Você está na página 1de 34

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ

CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E NATURAIS


CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM QUÍMICA

Alcalóides derivados do triptofano: Alcalóides 


carbonílicos e Alcaloides.

Profª Dr Mara S. P. Arruda

Elenilze Figueiredo Batista

Orientadora:Giselle Maria Skelding Pinheiro Guilhon


 ALCALOIDES

 Compostos orgânicos cíclicos que possuem pelo menos um átomo de


nitrogênio no seu anel

 No reio vegetal, os alcalóides encontram-se distribuídos em diversas famílias,


destacando-se Apocinaceae, Solanaceae, Papaveraceae, Loganiaceae e
Rubiaceae. Juntamente com Apocinaceae e Loganiaceae a família Rubiaceae se
caracteriza pela produção de alcaloides indólicos.

 Essa classe de compostos do metabolismo secundário é famosa pela presença


de substâncias que possuem acentuado efeito no sistema nervoso, sendo muitas
delas largamente utilizadas como venenos ou alucinógenos.
Talvez o caso mais famoso de uso
de alcaloides seja a execução do
filósofo grego Sócrates,
N

condenado a ingerir cicuta


coniina
(Conium maculatum), uma fonte Conium

do alcalóide coniina. maculatum

Os romanos também faziam uso


de alcalóides em homicídios. Os
principais alcalóides em questão
eram a atropina e a hiosciamina.
Atropa belladonna.
Tal uso fez com que mais tarde
CH3
CH3
N
N
essa e outras plantas da família
solanaceae ficassem conhecidas
na Europa como plantas da O OH
O OH

sombra da noite. O
O

atropina hiosciamina
 Como dito anteriormente, os alcalóides são caracterizados pela presença de
átomos de N em moléculas orgânicas. Tal característica indica de certa forma sua
origem química. Desse modo, quase a totalidade dos alcalóides é derivada de
aminoácidos, como a ornitina, a lisina, a tirosina e o triptofano.
NH
.. 2 N H - 2 H2O N
..
+ H C +
H OH H H C N
O
Considerações gerais a respeito do triptofano
H C
PO e dos compostos indolicos:
OH
IndolOH
H
OH PO
PO
N
N
 O triptofano É um aminoácido
N contendo um sistema aromático de anel de
H
H+
indole, tendo suas origens dentre o caminho
Piridoxalfosfato (PLP) de chiquimato via ácido antranílico.
CO2H
N+
CO2H
N H
Hidrólise da N
NH2 ligação imina H C PO
H
OH
N PO
H
L-Triptofano N

 Os compostos indolicos são uma extensa familia de compostos presentes em


bacterias, plantas e animais. Geralmente, estes compostos estão relacionados
com o metabolismo do triptofano e apresentam substituições em diferentes
posiçoes do anel indolico.

anel indol
Processos Fundamentais de formação:

PEP H+
COOH
COOH COOH COOH

H
OP CO2H H H

ATP -HOP

EPSP elim. 1,2


HO OH PO OH sintese PO O C PO O CO2H
O
OP 2
H
OH OH OH OH
ácido
chiquimico

elim. 1,4
-HOP

O
HOOC
COOH COOH COOH NH2
B-Enz
COOH NH2
NH2 NH2
elimin.
ác. piruvico L- Gln
NH2

O
O CO2H O CO2H

ácido O CO2H OH
antranilico NH2

H+
OH
CO2H
COOH COOH
HO
OP
SN2 H
CH2OP CH2OP OH
NH2 HN N

O H
O
PPO OH OH HO OH

H+

OP
H
HO
O O OH
OH
OH CO2H
- CO2
O
- H2O OP
HO
OP

OH
N OH
N
N
H
H
H

H
indol
Macanismo de transformação do indol ao triptofano:

L-Ser + PLP + Indole


L-Serina
H
CO2H
HO CO2H
H HO+ CO2H
NH
.. 2 N H - 2 H2O N
..
+ H C +
H OH H H C N
O
H C OH Indol
PO OH H
OH PO
PO
N
N
N H+
+ H
Piridoxalfosfato (PLP) H
CO2H

N
CO2H +
N
CO2H H C
N H
Hidrólise da N OH
NH2 ligação imina H C PO
H
OH
N PO N
H H
L-Triptofano N
Alcalóides -carbonilicos:

São compostos ativos originalmente isolados de


plantas pertencentes a diferentes gêneros,
incluindo espécies asiáticas, como a Peganum
harmala, e varias especies sul-amricanas

A maioria dos alcaloides -carbonilicos possuem propriedade alucinógenas e estão


classificados dentro da classe dos psicodislepticos.

Os principais compostos isolados destas especies de plantas são a Harman, a


Harmina, a Harmalina, e a Tetrahidroharmina, sendo compostos descritos na
literatura como alcaloides de efeito alucinogenico.
Um dos efeitos mais conhecidos sobre esse efeito alucinogenico é a bebida conhecida como
Ayahuasca ( “vinho dos mortos” )

O chá é preparado com a mistura de duas plantas:

Peganum harmala com a Psycotria viridis ou


Banisteriopsis caapi com a Psycotria viridis.

o cipó Banisteriopsis caapi da família Malpighiaceae,


possui em sua composição os alcalóides harmina,
harmalina, tetra-hidro-harmalina. A concentração
desses alcalóides varia de 0,05% a 1,95%

A Psycotria viridis, da família Rubiaceae, a composição


do alcalóide derivado indólico N, N-dimetiltriptamina
(DMT) em concentração de 0,1% a 0,66% que age
sobre os receptores da serotonina
A aparência da bebida varia entre diversos
tons de terra variando entre o bege claro ao
marrom escuro. Os métodos de preparo
variam conforme a tradição de cada local e
da ocasião em que o consumo se dá, o
processo é longo e leva quase um dia para o
preparo.

O consumo está associado a práticas religiosas e parece ser utilizada por tribos
indígenas desde 2000 a.C. As seitas religiosas mais conhecidas no Brasil são o
Santo Daime, Natureza Divina e a União do Vegetal. Os efeitos, desse modo,
estão bastante relacionados aos rituais religiosos onde se dá o consumo,
baseados na crença da possibilidade de contato com outros planos espirituais
a propriedade psicoativa se deve à presença, nas folhas da Psycotria viridis, da
substância alucinogénea, denominada N,N-dimetiltriptamina (DMT), produzido
naturalmente (em doses menores) no organismo humano. O DMT é metabolizado
pelo organismo por meio da enzima monoamina oxidase (MAO). No entanto, o
Banisteriopsis caapi possui uma substância capaz de bloquear os efeitos da MAO:
a harmalina, que atua como um potente antidepressivo inibidor da MAO, levando
ao estado contrário. Desse modo, o DMT tem sua ação alucinógena intensificada e
prolongada.

A mistura das duas plantas com a especie Psycotria se torna necessario porque os
principios ativos de uma especie (Alcalóides -carbonilicos) são utilizados para
possibilitar a atividade oral dos principios psicoativos de outra planta (DMT).
Análises quantitativas do chá :

Harmina tetrahidrohamalina DMT


200mL
30 mg 10 mg 25 mg

Em camundongos, 5 mg/kg de harmalina causa 100% de inibição motora por duas horas.
Essa dose seria em adultos o equivalente a 375 mg em 75 kg, porém, é provável que metade
dessa dose também tenha efeito
Biossintese dos compostos -carbonílicos:

CO2H
Form. Bs H+
Mannich
NH2 NH2 de Schiff N NH
- CO2
R
N N OHC N N H R
H H R H H
L- Triptofano Triptamina

tautomerismo

4 3
5
6 N2 O
N NH
7 1
N9 R desaturação R
8 H N N
H H

-carbonílico
Biossintese:

NH2 NH N NH

O CO2H
N N N N
H CO2H H H H

O2 O eleaginina
NADPH

SAM

N O N NH N

MeO N MeO N MeO N N


H H H H

harmina harmalina tetrahidroharmina harman


Biossintese:

OH

N O N N O N
SAM
N N OH N OMe N OMe
H H H H

taraxacine-A (1)
O

COOH

N OMe
H

taraxacine-B (2)
Alcaloides indol terpenos ou indol-monoterpenicos.

Uma grande variedade de alcaloides tem o triptofano e o monoterpeno geraniol


como precursores

Existem cerca de 3000 alcaloides indol-monoterpenicos conhecidos fazendo desta


classe um dos grupos principais dos alcaloides em plantas.

Ele são achados em oito principais familias das quais a Apocinaceae, loganiaceae,
e a Rubiaceae provem as mais variadas estruturas

A biossintese desses compostos se dá via condensação


do iridoide que é um grupo de monoterpenos, cujo
esqueleto possue um anel ciclopentano, normalmente
fundido a um anel heterociclo de seis membros
contendo oxigênio
Formação do esqueleto da parte dos iridoides nos alcaloides:

HO
OHC
OH OGlc OGlc

O O
MeO2C MeO2C

geraniol loganina secolaginina

Tipo Corynanthe

Tipo iboga
Tipo Aspidosperma
A condensação do iridóide secolaginina com um aminoacido, gera uma grande
variedade de alcaloides:

Os alcaloide indolmonoterpenicos originam-se principalmente pela hidrolise da:

H+
NH2 H OGlc H OGlc
N NH
OGlc
C
HOC O O
N N N H
H O H H
H H
MeO2C MeO2C
MeO2C
Triptamina
strictosidina
secolaginina
Catharanthus roseus
é uma pequena erva ou arbusto de origem em Madagáscar, que
agora é cultivado em muitas partes do mundo, inclusive o
E.U.A., a Europa, Índia, Austrália, e América do Sul.como ima
planta ornamental

Por causa de seu uso popular como um chá para diabéticos, a


planta foi investigada originalmente para atividade do potencial
hipoglicemico.

A ação seletiva sugestionou potencial de anticancer para a planta, e um estudo exaustivo dos
componentes foi iniciado. A atividade foi achada na fração alcalóide, e mais de 150 alcalóides
foram caracterizados. Estes são principalmente alcalóides de indole de terpenoid muitos dos
quais são conhecido dentro outro plantas, especialmente da mesma família.

Alcalóides isolados de Catharanthus roseus, os quais são usados nos tratamentos de


diversos tipos de câncer (das glândulas linfáticas, baço, fígado, pulmão, seio e leucemia
infantil)
Entre em os alcaloides mais importantes produzidos por C. roseus estão:

Atualmenta o custo da vinblastina no mercado


chega a aproximadamente um milhao de dolares,
tendo uma produção anual de 12 Kg
Ajmalicine empregada
como antihipertensivo.
A vincristina alcança um custo de 3,5 milhoes de
dolares por Kg tendo uma produção anual de 1
Kg ao ano

O tratamento de Catharanthus roseus com

vinblastina, utilizada no tratamento


cádmio pode aumentar em mais de três vezes a

do mal de Hodgkin; E a vincristina produção de Ajmalicina


empregada no tratamento de
leucemia.
Biossintese dos compostos indol-monoterpenicos:
CHO
NH H OGlc Hidrol. NH H NH H
CHO
O OH OH
N H N H N H
H H H H H H
MeO2C MeO2C MeO2C

strictosidina form Bs
Shiff

H+
N N isomerização N H

O OH OH
N H N H N
H H
H H H H H
MeO2C MeO2C MeO2C
cathenamina
Ddehidrogeissoschizine
NADPH forma enolica

N H

O
N H
H H Tipo Corynanthe
MeO2C

ajmalicina
8 7
H -9 8 9
8 N
7 6
7 N 2
6 9 3
10 N 10
2 3
6 10 4
1 NADPH 1
2
H+ 4 CH2OH
4 1 5
N 3 N 5 N CO2Me
H CH2OH
5 H CO2Me
H
MeO2C
B

H-

8 7 7
H+ N 7 8
6 8 N N
2 6 6
9 3 2 2
H+ 9 3 9 3
10 4 10
10 4 4
5 O NADPH
H 5
1 CH2OH 1 5 CH2OH
N 1
CO2Me N
N CO2Me CO2Me

H-
H-

B
NADPH
H
7 6 7 6
H-
7 8 N 4 8 N 4
8 N
6 9 2 3 9 2 3
9 2 3 10 H 10
10 NADPH 5 5
4 H
5 O 1 CO2Me 1 CO2Me
1 - H2O N
H
N
H
N H
CO2Me
H
2 3

8 N 4 N
9 7 6 Diels-Alder
10

1 5 CO2Me
N N CO2Me
H
H

2
8
9 N 3
4 N
10 7
6 Diels-Alder
1 5 CO Me
N 2 N CO2Me
H H
N N N
O2
1 NADPH
2 SAM H2O OH

N CO2Me N CO2Me N CO2Me


MeO MeO H
H H

tabersonina
SAM

N N N
reação aldol O2
OCOCH3 acetyl-CoA OH NADPH
OH
OH - HSCoA OH

MeO N CO2Me MeO N CO2Me MeO N CO2Me


Me Me Me

vindolina

Tipo Aspidosperma
H
N O N N
peroxidase
N CO2Me N CO2Me N CO2Me
H H H

N N OCOCH3
H
NADH
OH
N N MeO N CO2Me
v v
MeO2C MeO2C Me

N N
NADH

N OH N OH N
v
MeO2C MeO2C
OCOCH3
OH

MeO N CO2Me
Me
Durante séculos na África Ocidental, a casca da árvore
yohimbe era usada como um chá para aumentar o
desejo sexual e a virilidade. Por mais de 50 anos, antes
do advento do Viagra, um extrato da casca da árvore
yohimbe, com o seu princípio ativo chamado yoimbine,
era usado nos Estados Unidos para tratar problemas
sexuais em mulheres e homens. Também usado como
afrodisíaco, o Ioimbe tem a capacidade de quando
ingerido aumentar a circulação sanguínea nos órgãos
genitais de mulheres e homens.

Aumento da libido sexual


Aumento da força muscular em atletas (efeito anabolico)
Promove a perda de gordura
Altamente concentrado 2,5mg
H
N N N
isomerização
OH
N H N H N H
H H H H CHO H H
MeO2C MeO2C MeO2C O

Ddehidrogeissoschizine H+
forma ceto

N H N
redução

Tipo Corynanthe N H N H
H H H H
MeO2C OH MeO2C OH

O yoimbina

OMe
OH
H O
N H H O N
N OMe
OH SAM
OH O
O N H
N H N H OMe
H OH H H
H H H
OH MeO2C OH
MeO2C MeO2C OH

reserpina
Rauvolfia serpentina

Rauwolfia foi usado na África, e na Índia durante pelo menos 3000 anos.

Era usado como um antídoto contra mordida de cobra, remover manchas brancas nos olhos,
contra dores no estômago, febre, vomito, dor de cabeça, e disturbios do SNC.

A reserpina costuma ser usada, associada a outras drogas. ela age no sistema nervoso ,
reduzindo a quantidade de noradrenalina, causando relaxamento dos vasos sangüíneos,
reduzindo a pressão arterial. além disso, ela tem efeito tranqüilizante.