Você está na página 1de 29

Gastronomia de Portugal

Joana Pereira 16/3/2012 Nº7 8ºA


Maria Catarina Nº9 8ºA
Índice
Diapositivo 3 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . Introdução
Diapositivo 4 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . Entre Douro e Minho
Diapositivo 7 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . Trás-os-Montes e alto Douro
Diapositivo 9 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .Beira Alta
Diapositivo 11 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . Beira Litoral
Diapositivo 13 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . Beira Baixa
Diapositivo 15 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .Ribatejo
Diapositivo 17 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .Estremadura
Diapositivo 19 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .Alentejo
Diapositivo 21 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . Algarve
Diapositivo 24 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .Açores
Diapositivo 26 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .Madeira
Diapositivo 28 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . Conclusão
Diapositivo 29 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .Bibliografia
Introdução

Na disciplina de Geografia foi nos proposto realizar um trabalho


sobre a gastronomia no mundo, e nós optamos por fazer sobre a
gastronomia de Portugal.

O objetivo deste trabalho será conhecermos a nossa gastronomia


em cada região.
Entre Douro e Minho

"Há só um banquete português que


desbanca todos os jantares de Paris,
mas que os desbanca inteiramente:
é a ceia da véspera de Natal nas
nossas terras do Minho"

Ramalho Ortigão
Caldo Verde à minhota Caldo dos pobres Torta de camarão

Feijão com bacalhau e couve Arroz de lampreia à moda de entre-os-rios


Santola no carro Tripas à moda do Porto Arroz de Sarrabulho

Arroz no forno à antiga Foguetes de Amarante


Tras-os-Montes e Alto Douro

"Uma alheira com a pele fendida;


tostada do calor da fritura, a
derreter aquele unto doirado e
rescendente a alho - quem haverá aí,
senhores, que não se tente?"

Manuel Mendes
Rancho Fricassé de pato com canela Arroz de forno

Folar de Valpaços Bexiga com grelos Chila no forno


Beira Alta

"Sobre a arca atoalhada do mais


puro linho apresentava-se o folar,
rimas de queijos e de bolos, pratos
de ovos, ou moedas entaladas em
laranjas, à falha destas, em peros."

Aquilino Ribeiro
Caldo de Castanhas Papas Laberça Carne de porco em Vinha de alhos

castanhas de chocolate
Beira Litoral

"Tentúgal toda a rir de casas


brancas!
Vou lá comprar um pastelinho..."

António Nobre
Raia com molho de pitau torresmos

papas de carolo
Beira Baixa

"Setembro doira as maçãs, perfuma


a folha das melhores peras de
Portugal,
e cada melancia como bojo de
cântaro de telhado, pode encher um
cesto vindimo de Alcongosta"

Hipólito Raposo
Sopas de Peixe Caldeirada de enguias

cabrito assado no forno Filhoses


Ribatejo

"Sem que a rapariga amainasse a


ciranda com que se apressava de um
a outro freguês, servindo a este o
belo tinto do Cartaxo, àquele o pires
de azeitonas, para fazer peito,
àqueloutro o dedalzito de bagaceira"

Adelaide Félix
Sopa da pedra caldeirada à pescador

Celestes de santa clara chispe com feijão branco


Estremadura

"As pescarias faziam-se em


Setembro, em manhãs em geral
brumosas e frescas.
Peixes de escama verde e ventre
claro, ou o safio como um tronco de
afogado; o tamboril e o lavagante..."

Agustina Bessa Luís


Sopa de entulho Ameijoas à bulhão pato bife à café

Trouxas das caldas Pasteis de feijão


Alentejo

"Vai uma festa em casa.


E agora a chama doira de glória o
corpo do imolado.
Matou-se o porco. É bem singelo o
drama, mas como o ser nos freme
alvoraçado."

António Sardinha
Açorda à Alentejana Migas à Alentejana Coelho em Vinha d’Alho

Túberas Encharcada do Convento de Santa Clara


Algarve

"...Vem o jantar!
Coelho da Serra abrindo o paladar!
Os frutos de Monchique em linha
recta!
De Pichão, boa pinga a espumejar nos
copázios, à távola repleta..."

Emiliano da Costa
Sopa de Conquilhas Caldeirada à Algarvia Xarém

Arroz de Lingueirão Feijoada de Buzinas Perdiz com Amêijoas na Cataplana


Morgado de Figo Dom Rodrigos

Massa de Amêndoa
Açores

"...a pompa e devoção dos festejos


micaelenses ao Senhor Santo Cristo,
coberto de oiro e pedrarias;
a humildade dos romeiros
quaresmais, descalços, na mão o
terço piedoso e o duro pau ferrado
para ajudar a peregrinação por
caminhos e capelas, rezando pela paz
da nossa terra..."

Côrtes Rodrigues
Sopa Azeda Chicharros de Agraço na Sertã com Molho Verde

Cozido de Lagoa das Furnas Bolo de Sertã Cavacas da Ilha de Santa Maria
Madeira

"...O vale do Curral das Freiras;


todo o despenhar violento das
límpidas torrentes pelos cerros de
basalto e verdura; explorar a
vertigem dos abismos e atingir o
êxtase ante o promontório agreste
e sombrio do cabo Girão, uma das
falésias mais altas do Mundo..."
Filetes de peixe espada preto com banana frita Cozido à Madeirense

Bolo do Caco Queijadas da Madeira


Conclusão
Neste trabalho estava representada a gastronomia de
Portugal em:
• Entre Douro e Minho
• Traz-nos –Montes e alto Douro
• Beira Alta
• Beira Litoral
• Beira Baixa
• Ribatejo
• Estremadura
• Alentejo
• Algarve
• Açores
• Madeira

Que mostrou uma grande variedade de pratos


deliciosos.
Bibliografia

http://gastronomias.com/