Você está na página 1de 22

CULTURA: UM CONCEITO

ANTROPOLÓGICO
Cultura: palavra chave dos
estudos antropológicos
Antiguidade: tentativas de
explicar as diferenças de
comportamento entre os homens,
a partir das variações dos
ambientes físicos.

As diferenças de comportamento


entre os homens não podem ser
explicadas através das
diversidades somatológicas ou
mesológicas.

O determinismo biológico e o
determinismo geográfico foram
incapazes de resolver o dilema.
 1. O Determinismo
Biológico

Algumas teorias
atribuem capacidades
específicas a “raças”
ou a outros grupos
humanos.

Os antropólogos estão


convencidos de que as
diferenças genéticas
não são determinantes
 Nem as diferenças
biológicas entre homens
e mulheres podem
explicar as diferenças
comportamentais. A
divisão de tarefas é
determinada
culturalmente.

O comportamento dos
indivíduos depende de
um aprendizado, de um
processo:
endoculturação.
2. O determinismo geográfico
Segundo esta teoria, as diferenças de
ambiente físico condicionam a
diversidade cultural (Huntington, 1914 –
Civilization and Climate – o clima foi
apontado como relevante na definição
do progresso).
A partir de 1920 – Franz Boas, Wissler
Kroeber, entre outros, refutaram este
tipo de determinismo: a) a influência
geográfica é limitada b) pode haver
uma grande diversidade cultural no
“A cultura age seletivamente”, e
não casualmente sobre seu meio
ambiente.

A grande qualidade da espécie


humana foi a de romper com suas
próprias limitações.
3. Antecedentes Históricos do Conceito
de Cultura
ALEMANHA - Kultur
simbolizava todos os
aspectos espirituais de uma
comunidade
FRANÇA - Civilization
realizações materiais de um
povo
Edward Tylor (1832-1917) –
sintetizou os dois conceitos
no vocábulo inglês - Culture
Conceito:
Conhecimentos, crenças,
arte, moral, leis, costumes ou
qualquer outra capacidade ou
hábitos adquiridos pelo
homem como membro de
Todas as possibilidades de realização humana
uma sociedade.
Cultura se aprende, não é uma aquisição
inata.
3. Antecedentes Históricos do Conceito
de Cultura
John Locke (1632-1704)
Jacques Turgot (1727-1781)
Jean Jacques Rosseau (1712-1778)
Tylor (1871): “Todo o comportamento aprendido”
Hoje
“Tudo aquilo que independe de uma transmissão
genética”
“O homem diferencia-se dos demais animais por
ter a seu dispor duas notáveis propriedades: a
possibilidade de comunicação oral e a capacidade
de fabricação de instrumentos, capazes de tornar
mais eficiente o seu aparato biológico”.
4. O desenvolvimento do conceito de Cultura
Edward Tylor
1. Formulou o conceito de cultura do ponto
de vista antropológico
2. Cultura pode ser objeto de um estudo
sistemático, objetivo e uma análise
capazes de proporcionar a formulação
de leis sobre o processo cultural e a
evolução
3. Afirma a igualdade da natureza humana
4. Explica a diversidade como resultado da
desigualdade de estágios existentes no
processo da evolução (em sua época a
Europa sofria o impacto da “Origem das
espécies” de Darwin.
Outros antropólogos evolucionistas
Maine – desenvolvimento das instituições
jurídicas
Bachofen – instituição do matriarcado e
promiscuidade primitiva
McLennan – estuda a instituição do
matrimônio a partir dos casamentos por rapto.
ETNOCENTRISMO
Cultura se desenvolve de maneira uniforme
de
tal maneira que cada sociedade percorresse
as
etapas que já tinham sido percorridas pelas
sociedades “mais avançadas”.
Escala evolutiva = processo discriminatório
Franz Boas – Reação ao Evolucionismo
Duas tarefas para a Antropologia
1. A reconstrução histórica de
povos ou regiões particulares;
2. A comparação da vida social de
diferentes povos cujo
desenvolvimento segue as
mesmas leis.
Cada cultura segue seus próprios
caminhos em função dos
diferentes eventos históricos que
enfrentou (Particularismo Histórico
– Escola Cultural Americana).
Alfred Kroeber (1876-1960)
Mostrou como a cultura atua sobre o homem
Superorgânico – sua principal obra (graças a
cultura, a humanidade distanciou-se do
mundo animal; o homem é um ser que está
acima de suas limitações orgânicas).
O homem depende muito do seu
equipamento biológico (satisfação das
funções vitais). Entretanto, mesmo a
maneira de satisfazê-las varia muito de
cultura para cultura.
Homem é um ser predominantemente
cultural. Os comportamentos não são
determinados biologicamente.
IDEIA SOBRE A ORIGEM DA
CULTURA

Claude Lévi-Strauss – Cultura


surge quando o homem
convencionou a primeira norma
= proibição do incesto, comum
a todas as culturas (mãe, filha,
irmã)
Teorias Modernas sobre Cultura
Roger Keesing - Considera a cultura como
um sistema adaptativo.

CONSENSO
Cultura são sistemas (de padrões de
comportamentos transmitidos) que
servem para adaptar as comunidades
humanas aos seus embasamentos
biológicos.
Mudança cultural é primariamente um
processo de adaptação equivalente à
seleção natural – o homem é um animal.
Teorias Modernas sobre
Cultura
3. O domínio mais adaptativo da
cultura são as tecnologias,
economias de subsistência e
elementos de organização social.
4. Componentes ideológicos dos
sistemas culturais podem ter
consequências adaptativas no
controle da população, subsistência
e manutenção do ecossistema.
“Os antropólogos
sabem de fato o
que é cultura,
mas divergem na
maneira de
exteriorizar este
conhecimento”.
COMO OPERA A
 CULTURA
A CULTURA :

-CONDICIONA A VISÃO DE MUNDO


DO HOMEM
- INTERFERE NO PLANO BIOLÓGICO
TEM UMA LÓGICA PRÓPRIA
É DINÂMICA
OS INDIVIDUOS PARTICIPAM
DIFERENTEMENTE DE SUA CULTURA