Você está na página 1de 49

ESTATÍSTICA

APRESENTAÇÃO

 Licenciatura em Matemática
 Pós Graduação em Administração, Supervisão e
Orientação Educacional
 Mestre em Ensino de Matemática
 Professora de Matemática
EMENTA E OBJETIVOS

Aplicar instrumentos de captação de dados e utilização de


estatística descritiva, com apoio da planilha eletrônica de
cálculos, para elaborar relatórios estatísticos de acordo
com as normas técnicas vigentes.

 Captação de Dados.
 Apresentação de Dados.
 Estatística Descritiva.
CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

 Médias: aritmética, ponderada, geométrica e harmônica;


 Fases do método estatístico: coleta de dados, crítica de
dados, apuração e apresentação dos resultados;
 População, amostra e amostragem (casual ou aleatória
simples, sistemática, proporcional estratificada) ;
 Variáveis contínuas e discretas;
 Dados contínuos;
 Tabelas e series: elementos e tipos;
 Dados absolutos.
CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

 Dados relativos;
 Porcentagem;
 Arredondamento de dados;
 Gráficos estatísticos;
 Distribuição de frequência;
 Tipos de frequência;
 Médias estatísticas: média aritmética simples, média
aritmética ponderada, mediana, moda, variância, desvio
padrão, variabilidade relativa e coeficiente de variação;
METODOLOGIA DE ENSINO

De acordo com o conteúdo a ser ministrado, o docente


poderá utilizar os seguintes métodos de ensino.

 Aulas expositivas dialogadas;


 Estudos de caso;
 Leitura de textos complementares;
 Discussão em grupos;
 Exercícios;
 Dinâmicas de grupo;
 Participação em Projeto Interdisciplinar.
AVALIAÇÕES

Trabalho:
 Avaliação valendo 3 pontos. Poderá ser individual ou
em grupo;

Avaliação Final:
 Prova individual realizada em sala de aula, com peso 7,
contemplando os conteúdos ministrados até a data
anterior à prova, incluindo os temas abordados também
nas atividades realizadas em aulas de laboratório e
oficinas.
BIBLIOGRAFIA

 NETO, Pedro L.O.C.N. Estatística. Editora Edgard


Blucher. São Paulo. 2002.

 CRESPO, Antônio Arnot. Estatística Fácil. 18ª Edição.


São Paulo: Saraiva, 2002
INTRODUÇÃO
ETIMOLOGIA
 A origem da palavra Estatística está associada à palavra latina
status que significa Estado, de onde surgiu a palavra em
italiana statista, que significa "homem de estado", ou político,
e a palavra alemã Statistik, designando a análise de dados
sobre o Estado.
 A palavra foi usada pela primeira vez no século XVII, em
latim, por Schmeitzel (professor e advogado) na Universidade
de Jena e adotada pelo acadêmico alemão Godofredo
Achenwall.

 A palavra Censo é derivada da palavra latina Cencere,


que significa Taxar.
HISTÓRIA DA ESTATÍSTICA
 Há indícios de que 3000 anos A.C. já se faziam censos na
Babilônia, China e Egito e até mesmo o 4º livro do Velho
Testamento faz referência à uma instrução dada a Moisés, para que
fizesse um levantamento dos homens de Israel que estivessem aptos
para guerrear.

 Confúcio relatou levantamentos feitos na China, há mais de 2000


anos A.C.

 No antigo Egito, os faraós fizeram uso sistemático de informações


de caráter estatístico, conforme evidenciaram pesquisas
arqueológicas.
HISTÓRIA DA ESTATÍSTICA
 É conhecido de todos os cristãos o recenseamento dos judeus,
ordenado pelo Imperador Augusto

 Os balancetes do Império Romano e o inventário das posses


de Carlos Magno
 Na Idade Média: colhiam-se informações, geralmente com
finalidades tributárias (impostos) e bélicas (guerras).

 A partir do Século XVI: primeiras análises sistemáticas de fatos


sociais, como batizados, casamentos, funerais, originando as
primeiras tábuas e tabelas e os primeiros números relativos.
HISTÓRIA DA ESTATÍSTICA
 No Século XVII: Godofredo Achenwall batizou a nova ciência
(ou método) com o nome de Estatística, determinando o seu
objetivo e suas relações com as ciências.
 Em 1085, Guilherme, O Conquistador, solicitou um levantamento
estatístico da Inglaterra, que deveria conter informações sobre terras,
proprietários, uso da terra, empregados e animais.
 Contudo, mesmo que a prática de coletar dados sobre colheitas,
composição da população humana ou de animais, impostos, etc., fosse
conhecida pelos egípcios, hebreus, caldeus e gregos, apenas no século
XVII a Estatística passou a ser considerada disciplina autônoma, tendo
como objetivo básico a descrição dos bens do Estado.
HISTÓRIA DA ESTATÍSTICA

 No século XVII, na Inglaterra, surgiram aritméticos políticos,


dentre os quais se destacaram John Graunt (1620-1674) e
William Petty (1623-1687), que se preocuparam com o estudo
numérico dos fenômenos sociais e políticos, na busca de leis
quantitativas que pudessem explicá-los.

 O estudo consistia essencialmente de exaustivas análises


de nascimentos e mortes, realizadas através das Tábuas
de Mortalidade, que deram origem às atuais tabelas
usadas pelas companhias de seguros.
RESUMO

 Desde remota antiguidade, os governos têm se interessado


por informações sobre suas populações e riquezas, tendo em
vista, principalmente, fins militares e tributários.

 As primeiras aplicações do pensamento estatístico estavam voltadas


para as necessidades de Estado, na formulação de políticas públicas,
fornecendo dados demográficos e econômicos.

 Hoje, a estatística é largamente aplicada nas ciências


naturais, e sociais, inclusive na administração pública e
privada.
 O estatístico é um especialista no ramo da matemática voltado
para a coleta, a análise e a interpretação de dados numéricos no
estudo de fenômenos naturais, econômicos e sociais.

 Ele planeja e coordena o levantamento de informações por meio de


questionários, entrevistas, medições e análise desses dados.
Organiza, analisa e interpreta os resultados para explicar fenômenos
sociais, econômicos ou naturais, e ajudar na tomada de decisões em
empresas públicas e privadas. Monta banco de dados para os mais
diversos usos.

 O estatístico é um profissional bastante disputado no mercado


e muito bem remunerados e o campo de trabalho para este
profissional está em expansão.
 Cálculo é o que não falta no currículo, fundamentado em
disciplinas matemáticas, como probabilidade, inferência
estatística e estatística computacional. Para dar conta do
programa, o estudante deve ter facilidade para lidar com a
lógica e muita disposição para trabalhar com números.
Atuação Principal da Estatística
Bioestatística: Aplicações à Medicina
Biometria: Aspectos estatísticos e matemáticos da
Biologia.
Econometria: Estudo de problemas econômicos
combinando métodos estatísticos e matemáticos com
teoria econômica.
Epidemiologia: campo da Medicina que trata do estudo
de epidemias.
Sociometria: estudo de problemas sociais através da
Estatística
Áreas de Aplicação da Estatística
Agricultura: experimentação agrícola.
Indústria e Negócios: controle de Qualidade, Previsão
de Demanda, Gerenciamento Eficiente, Mercado e
Finanças.
Governo: disseminação da Informação, Políticas de
Decisão, Serviços Públicos.
Direito: evidência estatística, teste de DNA,
investigação criminal.
MERCADO DE TRABALHO
• Pesquisas de Opinião
* Pesquisas Eleitorais
* Perfis de Consumidores
• Indústrias
* Controle de Qualidade
* Avaliação de Desempenho
• Instituições Públicas
* IBGE, Aneel, Anatel e Anvisa
* DATAPREV
MERCADO DE TRABALHO
• Instituições de Ensino e Pesquisa – Universidades
• Instituições Financeiras (bancos, seguradoras, ....)
* Cálculo de apólices de seguro
* Construção de indicadores econômicos
* Carteiras de Investimento
* Construção de plano de pensão
• Instituições da Área Médica (hospitais, clínicas,...)
* Eficácia de novos tratamentos
* Controle de Infecção Hospitalar
Vamos analisar a nossa turma?
FASES DO MÉTODO
ESTATÍSTICO
 A Estatística fundamenta suas conclusões nos estudos
realizados.

 Existem aplicações específicas de estatística em determinadas


áreas, o que faz com que esta ciência seja dividida para fins
didáticos.

 Dessa forma, a estatística pode ser dividida em duas:

• Estatística Descritiva: Planejamento, coleta de dados, apuração


de resultados e apresentação de dados.

• Estatística Experimental: análise dos dados.


FASES DO MÉTODO ESTATÍSTICO

 Planejamento:

A primeira etapa consiste em planejar o modo como serão


realizadas as fases seguintes, determinando o objetivo da
pesquisa e os métodos que serão utilizados.

Nesta etapa são definidos os objetivos, as características da


amostra, o método de aquisição e de processamento de
dados.
FASES DO MÉTODO ESTATÍSTICO

 Coleta de dados:

A coleta de dados pode ser:

DIRETA INDIRETA
FASES DO MÉTODO ESTATÍSTICO

 Coleta Direta:

A coleta direta de dados é quando os mesmos são obtidos


pelo próprio pesquisador através de levantamentos de
registros (nascimentos, óbitos, nota fiscal, impostos, etc.)
ou coletados diretamente através de inquéritos,
questionários, etc.
FASES DO MÉTODO ESTATÍSTICO

 Coleta Direta:

A coleta direta pode ser classificada quanto ao fator tempo:

Contínua: quando feita de forma continuada, como registro de


nascimentos, óbitos, frequência de alunos às aulas, etc.
Periódica: quando feita em intervalos constantes de tempo, como
censos (10 em 10 anos), avaliações mensais dos alunos, etc.
Ocasional: quando feita em determinada situação para atender a
um objetivo, como pesquisa de mortalidade de um rebanho,
pesquisa de um produto no mercado, etc.
FASES DO MÉTODO ESTATÍSTICO

 Coleta Direta:

A coleta direta pode ser classificada quanto ao fator tempo:

Contínua: quando feita de forma continuada, como registro de


nascimentos, óbitos, frequência de alunos às aulas, etc.
Periódica: quando feita em intervalos constantes de tempo, como
censos (10 em 10 anos), avaliações mensais dos alunos, etc.
Ocasional: quando feita em determinada situação para atender a
um objetivo, como pesquisa de mortalidade de um rebanho,
pesquisa de um produto no mercado, etc.
FASES DO MÉTODO ESTATÍSTICO

DICA

https://www.google.com/intl/pt-BR/forms/about/
FASES DO MÉTODO ESTATÍSTICO

 Coleta Indireta:

A coleta indireta é feita com base em elementos já


pesquisados ( revistas, jornal, livros, etc)
FASES DO MÉTODO ESTATÍSTICO

 Crítica de Dados:

Os dados obtidos devem ser criticados à procura de falhas


sistemáticas no planejamento, aquisição e armazenamento
dos dados. Observe os seguintes tópicos que devem ser
levados em conta na crítica de dados.
FASES DO MÉTODO ESTATÍSTICO

 Crítica de Dados:

Perguntas tendenciosas, como:

• O tráfego contribui em maior ou menor grau do que a


indústria para a poluição atmosférica?
Resposta: 45% para o tráfego e 32% para a indústria.
• A indústria contribui em maior ou menor grau do que o
tráfego para a poluição atmosférica?
Resposta: 24% para o tráfego e 57% para a indústria
FASES DO MÉTODO ESTATÍSTICO

 Crítica de Dados:

Preservação da autoimagem, como:

• Em uma pesquisa telefônica 94% dos entrevistados


disseram que lavam as suas mãos após usar o banheiro,
mas na observação, em banheiros públicos, esse
percentual cai para 68%.
FASES DO MÉTODO ESTATÍSTICO

 Crítica de Dados:

Más amostras:

• As pessoas devem ser escolhidas aleatoriamente para a


pesquisa, como por exemplo, numa pesquisa de opinião
na rua, deve-se entrevistar somente quem pisou em uma
determinada marca pré-determinada na calçada.
FASES DO MÉTODO ESTATÍSTICO

 Crítica de Dados:

Más perguntas:

• A pergunta deve conter um linguajar próprio do


entrevistado. Geralmente, se o entrevistado não
entender a pergunta, ele responderá qualquer coisa, pois
pode ter vergonha de perguntar.
FASES DO MÉTODO ESTATÍSTICO

 Apuração dos Dados:

É a etapa de soma e processamento dos dados mediante


critérios de classificação. Pode ser manual, eletromecânica
ou eletrônica.
FASES DO MÉTODO ESTATÍSTICO

 Apresentação dos Dados:

Os dados sempre devem ser apresentados de forma


adequada, seja através de tabelas ou gráficos, seguindo os
critérios determinados no planejamento e utilizados no
processamento dos dados.
A exposição dos dados tem o objetivo de facilitar a
análise daquilo que é objeto do estudo estatístico.
FASES DO MÉTODO ESTATÍSTICO
 Análise de resutlados:
A última etapa do processo estatístico consiste em tirar
conclusões sobre os dados levantados e processados,
inferindo conclusões sobre o todo (população) a partir de
dados coletados de uma parte representativa da população
(amostra)
FASES DO MÉTODO ESTATÍSTICO
Para você responder:

Classifique cada um dos exemplos abaixo como


sendo casos de Estatística Descritiva ou de Inferência
Estatística.

1- Um lote de 100 aparelhos de televisão considera-se


em bom estado para venda se, ao serem testados 10 deles,
eles não apresentarem qualquer defeito.

Estatística Descritiva ou de Inferência Estatística.


FASES DO MÉTODO ESTATÍSTICO
Resolução:

1- Temos aqui um exemplo de Inferência Estatística.


De uma amostra de 10 televisores infere-se para a
população do lote de 100.
Acredita-se, com base na teoria da Inferência Estatística,
que se 10 televisores aleatoriamente selecionados (ao acaso)
estiverem todos bons, então o mesmo deve acontecer aos
restantes.
FASES DO MÉTODO ESTATÍSTICO
Para você responder:

2- Uma pesquisa de opinião revelou que 65% da


população brasileira apoiava um determinado candidato
para Presidente da República. Se esse candidato se
apresentar às eleições, é de se esperar que ele ganhe.

Resolução: Temos novamente aqui um exemplo de Inferência


Estatística. Sendo a amostra representativa da população de
todos os eleitores, então é de esperar que o que se passa na
amostra também se passe na população e, portanto, que mais
eleitores votem nesse candidato.
FASES DO MÉTODO ESTATÍSTICO
Para você responder:

3- Os 120 empregados de uma fábrica, ganham em


média R$ 1050,00 por mês.

Resolução: Aqui temos apenas um problema de Estatística


Descritiva visto que a informação foi feita com base nos
dados relativos ao salário de todos os empregados da
empresa.
FASES DO MÉTODO ESTATÍSTICO
Para você responder:

4- Baseados numa amostra de 500 trabalhadores de


uma empresa de construção civil, acredita-se que a média
dos salários dos trabalhadores desse ramo é de R$ 980,00
por mês.

Resolução: Como apenas se estudou o salário de uma


amostra de trabalhadores da empresa, estamos perante um
problema de Inferência Estatística.
FASES DO MÉTODO ESTATÍSTICO
Para você responder:

5- Verificadas todas as 5.000 peças fabricadas e um dia,


por uma indústria, verificou-se que 4% apresentavam
defeitos.

Resolução: Aqui temos apenas um problema de Estatística


Descritiva visto que a informação foi feita com base nos
dados relativos a todas as peças fabricadas naquele dia.