação em coisas absolutas: as regras e rotinas tornam-se sagradas para o funcionário.Superconformidade às rotinas e procedimentos    A burocracia baseia-se em rotinas e procedimentos para garantir que as pessoas façam exatamente o esperado.6. . A burocracia eficaz exige devoção às normas e regulamentos. O burocrata trabalha em função de regulamentos e rotinas e não em função de objetivos organizacionais a serem alcançados.

refeitório etc. Daí a tendência à utilização intensiva de símbolos ou sinais de status para demonstrar a posição hierárquica dos funcionários.Exibição de sinais de autoridade    A burocracia enfatiza a hierarquia de autoridade e tornase necessário indicar quem são as pessoas que detêm o poder.7. mesa. constitui sinal de autoridade. sala. etc. estacionamento. banheiro. O uniforme em algumas organizações como exército.. como uniforme. . Igreja. como meios de identificar quem são os chefes da organização.

.8-Dificuldade no atendimento aos clientes e conflitos com o público     O funcionário está voltado para dentro da organização. suas rotinas e procedimentos. Os clientes são atendidos de forma padronizada. para suas normas e regulamentos internos. Isso irrita o público com a pouca atenção e o descaso para com seus problemas particulares. Essa atuação interiorizada para a organização o leva a criar conflitos com os clientes da organização. para o superior hierárquico que avalia o seu desempenho. de acordo com regulamentos e rotinas internos.

Modelo Burocrático de Merton Exigência de 1 Controle por parte da Organização Ênfase na 2 previsibilidade do comportamento Rigidez de 4 comportamento e defesa mútua na organização Justificativa da 3 Ação individual Sentimento 6 de defesa da Ação individual 5 Grau de dificuldade com os clientes .

Modelo Burocrático de Philip Selznick .

A adaptação da burocracia às exigências internas dos participantes. 2. . A adaptação da burocracia às exigências externas dos clientes.INTERAÇÃO DA BUROCRACIA COM O AMBIENTE Ao formular o modelo burocrático de organização. Weber não o previu a possibilidade de flexibilidade da burocracia para atender a duas circunstâncias:   1.

V A.A.fazendo visitas aos fazendeiros. B) Houve uma interação entre a organização (que planejava instalações de fábricas. V. Desenvolveu compromissos com os poderes locais. etc.AS CONCLUSÕES DE SELZNICK A) A T. sua influência política no Congresso e as vantagens dela decorrentes.) e o meio ambiente (interesses políticos locais dos fazendeiros. melhorias etc. de energia elétrica.) . como a votação e aprovação de verbas extras à T.

A.C) A partir dessa interação. D) Uma série de consequencias não antecipadas (isto é. passou a assumir outros compromissos ideológicos e transformou o seu objetivo inicial (agência de recuperação econômica de uma área empobrecida. não previstas) modificou o seu papel no cenário nacional americano. V. atuando nos moldes do New Deal americano)passando a delegar o programa agrícola às instituições locais. . a T. E)É o que Selznick denominou "Grass Roots Policy" (política do "enraizamento").

Dentro da organização formal desenvolve-se uma estrutura lnformal.PRINCÍPIOS DE SELZNICK 1-A organização burocrática é uma estrutura social adaptativa. 2. como no modelo weberiano. torna-se indispensável e paralela ao próprio sistema formal de delegação e controle. 4. . Essa estrutura informal. em seguida. A burocracia deve ser organizada sob o ponto de vista estrutural e funcional da organização e não sob o ponto de vista de um sistema fechado e estável. 3.

bem como os sistemas de manutenção da organização formal: 6. Essa análise deve refletir os aspectos do comportamento organizacional interno. As lesões e dilemas da organização serão esclarecidas através das restrições ambientais e da limitação das alternativas de comportamento. .5 .

Modelo Burocrático de Selznick Exigência de Controle Delegação de Autoridade Grau de formação 8 em assuntos específicos 1 2 Estabelecimento de 3 Sub-objetivos das Subunidades Internalização de 4 Sub-objetivos pelos participantes Teor das decisões 5 6 Internalização dos objetivos da organização pelos participantes Operacionalização dos objetivos da organização 7 .

interagindo intensamente com o ambiente externo e adaptando-se a ele . O estudo de Selznick é um exemplo claro do efeito que surge quando os resultados de uma organização não são em princípio aceitos pelo meio ambiente. como o afirmava Weber. . a burocracia não é rígida nem estática. mas adaptativa e dinâmica. para Selznick.  Em resumo.

Modelo burocrático de Alvin Gouldner .

o processo burocrático é um ciclo instável que busca estabilidade e equilíbrio. Gouldner consta em seus estudos que não há uma burocracia.Grau de burocratização nas organizações     No modelo burocrático de Gouldner. Concluiu que a burocratização é importante mas deve ser dosada: nem em excesso (conduzindo a uma rigidez e inflexibilidade). nem em escassez (gerando desorganização e indisciplina). mas graus de burocratização. Gouldner destacou que a supervisão cerrada deteriora as relações entre superior e subordinado . mas que provoca tensões e conflitos interpessoais.

Modelo Burocrático de Gouldner Exigência de Controle 1 2 Adoção de diretivas gerais e impessoais Conhecimento dos 5 padrões mínimos aceitáveis Direção entre 6 os objetivos da organização e a sua realização Visibilidade das relações de poder 3 Nível de tensão interpessoal 4 Rigor de supervisão 7 Resultados Previstos Resultados Imprevistos .

 No modelo de Gouldner a burocracia varia desde o excesso de burocratização(em um extremo )ate a ausência de burocratização(no extremo oposto). .

Graus de Burocratização Excessivamente burocratizado Modelo Ideal de Burocratização (Weber) Muito pouco burocratizado Excesso de normas e regulamentos Escassez de normas e regulamentos .

Dimensões a burocracia    Para gouldner não havia então um único tipo de burocracia. o grau variável de burocratização depende das dimensões da burocracia.portanto não poderia definir uma organização como burocrática ou não-burocratica. As dimensões da burocracia bem como os efeitos de seus diferentes graus podem ser visualizadas no gráfico que segue: .

confusão. autocracia e imposição Ordem e disciplina Papelada e Formalismo Ênfase nos cargos Excesso de exigências Hierarquia Regras e Regulamentos Liberdade excessiva Ausência de documentos. Informalidade.Dimensões da Burocratização Escassez de Burocratização Falta de especialização. Ênfase nas pessoas Apadrinhamento Formalização das Comunicações Impessoalidade Selecção e Promoção do Pessoal . Falta de autoridade Excesso de Burocratização Divisão do Trabalho Responsabilidade e especialização Autoridade.

5. AS DIMENSÕES DA BUROCRACIA 1. 4. um sistema de regras que cobre todos os direitos e deveres dos ocupantes de posições. 2. uma bem definida hierarquia de autoridade. um sistema de procedimentos para lidar com as situações de trabalho. 3. promoção e seleção para emprego baseadas na competência técnica. . 6. impessoalização nas relações interpessoais. uma divisão de trabalho baseada na especialização funcional.

Apreciação crítica .

No modelo burocrático as organizações são vistas como arranjos conscientes e racionais dos meios para alcançar os fins particulares (visão instrumental). .1-Excessivo racionalismo: A organização burocrática não considera a natureza organizacional nem as condições circunjacentes do ambiente.

negligencia a organização informal. apresenta limitações inerentes ao conceito (desconsidera influência do meio. concebe a organização como um arranjo rígido e estático de órgãos) .2-Mecanicismo e as limitações da teoria da máquina Embora constituída por pessoas a organização é concebida como uma máquina construída para cumprir uma tarefas e desta forma.

3-Conservantismo a burocracia é um processo essencialmente conservador e contrário a inovação. modelo rígido e estático. . onde não se considera o desenvolvimento das pessoas e não se adapta facilmente às mudanças do ambiente externo.

as mudanças ambientais e suas repercussões no comportamento da organização.4-Abordagem de sistema fechado A burocracia não considera o contexto externo no qual a organização está inserida. .

levando em consideração sua natureza.. a fim de que o administrador escolha a maneira apropriada de lidar com elas. analisar. . situação. tarefa. aspectos que variam intensamente.5-Abordagem descritiva e explicativa o modelo burocrático preocupa-se em descrever. restrições etc. explicar as organizações. participantes. problemas.

o conflito interno é visto como indesejável. exagero nas distinções entre os tipos de autoridade .6-Críticas multivariadas Não considera a organização informal.

 Todos os três se preocuparam com os componentes estruturais da organização. .7-posição da teoria da burocracia dentro da teoria das organizações assemelha-se à teoria clássica da organização quanto à ênfase na eficiência técnica e na estrutura hierárquica da organização:  Taylor procurava meios e métodos científicos para realizar o trabalho rotineiro das organizações.  Fayol estudava as funções de direção. considerada como um todo. Sua contribuição foi para a organização. Sua contribuição foi para a gerência. Sua contribuição foi para a direção.  Weber preocupava-se com as características da burocracia.

 Uma cuidadosa apreciação crítica da burocracia levanos à conclusão de que apesar de todas as suas limitações e restrições. é talvez uma das melhores alternativas de organização. superior a várias alternativas tentadas no decorrer do século XX. .

FIM .

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful