Você está na página 1de 81

8599 – Comunicação Assertiva e

Técnicas de Procura de Emprego

Vila Nova da Baronia


Formadora: Eva Gonçalves
Objetivos:
• Explicar o conceito de assertividade.
• Identificar e desenvolver tipos de comportamento
assertivo.
• Aplicar técnicas de assertividade em contexto
socioprofissional.
• Reconhecer as formas de conflito na relação
interpessoal.
• Definir o conceito de inteligência emocional.
Objetivos:
•Identificar e descrever as diversas oportunidades de inserção
no mercado e respetivos apoios, em particular as Medidas
Ativas de Emprego.
•Aplicar as principais estratégias de procura de emprego.
• Aplicar as regras de elaboração de um curriculum vitae.
•Identificar e selecionar anúncios de emprego.
•Reconhecer a importância das candidaturas espontâneas.
•Identificar e adequar os comportamentos e atitudes numa
entrevista de emprego.
Conteúdos
 Comunicação assertiva
 Assertividade no relacionamento interpessoal
 Assertividade no contexto socioprofissional
 Técnicas de assertividade em contexto profissional
 Origens e fontes de conflito na empresa
 Impacto da comunicação no relacionamento humano
 Comportamentos que facilitam e dificultam a comunicação
e o entendimento
 Atitude tranquila numa situação de conflito
 Inteligência emocional e gestão de comportamentos
 Modalidades de trabalho
Conteúdos
 Mercado de trabalho visível e encoberto
 Pesquisa de informação para procura de emprego
 Medidas ativas de emprego e formação
 Mobilidade geográfica (mercado de trabalho nacional,
comunitário e extracomunitário)
 Rede de contactos
 Curriculum vitae
 Anúncios de emprego
 Candidatura espontânea
 Entrevista de emprego
Comunicação
 A IMPORTÂNCIA DA COMUNICAÇÃO
 Do latim "communicare", comunicação significa
pôr em comum, conviver. Este "pôr em comum"
implica que transmissor e recetor estejam dentro da
mesma linguagem, caso contrário não se
entenderão e não haverá compreensão
 A IMPORTÂNCIA DA COMUNICAÇÃO
 Comunicação, de uma forma sintética, é a ação, efeito
ou meio de entrar em relação com o outro. Podemos
dizer que é o processo que realiza a transmissão
interpessoal de ideias, sentimentos e atitudes entre dois
(ou mais) indivíduos ou organizações: para além de
permitir a troca de informação, possibilita e garante a
dinâmica de grupo e a dinâmica social.
 Quando comunicamos com alguém, devemos, sempre,
recordar-nos de que há um sem número de
interpretações em relação a si próprio, de acordo com o
número de pessoas em presença.
 Processo de Comunicação
 O processo de comunicação consiste em um emissor
fazer chegar uma mensagem a um recetor através de
um canal de comunicação, utilizando um determinado
código.
 Codificação: capacidade de construir mensagens
segundo um código compreendido pelo emissor e pelo
recetor.
 Descodificação: capacidade de interpretar uma
mensagem.
 Informação de retorno (feedback): resposta do recetor à
mensagem enviada pelo emissor.
 Tipos de Comunicação
 Informação - É a ação ou efeito de informar ou
informar-se, transmitindo ou dando a conhecer factos
ou ideias; é uma necessidade essencial para a vida dos
homens; a transmissão de informação serve para
consolidar o poder individual e estruturar as hierarquias
em presença; é muitas vezes difusa e pouco assertiva,
confundindo-se com notícias que respondem a
necessidades individuais de afirmação ou de satisfação
da curiosidade; hoje em dia multiplicou-se e
diversificou-se de tal forma que é contraditória,
confundindo a escolha.
 Tipos de Comunicação
 Educação - É um processo permanente, constituído
pelo conjunto de valores e práticas instilados em cada
indivíduo, visando orientá-lo e formá-lo; começa por
decorrer no seio da vida familiar; o lugar educacional
por excelência é a escola, instrumento fundamental
através do qual todos os Povos do Mundo se esforçam
por converter os seus ideais de vida em realidades para
os seus descendentes; através dela o Homem quer saber
e saber-fazer; para além dos pais, educadores e
professores, o mundo, nomeadamente os mass-media e
self-media, na era da comunicação individual tendem a
tornar a educação permanente.
 Tipos de Comunicação
 Animação - É a ação de estimular, de uma forma não
diretiva, a atividade de grupos ou comunidades, através
de motivações e centros de interesse; o animador,
espontânea ou deliberadamente, estimula a vida dos
grupos, tentando transmitir-lhes motivação e
entusiasmo; permanentemente o Homem tenta
convencer o seu interlocutor da justiça das suas
posições e convencê-lo a agir em consonância; tem um
carácter social, tendendo a reagrupar as pessoas
segundo os seus interesses e lutas comuns; é a função
primordial da comunicação do sindicalista.
 Tipos de Comunicação
 Distração - É uma necessidade fundamental do
Homem desde os primórdios dos tempos; o ser
humano utiliza o jogo, o espetáculo e a cultura
física para satisfazer as suas necessidades,
cultivando-se em simultâneo; é a sociedade dos
tempos livres, baseada em atividades de
participação.
 Atitudes comportamentais na Comunicação
 Pode assumir-se como comportamento tudo o que o
indivíduo faz ou diz. Comportamento é “o que
designa as reações de um indivíduo à ação de um
estímulo, sendo essas reações observáveis do
exterior”.
 Atitudes comportamentais na Comunicação
 Se o comportamento não é inato nem hereditário,
pode considerar-se que é adquirido ao longo da
vida, sendo sujeito às vivências específicas de cada
um.
 Estilos Comunicacionais
 Passivo - É uma atitude de evitamento perante
as pessoas e acontecimentos. Em vez de se
afirmar tranquilamente, o passivo afasta-se ou
submete-se, não age. Porque não se afirma, ele
torna-se, geralmente, numa pessoa ansiosa. Não
age porque tem medo das deceções. É
normalmente tímido e silencioso.
 Estilos Comunicacionais
 Manipulador - Não se implica nas relações
interpessoais. Esquiva-se aos encontros e não se
envolve diretamente com as pessoas e com os
acontecimentos. O seu estilo de interação
caracteriza-se por manobras de distração ou
manipulação dos sentimentos dos outros. O patrão
manipula o trabalhador para fazer horas
extraordinárias dizendo: “Como pode recusar,
depois de tudo o que fiz por si?”. O manipulador
não fala claramente dos seus objetivos. É uma
pessoa muito “teatral”.
 Estilos Comunicacionais
 Agressivo ou Autoritário - A agressividade observa-
se através dos comportamentos de ataque contra as
pessoas e os acontecimentos. O agressivo prefere
submeter os outros a fazê-los aceitar. Fala alto,
interrompe e faz barulho enquanto os outros se
exprimem. Desgasta psicologicamente as pessoas
que o rodeiam. O agressivo pensa que é sempre
ganhador através do seu método, mas não entende
que, se o fosse, não necessitava de ser agressivo.
 Estilos Comunicacionais
 Assertivo ou Autoafirmativo - São pessoas
capazes de defender os seus direitos e interesses
e de exprimir os seus sentimentos, os seus
pensamentos e as suas necessidades de forma
aberta, direta e honesta. A pessoa afirmativa tem
respeito por si própria e pelos outros, está
aberta ao compromisso e à negociação. Aceita
que os outros pensem de forma diferente da sua:
respeita as diferenças e não as rejeita.
 Como é fácil constatar, o comportamento assertivo
é o mais eficaz e saudável nas relações
interpessoais. Este tipo de comportamento não
nasce connosco, é apreendido.
 Este estilo de comunicação é mais recomendado na
relação face a face e com o público, porque implica
um indivíduo confiante em si próprio, que não teme
a relação com os outros, expressando diretamente
as suas opiniões e convicções, sentimentos, desejos
e necessidades.
 Comunicação não verbal
 A comunicação não-verbal realiza-se através de
códigos como os gestos, os movimentos dos olhos
e do rosto ou os tons de voz. Os códigos não são
apenas sistemas para organizar e compreender
dados: eles desempenham funções comunicativas e
sociais.
 Técnicas de Procura de Emprego

- “A situação do mercado de trabalho exige uma procura activa de


emprego. Procure emprego de forma persistente e organizada”.

- “Adopte uma atitude positiva e dinâmica.”

- “Acredite que há oportunidades , mas é necessário ir ao encontro


delas.”

- ”Procurar emprego dá trabalho.”

- “Procurar emprego é um trabalho a tempo inteiro.”


Técnicas de Procura de Emprego
 Organize o seu plano de acção

Conheça-se a si próprio:
- O que sabe fazer?
- O que gosta de fazer?
- O que não gosta de fazer?
- Em que tipo de actividade se tem distinguido?
- Que imagem têm os outros de si
  Depois de ter reflectido sobre as suas
competências, gostos, e interesses procure
fazer uma listagem do tipo de empregos que
mais lhe poderão interessar, tendo em conta
o seu perfil profissional.
Técnicas de Procura de Emprego
 Conheça o mercado de trabalho:

- Leia diariamente os anúncios de emprego publicados


nos jornais;

- Consulte seleccione as ofertas disponíveis nos centros


de emprego;

- Consulte e seleccione, os anúncios afixados em


painéis nas juntas de freguesia, nos supermercados ou
noutros locais públicos;
 Técnicas de Procura de Emprego
- Contacte familiares, amigos e conhecidos para
obter informações sobre outras oportunidades de
emprego.

- Faça uma lista de actividades profissionais com


mais ofertas de emprego.
 Técnicas de Procura de Emprego
 Onde procurar ( Mercado de trabalho Aberto)

- Jornais (diários e semanários);

- Diários da República ( no caso de concursos públicos);

- Centros de Emprego;

- UNIVA ( Unidades de Inserção na Vida Activa);

- Empresas de Trabalho Temporário;

- Associações Profissionais e sindicais;


 Técnicas de Procura de Emprego
- Juntas de Freguesia;

- Paróquias;

- Supermercados;

- Internet ( Expressoemprego, netemprego)


Técnicas de Procura de Emprego
 Mercado de Emprego Fechado

- Empresas que têm necessidade de


trabalhadores, mas que ainda não publicaram as
suas vagas.
Técnicas de Procura de Emprego
 Informação contida nos Anúncios

Três Grupos de Informação:


1-A Empresa

• Nome
• Localização
. Sector de Actividade
• Perspectivas de expansão no Mercado
 Técnicas de Procura de Emprego
• Tipos de Produtos

• Volume de Negócios

• Taxa de Crescimento
Anual
 Técnicas de Procura de Emprego
2- O Posto de Trabalho

• Título

• Local

• Funções a exercer

• Vantagens particulares
• Vantagens sociais

.Nível de responsabilidades
 Técnicas de Procura de Emprego
• Possibilidades de formação

• Remuneração

• Deslocações
 Técnicas de Procura de Emprego
3- Candidato

critérios objectivos:

. Conhecimento de línguas

• Cultura geral

. Disponibilidade

• Experiência profissional
 Técnicas de Procura de Emprego
Nível de formação

• Idade mínima

• remuneração

. Carta de condução

. Estágios
 Como responder a anúncios

Através de:

- Envio de Curriculum Vitae acompanhado de Carta de Candidatura,


por via postal ou através de Correio electrónico;

- Estabelecer um contacto directo com a organização;

- Resposta directa por telefone;

- Enviar o Curriculum pela segunda vez, caso não tenha obtido uma
resposta ao envio do Currículo na primeira vez.
 Como responder a anúncios
Através do telefone:

- Anote previamente as questões que pretende colocar


durante a conversa telefónica;

- Tenha o currículo à mão para o caso de serem colocadas


algumas questões relacionadas com o mesmo;

- Tenha uma agenda ou um caderno onde possa anotar


todas as informações, nomeadamente a marcação de uma
entrevista;
 Como responder a anúncios
- Escolha uma hora para efectuar o telefonema que se
insira dentro do horário de trabalho da empresa (evitar
as horas próximas do início ou do fim do horário de
trabalho);

- Faça o telefonema de um local apropriado ( calmo, sem


a interrupção de outras pessoas);

- Cumprimente a pessoa que atende com “ Muito bom


dia” e justifique a razão do telefonema “ eu estou a
ligar por causa do anúncio….”;
 Como responder a anúncios
No final:
- Faça uma avaliação da conversa e anote todas as
informações relevantes. Marque na agenda a indicação
do próximo contacto.

Tenha em atenção:

- Fale pausadamente;
- Responde a todas as questões com clareza;
- Coloque todas as questões que achar pertinentes.
Cartas de Apresentação
Carta de apresentação
O que é:
- É uma carta simples e breve que deverá
acompanhar o currículo.

Quando utilizá-la:
- Sempre que enviar um currículo para responder a
um anúncio.
 Carta de Apresentação
O que deve conter:

- A identificação ( nome, morada, telefone, e-mail );

- Dados da entidade (nome do destinatário, cargo nome da


empresa, endereço);

- Localidade, dia, mês e ano;

- A referência à fonte do anúncio (nome do jornal, data da


publicação, eventualmente o nº de referência do anúncio);
 Carta de Apresentação
- Manifestação e interesse pelo posto de trabalho e
pela empresa;

-A referência ao envio do currículo e a sua


disponibilidade para uma entrevista;

- Apresentação de cumprimentos e assinatura


Carta de Apresentação
O que é:
- É, ao mesmo tempo, uma carta de apresentação e um
currículo resumido.

Quando utilizá-la:
- Quando o anúncio pedir como resposta apenas uma
carta de candidatura, dispensando assim o envio do
currículo.
 Carta de Apresentação
O que deve conter:

- A identificação ( nome, morada, telefone, e-


mail);

- Dados da entidade (nome do destinatário,


cargo nome da empresa, endereço);

- Localidade, dia, mês e ano;


 Carta de Apresentação
- A referência à fonte do anúncio (nome do jornal, data da
publicação, eventualmente o nº de referência do anúncio) e
o título do posto de trabalho a que se candidata;

- Expressar interesse pela empresa e pelo posto de trabalho,


relacionando-o com a sua experiência profissional e as suas
competências técnicas e profissionais;

-Manifestação de disponibilidade para uma entrevista;

- Apresentação de cumprimentos e assinatura.


 Candidatura Espontânea
 Muitos dos postos de trabalho disponíveis não
são anunciados.

 Porque não apresentar, então uma candidatura


espontânea?
 Candidatura Espontânea
O que é:

- A candidatura espontânea é uma forma de se dar a


conhecer, isto é, de fazer a sua promoção pessoal.
 Candidatura Espontânea

Existem duas formas de fazer candidatura


espontânea:

 1) Escrever e publicar o seu anúncio de emprego;

 2) Escrever e enviar uma carta de candidatura


espontânea.
 Candidatura Espontânea

 Escrever e publicar o seu anúncio de emprego;


 Candidatura Espontânea
Como redigi-lo:

- Ser de leitura fácil;

- Ser escrito de forma resumida;

- Salientar as características mais importantes para o posto de


trabalho que pretende;

- Ser apelativo de forma a motivar os potenciais empregadores a


quererem conhecê-lo.
 Candidatura Espontânea

Ao publicar-se um anúncio, deve ter-se em atenção:

 O Aspecto gráfico
Destacar as palavras que melhor evidenciem a qualificação
profissional ou o tipo de trabalho que se procura.

 O formato
Os anúncios publicados na horizontal chamam mais a atenção.
 Candidatura Espontânea
 Dias e frequência de publicação
Aos fins-de-semana há mais pessoas que lêem os
jornais, ter em atenção o tipo de jornal: diário ,
semanal, nacional ou regional.
 Candidatura Espontânea
Para que serve?

- Suscitar o interesse do empregador;

- Chamar a atenção para o seu currículo;

- Expressar o seu interesse e motivação face á função e á


empresa a que se candidata;

- Conseguir obter uma entrevista.


Candidatura Espontânea
Como proceder?

- Antes de se escrever a carta de candidatura espontânea,


deve ter-se em conta os seguintes aspectos:
 Definir – com exactidão aquilo que se pode
se quer fazer. (Os empregadores querem pessoas
motivadas que saibam o que querem fazer e que
desejam integrar-se numa determinada empresa, por
razões bem definidas);
 Candidatura Espontânea
Anotar e seleccionar - as actividades e as empresas
que mais lhe interessem;

 Informar-se – o mais possível sobre as empresas


a que se candidata (dimensão, actividade principal,
tipo de produtos ou serviços que presta, postos de
trabalho existentes).
Candidatura Espontânea
Como redigir a carta de candidatura espontânea?
- Deverá desenvolver três ideias principais:

 1º Parágrafo (introdução)

- Referir o motivo que nos levou a contactar essa


empresa e a querer candidatar-se a um posto de
trabalho;

- Procurar captar o interesse do empregador. Escolher


um estilo directo e, se possível original.
 Candidatura Espontânea
 2º Parágrafo (desenvolvimento)

- Procure demonstrar em que medida a nossa formação e


experiência poderão ser úteis, relacionando-as com o
que sabe sobre a actividade da empresa;

- Procure não falar dos seus problemas pessoais.


 Candidatura Espontânea
 3º Parágrafo (conclusão)

- Procurar convencer o empregador a conceder-nos


uma entrevista. Despertar o seu interesse em conhecer-
nos, isto porque, a primeira finalidade da carta de
candidatura espontânea é a marcação de uma
entrevista;

- Termine a carta de forma atenciosa.


 Candidatura Espontânea
Aspectos ater em atenção ao escrever a carta:

- Se esta for escrita à mão, deverá ser feita em papel


branco, A4, sem linhas;

- Utilizar frases curtas, claras, sem erros ortográficos;

- Evitar banalidades, falsos elogios e frases


pomposas;
 Candidatura Espontânea
- Escrever os elementos de identificação (nome,
morada e telefone) no canto superior esquerdo da
folha;

- Se esta for anexada de currículo escrever “ Anexo:


Currículo”.

- A assinatura deverá ser sempre manuscrita.


 Candidatura Espontânea
A quem dirigir a carta?
- Nas grandes empresas, ao Director dos Recursos
Humanos;

- Nas pequenas e médias empresas e nas empresas


de recrutamento e selecção, ao Director da Empresa
 Currículum Vitae
 Forma do Curriculum

- Tipo de letra simples, claro e legível;


- Letra entre 10-14;
- Utilize tinta preta e papel branco;
- Evite parágrafos com mais de 4 linhas;
- Transmita uma ideia por parágrafo;
- Se utilizar números não escreva por extenso;
- Apresente as datas sempre da mesma forma;
- Assegure-se que toda a informação é verídica.
 Elementos do curriculum
1) Colocar Curriculum Vitae, por extenso, na parte superior da
folha;
2) Identificação:
- nome
- morada
- data de nascimento
- BI
- estado civil
- contactos (telefone, telemóvel, e-mail)
- poderá salientar nesta fase o facto de possuir carta de condução
e viatura própria
 Elementos do curriculum
3) Habilitações Escolares/Académicas

- nível de escolaridade
- data de início/termino
- média ou aproveitamento , se favorável
- Ex: 11º ano incompleto
- local/entidade/realização
 Elementos do curriculum
4) Formação Profissional

- diplomas ou certificados
profissionais
- línguas (faladas e escritas)
- conhecimentos de informática
- carteira profissional
 Elementos do curriculum
5) Experiência profissional

- experiência de trabalho
- estágios
- funções
- grau de responsabilidade
- empresa (nome e localização)
- tempo de trabalho
Elementos do curriculum
6) Actividades extra-profissionais

- voluntariado
- actividades de tempos livres
ex: actividades culturais,
sindicais, desportivas, associativas
 Entrevista de emprego
 Entrevista de emprego
- É uma troca de informações, um diálogo entre o
candidato ao emprego e o entrevistador;

- É a ocasião de demonstrar ser o candidato ideal


para um determinado posto de trabalho;

- É o momento decisivo de todo o processo de


procura de emprego.
Entrevista de emprego
Quais os seus objectivos:

- “Vender” os seus serviços;

- Fazer valer as suas competências;

- Verificar se o posto de trabalho corresponde aos seus


interesses.

- Convencer o empregador a admiti-lo na empresa.


 Entrevista de emprego
- Quais os objectivos do entrevistador:

- Aprofundar os elementos apresentados no seu


currículo;

- Verificar o seu perfil (interesses, competências e


motivações) que se adequa às exigências da função;

- Recolher outras informações que permitam decidir


sobre a sua admissão.
 Entrevista de emprego
Como se preparar para a entrevista:

- Obter o máximo de informação sobre a empresa (ramo de


actividade, dimensão, tipo de produtos ou serviços que
presta, organização e funcionamento, áreas funcionais
existentes, tipos de contrato, etc.);

- Reler o currículo e preparar-se para aprofundar os


aspectos focados (formação, experiência profissional e
extra-profissional);
Entrevista de emprego
- Prepara-se para algumas questões que
posam surgir na entrevista; ***

- Preparar a documentação que achar


conveniente para apresentar na
entrevista ( diplomas ou certificados de
cursos e estágios, trabalhos realizados,
carteira profissional)
Entrevista de emprego
Durante a entrevista:

- Cuide a sua apresentação pessoal;

- Apresentar-se e saudar quem o recebe;

- Cumprimente o entrevistador com um aperto de mão


firme e olhos nos olhos;

- Sente-se apenas quando lhe derem indicação para o


fazer;
 Entrevista de emprego
- Mantenha uma postura correcta: mãos colocadas
sobre a mesa, nos apoios laterais das cadeiras ou
sobre os joelhos, com à vontade e autoconfiança e
olhando de frente para o entrevistador;

- Evite gesticular em demasia, baixar a cabeça


fixando os olhos na mesa, cruzar os braços,
apoiar a cabeça com a mão, tapar a boca, coçar-
se. Tudo isto são gestos que indicarão atitudes de
nervosismo, falta e confiança, defensiva;
 Entrevista de emprego
- Responda com determinação às perguntas;

- Peça esclarecimentos, delicadamente, sempre


que uma questão não lhe pareça clara;

- Não contradiga nem interrompa;

- Mostre maior interesse no que tem para oferecer


à empresa do que os benefícios que irá receber;
 Entrevista de emprego
- Não fale mais de metade do tempo da entrevista e, de vez
enquando, coloque questões que o mostrem interessado.

- Seja honesto e verdadeiro e evite a falsa modéstia ou a


arrogância;

- No final, recapitule os requisitos exigidos pelo cargo e a


forma como se adequam ás suas qualificações;
Entrevista de emprego
 Ao sair cumprimente da mesma
forma o entrevistador com um
aperto de mão e não se esquece
de agradecer a entrevista
dirigindo-se-lhe pelo seu nome e
título académico.
 Entrevista de emprego