Você está na página 1de 14

Mecanismo de ação

dos antidepressivos
Alunos: Rodrigo Cândido Rezende
Thamires Baldo Cordeiro
Classes de antidepressivos
• Os antidepressivos são divididos em três
classes:
• Tricíclicos
• Inibidores da mono-aminoxidase
• Inibidores da recaptação seletiva de
serotonina
Tricíclicos
Efeitos imediatos
• O mecanismo de ação dos tricíclicos consiste
no bloqueio da recaptação de norepinefrina e
bloqueio parcial da captação e inativação da
serotonina.
• Este efeito dos tricíclicos é imediato e
continua indefinidamente.
Tricíclicos
Efeitos prolongados relacionados a
norepinefrina
• Eles também apresentam afinidade moderada para
receptores alfa-1, uma afinidade menor para
receptores alfa-2 e quase nenhuma afinidade para
receptores beta.
• Eles são agonistas dos autoreceptores alfa-2 e isso
provocaria a diminuição da liberação e produção pré-
sinápticas de norepinefrina inicialmente e
posteriormente essa ocupação repetida do receptor
levaria a uma dessensibilização destes e deste modo a
produção e liberação pré-sináptica deste
neurotransmissor retornaria a níveis basais ou mais do
que isso.
Tricíclicos
Efeitos prolongados relacionados a
serotonina
• Os tricíclicos também podem agir
dessensibilizando os receptores beta pós-
sinápticos e desta forma o efeito inibitório
beta-adrenérgico sobre neurônios
serotoninérgicos diminuiria, o que
aumentaria a liberação de serotonina e por
sua vez contribuiria para elevação do humor.
Tricíclicos
Efeitos prolongados relacionados a
serotonina
• Já os receptores alfa 1 adrenérgicos pós-
sinápticos inicialmente estão bloqueados e
posteriormente começam a funcionar dando uma
descarga funcional que ajuda na elevação do
humor.
• Os efeitos alfa 1 pós-sinápticos atuam
estimulando indiretamente a liberação de
serotonina e dopamina, enquanto que os alfa 2
pré-sinápticos dessensibilizados não conseguem
atuar na inibição na liberação destes
neurotransmissores.
Tricíclicos
Outros efeitos
• Há outras alterações também descritas como
a possível diminuição de receptores gaba e do
glutamato.
• Há também um ganho líquido de AMP cíclico
no organismo.
Inibidores da mono-aminoxidase
mecanismo de ação
• Os inibidores de monoamionoxidase (MAO)
podem bloquear a MAO A e MAO B.
• As do grupo B tem preferência pelas
fenetilaminas, já as do grupo A têm preferência
pela serotonina e catecolaminas como substrato.
• A maioria dos inibidores das monoaminoxidases
inibem as duas classes de MAO.
• Estes medicamentos atuariam na disponibilização
aumentada de serotonina e norepinefrina.
Inibidores da mono-aminoxidase
Tempo para execução do efeito
• Por razões inexplicadas elas começam a
exercer o seu efeito apenas depois de
determinado tempo, mas a inibição
irreversível da MAO ocorre como efeito
imediato.
• A MAO demoraria duas semanas para se
recompor e doses diárias conferem maior
eficácia ao tratamento.
Inibidores da recaptação
seletiva de serotonina
Ação imediata

• Os inibidores da recaptação seletiva de


serotonina agem imediatamente inibindo a
recaptação de serotonina.
Inibidores da recaptação
seletiva de serotonina
Ação prolongada e down regulation
• Agem promovendo a infra regulação
(dessensibilização) por exposição prolongada dos
auto receptores HT1 (tipos 1A e 7) e dessa
forma este receptor que inibiria a produção e
liberação de serotonina pelos neurônios do
núcleo da rafe não mais exerceria seu efeito,
aumentando com o decorrer do tratamento a
liberação e produção de serotonina.
Inibidores da recaptação seletiva de
serotonina
Ação prolongada e down regulation
• Também ocorrem a infra regulação dos
receptores 5 HT 2A pós-sinápticos desta forma
levando a maior liberação de norepinefrina,
pois este receptor é inibitório para a liberação
de norepinefrina.
Inibidores da recaptação seletiva de
serotonina
Outros efeitos
• Também ocorre ganho líquido na produção de
AMP cíclico.

Você também pode gostar