Você está na página 1de 38

Angiospermas

Profª. Maria Lenise Silva Guedes


Conceito:

Origem No Cretáceo inferior à 135 milhões de anos atrás

Dois grandes grupos: Monocotiledôneas

Eudicotiledôneas
 As “Angiospermas Basais” Também chamado Grado
ANITA
 .Nymphaeales (2 famílias) Nymphaeaceae e
Cabombaceae
 Chloranthales
Chloranthaceae
Grado Anita é um grupo parafilético Amborellaceae Nymphaeaceae
Austrobailyales (Illiciaceae e grupos affins)

Caracterizado por apresentar carpelos cujas margens são seladas por


uma secreção, enquanto que a maioria das angiospermas restantes, as
margens dos carpelos se fecham por fusão pós-genital das epidermes.

A maioria dos integrantes dessas linhagens apresentam gametófitos


femininos 4-nucleados endosperma diplóide, porém Amborellaceae
apresenta um gametófito feminino 9-nucleado e endosperma triplóide.
A maioria das angiospermas restantes apresenta gametófito feminino 8-
nucleado e endosperma triplóide.

Amborellaceae não apresenta elementos de vasos como também a


maioria das Nymphaeaceae

Amborellaceae e Illiciaceae provavelmente retêm numerosos caracteres


plesiomórficos (ancestrais) que também aparecem em muitas
magnolídeas.
Ordem Nymphaeales
Nymphaeaceae

 Ervas aquáticas
 Folhas simples, alternas, com
ou sem estípulas
 Flores terminais solitárias
bissexuadas.
 Numerosos estames, anteras
rimosas, estaminódios
numerosos.
 Ovário súpero a ínfero, 3-
pluricarpelar , 3-plurilocular
 Placentação laminar
 .
Nymphaeaceae
Sinapomorfias
 Canais laticíferos

 Pêlos que geralmente secretam mucilagem

 Flores com um pedicelo longo e com um anel de


feixes vasculares no receptáculo

 Placentação parietal (óvulos esparsos nos


compartimentos)

 Sementes geralmente operculadas


Ordem Nymphaeales
Nymphaeaceae
Cabombaceae
Ordem Chloranthales
Chloranthaceae
Ordem Chloranthales
Chloranthaceae

 Inflorescência espiciforme às
vezes reduzidas
 Flores monoclamídeas ou
aclamídeas.
 Unissexuadas: Flor estaminada
com 1-5 estames
 Flor pistilada Ovário ínfero,
unicarpelar, uniovulado.

 Fruto drupa ou baga


Magnoliídeas

• Posta como grupo basal por apresentar características


consideradas primitivas:
 Hábito lenhoso.
 Perianto bem desenvolvido, muitas vezes sem
diferenciação em cálice e corola.
 Numerosos estames centrípetos, espiralados.
 Gineceu apocárpico, carpelos dispostos em espiral.
 Embrião pequeno; sementes com perisperma e
abundante endosperma.
 Pólen uniperturado
 Células oleíferas esféricas no parênquima fundamental.
Ordem Cannelales
Canellaceae
Winteraceae
Winteraceae
Sinapomorfias
 Grãos de pólen uniporados, com
freqüência liberados como tétrades

 Elementos de vaso ausentes


Ordem Magnoliales
Annonaceae
Annonaceae
Sinapomorfias
 Elementos de vaso com perfuração
simples

 Flores abrindo e aumentando


gradualmente de tamanho antes da
antese
Ordem Piperales
Aristolochiaceae
Aristolochiaceae
Sinapomorfias
 Ác. Aristolóquico ( composto pungente, amarelado ou
nitrogenado)

 Flores conatas

 Estames ligeiramente ou fortemente adnatos ao estilete

 Ovário (s) semi-ínferos

 Óvulos numerosos

 Células internas da testa com abundantes cristais de


oxalato e tégmen com três camadas de fibras
perpendiculares
Piperaceae
Piperaceae
Sinapomorfias
 Caule com feixes vasculares esparsos ou forman

 do um anel

 Espigas densamente cobertas por flores pequenas

 Flores inconspícuas, cada uma com uma larga bráctea


triangular a peltada

 Carpelos 1-4 conados

 Um óvulo por gineceu

 Fruto geralmente do tipo drupa


Ordem Laurales
Lauraceae
Lauraceae
Sinapomorfias
 Fruto drupa

 Embrião grande com


cotilédones carnosos

 Endosperma ausente