Você está na página 1de 12

ORIGEM E

HISTÓRICO DA
PSICOMETRIA
Disciplina: Medidas em Psicologia
Docente: Claudson Santana
BASES EPISTEMOLÓGICAS
• Dualismo cartesiano – mente x corpo:
– Escola alemã da introspecção: interessada na experiência
subjetiva – procedimentos mais descritivos;
– Psicologia inglesa e norte-americana: interessadas no
comportamento e nos processos sensoriais – busca de
procedimentos quantitativistas.

• Concepção positivista de Bacon: indução;


• Concepção de Popper: modelo hipotético-dedutivo.
BASES EPISTEMOLÓGICAS
• Psicologia Cognitiva como resgate da quantificação
de construtos psicológicos;

Psicologia

Psicometria

Estatística
ORIGENS HISTÓRICAS
Ambas procuram
• Duas origens distintas: resolver o mesmo
– Psicologia de orientação empiricista; problema: avaliar
– Psicologia mentalista de Binet. objetivamente as
aptidões humanas.
• Duas orientações da Psicometria:
– Psicometria clássica: utilização de provas psicológicas para
detecção de retardo mental e potencialidades;
– Psicometria teórica: desenvolvimento da teoria psicométrica.
ORIGENS HISTÓRICAS
Década de Galton (1880):
• Avaliação das aptidões humanas através da medida
sensorial;
• Impacto tanto na orientação prática quanto na teórica.

Década de Cattel (1890):


• Desenvolveu medidas das diferenças individuais;
• Inaugurou a terminologia mental test.
ORIGENS HISTÓRICAS
Década de Binet (1900):
• Avaliação das aptidões humanas com predição para área
acadêmica e área da saúde;
• Spearman: lançou os fundamentos da teoria da Psicometria
clássica.

Era dos testes de inteligência (1910-1930)


• Criação do teste de Binet-Simon;
• Fator G de inteligência;
• Primeira Guerra Mundial e seleção de soldados;
• Thorndike: cria testes para medir a escrita manual de
crianças e introduz os testes mentais à área da educação.
ORIGENS HISTÓRICAS
Década da análise fatorial (1930)
• Decadência dos testes de inteligência;
• Queda do fator G de inteligência;
• Thurstone: fundou a Psicologia Matemática – ramo
dedicado a pesquisar os modelos matemáticos dos
processos psicológicos.
Era da sistematização (1940-1980)
• Sistematização da Teoria Clássica dos Testes (TCT);
• Sintetização de dados sobre a personalidade;
• Sistematização de teorias sobre a inteligência;
• Críticas à TCT;
• Desenvolvimento da teoria do traço latente;
• Influências críticas da Psicologia Cognitiva.
ORIGENS HISTÓRICAS

Era da Psicometria Moderna (1980-)


• Desenvolvimento e aprimoramento da Teoria da Resposta
ao Item (TRI) como forma de fechar lacunas existentes na
TCT;
• Validade de testes;
• Vieses dos testes;
• Construção de itens;
SOBRE OS TESTES PSICOLÓGICOS
• Cronbach (1996): um teste é um procedimento
sistemático para observar o comportamento e
descrevê-lo com a ajuda de escalas numéricas ou
categorias fixas (p. 51);
• Surgimento no fim do século XIX e início do XX;
• Registros históricos de uso de testes para seleção de
funcionários civis na China (3000 a.C).
SOBRE OS TESTES PSICOLÓGICOS
• Dois tipos de preocupação:
– Preocupação psicopedagógica e psiquiátrica, na França.
– Preocupação mais experimentalista, na Alemanha, Inglaterra
e EUA.

• Galton (1883):
– Medida da discriminação sensorial;
– Escala de pontos, após medir;
– Desenvolvimento e simplificação de métodos estatísticos.
SOBRE OS TESTES PSICOLÓGICOS
• Cattel:
– Diferenças individuais e tempo de reação;
– Destacou a importância da utilização de métodos
quantitativos.

• Binet e Henri:
– Crítica aos testes anteriores;
– Testes com o objetivo de medir funções mais amplas como a
memória, imaginação, atenção, compreensão, etc.;
– Introdução do Q.I.
– QI = 100 (IM/IC)
SOBRE OS TESTES PSICOLÓGICOS
• Binet e Henri:
– Idade Mental: a criança teria aquela idade mental
equivalente aos itens que uma criança de cada idade
cronológica respondia corretamente, acrescendo às
bonificações em meses decorrentes da resolução correta de
itens soltos de idades mais avançadas.