Você está na página 1de 24

PSICOLOGIA

ORGANIZACIONAL

Claudson Cerqueira Santana


Psicólogo e Neuropsicólogo (CRP-03/IP12940)
Professor Universitário
Coordenador do Grupo de Trabalho em Neuropsicologia (CRP-03)
Membro Voluntário do Núcleo de Estudos e Pesquisa em Pedagogia
Universitária (NEPPU-UEFS)
(75) 99147-8758/98185-0002
http://lattes.cnpq.br/4511933634366701
 Trabalhoe organizações estão
presentes na vida de todos.
CONCEPÇÃO DE TRABALHO

 Trabalho como exercício da atividade humana em


quaisquer que sejam a esfera e a forma sob as quais esta
atividade seja exercida (KRAWULSKI, 1991);
 Bueno (1988) associa trabalho a: exercício, aplicação de
energia física em algum serviço, numa profissão,
ocupação, mister, oficio, labuta, esforço; esmero,
cuidado, dedicação, feitura de uma obra; a própria obra
já executada; livro, compêndio; escultura, pintura;
aflição, sofrimento; parto;
 Trabalho como esforço e energia dispendidos por seres
humanos, animais e máquinas, postos a serviço da
satisfação das necessidades humanas.
O MUNDO DO TRABALHO

 Karl Marx:
 Trabalho como atividade afirmadora da vida, que forma a existência
dos indivíduos e instaura-lhe um caráter social;
 Superioridade sobre os outros animais/realização do próprio humano;
 O trabalho constrói e transforma a sociedade e as relações que nela
se estabelecem de um modo geral;
 Dimensão concreta (valor de uso) e abstrata (troca das mercadorias)
do trabalho;
 Relação de produção capitalista como uma relação de valores de
troca com o objetivo de acumular capital, através da mais-valia
(força de trabalho);
 “A venda da força de trabalho torna-se a única alternativa do
trabalhador livre para obter, através do salário, sua sobrevivência”
(LISBOA, 2002).
PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL

 Definição básica:
 Psicologia
Organizacional compreende e intervêm
em relação a fenômenos e processos relativos ao
mundo do trabalho e das organizações.
 Psicologia Organizacional explora, analisa,
compreende e interage as múltiplas dimensões que
caracterizam as pessoas, grupos e organizações.
Psicologia Organizacional se
divide:

 INDUSTRIAL  ORGANIZACIONAL
 Recursos Humanos  Movimento das relações
humanas
 Campo mais antigo
 Foco no indivíduo
 Gerencia a eficiência
organizacional por meio do  Preocupa-se em
RH. compreender o
comportamento individual e
 eficiência de projetos, aumentar o bem-estar.
seleção, treinamento e
avaliação de
desempenho.
Áreas de atuação...

 Empresas de consultoria;
 Companhias privadas;
 Universidades;
 Governo;
 Outros.
PSICÓLOGO ORGANIZACIONAL E
DO TRABALHO
 Em atividades relacionadas a análise e
desenvolvimento organizacional,
 Ação humana nas organizações,
 Desenvolvimento de equipes,
 Consultoria organizacional, seleção, acompanhamento
e desenvolvimento de pessoal,
 Estudo e planejamento de condições de trabalho,
 Estudo e intervenção dirigidos à saúde do trabalhador.
 Desenvolve, analisa, diagnostica e orienta casos na
área da saúde do trabalhador, observando níveis de
prevenção, reabilitação e promoção de saúde.
PSICÓLOGO ORGANIZACIONAL E
DO TRABALHO

 Participa de programas e/ou atividades na área da


saúde e segurança de trabalho, subsidiando-os
quanto a aspectos psicossociais para proporcionar
melhores condições ao trabalhador,
 Atua como consultor interno/externo, participando
do desenvolvimento das organizações sociais, para
facilitar processos de grupo e de intervenção
psicossocial nos diferentes níveis hierárquicos de
organizações,
PSICÓLOGO ORGANIZACIONAL E
DO TRABALHO

 Planeja e desenvolve ações destinadas a


equacionar as relações de trabalho, o sentido de
maior produtividade e da realização pessoal dos
indivíduos e grupos inseridos nas organizações,
estimulando a criatividade, para buscar melhor
qualidade de vida no trabalho (QVT)
PSICÓLOGO ORGANIZACIONAL E
DO TRABALHO

 Participa do processo de desligamento de


funcionários de organizações, em processos de
demissões e na preparação para aposentadorias,
 Elabora, executa e avalia, em equipe
multiprofissional, programas de desenvolvimento
de recursos humanos,
PSICÓLOGO ORGANIZACIONAL E
DO TRABALHO

 Participa dos serviços técnicos da empresa,


colaborando em projetos de construção e
adaptação dos instrumentos e equipamentos de
trabalho ao homem, bem como de outras
iniciativas relacionadas a ergonomia,
 Realiza pesquisas e ações relacionadas à saúde
do trabalhador e suas condições de trabalho,
PSICÓLOGO ORGANIZACIONAL E
DO TRABALHO

 Participa da elaboração, implementação e


acompanhamento das políticas de recursos
humanos,
 Elabora programas de melhoria de desempenho,
aproveitando o potencial e considerando os
aspectos motivacionais relacionados ao trabalho,
PSICÓLOGO ORGANIZACIONAL E
DO TRABALHO

 Atua na relação capital/trabalho no sentido de


equacionar e dar encaminhamento a conflitos
organizacionais, e
 Utiliza métodos e técnicas da psicologia aplicada
ao trabalho, como entrevistas, testes psicológicos,
provas situacionais, dinâmicas de grupo, etc, para
subsidiar as decisões na área de recursos humanos
como: promoção, movimentação de pessoal,
incentivo, remuneração de carreira, capacitação
e integração funcional e promover, em
consequência, a autorrealização no trabalho.
PSICOLOGIA DO TRABALHO

 Psicologia do trabalho:
 Mercado de trabalho,
 Análise de trabalho (cargas),
 Desemprego,
 Desempenho/fatores,
 Saúde e estresse no trabalho.
GESTÃO DE PESSOAS

 Recrutamento e seleção,
 Educação e treinamento,
 Avaliação de desempenho,
 Planos de carreira,
 Desenvolvimento gerencial.
PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL

 Atitudes, percepções, emoções


 Motivação, satisfação,
 Liderança, processos decisórios,
 Gestão, poder e conflito,
 Cultura organizacional,
 Processos de mudança.
NÍVEIS DE ATUAÇÃO

 Individual
 Grupal
 Organizacional
 Ambiental
MOVIMENTOS INOVADORES NA
PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL E
DO TRABALHO
 Movimento 1: práticas consolidadas e
tradicionais são renovadas
 Análise do trabalho: processo de mudança
 Recrutamento e seleção: Diminui o peso dos
testes psicológicos.
 Treinamento: fatores de competitividade,
autogerenciamento no processo de
crescimento pessoal e profissional.
 Avaliação de desempenho.
Movimento 2: novas práticas são
incorporadas, ampliando as propostas
de intervenção

 Administração de pessoal:
 Planejamento e enriquecimento de cargos
 Movimentação e desligamento de pessoas
 Remuneração e benefícios
 Planejamento de recursos humanos

 Qualificação:
 Desenvolvimento de carreiras e planos de sucessão
 Desenvolvimento gerencial
 Desenvolvimento de equipes
 Condições de trabalho e Higiene:
 Segurança e prevenção de acidentes
 Ergonomia
 Saúde ocupacional
 Programas de ajustamento e bem-estar
 Assistência psicossocial
 Relações de trabalho:
 Programas de integração e socialização
 Regulação de conflitos
 Mudanças nos padrões de gestão
 Mudanças na organização do trabalho
 Mudanças organizacionais
 Programas de qualidade de vida no trabalho
 Programas de qualidade total
Movimento 3: amplia-se o nível de Intervenção
frente aos problemas organizacionais e do
trabalho

 Do foco no indivíduo há um movimento consistente


para entender e intervir sobre questões
organizacionais mais amplas.

 Consideração da gestão de recursos humanos


integrada e estratégica.

 Amplia-se o reconhecimento de que a pesquisa é


uma prática indispensável para fundamentar as
intervenções organizacionais.
Movimento 3: amplia-se o nível de Intervenção
frente aos problemas organizacionais e do
trabalho

 Além de propiciarem o conhecimento da


realidade, funcionam como estratégias de
participação dos empregados.

 Do plano das técnicas (aplicar instrumentos para


solução de problemas específicos) a atuação
evolui para os planos das táticas e estratégias e,
finalmente, para o plano da formulação de
políticas para as ações organizacionais.