Você está na página 1de 31

Ciências Humanas e Suas Tecnologias -

Geografia
Ensino Médio, 1ª Série
CONCEITOS E PRINCÍPIOS METODOLÓGICOS
DA GEOGRAFIA
GEOGRAFIA, 1º ano
Conceitos e Princípios Metodológicos da Geografia

O que é Geografia?
GEOGRAFIA, 1º ano
Conceitos e Princípios Metodológicos da Geografia

A Geografia é a ciência que estuda a


distribuição dos fenômenos físicos,
biológicos e humanos pela superfície
GEOGRAFIA
da Terra, as causas desta
DESCRITIVA
distribuição e as relações locais
destes fenômenos.
MARTONE, E.

A Geografia é uma ciência de


síntese de todos os fenômenos que GEOGRAFIA
ocorrem na Terra. MODERNA
HUMBOLDT, A.
GEOGRAFIA, 1º ano
Conceitos e Princípios Metodológicos da Geografia

“A Geografia é a ciência que estuda o espaço


geográfico, espaço produzido pelo homem ao
intervir no meio natural, adaptando-o à sua
exploração, à utilização dos seus recursos,
segundo as formas institucionais e as
disponibilidades culturais, técnicas e
econômicas de que dispõe.”
ANDRADE, M. C.
GEOGRAFIA, 1º ano
Conceitos e Princípios Metodológicos da Geografia

Mas o que é espaço???


GEOGRAFIA, 1º ano
Conceitos e Princípios Metodológicos da Geografia

Para o geógrafo Manuel Correia de Andrade:


ESPAÇO NATURAL: é aquele que resultou da própria evolução das
condições naturais, sem que tenha havido interferência da ação do
homem, (Cholley, 1951, p.17).

ESPAÇO GEOGRÁFICO: é aquele produzido pela sociedade de


acordo com o nível de desenvolvimento e com os sistemas
econômicos e sociais dominantes; ele é produzido visando alcançar
determinados fins, aqueles que interessam ao sistema ou à
formação econômico-social dominante.

CIBERESPAÇO: é uma nova dimensão do espaço, proporcionada


pela integração das redes de informação. Também denominado
espaço virtual.
GEOGRAFIA, 1º ano
Conceitos e Princípios Metodológicos da Geografia

Pela Internet Eu quero entrar na rede


Promover um debate
Gilberto Gil Juntar via Internet
Um grupo de tietes de Connecticut
Criar meu web site
Fazer minha home-page De Connecticut de acessar
Com quantos gigabytes O chefe da Mac Milícia de Milão
Se faz uma jangada Um hacker mafioso acaba de soltar
Um barco que veleja ...(2x) Um vírus para atacar os programas no
Que veleje nesse informar Japão
Que aproveite a vazante da infomaré Eu quero entrar na rede para contatar
Que leve um oriki do meu orixá Os lares do Nepal,os bares do Gabão
Ao porto de um disquete de um micro Que o chefe da polícia carioca avisa
em Taipé pelo celular
Um barco que veleje nesse infomar Que lá na praça Onze tem um
Que aproveite a vazante da infomaré videopôquer para se jogar...
Que leve meu e-mail até Calcutá
Depois de um hot-link
Num site de Helsinque
Para abastecer
GEOGRAFIA, 1º ano
Conceitos e Princípios Metodológicos da Geografia

ESPAÇO NATURAL ESPAÇO GEOGRÁFICO

Imagens da esquerda pra direita: (a) Dois Irmãos e praia do


sancho em Fernando de Noronha Nordeste do Brasil / autor
desconhecido / GNU Free Documentation License. (b) Olinda-
Recife / Andre Oliveira / Creative Commons - Atribuição 2.0
Genérica. (c) U.S. Navy photo by Mass Communication
Specialist 2nd Class Dominique M. Lasco / Public Domain.
CIBERESPAÇO
GEOGRAFIA, 1º ano
Conceitos e Princípios Metodológicos da Geografia

MAPA CONCEITUAL DO ESPAÇO GEOGRÁFICO

FONTE: MORAES, J. V.
GEOGRAFIA, 1º ano
Conceitos e Princípios Metodológicos da Geografia

AS CONTRIBUIÇÕES DE AUGUSTO COMTE E


DARWIN PARA A GEOGRAFIA
POSITIVISMO (Augusto Comte): a teoria
elaborada pelo filósofo Augusto Comte, o
positivismo, afirmava que a ciência deveria
deixar de especular sobre a origem dos
fenômenos e se apoiar apenas na observação,
na experimentação e na comparação dos
resultados, procurando a causa dos fenômenos
e formulando leis.
GEOGRAFIA, 1º ano
Conceitos e Princípios Metodológicos da Geografia

AS CONTRIBUIÇÕES DE AUGUSTO COMTE E


DARWIN PARA A GEOGRAFIA.
DETERMINISMO GEOGRÁFICO (RATZEL):
recebendo forte influência do positivismo e da
teoria evolucionista de Darwin, foi desenvolvida
na Alemanha, por Ratzel, a teoria do
determinismo geográfico. Ratzel sustentava que
as condições ambientais, em especial o clima,
são capazes de influenciar o desenvolvimento
intelectual e cultural das pessoas.
GEOGRAFIA, 1º ano
Conceitos e Princípios Metodológicos da Geografia

DETERMINISMO X POSSIBILISMO
Em reação ao determinismo, a Escola Francesa,
de Vidal De La Blache, lançou o possibilismo,
que afirmava que as pessoas poderiam atuar no
meio, modificando-o e determinando o seu
desenvolvimento, ou seja, o meio natural
oferece um conjunto de possibilidades, e sua
utilização depende dos costumes e das técnicas
(gêneros de vida) diferenciados e do
desenvolvimento histórico de cada sociedade.
(1)
GEOGRAFIA, 1º ano
Conceitos e Princípios Metodológicos da Geografia

OUTROS CONCEITOS IMPORTANTES PARA A GEOGRAFIA


LUGAR: é a porção ou parte do
espaço onde vivemos (2)

PAISAGEM: é tudo o que nós


vemos, tudo o que a nossa
percepção alcança.

TERRITÓRIO: é um espaço
definido e delimitado por e a
partir das relações de poder,
dominação e apropriação que
nele se instalam.

REGIÃO: é uma área que foi


separada, através de um critério,
por possuir semelhanças em
comum.
Imagens de cima para baixo: (a) Bairro do Recife antigo - Recife - Pernambuco - Brasil / Carl242 / Creative Commons Atribuição 2.0 Genérica. (b) Port
Levy, Canterbury, New Zealand, 20th / Phillip Capper / Creative Commons Atribuição 2.0 Genérica. (c) Jakub Hałun / GNU Free Documentation License.
(d) Mapa do Brasil / Felipe Menegaz / GNU Free Documentation License.
GEOGRAFIA, 1º ano
Conceitos e Princípios Metodológicos da Geografia

PRINCÍPIOS DA GEOGRAFIA
1) Princípio da Extensão;
2) Princípio da geografia geral ou da analogia;
3) Princípio da causalidade;
4) Princípio da conexidade;
5) Princípio da atividade.
GEOGRAFIA, 1º ano
Conceitos e Princípios Metodológicos da Geografia

OS PRINCÍPIOS DA GEOGRAFIA

1) Princípio da Extensão – enunciado por


Frederico Ratzel, segundo o qual, ao estudar
um dos fatores geográficos ou uma área, deve-
se inicialmente procurar localizá-la e
estabelecer seus limites, usando mapas
disponíveis e o conhecimento direto da área.

(3)
GEOGRAFIA, 1º ano
Conceitos e Princípios Metodológicos da Geografia

ESTUDO DE CASO
Um grupo de cientista, dentre estes um
geógrafo, foi contratado para investigar os
ataques de tubarões ocorridos em Pernambuco,
de acordo com o Princípio da Extensão, qual o
primeiro passo a ser tomado?
GEOGRAFIA, 1º ano
Conceitos e Princípios Metodológicos da Geografia

PASSO 1: PRINCÍPIO DA EXTENSÃO

Localizar e
estabelecer
os limites da
área de
ocorrência
dos ataques.

Imagens da esquerda para a direita: (a) A Grey Nurse shark


(Carcharias taurus) shows off its piscivorean dentition / Richard Ling /
GNU Free Documentation License. (b) SEE-PE, redesenhado a partir
de imagem de Autor Desconhecido.
GEOGRAFIA, 1º ano
Conceitos e Princípios Metodológicos da Geografia

2) Princípio da geografia geral ou da analogia –


enunciado por Karl Ritter, segundo o qual,
delimitada e observada uma área em estudo, ela
deveria ser comparada com o que se observa
em outras áreas, estabelecendo semelhanças e
diferenças existentes.

(3)
GEOGRAFIA, 1º ano
Conceitos e Princípios Metodológicos da Geografia

PASSO 2: PRINCÍPIO DA GEOGRAFIA GERAL OU


ANALOGIA
Há de se comparar:
será que em outra área, com características semelhantes,
também estão ocorrendo ataques?

Imagens de cima para baixo: Caribbean reef shark portrait


together with diver (A. Jegorovs) / Photo by Alvils Zilemanis /
GNU Free Documentation License.
GEOGRAFIA, 1º ano
Conceitos e Princípios Metodológicos da Geografia

3) Princípio da causalidade – enunciado por


Alexandre Von Humboldt, segundo o qual,
observados os fatos, se deverá procurar as
causas que os determinaram, estabelecendo
relações de causa e efeito.

(3)
GEOGRAFIA, 1º ano
Conceitos e Princípios Metodológicos da Geografia

PASSO 3: PRINCÍPIO DA CAUSALIDADE

O geógrafo deverá estabelecer a relação de CAUSA X EFEITO.

O que pode ter ocorrido para os tubarões atacarem em alguns


trechos do litoral pernambucano e em outros não?

Algumas possíveis causas para


os ataques de tubarão:

•aterro de extensas áreas de


manguezal;
•perda da biodiversidade;
•poluição, dentre outros.
GEOGRAFIA, 1º ano
Conceitos e Princípios Metodológicos da Geografia

4) Princípio da conexidade – enunciado por Jean


Brunhes, por meio do qual ele chamava a atenção para
o fato de que os fatores físicos e humanos, ao
elaborarem as paisagens, não agiram separada e
independentemente, havendo uma interpenetração na
ação dos vários fatores físicos entre si, e ainda dos dois
grandes grupos de fatores. Na elaboração das
paisagens, nenhum dos fatores físicos ou humanos age
isoladamente; a ação é sempre feita de forma integrada
com outros fatores;
(3)
GEOGRAFIA, 1º ano
Conceitos e Princípios Metodológicos da Geografia

PASSO 4: PRINCÍPIO CONEXIDADE

De acordo com o PRINCÍPIO DA CONEXIDADE,


nada está isolado. Os fatores físicos e humanos
estão interligados na formação de uma
paisagem. Voltando para o estudo de caso dos
ataques de tubarões, a ação do homem sobre o
meio foi fator decisivo para a ocorrência dos
ataques.
GEOGRAFIA, 1º ano
Conceitos e Princípios Metodológicos da Geografia

5) Princípio da atividade - também enunciado


por Jean Brunhes, no qual o mestre francês
assinala o caráter dinâmico do fato geográfico,
uma vez que o espaço está em constante
reorganização, em constante transformação,
graças à ação ininterrupta dos vários fatores.

(3)
GEOGRAFIA, 1º ano
Conceitos e Princípios Metodológicos da Geografia

PASSO 5: PRINCÍPIO DA ATIVIDADE

De acordo com o PRINCÍPIO DA ATIVIDADE,


tudo está em constante transformação, graças à
ação de diversos fatores, dentre eles o homem.
É o homem que altera, transforma, constrói,
destrói, remodela o espaço tudo para atender às
suas necessidades. Sendo assim, é
imprescindível analisar tais transformações.
GEOGRAFIA, 1º ano
Conceitos e Princípios Metodológicos da Geografia

EXERCÍCIO
1. (UERN) Em relação aos conteúdos ou elementos naturais do
espaço, marque a alternativa correta.
a) À medida que o homem se apropria do espaço natural, mais a ele
se integra, sem depredá-lo.
b) Os elementos que compõem a natureza se combinam, mas não são
interdependentes.
c) O homem, no processo de produção do espaço geográfico, não age
isoladamente e, sim, em sociedade.
d) O modo de produção capitalista contribui para a preservação
ambiental.
e) As montanhas foram as formas de relevo que mais sofreram
desgastes devido à atuação do homem.
GEOGRAFIA, 1º ano
Conceitos e Princípios Metodológicos da Geografia

2. (UFPE – 1ª etapa 2006) “Este princípio, enunciado por Jean Brunhes, chamava a
atenção para o fato de que os fatores físicos e humanos, ao elaborarem as
paisagens, não agiram separada e independentemente, havendo uma
interpenetração na ação dos vários fatores físicos entre si, e ainda dos dois
grandes grupos de fatores. Na elaboração das paisagens, nenhum dos fatores
físicos ou humanos age isoladamente; a ação é sempre feita de forma integrada
com outros fatores”. (Manoel Correia de Andrade, Geografia Econômica)
O princípio da Geografia a que o autor faz referência no texto é o:
a) Princípio da Extensão
b) Princípio da Conexão
c) Princípio da Analogia
d) Princípio das Causas Atuais
e) Princípio da Uniformidade dos Fatos Geográficos
REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA
ANDRADE, M. C. Geografia Econômica. Atlas. São Paulo,
1998.
CHOLLEY, André. A Geografia: guia para estudantes.
França: Presses Univesitaires de France, 1951
TERRA, L; C, M. A. Geografia geral e do Brasil. O espaço
natural e socioeconômico. São Paulo: Moderna, 2005.
LUCCI, E. A. Território e sociedade no mundo
globalizado. Geografia geral e do Brasil. São Paulo:
Saraiva, 2005.
Referências

(1) - http://www.slideshare.net/marcelogoulart/geo-geral-texto-02
(2) - http://dc426.4shared.com/doc/TvSoOxBP/preview.html
(3) - http://aulasdecristianoinsl.blogspot.com.br/p/1-ano.html
Tabela de Imagens
Slide Autoria / Licença Link da Fonte Data do
Acesso

8a Dois Irmãos e praia do sancho em Fernando de http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Ferna 14/03/2012


Noronha Nordeste do Brasil / autor ndo_de_Noronha_-_dois_Irm%C3%A3os_-
desconhecido / GNU Free Documentation _praia_do_sancho.jpg
License
8b Olinda-Recife / Andre Oliveira / Creative http://pt.wikipedia.org/wiki/Ficheiro:Olinda- 14/03/2012
Commons - Atribuição 2.0 Genérica Recife.jpg
8c (c) U.S. Navy photo by Mass Communication http://commons.wikimedia.org/wiki/File:US_Na 16/03/2012
Specialist 2nd Class Dominique M. Lasco / vy_090325-N-2959L-
Public Domain. 542_Astronauts_Tom_Marshburn,_left,_and_D
ave_Wolf_train_for_a_spacewalk_in_the_Integ
rated_EVA-
RMS_Virtual_Reality_Simulator_Facility_at_Joh
nson_Space_Center.jpg
13a Bairro do Recife antigo - Recife - Pernambuco - http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Recife 14/03/2012
Brasil / Carl242 / Creative Commons Atribuição _antigo.jpg?uselang=pt-br
2.0 Genérica
13b Port Levy, Canterbury, New Zealand, 20th / http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Port_L 14/03/2012
Phillip Capper / Creative Commons Atribuição evy,_Canterbury,_New_Zealand,_20th._Nov._20
2.0 Genérica 10_-_Flickr_-
_PhillipC_%281%29.jpg?uselang=pt-br
13c (c) Jakub Hałun / GNU Free Documentation http://commons.wikimedia.org/wiki/File:20090 16/03/2012
License. 529_Great_Wall_8185.jpg
Tabela de Imagens
Slide Autoria / Licença Link da Fonte Data do
Acesso

13d Mapa do Brasil / Felipe Menegaz / GNU Free http://pt.wikipedia.org/wiki/Ficheiro:Brazil_Lab 15/03/2012


Documentation License elled_Map.svg
17a A Grey Nurse shark (Carcharias taurus) shows http://pt.wikipedia.org/wiki/Ficheiro:Grey_Nurs 15/03/2012
off its piscivorean dentition / Richard Ling / GNU e_Shark_at_Fish_Rock_Cave,_NSW.jpg
Free Documentation License
17b SEE-PE, redesenhado a partir de imagem de Acervo SEE-PE 15/03/2012
Autor Desconhecido.
19 Caribbean reef shark portrait together with http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Carcha 15/03/2012
diver (A. Jegorovs) / Photo by Alvils Zilemanis / rhinus_perezi_and_diver.jpg
GNU Free Documentation License