Você está na página 1de 27

SEVERO SARDUY

A ELIPSE: GÓNGORA
Elipse retórica

Elipse é a supressão de uma palavra


facilmente subentendida. Consiste na omissão
de um termo facilmente identificável pelo
contexto ou por elementos gramaticais
presentes na frase com a intenção de tornar o
texto mais conciso e elegante.
Elipse geométrica - Kepler

Na geometria, a elipse é “a figura que partindo


de um núcleo vai se espiralando para o infinito.
Kepler (1571- 1630), astrônomo e matemático
que viveu no período barroco, demonstrou que
o sistema solar tem a forma de elipse.”
(SANT´ANA, p. 22: 2000)
Elipse geométrica - Kepler

Órbita elíptica segundo Kepler


“Na geometria a elipse é o excesso de
círculos espiralados e rampantes, que voltam
reincidentemente sobre si mesmos. Na
retórica, a elipse é falta, carência e
ocultamento.
Elipse: dupla inscrição: excesso e falta.
Repetição e diferença. Antíteses.” (SANT´ANA,
p. 23: 2000)
Severo Sarduy aborda a obra de Góngora a
partir de seus movimentos elípticos.
Descida da Cruz, produzido entre 1600 e 1604.
A Morte da Virgem, de 1606.
Davi com a Cabeça de Golias, de 1600.
A elipse da retórica e a elipse
gongórica

“A elipse realiza-se na denegação de um


elemento e na concentração metonímica da
claridade no outro” (p. 67)
Há na elipse de Góngora uma dupla focalização.
Vejamos exemplos nos poemas a seguir:
(versos 291-296 da Primeira Solidão, de Solidões)

Primeira redação:

Que as não-breves somas


de pendentes galinhas desce
– Tão coral as cristas,
de azeviche as penas –,
a tal ponto são que em todas as épocas
julgar-se-ia a sua poupa
dada pela medicina,
a ser amarelo o que é púrpura fina.
Redação definitiva:

Transporta deles as pendentes somas graves


de negras baixa, de crestadas aves,
cujo lascivo esposo vigilante
doméstico é do Sol núncio canoro,
e – de coral barbado – não de ouro
cinge, mas de púrpura, turbante.
PARÁFRASE DE ALONSO: “Oh, pavão, tu ave que
nos chegaste em peregrinação das Índias
ocidentais, esplendor arrogante desse país pelo
teu tamanho (pois, pela forma, impossível
considerar-te um esplendor), podes deixar
pendurar (como se diz que fazes, quando te
enfureces) a pele rugosa e nacarada da tua fronte
no teu pescoço onduloso e azuláceo – o que será
inútil, pois o deus das núpcias, Himeneu,
destinou-te já ao banquete nupcial”.
Tu, ave peregrina,
arrogante esplendor – já que não belo –
do último Ocidente:
pende o rugoso nácar da tua fronte
sobre a safira ondulante do teu colo,
que Himeneu à sua mesa te destina.
Severo Sarduy compara a elipse à repressão,
termo psicanalítico.
BARROCO = Metáfora tem sua potência elevada
ao quadrado.
A metáfora barroca é associada ao recalcamento
na psicanálise.
Para Sarduy o sintoma do recalcamento, a
manifestação de certos desejos evocada,
ilustrada a partir de novas nuances e
colorações se confunde com a manifestação
da metáfora.
“O delírio é uma tentativa de cura. O delírio
visa “reconstituir a relação com uma
realidade”, e como a própria realidade foi
destruída. [...] O “trabalho delirante” é um
“processo de reconstrução do universo”.
(KAUFMANN, 1993, p.164).
Qual o lugar do sujeito no discurso barroco,
considerando a elipse que se opera no texto,
argumenta Sarduy?
A METÁFORA AO QUADRADO:
SOBRE GÓNGORA
Entre a linguagem corriqueira e aquela poética,
que encerra metáfora, existe uma distância,
Góngora leva essa distância ao limite máximo,
quase à desconexão, uma espécie de negação
do terror, já que não há mais uma coisa e
outra, um abismo.

“Junto dela, uma outra pastorinha montanhesa


juntava ao humano o cristal líquido pelo belo
aqueduto de uma mão que a um despreza e ao
outro é igual”.
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

KAUFMANN, Pierre – Dicionário Enciclopédico de Psicanálise. Rio de Janeiro: Jorge Zahar


Ed., 1993.

LACAN, Jacques (1972) – O aturdido, Outros Escritos. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 2003.

SANT´ANA, Affonso Romano de (2000) – Barroco: do quadrado à elipse. Rio de Janeiro:


Rocco, 2000.

SARDUY, Severo. Barroco. Trad. Maria de Lurdes Júdice & José Manuel de Vasconcelos.
Lisboa: Vega, s.d.

http://artigos.psicologado.com/abordagens/psicanalise/recalcamentodieverdringung#ixzz2
SdruTdsX acessado em: 03/05/2013.

http://www.fotosearch.com.br/fotos-imagens/barroco.html acessado em: 03/05/2013.

http://viajeaqui.abril.com.br/cidades/br-rs-sao-miguel-das-missoes/fotos acessado em:


08/05/2013.
Fim

Você também pode gostar