Você está na página 1de 27

UNIDADE CENTRAL DE ENSINO FAEM FACULDADE

FACULDADE EMPRESARIAL DE CHAPECÓ

INSTALAÇÕES PREDIAIS
HIDROSSANITÁRIAS
Professor: Ailson Barbisan
Professor: Lázaro Augusto Dellatorre
lazaroadellatorre@gmail.com
INSTALAÇÕES PREDIAIS DE ÁGUA FRIA

• Objetivos, partes principais e sistemas de abastecimento;


• Reservatórios, estimativa de consumo e variáveis
hidráulicas;
• Traçado das tubulações e dimensionamentos;
• Materiais e recomendações gerais;
• Desenvolvimento do projeto de instalações prediais de
água fria.
INTRODUÇÃO E OBJETIVOS

Projetos de uma Instalação Predial de Água Fria devem atender EM SEU


ABASTECIMENTO;

• Fornecimento contínuo de água aos usuários e em quantidade


suficiente, amenizando ao máximo os problemas decorrentes da
interrupção do funcionamento do sistema público de abastecimento;

• Limitação de certos valores de pressões e velocidades, definidos na


Norma Técnica de referência, assegurando-se dessa forma o bom
funcionamento da instalação e, evitando-se assim, consequentes
vazamentos e ruídos nas canalizações e aparelhos;

• Preservação da qualidade da água através de técnicas de


distribuição e reservação coerentes e adequadas propiciando aos
usuários boas condições de higiene, saúde e conforto.

Norma de referência = NBR 5626/1998: Instalação Predial de Água Fria.


ESTAPAS PARA EXECUÇÃO DE PROJETO
ROTEIRO PARA PROJETO DE ÁGUA FRIA

1 - ESTUDO PRÉVIO DA EDIFICAÇÃO E LEVANTAMENTO DOS DADOS:


-POPULAÇÃO, CONSUMO, DIMENSIONAMENTOS

2 - DISTRIBUIÇÃO DA ÁGUA FRIA


-DIMENSIONAMENTO DO RESERVATÓRIO.
-LOCALIZAÇÃO DAS PEÇAS E CONSUMO.
-BARRILETE, RAMAIS E SUB-RAMAIS.
-DIMENSIONAMENTO DAS TUBULAÇÕES

3 - REPRESENTAÇÃO GRÁFICA
- PENSAR NA SOLUÇÃO DO PROJETO – TRAJETOS
- NOMEAR TRECHOS
- IDENTIFICAR OS CONSUMOS
- DIMENSIONAR AS TUBULAÇÕES
- REPRESENTAÇÃO ISOMÉTRICA
- TAMANHO DO RESERVATÓRIO / ESPAÇO
PRODUTO DO PROJETO DE ÁGUA FRIA

- MEMORIAL DESCRITIVO E JUSTIFICATIVO;


- ESPECIFICAÇÕES DE MATERIAIS;
- MEMORIAL DE CÁLCULO;
- PLANTAS DOS PAVIMENTOS;
- ESQUEMAS VERTICAIS;
- DETALHES ISOMÉTRICOS (VISTAS DAS PAREDES);
- DETALHES CONSTRUTIVOS;
SITEMAS DE DISTRIBUIÇÃO

• SISTEMA DE DISTRIBUIÇÃO DIRETA


A alimentação predial é feita diretamente da rede de distribuição.
DIRETA – sem reservatório
DISTRIBUIÇÃO DIRETA
SITEMAS DE DISTRIBUIÇÃO
• SISTEMA DE DISTRIBUIÇÃO INDIRETA
A alimentação dos aparelhos, das torneiras e peças da instalação é
feita por meio de reservatórios.
• Abastecimento Indireto por Gravidade

INDIRETA – com reservatório


SITEMAS DE DISTRIBUIÇÃO
• SISTEMA DE DISTRIBUIÇÃO INDIRETA
• SISTEMAS MISTO
Parte da instalação é alimentada diretamente pela rede de
distribuição e parte indiretamente.
SITEMAS DE DISTRIBUIÇÃO
• CONSIDERAÇÕES GERAIS

• Tem-se como mais conveniente, para as condições médias


brasileiras, o sistema de distribuição indireta por gravidade,
admitindo o sistema misto (indireto por gravidade com direto)
desde que apenas alguns pontos de utilização, como torneira
de jardim, torneiras de pias de cozinha e de tanques, situados
no pavimento térreo, sejam abastecidos no sistema direto.
PARTES CONSTITUINTES
• Rede pública de abastecimento: é o ponto de partida da IPAF, embora não
pertença a mesma.
• Ramal predial: é a tubulação entre a rede pública de abastecimento
e a instalação predial.
• Hidrômetro: aparelho instalado geralmente nas laterais dos prédios,
para medir o consumo de água. Finalidade do hidrômetro: medir consumos
e reduzir desperdícios de água.
• Ramal de alimentação: é a tubulação existente entre o hidrômetro e
entrada de água no reservatório de acumulação.
• Extravasor: serve para avisar do não funcionamento da válvula de bóia,
dirigindo a descarga adequadamente. O extravasor também é conhecido
como “ladrão” ou “aviso”.
• Sistema de recalque: atua no sentido de possibilitar o transporte de água
do reservatório inferior para o reservatório superior, mediante o
fornecimento de energia ao líquido. No sistema de recalque incluem-se a
canalização de sucção, o conjunto motor-bomba e a canalização de recalque.
PARTES CONSTITUINTES

• Reservatório Superior: reservatório ligado ao alimentador predial ou


à tubulação de recalque, destinado a alimentar a rede predial de
distribuição.
• Colar ou barrilete: situa-se abaixo do reservatório superior e acima
de laje-teto do último pavimento. É dotado de registros de gaveta que
comandam toda distribuição de água. É aconselhável que o barrilete
seja executado com um pequeno aclive (0,5 %) em direção ao
reservatório.
• Coluna de água fria (CAF): é uma canalização vertical que parte do
barrilete e abastece os ramais de distribuição de água.
• Ramal: é a canalização compreendida entre a coluna e os subramais.
• Sub-ramal: é a canalização que conecta os ramais aos aparelhos
de utilização.
A relação completa dos constituintes de uma instalação predial
de água fria é apresentada na NBR-5626/98, item 3.
PARTES CONSTITUINTES
PARTES CONSTITUINTES
MEDIÇÃO INDIVIDUALIZADA
RESERVATÓRIO
RESERVATÓRIO
RESERVATÓRIO
DIMENSIONAMENTO DOS COMPONENTES DO SISTEMA
DE ÁGUA FRIA

- Tipo e características da edificação (térreo, edifício, indústria,


escolas, hospitais, estádios, sanitários públicos, etc.)
- Consumos (atividades comercial, industrial, residencial, etc.)
- Fonte de abastecimento (pública e/ou particular)
- Sistema de distribuição (função da pressão na rede,
características arquitetônicas, projeto de combate a incêndio,
necessidade de reservação complementar)
- Reservação (volumes, materiais, manutenção, RI, RS,
tubulações, bóia, etc.)
-Tubulações (locação, inspeções, interferências, etc.)
DIMENSIONAMENTO DO SISTEMA DE ÁGUA FRIA
CÁLCULO DA POPULAÇÃO A SER ATENDIDA

• Como esta consideração não é recomendada por norma, a


maioria das cidades brasileiras adotam como critério para
o seu dimensionamento o estabelecido pela
concessionária, ou vale-se de experiências de outros
projetistas.
DIMENSIONAMENTO DO SISTEMA DE ÁGUA FRIA
CÁLCULO DA POPULAÇÃO A SER ATENDIDA
DIMENSIONAMENTO DO SISTEMA DE ÁGUA FRIA
CÁLCULO DA POPULAÇÃO A SER ATENDIDA
CÁLCULO DO CONSUMO MÉDIO DIÁRIO
CÁLCULO DA POPULAÇÃO A SER ATENDIDA

COM MAIS DE 4.000 LITROS DIVIDIR A RESERVA:

DUAS OU MAIS CÉLULAS


COM 4 PAVIMENTOS OU MAIS:

DIVIDIR INFERIOR E SUPERIOR


INFERIOR = 60%
SUPERIOR = 40%

COM A UTILIZAÇÃO DE BOMBA DE RECALQUE PARA LEVAR A ÁGUA DA


RESERVA INFERIOR PARA A SUPERIOR.