Você está na página 1de 18

Boas práticas de Laboratório:

PROCEDIMENTO
OPERACIONAL PADRÃO

Prof. Lee Marx

xrameel@gmail.com
SINOPSE GERAL DO CURSO

 PROPÓSITO GERAL DO CURSO


 Qualificar os alunos para aplicar os conceitos de Segurança do trabalho nas Operações
Padrões de Operação em laboratório de química/biologia/física.

 DIRETRIZES GERAIS DO CURSO


 Quanto à estrutura
 Turma: 15-25 alunos
 Carga horária teórica: 2-4 horas
 Carga horária prática: 16 horas
 Carga horária Total: 20 horas
 Frequência mínima obrigatória: 16 horas
 Quanto às técnicas de Ensino
 Aulas expositivas com utilização de recursos instrucionais adequados ao conteúdo.
 Aulas práticas orientadas, efetuando as atividade de produção dos Procedimentos
Operacionais Padrões (POP) do equipamento e/ou práticas de laboratório.
 Quanto a aferição de rendimento
 Frequência nas atividades, modelo (POP) a ser entregue ao final do curso
2
IFCE – Procedimento Operacional Padrão PROF. LEE MARX
Conceitos gerais
BOAS PRÁTICAS DE LABORATÓRIO

3
IFCE – Procedimento Operacional Padrão PROF. LEE MARX
Conceitos gerais
BOAS PRÁTICAS DE LABORATÓRIO

Como funciona um Sistema de Qualidade para Laboratório?

Para implantar um sistema de qualidade no laboratório é necessário


“procedimentar” adequadamente todas as atividades do laboratório com base
nas orientações do Sistema de Qualidade que foi adotado.

4
IFCE – Procedimento Operacional Padrão PROF. LEE MARX
Conceitos gerais
BOAS PRÁTICAS DE LABORATÓRIO

Quem fornece a acreditação quando existe a iniciativa em implantar um


sistema de qualidade no laboratório ?

O INMETRO é uma autarquia federal (vinculada ao Ministério do


Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior) que apresenta,
entre outras atividades, a responsabilidade em credenciar laboratórios
que voluntariamente optarem por esta decisão

5
IFCE – Procedimento Operacional Padrão PROF. LEE MARX
Conceitos gerais
BOAS PRÁTICAS DE LABORATÓRIO

01 Atividade: 30 % da pontuação necessária


Verificar como ocorre os procedimentos de credenciamento dos ensaios acima destacados.
Entregar até o dia: 12 / 01 / 2018
6
IFCE – Procedimento Operacional Padrão PROF. LEE MARX
Conceitos gerais
BOAS PRÁTICAS DE LABORATÓRIO

 Implantação de Sistema de Gestão de Qualidade (SGQ)

Antes de obtermos o credenciamento,


acreditação, habilitação ou reconhecimento
temos de definir nossos interesses,
atividades e sistema de qualidade a ser
implantado.

Procedimentos Operacionais (POP) e Instruções de Trabalho (IT) são


instrumentos de padronização de processos, que permitem a padronização e o
gerenciamento do Sistema de Gestão de Processos dentro de Instituições.
7
IFCE – Procedimento Operacional Padrão PROF. LEE MARX
Conceito: POP
BOAS PRÁTICAS DE LABORATÓRIO

 Procedimento Operacional Padrão (POP)

 O Procedimento Operacional Padrão (POP) é um documento organizacional


que traduz o planejamento do trabalho a ser executado. É uma descrição
detalhada de todas as medidas necessárias para a realização de uma tarefa.

PASSO-A-PASSO NAS ROTINAS DO


LABORATÓRIO

INTRUÇÕES
SEQUENCIA DE OPERAÇÕES
FREQUENCIA

 O responsável pela execução e listagem dos equipamentos;


 Peças e materiais utilizados na realização da tarefa;
 Descrição dos procedimentos das atividades críticas, de operação e de
pontos proibidos de cada tarefa;
 Roteiro de inspeção periódicas dos equipamentos de produção.
8
IFCE – Procedimento Operacional Padrão PROF. LEE MARX
Objetivo: POP
BOAS PRÁTICAS DE LABORATÓRIO

 Procedimento Operacional Padrão (POP)

 O POP tem como objetivo manter o processo em funcionamento, através da


padronização e minimização de ocorrência de desvios na execução da atividade, ou
seja, assegura que as ações tomadas para a garantia da qualidade sejam
padronizadas.

HORÁRIO OPERADOR
Independente
MANHÃ MANHÃ
TARDE TARDE
NOITE NOITE

9
IFCE – Procedimento Operacional Padrão PROF. LEE MARX
Como elaborar um: POP
BOAS PRÁTICAS DE LABORATÓRIO

 Procedimento Operacional Padrão (POP)

 Descrever as tarefas que fazem parte da rotina do trabalho, tomando os


seguintes cuidados:

 Não copiar procedimentos de livros ou de outras organizações, pois cada processo


possui suas particularidades, devendo esses procedimentos ser adequado ao tipo de
processo.
 O executor do processo deve ser parte integrante da elaboração dos procedimentos,
pois ele é o conhecedor do processo e sabe de suas características e deficiências.
 O colaborador deve ser treinado para executar a tarefa.
 A aplicabilidade dos procedimentos deve ser monitorada constantemente, para
assegurar se estão sendo seguidos de forma correta.
 A linguagem utilizada no POP deve ser simples e objetiva para o entendimento de
todos, bem como a sua aplicação.

10
IFCE – Procedimento Operacional Padrão PROF. LEE MARX
O que deve conter um POP?
BOAS PRÁTICAS DE LABORATÓRIO

 Procedimento Operacional Padrão (POP)

 É importante que o Procedimento tenha informações suficientes para que os


colaboradores possam utilizá-lo como um guia, assim como, em caso de
dúvida saiba onde buscar mais informações ou a quem recorrer. Segue uma
lista de itens que um bom procedimento deve conter:

1. Nome
2. Objetivo
3. Documentos de referências (manuais)
4. Local de aplicação
5. Siglas (caso houver)
6. Descrição das etapas da tarefa e de seus executores e responsáveis
7. Fluxograma
8. Local onde poderá ser encontrado e o nome do responsável pela sua guarda e
atualização
9. Frequência de atualização
10. Forma que será gerado (eletrônico, papel)
11. Gestor (quem elaborou)
12. Responsável
11
IFCE – Procedimento Operacional Padrão PROF. LEE MARX
Exemplos
BOAS PRÁTICAS DE LABORATÓRIO

 Procedimento Operacional Padrão (POP)

O POP é um instrumento destinado a quem executa a tarefa e deve ser simples,


completo e objetivo para que possa ser interpretado por todos os colaboradores.
Quanto a sua aplicação, representa a base para garantir a padronização de
tarefas e assegurar aos usuários um serviço ou produto livre de variações (não
conformidades) que poderão interferir na sua qualidade final

12
IFCE – Procedimento Operacional Padrão PROF. LEE MARX
Exemplos
BOAS PRÁTICAS DE LABORATÓRIO

13
IFCE – Procedimento Operacional Padrão PROF. LEE MARX
Exemplos
BOAS PRÁTICAS DE LABORATÓRIO

14
IFCE – Procedimento Operacional Padrão PROF. LEE MARX
Exemplos
BOAS PRÁTICAS DE LABORATÓRIO

15
IFCE – Procedimento Operacional Padrão PROF. LEE MARX
Exemplos
BOAS PRÁTICAS DE LABORATÓRIO

16
IFCE – Procedimento Operacional Padrão PROF. LEE MARX
Exemplos
BOAS PRÁTICAS DE LABORATÓRIO
POP`s a serem elaborados: EQUIPAMENTOS DO LABORATÓRIO DE QUÍMICA IFCE-ARACATI
e/ou procedimentos rotineiros de aulas.
Agitador magnético Ph metro
Balança analítica Turbidímetro
Balança analítica Controlador de vácuo
Banho-Maria Bombas à vácuo
Capela de exaustão Bombas à vácuo
Centrífuga Fotômetro de chama
Centrífuga 910M
Destilador Compressor para
Espectrofotômetro fotômetro
Espectrofotômetro Condutivímetro de
Estufa de secagem bancada
Colorímetro Cromatografia à gas
Geladeira Turbidímetro
Manta aquecedora Medidor de CO
Medidor de EC/TDS/temperatura Forno Mufla
Misturador mecânico Chapas aquecedoras
Mufla
Deionizador de água
Dessecador MA192
Evaporador rotativo

17
IFCE – Procedimento Operacional Padrão PROF. LEE MARX
Exemplos
BOAS PRÁTICAS DE LABORATÓRIO
02 atividade: 60 % da pontuação do Curso

1. Cada aluno deverá elaborar um pop do equipamento a ser definido em sorteio


na turma.
2. As horas práticas serão utilizadas para elaboração do POP, devendo o aluno
procurar todas as informações sobre o equipamento (manual, internet, site da
empresa), se possível indicar 01 procedimento realizado pelo equipamento, por
exemplo: POP do medidor de pH + algum procedimento onde poderá ser
utilizado.
3. Fazer a formatação do POP utilizando todos as informações básicas de
identificação do mesmo, segundo o que foi exposto no curso
4. Cada aluno poderá criar uma formatação própria, contendo obrigatoriamente as
informações da Instituição em que este manual será utilizado
5. O modelos serão avaliados pelos docentes da área especifica do curso
(docentes da química), o modelo com melhor elaboração de informações e
layout será utilizado como padrão para o Manual de Laboratório do IFCE-
ARACATI.
6. Deverá ser entregue até o dia 02 / 01 / 2018. (impreterivelmente)

18
IFCE – Procedimento Operacional Padrão PROF. LEE MARX