Você está na página 1de 10

2° PERÍODO DO CURSO DE

PEDAGOGIA EM ITAGUATINS - TO

Sociologia Da Educação l

2018
ACADÊMICOS (AS):
ARIANA
BRUNO
CLEUTON
FRANCINEIDE
ROSIANE
WANDERSON

2018
OS DESAFIOS DA
EDUCAÇÃO NO
SÉCULO XXI
O século XXI trouxe consigo transformações tecnológicas e científicas de toda
sorte. É possível observar essas mudanças cotidianamente, seja no avanço da
medicina, no desenvolvimento de pesquisas, ou até mesmo na confecção de
equipamentos dotados de ampla capacidade tecnológica, que cada vez mais
primam por eficiência e funcionamento autônomos. Esses equipamentos,
dotados de uma infinidade de recursos, estão presentes em sala de aula e, em
muitas delas, tornaram-se parte integrante do material escolar. Diante de um
cenário desse, onde a atenção do aluno está cada vez mais distante da lousa, será
cabível ao professor de História vencer uma batalha imaginária travada entre ele
e o aparelho celular do seu aluno? É aqui que se configura o grande desafio do
professor em sala de aula.
Com as mudanças do século XXI, os educadores enfrentam um cenário
radicalmente diferente de desafios. Hoje, temos que preparar os alunos
para trabalhar e viver em um mundo que só podemos imaginar vagamente.
A maioria dos estudantes que entra no jardim de infância hoje
provavelmente atuará no futuro em categorias de trabalho ainda não
criadas. Quando entramos neste século, os educadores responderam ao
desafio estimulando habilidades de raciocínio ao invés de memorização; o
processo sobre o conteúdo; e outras formas de preencher o vazio da
socialização, incluindo o desenvolvimento de habilidades sociais, virtudes
de caráter, inteligência emocional e de liderança. A interdependência no
local de trabalho levou os empregadores a exigir das escolas que
preparassem os alunos com habilidades para o trabalho em equipe,
ajudando a alimentar o movimento de Aprendizagem Cooperativa.
Habilidades de diversidade e a capacidade de trabalhar bem com os
outros a partir de diferentes origens são componentes essenciais para o
sucesso da educação nos dias de hoje.
O notável filósofo prussiano Imannuel Kant afirmara: “o homem é aquilo que a
educação faz dele”. A nação brasileira vem, nas últimas décadas, vivenciando
um período de mudanças relevantes no sistema educacional básico. No
entanto, muito ainda precisa ser realizado para alcançar o nível de formação
de países como Coreia do Sul, Cingapura, Japão e outras nações do “norte”.
É possível afirmar, ao comparar a situação atual com a do início do século XX,
que o Brasil evoluiu sua Educação. A escola tradicional não fornecia chances
justas de inserção escolar à maioria da população. Desse modo, a partir dos
trabalhos práticos e teóricos, de estudiosos da referida área, como Paulo
Freire, despertou nos governantes o ânimo para se investir mais e mais na
formação da população, e iniciar um processo de transformação nos métodos
didáticos e pedagógicos.
Um dos grandes desafios relacionados à garantia da qualidade da
educação é o de promover a permanência e a aprendizagem dos
alunos nas escolas. A proporção de estudantes que concluem o
ensino fundamental ainda é muito baixa. Segundo com o Instituto
Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep),
de cada 100 alunos matriculados no Ensino Fundamental, apenas 53
conseguem concluí-lo. Esse quadro agrava-se nas regiões mais
pobres, como Norte e Nordeste, onde somente 40% das crianças
concluem o ensino fundamental. No Sul e Sudeste, essa proporção
sobe para 70%.
Desafios da educação básica
Idade certa
Muitos jovens e adolescentes demoram para entrar na escola ou até mesmo
desistem e por isso muitos estão nas escolas com a idade errada. Você
encontra crianças mais velhas ainda fazendo a quinta série e até jovens de 15
anos nessa série. Esse é um grande problema enfrentado pela educação
brasileira atualmente, muitos desses jovens acabam saindo da escola e
desistindo ou optando pelo ensino EJA que não é o mais adequado e os jovens
não são tão cobrados como na escola normal.
Jovens não sabem ler
Muitos alunos brasileiros têm uma grande dificuldade de ler, eles não
conseguem estabelecer relações ao ler um texto e por isso encontram uma
grande dificuldade de entender o que estão lendo. Quase 50% dos alunos
brasileiros não são capazes de fazer uma boa leitura e esse é um grande
desafio do ensino brasileiro, até porque faz parte da educação básica.
Outros desafio da educação básica
Desinteresse
Muitas vezes o problema acima está relacionado ao problema de
desinteresse, muitos alunos não tem interesse em fazer lição de casa ou
estudar em casa, mesmo que os professores cobre. É claro que muito disso é
culpa dos pais que não ajudam a cobrar, mas o desinteresse dos alunos se
tornou geral e são poucos os que se dedicam verdadeiramente nos estudos e
aprendizagem.
Violência Escolar
É comum as notícias de brigas entre alunos, tráfico de drogas dentro da
escola, agressões a professores e destruição do patrimônio das escolas.
Infelizmente esse é um desafio que requer não só do governo, mas também
dos pais dos alunos. A educação nesse caso não é ensinada apenas na
escola, mas deve ser ensinada principalmente dentro de casa.