Você está na página 1de 54

Implantação do Sistema AJURI nas

empresas distribuidoras
da ELETROBRÁS
AJURI - Sistema de Gestão Comercial de Energia Elétrica

É o sistema de gestão comercial de energia


elétrica padronizado pela ELETROBRÁS para
uso em suas empresas distribuidoras de
energia
AJURI - Sistema de Gestão Comercial de Energia Elétrica

A nova versão do sistema é resultado da parceria entre a ELETROBRÁS


e sua subsidiária ELETRONORTE que o desenvolveu
AJURI – Histórico

AJURI é um termo usado pelos nativos da área


do Rio Negro, na Amazônia, que significa

• ajuntamento de pessoas com um


determinado fim cooperativista

• reunião

quando se quer realizar o corte da juta,


ou a construção de uma oca,

ou ainda qualquer trabalho que


necessite de muita gente.
O AJURI integra as atividades da gestão comercial das empresas
distribuidoras de energia elétrica. Suporta os processos empresariais de faturamento
de consumo e serviços de energia, arrecadação financeira, bem como o
atendimento a consumidores

GESTÃO DE
ORDENS DE
SERVIÇOS
GERÊNCIA
EQUIPAMENTO FATURAMENTOS

MEDIÇÃO

ATENDIMENTO
A CLIENTES
GERÊNCIA ARRECADAÇÃO
DE INSPEÇÕES

RECUPERAÇÃO COBRANÇA
FATURAMENTO
O AJURI se integra aos sistemas existentes (ERP, Distribuição e bancos)
Bancos /
Conve Arreca Eletrobrás
niados dadores

ANEEL
COMERCIAL FINANÇAS Emprega
Faturamento dos
Consumi CT-Pagar
Arrec. bancos
Contabilidade
dores Adm.CC
Medição Faturamento Geral e de
Arrec. por natureza Custos Fluxo Caixa
Tesouraria
COMERCIALIZ.
CT-Receber REC.
Planej.Ec Fin. HUMANOS
Atendimento Arrecadação
Orcamento Empr. Financ.
Mercado
Adm. Pessoal
SIST. Folha Pgto

Comercializ. Reclamações retorno


Orcam / Custos de Obras GESTÃO
Orcam. Manut. Adm.Tempo
de
Energia
EMPRESARIAL Benefícios
Dsv.Pessoal
ENGENHARIA (ERP)
ADM. MATERIAIS
Planej. Manut.
Gestão Contratos
Estudos
SIST.
e Projetos de Obras
Planej. Obras
Compras Bens/Serviços
Req, Itens
Vende TÉCNICO
dores
Energia (distribuição)
Operação
MAE Fornece
Planejamento
Estoque. Licitação dores
da Expansão. Manutenção
Terceiros
AJURI - Sistema de Gestão Comercial de Energia Elétrica

O sistema é de fácil utilização, possuindo


menus explicativos.

Opera em ambiente windows e tem


funcionalidades disponíveis na internet para
uso pelos consumidores e profissionais das
empresas
AJURI – Histórico
 1996 – A ELETRONORTE inicia o desenvolvimento do AJURI. Usa como base a
experiência no sistema INHAGATU que operava em ambiente de grande porte

 1998 – iniciada a operação do módulo de faturamento / arrecadação na BOAVISTA


ENERGIA

 1999 – iniciada a operação dos módulos de faturamento / arrecadação na MANAUS


ENERGIA

 2000/2002 – ampliação das funcionalidades na BOAVISTA e MANAUS ENERGIA

 2003 - iniciada a operação na CEAM – todos os módulos

 Jan/2004 – ELETROBRÁS inicia estudos para a modernização de processos e


sistemas nas suas empresas distribuidoras

 Ago/2004 – ELETROBRAS cria Grupo de Estudo para avaliar AJURI (RES-610/2004)

 Out/2004 – É estabelecida a parceria ELETROBRAS – ELETRONORTE para manter


e implantar o sistema AJURI

 Out/2004 – ELETROBRAS cria Grupo Executivo para implantar o sistema (RES-


811/04))
Modernização de Processos e Sistemas nas distribuidoras

 No contexto de gestão e acompanhamento das suas empresas distribuidoras para


viabilizar a modernização de processos de negócio ìdentificou-se ser fundamental
modernizar a infra-estrutura tecnológica e de sistemas de informação.

 As principais recomendações e prioridades definidas, nesse segmento, foram:

 Implantar / modernizar infra-estrutura de rede e de telecomunicações;

 Implantar / modernizar sistema de gestão comercia l


 Avaliar aderência do sistema de gestão comercial AJURI;

 Implantar / modernizar sistema de gestão administrativo-financeiro

 Implantar / modernizar sistema técnico;


Em resumo: O cenário nas empresas distribuidoras

Perdas e Inadimplência Novas Regras


elevadas Setor Aberto Competitivo

Sistemas e Processos
a aprimorar Atendimento
Regulação ANEEL

Infra-estrutura
Tecnológica Melhoria no
a modernizar Atendimento ao
Consumidor

Capacitações Melhoria do
a aprimorar Resultado
Financeiro
Modernização de Processos e
Sistemas
Avaliação do grau de aderência do AJURI (RES-610/2004)

 Realizada em agosto / setembro 2004

 Escopo
 Avaliar as funcionalidades, processos e dados suportados pelo sistema AJURI para
atendimento a CEAL, CEPISA, CERON, ELETROACRE

 Metodologia
 Avaliação do uso do AJURI nas empresas CEAM, MESA e BOAVISTA que já adotavam o
sistema;
 comparação das funcionalidades com os requisitos de negócio das empresas,
 estudo técnico das funcionalidades existentes (122 foram avaliadas);
 verificação das operações do sistema na CEAM / MESA.
 geração de um relatório de Necessidades de Melhorias no AJURI e o prazo para
efetivação dessas melhorias;

 participação de profissionais de negócio e de tecnologia da informação de todas as


empresas distribuidoras e da ELETROBRÁS;

 Avaliação da plataforma tecnológica das empresas identificando quais as necessidades


de melhorias para viabilizar o uso do AJURI ( infra-estrutura tecnológica de Manaus como
referência)

 Obs- a maioria dos integrantes do grupo de trabalho já havia participado de avaliaçoes de sistemas de gestao
comercial existentes no mercado durante o ano de 2003 e 2004
Resultado da Avaliação: Grau de Aderência / Grau de Impacto do AJURI
CEPISA CEAL

9% 10%

47% 26%

44% 64%

S = atende S+ = supera N = não atende S = atende S+ = supera N = não atende

CERON ELETROACRE

10% 6%
11%

46%

44%
83%

S = atende S+ = supera N = não atende S = atende S+ = supera N = não atende

• Cerca de 90% das 122 funcionalidades avaliadas atendem às necessidades das empresas (fatias verde e azul)
• Na CERON e CEPISA, 44% dessas funcionalidades atendem e superam às equivalentes em seus sistemas (fatia verde)
• Apenas 10% das funcionalidades foram ajustadas para que o sistema pudesse ser adotado pelas empresas, num total de18
melhorias consideradas obrigatórias e investimento de 850 homens / hora (fatia vinho).
Padronização do AJURI (RES - 811 / 2004)

 Adoção de um sistema comercial único (AJURI) para as distribuidoras


 Benefícios identificados:
 Padronização de normas de segurança, processos operacionais, gerenciais e de
auditoria;
 Racionalização dos custos de implantação, manutenção e operação;
 Compartilhamento de experiências e recursos com redução do risco de interrupção

 Estratégia definida:
 Implementação imediata das 18 melhorias obrigatórias no sistema AJURI;
 Implantação imediata do sistema AJURI iniciando-se pela CEAL

 Constituição de um Grupo de Trabalho (GT-AJURI) coordenado pela ELETROBRÁS:


 planejar, acompanhar e supervisionar os projetos de implantação do sistema;

 propor a estrutura, atribuições e as regras de funcionamento do Comitê Gestor do


AJURI
sob a coordenação da ELETROBRÁS
com representação das empresas desenvolvedoras e usuárias do AJURI
deve: garantir a sua operação e evolução, bem como a adoção de uma versão única
Os projetos de implantação
do AJURI nas Empresas
A Disciplina de Implantação do AJURI – DIA, criada pela ELETROBRÁS,
estabelece como o projeto deve ser desenvolvido

A DIA estabelece:

Rede e
Direção Servidor de

HARDWARE
Projeto Rede
Servidor
Especif / Comp / Inst
Qualidade
e Acomp.
(GE)
Programas

PROCESSOS
SOFTWARE
Dados / Interface Migrar Migrar Migrar
Coordenação Especif / Prgm / Test Dados Dados definitivo
Projeto

+
Estabilização
Teste Teste Operação
Melhorias Integrado Paralelo
Sistemas Processos

PEOPLEWARE
Treinamento Treinamento
Usu.negocio + TI Usuário Final
Equipe Equipe
TI Comercial

uma estrutura formal de projeto definindo um conjunto de atividades e o seu inter-relacionamento para execução no
seus papéis e responsabilidades decorrer do projeto

cada atividade é conceituada bem como os produtos esperados após sua


conclusão. Modelos pré-definidos são apresentados

Veja a seguir os detalhes


Estrutura do Projeto

Direção CEAL - Joaquim (Presidente)


Projeto ELB – Representante da Dir.
Administração

Coord. TI - Claudio Magalhães (ELB)


Qualidade Coord. Comercial - ELB
e Acomp.
(GE)

Coordenação
Projeto CEAL (Comercial) - Eronildes
ELN (TI) - Eduardo Lima

CEA(Comercial) - Edson (Gerente de Faturamento)


CEAL - Fredman
ELN - Paulo Mello Equipe Equipe
Usuãrios-chave de Faturamento +
TI Comercial Arrecadação + Atendimento + Finanças

A DIA prevê a definição de uma estrutura formal para gerenciamento do


projeto de implantação do AJURI ...
Papéis e Responsabilidades

PAPÉIS E RESPONSABILIDADES NA ORGANIZAÇÃO DO PROJETO


Função Papel Candidato Responsabilidades
Direção do Projeto Diretor de Projeto Alto executivo da empresa Responsável pelo projeto / Definir as diretrizes
cliente estratégicas / Apoiar necessidades do projeto
Acompanhamento Gerente de Representante(s) do Grupo Garantir as diretrizes estratégicas
e Qualidade Qualidade Executivo ELETROBRAS - Acompanhar, supervisionar e apoiar a execução do
RES 811/2004 projeto
Prestar apoio metodológico
Coordenação do Coordenador do Executivo na empresa Responder pela execução do projeto
Projeto Projeto cliente / Executivo no Garantir o cumprimento das metas do projeto e
implantador observância das diretrizes estratégicas
Definir a metodologia de trabalho;
Promover a coordenação dos trabalhos realizados pelas
equipes de projetos
Coordenação de Coordenador de Executivo de TI Definir as diretrizes táticas;
Tecnologia da TI (implantador + cliente) Coordenar as atividades executadas pela equipe de TI
Informação (TI) do projeto
Garantir a alocação dos profissionais de sua área de
atuação nas atividades do projeto
Coordenação Coordenador Executivo da área Coordenar as atividades executadas pela equipe
Comercial Comercial Comercial na empresa Comercial do projeto
Definir as diretrizes táticas;
Garantir a alocação dos profissionais de sua área de
atuação nas atividades do projeto
Equipe do Projeto Técnicos especialistas Executar as atividades de projeto
(TI e Comercial) nas áreas de tecnologia da
informação (TI) e
Comercial de Energia El.

... onde cada um tem definido qual o seu papel, bem como as suas
responsabilidades no desempenho das atividades do projeto
A Disciplina de Implantação do AJURI - DIA

Fases Atividades
Num. Nome da Fase Descrição / Objetivos Num Macro Atividade Descrição / Objetivos Fase
Fase
1 Iniciação  Estabelecimento das condições para início 1 Preparação do Projeto  Envolve a definição e viabilização das condições 1
do projeto, desde a logística, time de para início do projeto, desde a logística até o time
profissionais até a definição do escopo de de profissionais. O escopo de funcionalidades a
funcionalidades a ser implantado ser implantado é também objetivo dessa atividade
2 Planejamento  Identificação e especificação: 2 Migração dos Dados  Abrange o planejamento e desenvolvimento dos 2,3,4
 Melhorias em funcionalidades, relatórios,
programas para a migração dos dados do sistema
integração com outros sistemas atual para o novo sistema, bem como a realização
de ajustes nos dados a serem migrados,
 ajustes nos dados a serem migrados para
3 Desenvolver Melhorias  Planejamento e Desenvolvimento de melhorias em 2,3,4
o novo sistema
funcionalidades existentes
 Planejamento do treinamento global e
4 Integração com  Planejamento e Desenvolvimento de programas 2,3,4
execução do treinamento dos usuários- sistemas para integração do AJURI com outros sistemas
chave e da equipe de TI responsável pelo existentes
futuro suporte ao sistema 5 Homologação do  Planejamento e realização de Testes de 2,3,4
 Definição das necessidades de hardware / sistema integração e do testes paralelo do sistema ,5
software  Preparação do ambiente de produção e Início da
 Confirmação do escopo e cronograma final operação do sistema
3 Execução  Elaboração dos programas de 6 Implantação no  Instalação do sistema no ambiente de produção 3,4,5
computadores necessários para a migração ambiente de produção visando a entrada em operação
dos dados, introdução de melhorias em 7 Entrada em operação /  Início da operação do sistema e estabilização do 3,4,5
funcionalidades; novos relatórios, integração Estabilização seu uso através de monitoramento
com outros sistemas  novos relatórios, integração com outros sistemas
 Aquisição / Instalação de hardware e 8 Treinamento Equipe  Planejamento e execução do treinamento do time 2,3,4
software necessários de TI de TI responsável pelas atividades do projeto e do
 Realização do treinamento dos usuários suporte ao sistema no pós-implantação
finais, testes de integração e do testes 9 Treinamento Usuários  Planejamento e Realização do treinamento dos 2,3,4
paralelo do sistema Chave usuários –chave
10 Treinamento Usuário  Planejamento dos treinamentos de usuário final 2,3,4
 Preparação do ambiente de produção e
Final  Definição de perfis de acesso
Início da operação do sistema
 Realização do treinamento dos usuários finais
 Início da operação do sistema e
11 Aquisição de  Aquisição / Instalação de hardware e software 2,3,4
estabilização do seu uso através de
Hardware necessários
monitoramento Aquisição de Infra-estrutura 
12 Aquisição e instalação da rede de 2,3,4
4 Controle  Reuniões de Controle e Acompanhamento de Telecomunicações
telecomunicações
do Andamento do Projeto
5 Encerramento  Homologações finais e finalizações de fases

A DIA estabelece as FASES e e as ATIVIDADES a serem realizadas pelos integrantes do


projeto.
Produtos na DIA
DESCRICAO DOS PRODUTOS POR ATIVIDADE MAR ABR
1 2 3 4 1
Num Atividade Fase Respons Pred Suc Descrição Atividade Produtos Esperados Descrição Produto
Atv ável

3 Desenvolvimento das melhorias em funcionalidades 2,3 Desenvolver melhorias (ver detalhe nas subatividades) (ver detalhe nas
funcionais a serem subatividades)
incorporadas ao sistema,
IMPL-TI consideradas
imprescindíveisnas atividades
para o cenário da empresa.do
sistema, de modo a garantir a
adeência do produtos aos
31 Identificação de necessidade de melhorias 2 Identificar melhorias funcionais Relatório de Melhorias aRelação das Melhorias por
imprescindíveis à empresa Implementar; Cronograma grupo funcional existente no
Preliminar; Lista Preliminar de sistema, indicando o
IMPL-COM/TI 32
Pgms responsável na empresa por
cada uma delas e a
justificativa associada
32 Especificação das Melhorias 2 Detalhar funcionalmente os Especificação Funcional das Descrição detalhadas dos
requisitos e premissas de cada Melhorias requisitos e premissas para
IMPL-TI / COM
31 35 melhoria identificada cada evento funcional
identificado nas melhorias a
serem programadas
33 Desenvolvimentos dos programas de melhorias 3 Desenvolver os programas de Programas desenvolvidos / Relação dos programas
melhorias a partir das Relatório de programas existentes por melhoria
IMPL-TI
especificações funcionais desenvolvidos funcional
elaboradas
34 Atualização dos manuais do usuário e de processos 3 Promover os ajustes nos Manual de usuário / Manual de
IMPL-TI 33 105,1 manuais de usuário e de processo, ajustados
processos
34 Teste das mellhorias 3 Realizar testes preliminares Programas desenvolvidos, Relação dos programas
visando a liberação dos testados e implantados no concluídos
IMPL-TI programas para a homologação ambiente de testes
pela área comercial

35 Homologação das melhorias 2,3 Realizar a homologação das ver detalhe ver detalhe
melhorias em conformidade
IMPL-COM/TI
com a Especificação Funcional
das mesmas

Cada atividade e seus produtos associados são definidos e conceituados, facilitando o


entendimento e a gestão do projeto.
Entenda como se desenvolvem as macro-atividades de projeto

Rede e
Servidor de
HARDWARE

Rede

Servidor
Especif / Comp / Inst

Programas
PROCESSOS
SOFTWARE

Dados / Interface Migrar Dados Migrar Dados Migrar definitivo


Especif / Prgm / Test
+

Estabilizaçã
Teste Integrado o
Melhorias Teste Paralelo Operação
Sistemas Processos
PEOPLEWARE

Treinamento Treinamento
Usu.negocio + TI Usuário Final

1) É realizado o TREINAMENTO DE USUARIOS de negócio e de TI.


2) Profissionais do Grupo Eletrobrás realizam MELHORIAS no SISTEMA AJURI decorrente de avaliação promovidas pelos
usuários da empresa. São identificadas AJUSTES NOS PROCESSOS da empresa.
3) É iniciada a LIMPEZA DE DADOS existentes e a elaboração dos PROGRAMAS DE MIGRAÇÃO DE DADOS para o AJURI.
Enquanto isso, a infra de telecomunicação e rede estão sendo adquiridas
4) Os dados são migrados para realização do TESTE INTEGRADO. Eventuais ajustes são realizados
5) Nova migração de dados é realizada para o TESTE PARALELO. Realizadas comparações com o sistema atual, incluindo
operações de fechamento mensais. Eventuais ajustes são realizados. O treinamento de usuários finais é realizado pelos
usuários-chave de negócio e consultores do Grupo Eletrobrás
6) Concluídos os testes, é executado o Plano de Entrada em Operação com a MIGRAÇÃO DEFINITIVA DOS DADOS e início
da operação do sistema.
Cronograma-base para implantação do AJURI

IMPLANTAÇÃO DO AJURI nas Distribuidoras da ELETROBRÁS


JUN JUL AGO SET OUT NOV DEZ JAN
1 2 3 4 1 2 3 4 1 2 3 4 1 2 3 4 1 2 3 4 1 2 3 4 1 2 3 4 1 2 3 4
Cod Atividade Resp

1 Preparação do Projeto GE 1 1 1

2 Desenvolver programas de migração de dados CLI-TI 2 2 2 2 2 2 2 2 2 2 3 3 3 3 3 3 3 3 3

3 Desenvolver Melhorias IMPL-TI

4 Integração com outros sistemas IMPL-TI 2 2 2 2 2 2 2 3 3 3 3 3 3 3 3 3

5 Homologação do Sistema CLI-COM 4 4 4 4 4 4 4 4 4

6 Implantação no ambiente de produção CLI-TI 4 4 4 4 4 4 4 4 4 4 4 4

7 Entrada Operação / Estabilização IMPL-TI 5 5 5 5

8 Treinamento de Equipe de TI (sw ) CLI-TI 2 2 2 2

9 Treinamento Usuários-chave IMPL-TI 2 2 2 2 2 2

10 Treinamento Usuario Final CLI-COM 2 2 2 2 4 4 4 4 4 4

11 Aquisição de Hardware CLI-TI 2 2 2 2 2 2 2 2 2 2

12 Aquisição de Infra de Telecomunicações CLI-TI 2 2 2 2 2 2 2 2 2 2 2 2 2 2 2 2 2 2 2 2 2 2 2 2 3 3 3

13 Aquisição / Instalação de Infra de Rede Corporativa


CLI-TI 2 2 2 2 2 2 2 2 2 2 2 2 2 2 2 2 2 2 2 2 2 2 2 2 3 3 3

• O cronograma-base é definido conforme com as atividades de projetos estabelecido na Disciplina de


Implantação do AJURI – DIA. Na fase de Preparação do Projeto ele é customizado de acordo com a
realidade da empresa
A ELETROBRÁS traçou a estratégia para execução dos projetos de
implantação, com base na DIA. Veja a situação atual.

IMPLANTAÇÃO DO AJURI nas Distribuidoras da ELETROBRÁS


2004 2005 2006
N D J F M A M J J A S O N D J F M A M J J A S O N D
CEAL prev.
realiz.

CERON prev.
realiz.

CEPISA prev.
realiz.

ELETROACRE prev.
realiz.

• CEAL – oito meses de projeto – início operação em JUL/05 – estabilização de 2 meses concluída

• CERON – sete meses de projeto – início operação NOV/06 – estabilização de 2 meses concluída

• CEPISA – onze meses de projeto – início operação JUL/06 – estabilização de 3 meses sendo concluída

• ELETROACRE – inicio de projeto previsto para OUT/06: está sendo reavaliada nova data.
As empresas distribuidoras do Grupo Eletrobrás

O AJURI está em operação em 6(seis) das


7(sete) empresas distribuidoras da
ELETROBRÁS.

Existe uma única versão para todas as


empresas – customizações são negociadas
As empresas distribuidoras do Grupo Eletrobrás

O AJURI é acessado remotamente e on-


line pela ELETROBRÁS a partir da sua sede
no Rio de Janeiro, onde informações são
consolidadas e analisadas ....
As empresas distribuidoras do Grupo Eletrobrás

.. E pela equipe de suporte do sistema da


ELETRONORTE, que a partir de Brasília,
realiza as atividades de suporte técnico e
desenvolvimento de melhorias
Capacidade de processamento

Num Registros
Empresas Num. Consum.
(em milhões/ano

BOVESA 65.900 1,0

CEAL 700.137 10,9

CEAM 183.021 2,9

CEPISA 747.593 11,7


O AJURI atualmente processa com
CERON 390.636 6,1 segurança e rapidez, cerca de

ELETROACRE 147.443 2,3


• 2,6 milhões de consumidores
MESA 393.942 6,1 • 41 milhões de registros por ano

Total 2.628.672 41,0


Os custos

do projeto AJURI
Investimentos Totais por Empresa

Investimento em R$ Mil executado X orcado


EMPRESA
Orçado (B) Executado( D) (B / D) B-D
CEAL 6.885,47 1.883,56 72,6% 5.001,91
CERON 6.270,11 1.351,35 78,4% 4.918,76
CEPISA 8.457,70 4.035,42 52,3% 4.422,27
ELETROACRE 3.652,72 3.278,45 10,2% 374,28
TOTAL DO PROJETO 25.266,00 10.548,78 58,2% 14.717,22
(D) Eletroacre inclui gastos a serem realizados no valor de R$ 680 mil

Investimento em R$ Mil executado X revisado


EMPRESA
Revisado ELB (C) Executado( D) (D / C) C-D
CEAL 4.820,00 1.883,56 60,9% 2.936,44
CERON 4.303,00 1.351,35 68,6% 2.951,65
CEPISA 6.103,00 4.035,42 33,9% 2.067,58
ELETROACRE 2.961,00 3.278,45 -10,7% -317,45
TOTAL DO PROJETO 18.187,00 10.548,78 42,0% 7.638,22
(D) Eletroacre inclui gastos a serem realizados no valor de R$ 680 mil

(B) – Cenário com a contratação de sistema junto a terceiros, individualmente pelas empresas
(C) – Cenário com a contratação de sistema junto a terceiros, pela ELETROBRÁS
(D) – Cenário realizado com a adoção do sistema AJURI

A adoção do AJURI resultou numa economia de R$ 14,7 milhõoes.


Participação nos Investimentos por Empresa

Invest. Orçado
Invest. Realizado

14%
18%
27%
CEAL 31%
CEAL
CERON 13%
CERON
CEPISA
CEPISA
34%
ELETROACRE
ELETROACRE
25%
38%

Os maiores investimentos foram realizados na CEPISA, onde havia


maior defasagem da infra-estrutura tecnológica.
Investimentos por Natureza / Empresa

Investimento em R$ Mil reducao % Executado executado X orcado executado X revisado


ITEM
Orçado (B) Revisado ELB( C ) ( C / B) ( D) (B / D) B-D (D / C) C-D

HW+SW+BD 13.616,00 10.858,00 20,3% 8.688,78 36,2% 4.927,22 20,0% 2.169,22


ORACLE 2.700,00 1.700,00 37,0% 1.700,00 37,0% 1.000,00 0,0% 0,00
CEAL 675,00 425,00 425,00 250,00
CERON 675,00 425,00 425,00 250,00
CEPISA 675,00 425,00 425,00 250,00
ELETROACRE 675,00 425,00 425,00 250,00
HARDWARE 9.301,00 7.543,00 18,9% 6.233,78 33,0% 3.067,22 17,4% 1.309,22
CEAL 1.986,47 1.611,00 926,96 1.059,50
CERON 1.466,11 1.189,00 535,80 930,32
CEPISA 3.516,70 2.852,00 2.759,32 757,38
ELETROACRE 2.331,72 1.890,00 2.011,69 320,03
SW-BASICO 1.615,00 1.615,00 0,0% 755,00 53,3% 860,00 53,3% 860,00
CEAL 474,00 474,00 221,59 252,41
CERON 429,00 429,00 200,55 228,45
CEPISA 366,00 366,00 171,10 194,90
ELETROACRE 346,00 346,00 161,75 184,25

SERVICOS + VIAGENS 11.650,00 7.330,00 37,1% 1.860,00 84,0% 9.790,00 74,6% 5.470,00
SERVICOS 10.800,00 6.480,00 1.010,00 90,6% 9.790,00 84,4% 5.470,00
CEAL 3.600,00 2.160,00 160,00 3.440,00
CERON 3.600,00 2.160,00 90,00 3.510,00
CEPISA 3.600,00 2.160,00 380,00 3.220,00
ELETROACRE 0,00 0,00 380,00 -380,00
VIAGENS 850,00 850,00 0,0% 850,00 0,0% 0,00 0,0% 0,00
CEAL 150,00 150,00 150,00 0,00
CERON 100,00 100,00 100,00 0,00
CEPISA 300,00 300,00 300,00 0,00
ELETROACRE 300,00 300,00 300,00 0,00

TOTAL DO PROJETO 25.266,00 18.188,00 28,0% 10.548,78 58,2% 14.717,22 42,0% 7.639,22
Participação das naturezas nos totais

NATUREZA INVESTIM Executado( D) % do total


HW+SW+BD 8.688,78 82,4%
ORACLE 1.700,00 16,1%
HARDWARE 6.233,78 59,1%
SW-BASICO 755,00 7,2%
SERVICOS + VIAGENS 1.860,00 17,6%
SERVICOS 1.010,00 9,6%
VIAGENS 850,00 8,1%
TOTAL 10.548,78 100,0%
obs: valores em R$ mil

% Custos por Natureza


8% 16%
10% ORACLE

7% HARDWARE

SW-BASICO

SERVICOS

VIAGENS
59%
Estrutura de

Suporte Técnico
Sub-Comitê Gestor do AJURI - SGA

Coordenador Geral
Coordenação ELB – área de TI)
Geral ELN – área de TII

Define estratégias
Homologa prioridades

Coordenador TI
Área de TI - ELB Coordenador Comercial
Grupo Grupo de ELB/ - GE- Comercial do COAGE)
Coordenador TI de TI Usuários
Área de TI - ELN (SGA-TI) (SGA-GU) Representantes das empresas
(GE- Comercial do COAGE)
Coordena desenv. melhorias

Propõe / Define prioridades


Define especificação melhorias

Equipe Equipe
TI - ELB TI - ELN

O SGA coordena a política de evolução funcional e tecnológica do sistema AJURI, de acordo com as
diretrizes definidas pela ELETROBRÁS, os requisitos dos processos de negócio das empresas usuárias
do sistema, as disponibilidades tecnológicas existentes, de modo a prover maior agilidade no
atendimento ao cliente, confiabilidade das informações, segurança operacional e gerencial.
Equipes de Suporte

 Suporte Funcional

 Profissionais de negócio das diversas empresas (registrados no Portal)


 Grande sinergia – disseminação das melhores práticas

 Suporte TI

 As melhorias são implementadas na ELETRONORTE - Brasília


 Disseminação de conhecimento nas empresas onde já se despontam profissionais
 Núcleos locais em Porto Velho e Manaus

 Informações Gerenciais

 Planejado e Coordenado pela ELETROBRÁS – Rio de Janeiro


Portal AJURI

• No Site da ELETROBRÁS os usuários do AJURI podem acessar diversos serviços através do PORTAL AJURI
• Central de Atendimento para registro de solicitações de melhoria ao sistema
• Serviços de consultoria
• Documentação
• Notícias
Central de Atendimento AJURI

• As empresas, através do seu Relator, registram suas solicitações na CAA, classificando sua severidade (Fatal, Critico,
Normal, etc) e anexando sua especificação;
• O Grupo de Usuários define a prioridade da solicitação;
• O Grupo de TI desenvolve a solução especificada e a disponibiliza para teste da empresa solicitante
Central de Atendimento AJURI

• Cada relator pode acompanhar o status da sua solicitação através de telas gerenciais que dão acesso aos detalhes dos
andamentos
Central de Atendimento AJURI - CAA

• Gestores do Grupo de TI possuem instrumentos diversos para acompanhar e promover a gestão eficiente das
solicitações em andamento. No exemplo acima, verifica-se o status do andamento X o grau de severidade.
Projetos de Modernização em andamento

 Ampliação de Relatórios Gerenciais no sistema atual

 Padronização de Processos de Negócio


 Novos processos e normas
 Vinculação sistema x procedimentos

 Sistema AJURI GERENCIAL


 Base gerencial centralizada
 Acesso de todas as empresas
 Visão estratégica / histórica
 Disponibilização de indicadores

 Estudo para modernização da tecnologia Sistema AJURI GERENCIAL


Implantação do Sistema AJURI nas
empresas distribuidoras
da ELETROBRÁS
Previsão de Novos Profissionais
Outros Projetos

Término em junho / 2007


Principais Recomendações

 Elaborar um Plano de Informática em consonância com a política da Holding.

 Padronização de processos e sistemas nas empresas distribuidoras

 ganhos de escala na aquisição de tecnologias ( incluindo sistemas);


 compartilhamento de tecnologias e experiências;
 diminuição de custos de treinamento;
 uniformização de indicadores de gestão;

 Adoção, sempre que possível, de soluções próprias e já em operação;

 Modernização da infra-estrutura tecnológica;


 rede, servidores, micros, tele;

 Capacitação dos profissionais de Negócio e de TI


A avaliação em números

• 56 melhorias a serem incorporadas no AJURI


• 18 melhorias obrigatórias

GRAU DE ADERÊNCIA DAS FUNCIONALIDADES

Sigla CEAL CEPISA ELTACRE CERON

S = atende 78 57 101 56

S+ = supera 32 54 14 54

N = não atende 12 11 7 12

TOTAL 122 122 122 122

CLASSIFICAÇÃO DAS MELHORIAS IDENTIFICADAS POR PRAZO

Sigla do Prazo TOTAL CEAL CEPISA CERON ELTACRE

S = Obrigatório até a implantação 18 14 13 14 9

N6 = Não obrigatório até 6 meses


11 7 7 10 8
após implantação

N12 = Não obrigatório até 12


27 15 16 25 17
meses após implantação

Total 56 36 36 49 34
Melhorias Obrigatórias

Qtde de
Quantidade de Melhorias Obrigatórias Identificadas
Atividades do Funcionalida
AJURI des
Avaliadas TOTAL CEAL CERON CEPISA ELETROACRE

Cadastro de UC 7 1 1

Atendimento 23 2 2 2 2 2

Faturamento 26 10 8 7 8 4

Arrecadação 13 1 1

Cobrança 7 1 1
Gerência de
Serviços
Técnicos 11

Gerência de
Equipamentos
de Mediçao 5

Recuperação
de Faturamento 9 3 3 3 3 3
Inf. Gerenciais
e Empresariais 4

Geral 17

Total 122 18 14 14 13 9
Economia de Custos

VALOR REALIZADO CEAL CERON CEPISA TOTAL


mao de obra (1) 160.000,00 90.000,00 360.000,00 610.000,00
viagens (2) 150.000,00 100.000,00 300.000,00 550.000,00
totais 310.000,00 190.000,00 660.000,00 1.160.000,00

CENARIO COM DESCONTO


PREVISTO c TERCEIROS CEAL CERON CEPISA TOTAL TOT c DESC % DESCONTO
1 - custo menor (3) 1.500.000,00 1.500.000,00 1.500.000,00 4.500.000,00 2.700.000,00 40%
2 - custo provavel 3.000.000,00 3.000.000,00 3.000.000,00 9.000.000,00 5.400.000,00
3 - custo maior 5.000.000,00 5.000.000,00 5.000.000,00 15.000.000,00 9.000.000,00
ECONOMIA CEAL CERON CEPISA TOTAL TOT c DESC
1 - custo menor 1.190.000,00 1.310.000,00 840.000,00 3.340.000,00 1.540.000,00
2 - custo provavel 2.690.000,00 2.810.000,00 2.340.000,00 7.840.000,00 4.240.000,00
3 - custo maior 4.690.000,00 4.810.000,00 4.340.000,00 13.840.000,00 7.840.000,00
ECONOMIA % CEAL CERON CEPISA TOTAL TOT c DESC
1 - custo menor 79% 87% 56% 74% 57%
2 - custo provavel 90% 94% 78% 87% 79%
3 - custo maior 94% 96% 87% 92% 87%

(1) custo hora = R$100.00 / Totais horas: CEAL = 1600 H, CERON = 900 H e CEPISA = 3600 H 300,00
(2) custo viagem c/ diarias = R$ 5000,00 / num de viagens: CEAL = 30, CERON = 20 , CEPISA = 60
(3) valor estimado para a CEAL em dez/2003, incluindo licenca do sw + consultoria (nao incluindo custeio)
(4) ja foram economizados cerca de R$ 4.100,00 com a compra conjunta de HW / SW pela ELB ( R$11 milhoes x R$ 6,9milhoes)
Cotação de Custos - Aquisição por Lote
• Estratégia de Pregão por Lote
• Redução de Custo média = 19%
• maior = 30%
• menor = 9%
Coleta de Preços Junto a Fornecedores - Março/2005

CUSTO CUSTO CUSTO


UNIT TOTAL TOTAL
EQUIPAMENTO TOTAL CEPISA CEAL CERON ACRE IBM DELL HP MEDIO MEDIO VENCEDOR

TOTAL 8.518.700,00 8.247.450,00 10.751.282,12 9.301.431,02 7.543.825,87

LOTE 1 5.424.000,00 4.188.000,00 6.122.280,46 4.188.000,00


Servidor de Aplicação / Banco de Dados 6 2 2 2 160.000,00 171.000,00 239.910,25 190.303,42 1.141.820,50 1.026.000,00
Servidor de Desenvolvimento / Backup 5 2 1 2 35.000,00 86.000,00 58.996,30 59.998,77 299.993,83 430.000,00
Servidor para Terminal Server 8 2 2 2 2 327.500,00 171.000,00 254.357,60 250.952,53 2.007.620,27 1.368.000,00
Unidade de Storage 3 1 1 1 155.000,00 221.000,00 167.769,48 181.256,49 543.769,48 663.000,00
Switch SAN - 2 x 8 portas 6 2 2 2 125.000,00 74.000,00 145.635,41 114.878,47 689.270,82 444.000,00
Solução de Backup e Restore 2 1 1 110.000,00 49.000,00 298.095,61 152.365,20 304.730,41 98.000,00
Rack para Componentes LOTE 1 6 2 2 2 32.000,00 25.000,00 53444,09 36.814,70 220.888,18 150.000,00
UPS 2 1 1 21.000,00 4.500,00 29.500,00 18.333,33 36.666,67 9.000,00

LOTE 2 238.500,00 305.000,00 380.696,79 238.500,00


Servidor para Firewall 1 1 25.000,00 38.000,00 47.218,63 36.739,54 36.739,54 25.000,00
Servidor de Correio 2 2 34.000,00 45.000,00 53.936,87 44.312,29 88.624,58 68.000,00
Servidor WEB 1 1 25.000,00 38.000,00 47.218,63 36.739,54 36.739,54 25.000,00
Servidor Antivírus 1 1 28.000,00 38.000,00 53.936,87 39.978,96 39.978,96 28.000,00
Servidor para Active Directory 2 2 28.000,00 38.000,00 47.218,63 37.739,54 75.479,09 56.000,00
Rack para Componentes LOTE 2 1 1 36.500,00 25.000,00 30.011,66 30.503,89 30.503,89 36.500,00

LOTE 3 2.208.500,00 3.754.450,00 2.429.350,00 2.208.500,00


Microcomputadores Desktop 631 408 144 79 3.500,00 5.950,00 3.850,00 4.433,33 2.797.433,33 2.208.500,00

LOTE 4 647.700,00 0,00 563.007,87 563.007,87


Impressoras 51 33 18 12.700,00 11.039,37 11.869,69 605.353,94 563.007,87

LOTE 5 0,00 0,00 1.255.947,00 345.818,00


Switch Central Gigabit 2 2 38.059,00 38.059,00 76.118,00 76118,00
Switch de Borda Fast / Giga 31 11 10 10 8.700,00 8.700,00 269.700,00 269700,00
Orcamento da Modernização da Infra de TI

Investim ento TOTAL


Orçado Total CEPISA CEAL CERON ELETROACRE ELETROBRAS
Hardw are R$ 7.543.825,87 R$ 2.852.200,00 R$ 1.611.917,21 R$ 1.189.000,00 R$ 1.890.708,66 R$ -
Softw are R$ 1.672.225,94 R$ 366.832,65 R$ 474.832,65 R$ 429.332,65 R$ 346.832,65 R$ 54.395,34
Serviços R$ 394.000,00 R$ - R$ 394.000,00 R$ - R$ - R$ -
TOTAL R$ 9.610.051,81 R$ 3.219.032,65 R$ 2.480.749,86 R$ 1.618.332,65 R$ 2.237.541,31 R$ 54.395,34

Investim ento AJURI


Orçado Total CEPISA CEAL CERON ELETROACRE ELETROBRAS
Hardw are R$ 7.193.825,87 R$ 2.502.200,00 R$ 1.611.917,21 R$ 1.189.000,00 R$ 1.890.708,66 R$ -
Softw are R$ 1.672.225,94 R$ 366.832,65 R$ 474.832,65 R$ 429.332,65 R$ 346.832,65 R$ 54.395,34
Serviços R$ 394.000,00 R$ - R$ 394.000,00 R$ - R$ - R$ -
TOTAL R$ 9.260.051,81 R$ 2.869.032,65 R$ 2.480.749,86 R$ 1.618.332,65 R$ 2.237.541,31 R$ 54.395,34

Outros Investim entos


Orçado Total CEPISA CEAL CERON CERON CERON
Hardw are R$ 350.000,00 R$ 350.000,00 R$ - R$ - R$ - R$ -
Softw are R$ - R$ - R$ - R$ - R$ - R$ -
Serviços R$ - R$ - R$ - R$ - R$ - R$ -
TOTAL R$ 350.000,00 R$ 350.000,00 R$ - R$ - R$ - R$ -

Custo por Empresa Custo por Tipo de Aquisição

1% 4%
17%
23%
33%

CEPISA
17% Hardware
CEAL
79%
26% CERON Software
ELETROACRE Serviços
ELETROBRAS
Participação das naturezas nos totais

NATUREZA INVESTIM Orçado % do total


HW+SW+BD 13.616,00 47,2%
ORACLE 2.700,00 25,6%
HARDWARE 9.301,00 88,2%
SW-BASICO 1.615,00 15,3%
SERVICOS + VIAGENS 15.250,00 52,8%
SERVICOS 14.400,00 136,5%
VIAGENS 850,00 8,1%
TOTAL 28.866,00 100,0%
Investimentos Totais por Empresa

Investimento em R$ Mil executado X orcado


EMPRESA
Orçado (B) Executado( D) (B / D) B-D
CEAL 6.885,47 1.883,56 72,6% 5.001,91
CERON 6.270,11 1.351,35 78,4% 4.918,76
CEPISA 8.457,70 4.035,42 52,3% 4.422,27
ELETROACRE 7.252,72 3.278,45 54,8% 3.974,28
TOTAL DO PROJETO 28.866,00 10.548,78 63,5% 18.317,22

Invest. Orçado Invest, Realizados

25% 24% 18%


CEA L 31%
CERON
CEAL 13%
CEP ISA
CERON
ELETROA CRE
CEPISA
22%
29% ELETROACRE
38%
Investimentos Totais por Empresa

Investimento em R$ Mil executado X revisado


EMPRESA
Revisado ELB (C) Executado( D) (D / C) C-D
CEAL 4.820,00 1.883,56 60,9% 2.936,44
CERON 4.303,00 1.351,35 68,6% 2.951,65
CEPISA 6.103,00 4.035,42 33,9% 2.067,58
ELETROACRE 5.121,00 3.278,45 36,0% 1.842,55
TOTAL DO PROJETO 20.348,00 10.548,78 48,2% 9.799,22

Investimento em R$ Mil executado X orcado


EMPRESA
Orçado (B) Executado( D) (B / D) B-D
CEAL 6.885,47 1.883,56 72,6% 5.001,91
CERON 6.270,11 1.351,35 78,4% 4.918,76
CEPISA 8.457,70 4.035,42 52,3% 4.422,27
ELETROACRE 7.252,72 3.278,45 54,8% 3.974,28
TOTAL DO PROJETO 28.866,00 10.548,78 63,5% 18.317,22
Investimentos por Natureza / Empresa

GASTOS REALIZADOS - POR NATUREZA / EMPRESA - R$ mil


Investimento em R$ Mil reducao % Executado executado X orcado executado X revisado
ITEM
Orçado (B) Revisado ELB( C ) ( C / B) ( D) (B / D) B-D (D / C) C-D

HW+SW+BD 13.616,00 10.858,00 20,3% 8.688,78 36,2% 4.927,22 20,0% 2.169,22


ORACLE 2.700,00 1.700,00 37,0% 1.700,00 37,0% 1.000,00 0,0% 0,00
CEAL 675,00 425,00 425,00 250,00
CERON 675,00 425,00 425,00 250,00
CEPISA 675,00 425,00 425,00 250,00
ELETROACRE 675,00 425,00 425,00 250,00
HARDWARE 9.301,00 7.543,00 18,9% 6.233,78 33,0% 3.067,22 17,4% 1.309,22
CEAL 1.986,47 1.611,00 926,96 1.059,50
CERON 1.466,11 1.189,00 535,80 930,32
CEPISA 3.516,70 2.852,00 2.759,32 757,38
ELETROACRE 2.331,72 1.890,00 2.011,69 320,03
SW-BASICO 1.615,00 1.615,00 0,0% 755,00 53,3% 860,00 53,3% 860,00
CEAL 474,00 474,00 221,59 252,41
CERON 429,00 429,00 200,55 228,45
CEPISA 366,00 366,00 171,10 194,90
ELETROACRE 346,00 346,00 161,75 184,25

SERVICOS + VIAGENS 15.250,00 9.490,00 37,8% 1.860,00 87,8% 13.390,00 80,4% 7.630,00
SERVICOS 14.400,00 8.640,00 1.010,00 93,0% 13.390,00 88,3% 7.630,00
CEAL 3.600,00 2.160,00 160,00 3.440,00
CERON 3.600,00 2.160,00 90,00 3.510,00
CEPISA 3.600,00 2.160,00 380,00 3.220,00
ELETROACRE 3.600,00 2.160,00 380,00 3.220,00
VIAGENS 850,00 850,00 0,0% 850,00 0,0% 0,00 0,0% 0,00
CEAL 150,00 150,00 150,00 0,00
CERON 100,00 100,00 100,00 0,00
CEPISA 300,00 300,00 300,00 0,00
ELETROACRE 300,00 300,00 300,00 0,00

TOTAL DO PROJETO 28.866,00 20.348,00 29,5% 10.548,78 63,5% 18.317,22 48,2% 9.799,22