Você está na página 1de 14

Retinopatia

Hipertensiva
Marcus Henrique Bandeira Dourado
Acadêmico do 7º Período de Medicina UFMA- CCSST
Introdução
Representa uma lesão de órgão-alvo da HAS
Clinicamente divide-se em:
Aguda Elevação Abrupta da PAS
Crônica Elevação persistente da PAS
A coroide, nervo óptico também podem ser
acometidos
Fisiopatologia
Vasoconstricção
Vasoconstricção reflexa ao reflexa
Exsudatos ao
duros, estrela
Alterações vasculares
aumento pressórico aumento pressórico
macular e hemorragias em
Perda da barreira
Lesão
hematorretiniana hipertensiva
“chama dedireta
vela” nae camada
da
Perda da barreira resultante
arteriosclerose
Extravasamento de fibras nervosas.
dehematorretiniana
plasma e sangue

Necrose Exsudatos
fibrinóide duros, estrela
Extravasamento macular e hemorragias em
de plasma e sangue “chama de vela”
Os exsudatos na camada
algodonosos
de fibras nervosas.
Fatores de Risco
Cerca de 90% dos casos ocorre em pacientes
com HAS
Raça negra, idade acima de 60 anos e PA não
controlada
Hipertensos com PA não controlada têm 2
vezes mais chance de desenvolver sinais de
retinopatia KANSKI, J. J. Oftalmologia clínica.
Manifestações Clínicas
•• Aguda
Crônica
Envolve arteríolas terminais e, em seguida, as
Assintomática
arteríolas retinianas principais
Comprometimento ou opacidades de meios
(Hemorragia Vítrea) macular que leva a baixa
da acuidade visual, cefaléia, escotomas,
diplopia, borramento visual, metamorfopsia e
fotopsia
KANSKI, J. J. Oftalmologia clínica.
Classificação

KANSKI, J. J. Oftalmologia clínica.


Classificação
Classificação da Sociedade Internacional de Oftalmologia

H = Alterações Hipertensivas
A = Alterações Arterioscleróticas
Classificação da Sociedade
Internacional de Oftalmologia
Classificação da Sociedade
Internacional de Oftalmologia
Diagnóstico
Precoce;
Achados da fundoscopia + Achados da Pressão
arterial;
Diagnóstico Diferencial:
Complicações
Conduta
Sem tratamento específico;
Controle da PA;
Melhorar queixas visuais;
Mudança de estilo de vida;
Uso de anti-hipertensivos.
Acompanhamento por exames oftalmológicos.
Referências
• KANSKI, J. J. Oftalmologia clínica. Rio de
Janeiro: Elsevier, 2004.
• REY, L. Dicionário de Termos Técnicos de
Medicina e Saúde. Rio de Janeiro: Guanabara
Koogan, 2008.
• JACOMINI, C. Z.; HANNOUCHE, R. Z.
Retinopatia hipertensiva. Revista Brasileira de
Hipertensão. Ribeirão Preto, v. 8, n. 3, 2001.
Disponível em
<http://departamentos.cardiol.br/dha/revista
/8-3/retinopatia.pdf>. Acesso em 13 Mai.
2017.