Você está na página 1de 7

Filosofia

CI B E R E SPAÇO
E.E.E.F.M “Charles Assad
Diretor: Antonio Maria
Professor(a): Wanja
Data: 16/10/2017 Turma: 1ª ano 01 Turno: Manha

Ciberespaço

Bonito-PA
2017
Ciberespaço: origem e definição
• Um dos fenômenos mais marcantes deste fim de século é a convergência da cultura e da técnica de modo geral,
vários setores da vida contemporânea estão sendo substituídos, complementados ou articulados pelas
tecnologias digitais, ao mesmo tempo que surgem novos domínios, já inteiramente técnicos, como é o caso da
internet, da imagem digital, etc. É claro que estes fenômenos não foram criados num estalar de dedos, eles
possuem um marco de origem, um momento que desencadeou o processo, não que seja uma origem histórica,
linear, mas um conjunto de fatos que redundaram no momento tecnológico de hoje. Esse processo de inovação
tecnológica já se encontrava em curso no século XIX com a invenção da fotografia, do gramofone e outras
tecnologias de registro analógico. A novidade de hoje encontra-se na possibilidade de tradução de dados do
alógico e digital, o qual se concretiza num espaço denominado de "ciberespaço“[...] O "ciberespaço" é o ambiente
criado de forma virtual através do uso dos meios de comunicação modernos destacando-se, entre eles, a internet.
Este ambiente tornou-se possível graças a uma grande infraestrutura técnica na área de telecomunicação
composta por cabos, fios, redes, computadores, etc[...] O termo surgiu como o autor de ficção científica Willian
Gibson, em 1984 no livro "Neuromancer". Foi utilizado para designar um ambiente artificial onde trafegam dados
e relações sociais de forma indiscriminada. Para Gibson, ciberespaço é um espaço não físico no qual uma
alucinação consensual pode ser experimentada diariamente pelos usuários. Já para Lévy, o ciberespaço é definido
como o espaço de comunicação formado pela interconexão mundial dos computadores e das suas memórias.
Constituindo-se num espaço virtual de trocas simbólicas entre pessoas poderão ser entendido como o espaço de
troca de informação na cultura contemporânea. 1
http://www.pedagogia.com.br/artigos/ciberespaco_cibercultura/index.php?pagina=1
precursores do ciberespaço

• Os autores do ciberespaço foram LÉVY e WILLIAN GIBSON[...] Para Willian Gibson, o termo designa
todo conjunto de rede de computadores nas quais circulam todo tipo de informação. É o espaço não
físico constituído pelas redes digitais. Conforme assinala Lemos, esse conjunto das redes digitais, na
obra de Gibson é povoado pelas mais diferentes tribos. É um local onde todas as tribos, independente da
vinculação social, religiosa, financeira vão acessar e manter um processo de interação e debate.
• Para Lévy, o ciberespaço de Gibson tornou a "geografia móvel da informação", normalmente invisível,
em algo sensível e como resultado o termo foi logo adotado pelos desenvolvedores e usuários das redes
de "rede" - o novo espaço de comunicação proporcionado pela interconexão mundial de computadores e
das memórias dos computadores[...] É o novo meio de comunicação que surge da interconexão mundial
dos computadores. O termo especifica não apenas a infraestrutura material da comunicação digital, mas
também o universo oceânico de informações que ela abriga, assim como os seres humanos que
navegam e alimentam esse universo (Lévy, 1999. p. 17)[...] (Lévy, 1999, p. 32). Assim, a Internet pode ser
vista como parte dessas tecnologias digitais, ou como a infraestrutura de comunicação que sustenta o
ciberespaço, sobre as quais se montam diversos ambiente, como a Web, os fóruns, os chats e o correio
eletrônico para ficar apenas com os exemplos mais comuns e disseminados. Em suma, o ciberespaço é o
ambiente e a Internet uma das infraestruturas. Segundo Lévy.

2
http://www.pedagogia.com.br/artigos/ciberespaco_cibercultura/index.php?pagina=1
O que é ciberespaço?
• As origens da palavra "ciberespaço" já trazem consigo uma idéia do seu significado.
Empregado frequentemente nas discussões sobre novas tecnologias, o termo tem sido
cada vez mais utilizado na mídia. Muito embora nos interesse aqui o ciberespaço
proporcionado pela Internet, a abrangência dessa expressão e do seu significado vai
muito além dessa nova mídia, pois, como veremos a seguir, envolve toda infraestrutura
das redes telemáticas, bem como as informações e até os seres humanos[...] com o
crescimento do ciberespaço, passou a desenvolver um conjunto de técnicas(materiais e
intelectuais), de praticas, de atitudes, de modos de pensamento e de valores, ao que se
denomina cibercultura.

http://infoescola.com.br/ciberespaço
Ciberespaço e a (ciber)cidade
• Dentre as inúmeras metáforas utilizadas para explicar a experiência virtual, nenhuma parece alcançar mais êxito do que a da
cidade. Quando se fala em “congestionamentos” de rede, ou se usa termos como “cidade de bits”, “cidadãos-rede” ou
“homepages”, nota-se uma especial facilidade de compreensão dessas figuras de linguagem. Essa aparente proximidade de
significados aponta para um possível paralelismo entre as chamadas realidade “real” e “virtual”. Tentativas bem sucedidas de
estabelecer essa relação entre o mundo físico das cidades e o ciberespaço já acontecem frequentemente. Representam um
bom exemplo disso as empresas que decidiram abrir “filiais” no popular jogo Second Life, bem como os cidadãos comuns que
criam sua imagem pessoal virtual (avatar), com a qual dirigem carros, viajam, conhecem lugares, estabelecem negócios e
interagem com outras representações virtuais de indivíduos reais. A relação da cidade real com o ciberespaço vai além das
possibilidades de representações tridimensionais da nossa experiência espacial cotidiana. A metáfora abrange o
funcionamento da web, onde cada usuário que ali “transita” o faz de acordo com interesses e necessidades pessoais mas, ao
mesmo tempo, a atividade de todos em conjunto acaba contribuindo para a movimentação, para a “vida” do ciberespaço,
exatamente da maneira como ocorre na cidade real. Daí é que surge o termo “cibercidade”, que designa a cidade virtual que
funciona de forma semelhante à cidade real. Além disso, mesmo os usuários menos familiarizados conseguem perceber, no
funcionamento da web, a existência de ligações – os links – que funcionam como transições de espaço entre uma página e
outra, identificando um percurso percorrido. Tudo isso só tende a reforçar a similaridade do ciberespaço com um espaço real
organizado e, de certa maneira, povoado.
• O ambiente virtual encontra-se sempre em movimento e transformação, pois não é um espaço fixo e irreversível, muito pelo
contrário o ciberespaço tende à uma recriação e atualização constantes como conseqüência das relações estabelecidas entre
pessoas, documentos e máquinas que nele se interligam. Porém, é importante salientar que embora seja um espaço virtual,
ele também é real. Por isso, alguns autores utilizam a noção de “território” para definir o ciberespaço e ressaltar a ideia de um
lugar com localização concreta (os bits e bytes) que tem uma determinada configuração a qual gera diferentes relações entre
seus componentes. É interessante destacar que essa forma de compreender o ciberespaço como território questiona as
tradicionais noções do que é ou não real, pois com ele conceitos como comunicação, mobilidade, distância, proximidade,
espaço público e privado, adquirem outros significados que afetam a vida das pessoas de diversas formas.

https://pt.wikipedia.org/wiki/Ciberespa%C3%A7o#Desdobramentos
Conclusão
• Entendemos que o ciberespaço é o ambiente criado de forma virtual
pelos meios de comunicação.