Você está na página 1de 14

Nos encontramos numa

nova etapa
evangelizadora, que deve
estar marcada pela alegria
e deve indicar rumos
novos para a caminhada
da Igreja. (n. 1)
urgente a
reviso de
nosso processo
de transmisso
da f. um
desafio que
interpela a
todos. (n. 1)
De fato, durante um
longo perodo da sua
histria, a Igreja apoiou-
se sobre a convico de
que se movia dentro de
espaos culturais j
moldados pelo
cristianismo. (n. 2)
O inquietante enfraquecimento das
instituies crists move-nos a um
processo de:

Converso Pastoral

Aprendizagem

(n. 2)
Pensar e construir um
novo paradigma pastoral
exigncia do nosso tempo.
No podemos dar as respostas antes de ter
escutado as perguntas.

O Esprito, o sopro de Deus, atua tanto no


evangelizador como no evangelizando.

o encontro que comea.


(n. 3)
? Vivemos procura de respostas
sobre a vida, seu sentido e, no
?
fundo, sobre ns mesmos. (n. 4)

?
A Vida Crist
um novo
projeto de
vida (n. 5)
No Brasil, estamos
assistindo a um crescente
movimento de
recuperao do RICA.
Contudo, nos deparamos
com o desafio de no
poder aplic-lo na
ntegra, devido grande
diversidade pastoral e
eclesial de nosso pas
(n. 6)
(n. 7)
Na mudana de
poca em que nos
encontramos, a
opo religiosa
uma escolha pessoal.
J no mais uma
tradio herdada
desde o ncleo
familiar. Hoje se
evangeliza por
atrao. (n. 7)
UM NOVO PARADIGMA
Sabemos que o processo de Iniciao
Vida Crist requer novas disposies
pastorais.
necessrio perseverana, docilidade
voz do Esprito, sensibilidade aos
sinais dos tempos, escolhas corajosas e
pacincia, pois se trata de um novo
paradigma. (n. 9)
Cap. I
Um cone
INTRODUO
bblico: Jesus e
a Samaritana

INICIAO
VIDA CRIST: Cap. II
CONCLUSO Aprender da
itinerrio para formar histria e da
discpulos missionrios realidade: VER
CNBB

Cap. IV Cap. III


Propondo Discernir como
Caminhos: AGIR Igreja:
ILUMINAR