Você está na página 1de 19

Topologias das Redes de

Comunicação

Trabalho realizado por:


Diogo Vieira, nº15, 10ºL;
Disciplina: Redes de Comunicação
Professora: Salomé Ribeiro
Ano Letivo: 2017/2018
Introdução:

• Neste trabalho irei falar sobre as topologias físicas e lógicas das


redes de computadores, definindo e caracterizando estas.
O que é a topologia de redes?

• A topologia de redes é o canal no qual o meio de rede está


conectado aos computadores e outros componentes de
uma rede de computadores. Esta pode ocorrer de forma física
ou lógica.
Topologia física

• A topologia física pode ser representada de várias maneiras e


descreve por onde os cabos passam e onde as estações, os
nós, routers e gateways estão localizados.

• Existem os seguintes exemplos de topologia física:


Topologia em Barramento (Bus)
• Todos os computadores estão interligados em um mesmo barramento
físico de dados. Apesar de os dados não passarem por dentro de cada um
dos nós, apenas uma máquina pode “escrever” no barramento num dado
momento. Todas as outras “escutam” e recolhem para si os dados
destinados a elas. Quando um computador estiver a transmitir um sinal,
toda a rede fica ocupada e se outro computador tentar enviar outro sinal
ao mesmo tempo, ocorre uma colisão e é preciso reiniciar a transmissão.
Topologia em estrela (Star)
• Na topologia em estrela toda a informação deve passar
obrigatoriamente por uma estação central inteligente, que deve
conectar cada estação da rede e distribuir o tráfego para que uma
estação não receba, indevidamente, dados destinados às outras.
Topologia em Árvore (Tree)

• A topologia em árvore é essencialmente uma série de barras


interconectadas. Geralmente existe uma barra central onde outros
ramos menores se conectam. Esta ligação é realizada através de
repartidores e as conexões das estações realizadas do mesmo modo
que no sistema de barra padrão.
Topologia em malha (Mesh)

• Rede “Mesh” ou rede de malha, é uma alternativa de protocolo ao


padrão 802.11 para diretrizes de tráfego de dados e voz além das
redes a cabo ou infraestrutura wireless.
Topologia em anel (Ring)

• Na topologia em anel, os dispositivos são conectados em série,


formando um circuito fechado (anel). Os dados são transmitidos
unidirecionalmente de nó em nó até atingir o seu destino. Uma
mensagem enviada por uma estação passa por outras estações,
através das retransmissões, até ser retirada pela estação destino ou
pela estação fonte. Os sinais sofrem menos distorção e atenuação
no enlace entre as estações, pois há um repetidor em cada estação
Topologia lógica

• A topologia lógica descreve o fluxo de dados através da rede.

• Existem dois tipos desta topologia sendo estas a lógica em


barramento e a lógica em anel.
Topologia lógica em barramento

• Nesta topologia, os dados dentro da Rede circulam por difusão ou


broadcast. Isto significa que, se um computador enviar dados, toda
a rede fica ocupada por esses sinais; Desta forma, todos os outros
computadores detectam que existem dados na Rede, mas apenas o
computador a quem se destinam esses dados é que os recolhe.
Topologia lógica em anel
• Os dados dentro da Rede circulam de nó em nó (ponto a ponto), isto é,
de computador em computador.
• Um computador recebe os dados e, se estes não forem para eles,
transmite-os novamente para outro computador. Este processo é
repetido o número de vezes que forem necessárias até se encontrar o
computador para o qual se destinam os dados.
• Após a recepção dos dados, este envia uma mensagem de confirmação
para o computador emissor.
Classificação das Redes

• As redes de computadores podem ser de muitos tipos e existem diversos critérios para
a sua classificação. Uma das principais distinções que tem a ver com a abrangência
geográfica das redes. Redes de área local ou LAN (Local Área Networks) – em que a
abrangência de uma rede não ultrapassa algumas dezenas de metros.
• Redes de área alargada ou WAN (Wide Área Networks) - consiste normalmente em
diversas redes locais entre si, abrangendo um conjunto de edifícios vizinhos, como por
exemplo vários países ou ate a totalidade do globo (como é o caso da Internet).
• Entre as redes de área local (LAN) e as redes de área alargada (WAN) podemos
encontrar redes de dimensões intermédias.
• Redes de Campus (Campus Networks) – consiste normalmente em diversas redes locais
ligadas entre si, abrangendo um conjunto de edifícios vizinhos.
• Redes de Área Metropolitana ou MAN (Metropolitana Área Networks) – redes que
abarcam a área de uma grande cidade ou região urbana, interligando determinadas
entidades ou instituições que necessitam de manter entre si um sistema de
comunicações de dados.
Meios físicos de transmissão de dados.
Um meio físico de transmissão, numa rede de computadores, é o canal de comunicação pelo qual os
computadores enviam e recebem os sinais que codificam a informação. O mais usual é utilização de um
entre vários tipos de cabos existentes para o efeito. No entanto, também existem redes e sistemas de
comunicação entre computadores que funcionam sem cabos, através da propagação de ondas no espaço

- comunicações wireless ou sem fios. Os sistemas de cabos usados numa rede costuma
ser designado por cabling.
- - cabos eléctricos são cabos de cobre (ou de um outro material condutor), que
transmitem os dados através de sinais eléctricos.
- cabos ópticos são cabos de fibra óptica, que transmitem a informação através de
sinais ópticos ou luminosos.
Modelo OSI
• O modelo de referência OSI é o modelo fundamental para comunicações em rede.
Embora existam outros modelos, a maior parte dos fabricantes de rede, hoje, relaciona
seus produtos ao modelo de referência OSI, especialmente quando desejam instruir os
usuários no uso de novos produtos. No modelo de referência OSI, existem sete camadas
numeradas e cada uma ilustra uma função particular da rede. Essa separação das
funções da rede é chamada divisão em camadas. Decompõe as comunicações de rede
em partes menores e mais simples.
• Possibilita a comunicação entre tipos diferentes de hardware e de software de rede.
• Evita que as modificações em uma camada afectem as outras, possibilitando maior
rapidez no seu desenvolvimento.
• Decompõe as comunicações de rede em partes menores, facilitando sua
aprendizagem e compreensão.
• O problema de transferir informações entre computadores é dividido em sete
problemas menores e mais gerenciáveis no modelo de referência OSI
Camadas de OSI
Camada 1:A camada física.
Camada 2: A camada de enlace
Camada 3: A camada de rede
Camada 4: A camada de transporte
Camada 5: A camada de sessão
Camada 6: A camada de apresentação
Camada 7: A camada de aplicação
MODELO TCP/IP
• Já o modelo TCP/IP tem importância histórica, assim como os padrões que permitiram que as
indústrias de telefonia, energia elétrica, estradas de ferro e videotape se desenvolvessem.
• O Departamento de Defesa dos Estados Unidos (DoD) desenvolveu o modelo de referência TCP/IP
porque queria uma rede que pudesse sobreviver a qualquer condição, mesmo a uma guerra
nuclear.
• Imaginem um mundo em guerra, entrecruzado por diferentes tipos de conexões: cabos,
microondas, fibras óticas e links de satélite, e ainda a necessidade de trafegar informações/dados,
independentemente da condição de qualquer nó ou rede particular na internet work (que, nesse
caso, pode ter sido destruída pela guerra).
Camadas TCP/IP
• Camada 1: A camada de Rede
• Camada 2: A camada de Internet
• Camada 3: A camada de Transporte
• Camada 4: A camada de Aplicação