Você está na página 1de 33

Profª Laís Ferreira de Castro

Contatos

 E-mail pessoal:

laisfcastro@gmail.com
laisferreiradecastro@hotmail.com
Bibliografia recomendada
 Princípios de Química: Questionando a Vida Moderna e o
Meio Ambiente / Peter Atkins, Loretta Jones; tradução Ricardo
Bicca de Alencastro.3.ed.Porto Alegre: Bookman, 2006.

Capítulo 9-Equilíbrios Químicos


Tópicos abordados na aula

 Introdução
 Equilíbrio químico
 Lei de Ação das Massas
 Constante de equilíbrio químico
 Equilíbrios homogêneo e heterogêneo
 Princípio de Le Chatelier
 Fatores que influenciam na velocidade das reações
 Catálise
 Aplicação na Biologia: Homeostase
Introdução
 Uma reação química é composta de duas partes separadas
por uma seta, a qual indica o sentido da reação. As
espécies químicas denominadas como reagentes ficam à
esquerda da seta e, à direita, ficam os produtos, ou
resultado da reação química.

Reagentes  Produtos

A+BC+D
Equilíbrio químico

 O equilíbrio químico é o estágio da reação química em


que não existe mais a tendência a mudar a composição da
mistura de reação, isto é, as concentrações ou pressões
parciais dos reagentes e produtos.

Reagentes ⇌ Produtos

A+B⇌C+D
⇌  
Seta para Seta para
representar o representar a
equilíbrio ressonância
 Todos os equilíbrios químicos são dinâmicos: com
a reação direta e inversa ocorrendo com a mesma
velocidade.

 Então, quando uma reação atingiu o equilíbrios, as


velocidades no sentido da formação de produtos e
no sentido da volta aos reagentes são iguais, e a
composição da mistura de reação é constante.
Lei de ação das massas
 Em 1864, os noruegueses Cato Guldberg (um
matemático) e Peter Waage (um químico) tinham
descobriram a relação matemática que descreve a
composição de uma mistura de reação em equilíbrio.
 A partir dos dados da seguinte reação:
2 SO2(g) + O2(g) ⇌ 2SO3(g)

 Os cientistas notaram a seguinte relação a partir dos


resultados experimentais de pressão:
PJ: pressão parcial do gás J no equilíbrio
P°: pressão padrão = 1bar

 Esse importante resultado mostra que K é característico da


composição da mistura de reação no equilíbrio, em uma
dada temperatura.
 K é denominado de constante de equilíbrio.
 Lei de ação de massas: Estabelece que, no equilíbrio, a
composição da mistura de reação pode ser expressa em
termos de uma constante de equilíbrio:
 Assim para uma reação genérica:

aA(g) + bB(g) ⇌ cC(g) + dD(g)


 Quociente da reação:

 Se Q < K então a reação está ocorrendo em direção à formação dos


produtos.

 Se Q > K então a reação está ocorrendo no sentido inverso, isto é


para os reagentes.

 Se Q = K a reação está em equilíbrio, usamos K no lugar de Q.


Constante de equilíbrio químico

 Regras para escrever as constantes de equilíbrio:


 As concentrações ou atividades dos produtos são sempre
colocadas no numerador;
 As concentrações ou atividades dos reagentes são sempre
colocadas no denominador;
 Expressar as concentrações dos gases como pressões parciais, P,
e das espécies dissolvidas em concentrações molares, [ ];
 As pressões parciais ou concentrações são elevadas às potências
dos coeficientes estequiométricos da reação balanceada;
 Elimine os sólidos ou líquidos puros e qualquer solvente da
expressão (atividade igual a 1).
 Nomes específicos para a constante de equilíbrio:
 Para reações químicas na fase gasosa que usam pressões
parciais: Kp;
 Dissociação da água: constante de dissociação da água, Kw;

 Dissociação de ácidos: constante de dissociação de ácidos,


Ka;
 Reações de base com a água: constante de dissociação de
bases, Kb;
 Solubilidade de precipitados: produto de solubilidade, Ks.
 O valor da constante de equilíbrio indica a extensão com que a
reação química favorece os reagentes ou os produtos no
equilíbrio químico:

 Valores elevados de K (maiores que 103), o equilíbrio favorece


fortemente os produtos;
 Valores intermediários de K (entre 10-3 e 103), reagentes e
produtos estão presentes no equilíbrio em quantidades iguais;
 Valores pequenos de K (menores que 10-3), o equilíbrio favorece
fortemente os reagentes.
Equilíbrios homogêneo e heterogêneo

 Equilíbrio químico homogêneo: todas as substâncias que


fazem parte estão na mesma fase (estado físico).
 Ex: N2(g) + 3H2(g) ⇌ 2 NH3(g)

 Equilíbrio químico heterogêneo: é aquele no qual uma


substância, no mínimo, está em uma fase diferente das
outras.
 Ex1: H2O(l) ⇌ H2O(g)
 Ex2: CaCO3(s) ⇌ CaO(s) + CO2(g)
Princípio de Le Chatelier

 Um modo de verificar se uma reação está em equilíbrio é


mudar as condições.
 Postulado, em 1884, pelo químico francês Henri Le
Chatelier.
 Um sistema em equilíbrio mostra uma tendência a
compensar os efeitos de influências perturbadoras.
Quando uma perturbação exterior é aplicada a um
sistema em equilíbrio dinâmico, ele tende a se ajustar
para reduzir ao mínimo o efeito da perturbação.
Fatores que influenciam na velocidade das reações
Efeito da adição e remoção de reagentes

 Supondo que nós adicionamos gás hidrogênio a uma mistura


em equilíbrio na reação de síntese de Haber para produção de
amônia, cuja reação é:
N2(g) + 3H2(g) ⇌ 2 NH3(g)

 De acordo com o principio de Le Chatelier, o equilíbrio vai


tender a se ajustar para minimizar o aumento no número de
moléculas de hidrogênio. Este ajuste é encontrado quando a
reação produz amônia adicional.
 Inversamente, se adicionarmos amônia, o equilíbrio então vai
se ajustar para minimizar o efeito da adição de amônia e então
a composição do equilíbrio será deslocada em direção aos
reagentes.
Efeito da pressão

 O equilíbrio responde a alterações na pressão, principalmente


nas reações na fase gasosa. De acordo com o principio de Le
Chatelier, um equilíbrio na fase gasosa responde a um aumento
na pressão fazendo com que a reação se desloque no sentido
em que diminua este aumento na pressão.
N2(g) + 3H2(g) ⇌ 2 NH3(g)
4mols 2mols

 Assim sendo, para aumentar a produção de amônia no


processo Haber, a síntese deve ser feita em pressões elevadas.
O processo industrial atual usa pressões de 250 atm ou mais.
Efeito da temperatura

 Se a temperatura aumenta a reação tem tendência a se


deslocar em direção ao lado que consuma esta energia
adicionada.
 Se uma reação é exotérmica (libera calor), tal como no
processo Haber de produção de amônia, então a diminuição de
temperatura vai favorecer a produção de amônia porque o
calor gerado na reação tende a minimizar a diminuição da
temperatura.
 Em uma reação endotérmica (consome calor), tal como a
decomposição do CaCO3, o calor deve ser fornecido para
deslocar em direção ao produto.
Perturbação externa Deslocamento do equilíbrio
Adição de um participante No sentido oposto ao do participante
Retirada de um participante No sentido do participante
Aumento da pressão total No sentido de menor volume
Diminuição da pressão total No sentido de maior volume
Aumento da temperatura No sentido endotérmico
Decréscimo da temperatura No sentido exotérmico
Adição de catalisador Não desloca
Catálise

 Catálise: Aceleração de uma reação pela presença


de um catalisador.
 Catalisador: é uma substância capaz de, mesmo
presente em pequenas quantidades, aumentar a
velocidade com que uma reação química se aproxima
do equilíbrio, sem ser consumido no processo e sem
alterar o estado de equilíbrio do sistema.
 A principal ação do catalisador é fornecer um
caminho reacional com menor energia de ativação do
que a reação não-catalítica.
EC /
Reação ESC / kJ.mol-1
kJ.mol-1
CAT
104 Au
2HI  H2 + I2 184
58 Pt
121 Au
2N2O  2N2 + O2 244
136 Pt
163 W
2NH3  N2 + 3H2 >320
196 Os
Reação não catalítica

RC Mau catalisador: intermediário


muito instável
Entalpia Livre

R+C Bom catalisador


RC P+C

Mau catalisador: intermediário


muito estável (reação limitada pela
RC decomposição do intermediário)

Coordenada de reação
 Catalisadores têm grande importância na indústria:
 Na fabricação de ácidos, como exemplos, ácido
sulfúrico e ácido nítrico;
 Na hidrogenação de óleos e de derivados do petróleo;

 Todos os organismos vivos dependem de


catalisadores complexos, denominados enzimas que
regulam as reações bioquímicas.
Aplicação na Biologia: Homeostase

É um mecanismo semelhante ao equilíbrio químico;


 Permite que os organismos vivos mantenham os
processos biológicos em nível constante;
 A homeostase responde a mudanças de condições
como um sistema em equilíbrio químico sendo,
portanto, governada pelo princípio de Le Chatelier;
 Um processo biológico homeostático importante que
envolve os equilíbrios químicos é o transporte de
oxigênio;
A maior parte do O2 do sangue é transportado pela
hemoglobina (Hb);
 Quando o sangue flui pelos tecidos dos pulmões, cerca
de 98% das moléculas de Hb se ligam a moléculas de
oxigênio;
 Equilíbrio:
Hb(aq) + O2(aq) ⇌ HbO2(aq)

 Quando o sangue penetra nos vasos sanguíneos de


tecidos musculares, região de baixa concentração de
O2, algumas moléculas HbO2 liberam o O2 para
restabelecer a composição de equilíbrio.
Exercícios
1) Defina equilíbrio químico. Quais são os tipos de equilíbrio?
2) O que é a Lei de Ação das Massas? Explique.
3) Escreva a expressão do equilíbrio químico Kc para as seguintes reações:
a) H2(g) + Br2(g) ⇌ 2HBr(g)
b) 2HS(g) + 3O2(g) ⇌ 2SO2(g) + 2H2O(g)
4) Use os seguintes dados das concentrações molares, que foram coletados
em 460°C, para determinar a constante de equilíbrio Kc da reação H2(g)
+ I2(g) ⇌ 2HI(g).

[H2] (mol/L) [I2] (mol/L) [HI] (mol/L)

6,47x 10-3 0,594x 10-3 0,0137


5) Diga, para cada um dos seguintes equilíbrios químicos, se haverá deslocamento
na direção dos reagentes ou dos produtos quando a temperatura aumenta.
a) N2O4(g) ⇌ 2NO2(g) , H°= +57kJ
b) Ni(s) + 4CO(g) ⇌ Ni(CO)4(g) , H°= - 161kJ
6) Explique com suas palavras o princípio de Le Chatelier.
7) De acordo com a equação química abaixo assinale V ou F para as seguintes
afirmações e justifique a(s) falsa(s):

N2(g) + 2H2(g) ⇌ 2NH3(g)

( ) A variação da pressão não afeta o equilíbrio.


( ) A diminuição da concentração de H2 no sistema desloca o equilíbrio para o
sentido inverso.
( ) A constante de equilíbrio para esta reação é Keq = 2[NH3] / [N2] . 2[H2].

Você também pode gostar