BEHAVIORISMO

Definição E História

Afirmação Central do Behaviorismo 

É possível uma ciência do comportamento 

Há vários behaviorismos, com definições próprias de ciência e comportamento, mas todos concordam com a possibilidade de uma ciência do comportamento.

Psicologia é ou não é ciência? 

Alguns behavioristas dizem que a Psicologia é a ciência do comportamento. Outros behavioristas dizem que a Psicologia é ciência, mas não do comportamento. Outros behavioristas dizem que a Psicologia não é ciência e nem a ciência do comportamento; que a ciência do comportamento é a Análise do Comportamento, um ramo da Biologia.  

 . mas as práticas em organizações profissionais dão identidade própria à área.Análise do Comportamento      Parte da Biologia? Independente da Biologia? Parte da Psicologia? O mesmo que Psicologia? Independente da Psicologia? Não há consenso.

Behaviorismo  Filosofia da ciência do comportamento ou Análise do Comportamento. e o que devemos ou não devemos fazer.  . Oposição à visão tradicional e/ou de senso comum sobre o por que fazemos o que fazemos.

Da Filosofia para a Ciência  Todas as ciências tiveram origem na filosofia e se separaram dela.  . Todas as ciências surgiram quando as pessoas começaram a entender os fenômenos por meio da observação.

e a que outras observações isto levaria?µ  . A ciência segue direção oposta (indução): ´Isto foi observado. a filosofia conclui a partir de suposições (dedução): ´Se isto fosse assim.Raciocínios  Em geral. então aquilo seria assimµ. que verdade poderia levar a essa observação.

 . Ciência: Ciência: verdade é provisória e relativa: relativa à observação e susceptível de não ser confirmada por novas observações. as conclusões seguem necessariamente.Verdades  Filosofia: Filosofia: verdade é absoluta: se premissas forem enunciadas explicitamente e se o raciocínio for correto.

etc. Mente. Curiosidade: Curiosidade: Newton era físico e teólogo e separava muito bem as maneiras de supor em cada atividade. muitas delas além do Universo natural: Deus. Livre-arbítrio.   . Ciência: Ciência: são idéias. Verdade.Suposições  Filosofia: Filosofia: são idéias abstratas. Ideologia. sobre o mundo natural e sua possível forma de organização. como físico dizia ´Não faço hipótesesµ. LivreAlma. usadas na construção de teorias.

  . A ciência química só nasceu quando a matéria começou a ser observada..Você sabia que..  Na Química. acreditava-se que a matéria variava acreditavasuas propriedades por ter ´essênciasµ? As ´essênciasµ eram suposições de substâncias reais que se escondiam nas matérias.

A ciência biológica só nasceu quando a matéria começou a ser observada.  ..Você sabia que.  Na Biologia.. alguns chamavam essa coisa de alma e outros de vis viva (força vital). acreditava-se que Deus havia dado acreditavaalgo às coisas vivas que não dera às demais.

  . antes de Watson?  Filósofos: migração da alma ou psyche (espírito) para a mente (um pouco menos especulativo). Os psicólogos objetivistas e comparatistas não se contentaram com o problema central da introspecção: vulnerabilidade à distorções pessoais. pessoais.Como foi o início. A mente era estudada pela introspecção do que ocorre ´nelaµ. como um palco ou arena.

Donders (1818-1889): pioneiro no estudo experimental de (1818laboratório em Psicologia com seres humanos (´tempo de reação ao estímuloµ). 3. 2. (1849- 1.Psicologia Objetiva  Ramo da Psicologia que usava métodos estritamente objetivos de medição. 4. . Fechner (1801-1887): ´Escala de intensidade subjetiva da (1801sensaçãoµ Ebbinghaus (1850-1909): ´Medida de tempo de aprendizagem (1850e memóriaµ Pavlov (1849-1936): ´Medida de reflexos condicionadosµ.

Psicologia Comparativa   Comportamentos compartilhados entre as espécies. Darwin foi o pioneiro da Psicologia Comparativa com o livro ´A expressão das emoções nos homens e nos animaisµ. O problema: se uma pessoa pode introspeccionar confiança e isto ser duvidoso. Geração do antropomorfismo: ´humanização dos animaisµ.      . antropomorfismo: Os primeiros psicólogos comparativos começaram a pesquisar as hipóteses vagas do antropomorfismo e substituí-las pela hipótese de que os animais teriam ´estados mentaisµ: ´Ratos substituítêm confiança ao vencer um labirintoµ. Influência da noção de continuidade entre as espécies: espécies compartilham histórias evolutivas ² espécies: idéia do ancestral comum. como confiar que um rato está confiante? Surge Watson.

A Primeira Versão do Behaviorismo  Influenciado pela: Psicologia Objetiva (influência direta) Psicologia Comparativa (influência indireta. . 2. pela oposição ao antropomorfismo. adoção do evolucionismo) evolucionismo) 1. e direta. pela antropomorfismo.

Ponto Central da Psicologia Objetiva em Watson  Método: ´A introspecção é falhaµ. ´Se a ciência se ergue em métodos melhores. por que a Psicologia não corrige sua falha?µ  .

´Depois de explicar o que o animal faz.Ponto Central da Psicologia Comparativa em Watson  Analogia da consciência nos animais. Inferência de um processo mental no animal a partir do comportamento estudado. por que deveríamos inferir processos mentais do nosso animal?µ    . Resquício da introspecção.

   . Não ao antropocentrismo e ao antropomorfismo: o comportamento humano é apenas um objeto de estudo da ciência do comportamento.O Manifesto de 1913  Tese defendida: Os psicólogos se embrenharam num esforço inútil ao definir a Psicologia como a ciência da consciência: métodos não confiáveis e especulações infundadas. Estudar o comportamento que pode ser objetivamente observado.

O Manifesto de 1913: problemas  O que será considerado como comportamento? O que é objetivo? Como garantir que algo está sendo objetivamente observado se a introspecção é falha?   .

Watson: problemas  A observação consensual definiu o comportamento.  . O consensual limitava o comportamento ao que é externamente observável (afeta os sentido e pode ser contado e medido).

. Depois: Depois: o comportamento é instigado pela mente como uma expressão mental. Watson: Watson: o comportamento tem uma natureza e a mente.. uma outra.Um velho problema.   .  Antes: Antes: o comportamento é possível quando o corpo é instigado pela alma.

. alguns behavioristas buscaram melhorar a proposta inicial. rejeitando alguns dos argumentos do Manifesto de 1913.Os Behaviorismos  Após Watson.

Tolman (1886 .1959) e o Behaviorismo Cognitivista ‡S=>O =>R (variáveis intervenientes) ‡Mecanicista ‡Observa fenômenos públicos ‡Dualista .Edward C.

1952) e o Behaviorismo Mediacional  S=>O =>R (variáveis fisiológicas) Mecanicista Observa fenômenos públicos Monista    .Clark Hull (1884 .

F.B. Skinner (1904-1990) e o (1904Behaviorismo Radical  S: R => S Selecionista Considera os fenômenos públicos e privados Monista    .

4. Foi dualista. 3. Foi um behaviorista metodológico e negou estudo aos comportamentos encobertos. 5. 2. Exagerou nas afirmações sobre o papel do meio em detrimento do papel da genética. Explicou muita coisa sem ter as ferramentas certas: era um behaviorista S-R. SDisse que os humanos não tem características distintivas das outras espécies. .5 Críticas de Skinner a Watson 1.

Alguns comportamentos envolvem repetição de movimentos e o que é aprendido são movimentos e não comportamentos. Movimentos se combinam formando atos. Leva tempo para que movimentos se tornem atos.Edwin R. Toda aprendizagem está baseada em movimentos que são relações entre essas combinações de estímulos e respostas. A aprendizagem é um incremento no repertório de atos de um organismo. Um comportamento aprendido é uma série de atos. Guthrie (1886-1959) e a (1886Lei da Contigüidade A teoria de Guthrie        Uma combinação de estímulos que acompanharam um movimento tende a ser seguida pelo movimento (Guthrie. . 1952).

Jacob Robert Kantor (1888-1984) e o (1888Interbehaviorismo  O Interbehaviorismo de Kantor se caracteriza por uma ênfase no naturalismo.   . histórico. também chamado de evento psicológico. o comportamento. é o objeto de estudo: específico. O Interbehaviorismo é compatível com o Behaviorismo Radical e juntos fornecem uma fundação sólida para uma Psicologia autenticamente comportamental. modificável e integrado. No interbehaviorismo. variável. nas interações organismo-ambiente organismoe em eventos integrados em campos e fatores continuamente interrelacionados. no pluralismo científico.

o indivíduo é capaz de aprender também através de reforço vicário (ou aprendizagem vicariante). há também o espaço cognitivo de cada indivíduo (S-O-R). Entre o estímulo e a resposta. através da observação do comportamento dos outros e de suas conseqüências. (S-  .Albert Bandura (1925-. ou seja. com contato indireto com o reforço.) e a (1925Aprendizagem Social  Teoria cognitiva Social Para Bandura...

Howard Rachlin (1935-. isto é. eu não sinto. mesmo que estes ocorram no privado. preocupa-se com o conhecimento do todo e tenta agrupar o aparentemente estanque e separado em classes (categorias) através de suas características comuns. se eu não demonstro. Se tudo o que eu sinto eu expresso. Todos os eventos. eu não posso sentir sem que isso não seja demonstrado.. Está mais ligado ao estabelecimento de relações. criador da Economia Comportamental No Behavior and Mind: The Roots of Modern Mind: Psychology (1994).) e o (1935Behaviorismo Molar  Professor da Universidade de Nova York..  A atitude molar é holística e categorial. . Rachlin aplica o argumento do filósofo Ryle à Psicologia: o mental sempre se expressa no comportamento: SENTIR É DEMONSTRAR. tornam-se públicos através dos comportamentos. Para Rachlin. ficar discutindo o que é público ou privado é perda de tempo.

Behaviorismo: História Denominação Autor Paradigma Modelo Causal Noção de Comportam ento Gland e Musc Fen Públicos Fen Públicos Fen Pub e Priv Fen Pub e Priv Visão de homem Metodológico Watson Tolman Bandura Hull S=>R Mec Dualista Cognitivista S=>O=>R Mec Dualista Mediacional S=>O=>R Mec Monista Radical Skinner S: R=> S Selec Monista Interbehav Kantor S<==>R Selec Monista Molar Rachlin S: R=> S Selec Demonstraç ão Monista .

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful