Você está na página 1de 24

CICLO OTTO

TERMODINÂMICA APLICADA – CAT620

Grupo: André Freitas


Caio Jardim
Matheus Salvattory
Thiago Marcos
Vitor Araújo
Wagner Silva

Professor Marcelo Teodoro Assunção


Nikolaus Augusst Otto (1832 – 1891)
- Alemão;
- 1859 - Começou os estudos
sobre motores de combustão interma;
- 1867 - Primeiro motor (2 tempos);
- 1876 - Motor ciclo Otto (4 tempos);
- 1877 - Patenteou o seu ciclo e fundou a empresa N.A
Otto & Cia (Deutz A.G);
- 1886 - A patente foi revogada;
- 1890 - Automóveis com motores ciclo Otto (1ª Mercedes)
Ciclos de Potência

- Despreza-se todo o atrito;


- A variação de energia cinética e potencial são
desconsideradas;
- Troca de calor ao longo dos tubos é
desprezível.
- Eficiência térmica:

Wlíquido
η=
QH
Motores a combustão interna
- Máquinas térmicas;
- Ciclo termodinâmico;
- Energia Química Energia mecânica;
- Produção de potência.

• Ponto morto superior (PMS) e


ponto morto inferior (PMI) são as
posições, em que o êmbolo
muda o seu sentido de
movimento.
Cilindrada
𝜋 × 𝐷2 × 𝑆 × 𝑁𝑐𝑖𝑙𝑖𝑛𝑑𝑟𝑜𝑠
𝑉𝑑𝑒𝑠𝑙𝑜𝑐𝑎𝑑𝑜 =
4
- D é o diâmetro dos cilindros, S é o curso do pistão e N
é o número de cilindros.
Câmera de combustão
ou compressão
- Volume mínimo formado no cilindro quando o pistão
está no PMS;
Razão de compressão

- Relação entre o volume máximo formado no cilindro e o


volume mínimo (morto) é chamada de razão de
compressão (r), dado por:

𝑉𝑚𝑎𝑥 𝑉𝑃𝑀𝐼
𝑟= =
𝑉𝑚𝑖𝑛 𝑉𝑃𝑀𝑆
Pressão média efetiva

- A pressão média efetiva é uma pressão fictícia, a qual


se fosse aplicada durante todo o curso motor
produziria o mesmo trabalho líquido, produzido no ciclo
real.

𝑊𝑙𝑖𝑞
𝑝𝑚𝑒 =
(𝑉𝑚𝑎𝑥 − 𝑉𝑚𝑖𝑛)
Auto - ignição

- Ignição prematura do combustível - Altas temperaturas;


- O combustível entra em ignição sem o auxílio de uma
centelha.
- O efeito é prejudicial ao funcionamento do motor:
- Perda de potencia;
- Risco de superaquecimento;
- Destruição da câmera de combustão;
- Fusão do cilindro (casos extremos).
Octanagem

- É a medição da capacidade da gasolina resistir a


detonação ou às exigências do motor sem entrar em
processo de auto-ignição antes do momento
programado.
Ciclo de trabalho a 4 tempos
Ciclo Otto
Ciclo Otto

1 – 2: Compressão isentrópica;
2 – 3: Fornecimento de calor a volume constante;
3 – 4: Expansão isentrópica;
4 – 1: Rejeição de calor.
Ciclo Otto
- Primeira lei da termodinâmica para as etapas a volume constante:
𝑞𝑒𝑛𝑡𝑟𝑎 −𝑞𝑠𝑎𝑖 = ∆𝑢 (𝑘𝐽/𝑘𝑔)
𝑞𝑒𝑛𝑡𝑟𝑎 = 𝑢3 − 𝑢2 = 𝑐𝑣 × 𝑇3 − 𝑇2
𝑞𝑠𝑎𝑖 = 𝑢4 − 𝑢1 = 𝑐𝑣 × 𝑇4 − 𝑇1
- Nas duas etapas que ocorrem de maneira adiabática, tem-se que:
𝑊𝑐𝑖𝑐𝑙𝑜 = 𝑊𝑒𝑥𝑝 − 𝑊𝑐𝑜𝑚𝑝
𝑊𝑒𝑥𝑝 = 𝑈3 − 𝑈4
𝑊𝑐𝑜𝑚𝑝 = 𝑈2 − 𝑈1
𝑊𝑐𝑖𝑐𝑙𝑜 = 𝑈3 − 𝑈4 − 𝑈2 − 𝑈1
𝑊𝑐𝑖𝑐𝑙𝑜 = 𝑚 × 𝑐𝑣 × 𝑇3 − 𝑇4 − 𝑇2 − 𝑇1
- Os processos 1-2 e 3-4 são isoentrópicos e v2=v3 e v4=v1,
assim:
𝑘−1 𝑘−1
𝑇1 𝑉2 𝑉3 𝑇4
= = =
𝑇2 𝑉1 𝑉4 𝑇3
Ciclo Otto
Portanto utilizando a razão de compressão termos que
a eficiência térmica é:

1
ηt,Otto = 1 −
rk−1

Como se pode ver, a eficiência térmica de um ciclo Otto


ideal depende e aumenta com a razão de compressão do
motor e k do fluido de trabalho.
Nos ciclos reais isso também acontece, porém devido
às irreversibilidades, tanto r quanto η, são menores que no
ideal.
Ciclo Otto
- Sob razões de compressão muito altas a eficiência
térmica do ciclo diminui, pois ultrapassa a temperatura de
autoignição.
Ciclo Otto
- Para o ciclo Otto, pode-se calcular também a pressão
efetiva do ciclo (pmc), por meio de W, em que:
𝑃𝑀𝐼

𝑊𝑐𝑖𝑐𝑙𝑜 = ර 𝑝𝑑𝑉 = න 𝑝𝑚𝑐 × 𝑑𝑉 = 𝑝𝑚𝑐 × 𝑉𝑚𝑎𝑥 − 𝑉𝑚𝑖𝑛


𝑃𝑀𝑆

- A potência do ciclo, pela relação abaixo, em que n é a


rotação do eixo (rps) e x é o fator de tempos (1 para
motor 2T e 2 para motor 4T).
𝑛
𝑁𝑐𝑖𝑐𝑙𝑜 = 𝑊𝑐𝑖𝑐𝑙𝑜 ×
𝑥
- Utilizando as relações de pmc e cilindrada, encontra-se a
relação:
𝑝𝑚𝑐 × 𝑉𝑑 × 𝑛
𝑁𝑐𝑖𝑐𝑙𝑜 =
𝑥
Ciclo Otto
- Para o ciclo Otto, pode-se calcular também a pressão
efetiva do ciclo (pmc), por meio de W, em que:
𝑃𝑀𝐼

𝑊𝑐𝑖𝑐𝑙𝑜 = ර 𝑝𝑑𝑉 = න 𝑝𝑚𝑐 × 𝑑𝑉 = 𝑝𝑚𝑐 × 𝑉𝑚𝑎𝑥 − 𝑉𝑚𝑖𝑛


𝑃𝑀𝑆

- A potência do ciclo, pela relação abaixo, em que n é a


rotação do eixo (rps) e x é o fator de tempos (1 para
motor 2T e 2 para motor 4T).
𝑛
𝑁𝑐𝑖𝑐𝑙𝑜 = 𝑊𝑐𝑖𝑐𝑙𝑜 ×
𝑥
- Utilizando as relações de pmc e cilindrada, encontra-se a
relação:
𝑝𝑚𝑐 × 𝑉𝑑 × 𝑛
𝑁𝑐𝑖𝑐𝑙𝑜 =
𝑥
Turboscompressores
• CARACTERISTICAS:
– Aumento da eficiência do motor;
– Ganho de potencia sem aumento da cilindrada.

Custo de
implantação e
projeto elevado.
Funcionamento
- Aproveitamento do gás de exaustão em alta
temperatura para girar uma turbina;
- O trabalho produzido pela turbina é utilizado para girar
o eixo do compressor;
- O compressor injeta ar pressurizado na câmara de
combustão do motor;
- Com o aumento da massa de ar na câmara a
combustão ocorre com maior eficiência.
Funcionamento
Ciclo termodinâmico do turbo
compressor
Referências bibliográficas
- Van wylen, Fundamentos da termodinâmica, 6ª edição;

- Fernando Lang da Silveira Máquinas térmicas à


combustão interna de Otto e de Diesel – UFRGS;

- Material de aula.
OBRIGADO !!!