Você está na página 1de 24

Estágio Supervisionado de Prática

Pedagógica II
Prof. Dr. Gustavo Bizarria Gibin
Izabella Pereira Lopes
José Valmiro de Souza Junior
Laís Martins Dorini Rigonato

Dom Antônio José dos Santos

 Conhecida como IE, foi fundada em 1948 mas só em 1998 passou a ter
esse nome.
 A escola esta localizada no centro da cidade.
 Ela possui 22 sala de aulas funcionando.
 Contem um laboratório, sala de informática, biblioteca, sala de artes e
uma sala do cels.

E.E. Dom Antônio José dos Santos .

Dom Antônio José dos Santos .E.E.

.

Sala de aula (Sala 05) e Laboratório .

Turmas Acompanhadas Manhã Tarde Noite 1º 2º 3º 6º 7º 8º 9º 1º 2º 3º A A A A A A A G F D B B B B B C C C C D D D E E F Noite EJA 6º 7º/8º 9º 1º 2º 3º TA TA TA TA TA TA TB TB .

através das habilidades desenvolvidas durante a aprendizagem”.E. Ana Paula Fregadolli • Formação: Unoeste/1998 • Tempo de atuação: 20 anos de profissão. https://www. sendo 16 anos no E. saber e aprender sempre de forma colaborativa. • “Se um bom professor é gostar do que faz. Dom Antônio José dos Santos.com/profile.facebook. deixando que o aluno seja protagonista.php?id=100010280776348 .

.Investigação da relevância atribuída as Feiras de Ciências – Uma visão Humanista.

Questão de Pesquisa Como forma de avaliar qual a concepção dada as atividades científicas relacionadas a experimentação. buscamos investigar e compreender a visão dos professores a respeito desse tema e analisar qual a concepção atribuída a ele pelos alunos. eis que surge a discusão sobre qual mérito e apreciação eram dados a essas atividades experimentais. como uma Feira de Ciências?” “Porque não se incentivar a produção científica nas escolas?” . “Qual a importância atribuída a atividades experimentais. Dessa forma. Procuramos investigar qual o papel atribuído e se são vistas como forma de extensão do que é abordado em sala e não apenas como atividade “extraclasse”. no presente trabalho. como uma feria de ciências.

Descobrir o que ele compreende ser uma feira de ciências e se participaria de uma. Avaliar se para o professor. seus alunos participarem de uma feira de ciências melhoraria seu desempenho e interesse em sala. Professores: Descobrir as razões que levam a realizar ou não uma feira de ciências.Objetivos Alunos: Avaliar o interesse do aluno pela feira de ciências. .

conectado com seu cotidiano ou suas vivências. . Portanto. A absorção apenas de fatos só possui valor superficial no presente. o professor passa a ser um facilitador da aprendizagem e a ele cabe instigar. dentro de todos os conceitos abordados em sala. exigente e representa uma verdadeira vocação. algo que lhe interesse e que possa ser. De acordo com suas reflexões metodológicas. Aprender a maneia de aprender é o elemento que sempre tem valor no presente e no futuro. motivar e orientar seus alunos. O filósofo alemão Martin Heidegger pode ser aqui citado por possuir pensamentos que expressam temas centrais do livro Liberdade para aprender de Carl Rogers. de alguma forma. Heidegger diz que a missão primária do professor é permitir que o aluno aprenda a alimentar sua curiosidade. a missão do professor é delicada.Carl Ransom Rogers – 1902-1987 Tendo em vista que o objetivo principal de se desenvolver uma feira de ciências é permitir ao aluno escolher.

faz diferença no comportamento. na maioria da vezes. na atitudes e talvez na personalidade. fracassamos em reconhecer que boa parte do conteúdo se apresenta ao aluno como algo sem sentido. Para Rogers. não envolvendo sentimentos ou significados pessoais. por ter uma qualidade de envolvimento pessoal – com toda a pessoa. É uma aprendizagem avaliada pelo aluno e ele sabe se esta aprendizagem está atendendo suas necessidades. Aprendizagem Tarefa e Experiencial Aprendizagem tarefa A aprendizagem tarefa é a aprendizagem que envolve apenas a mente. Aprendizagem Experiencial A aprendizagem experiencial é uma aprendizagem significante e cheia de sentido. não tendo relevância para a pessoa integral. . É uma aprendizagem auto iniciada. que se processa “do pescoço para cima”. resultando em aprendizagem tarefa. O que acaba por tornar a educação uma tentativa fútil de aprender algo que não possui significado pessoal.

foi entregue um questionário para cada professor dentre Química. num total de quatorze salas entre primeiro. nossa pesquisa foi realizada por amostragem (por sugestão da coordenação e direção). um para professores e outro para alunos • Devido ao grande número de alunos. foram escolhidos dez alunos de cada sala para responderem ao questionário. totalizando apenas no período da manhã 570 alunos. Física e Biologia. Metodologia • Abordagem predominantemente qualitativa • Foram elaborados dois questionários diferentes. • Quanto aos professores. segundo e terceiro ano. . Portanto.

Resultados e Discussões Professor / Coordenador Graduação Entidade Tempo de atuação Química Licenciatura Plena em Química UNOESTE 20 anos Física Matemática UNESP 3 anos Biologia Ciências Biológicas UEL - Coordenador Pedagógico Letras . 21 anos .

Porque? De uma forma geral todos responderam que já houve algumas Feiras de Ciências na escola. a professora de biologia confessou que no início. houve uma maior interação dos alunos. Nesse evento alguns alunos. explique o processo de desenvolvimento de uma Feira de Ciências. realiza ou pretende realizar uma Feira de Ciências esse ano. houve um decréscimo na adesão. O coordenador pedagógico disse que no Sarau. Questão 02: Se já foram realizadas feiras antes. quando realizavam com frequência. entram modalidades artísticas. Contudo. realizaram experimentos sob supervisão de um professor. realizado todo ano. porém com o tempo e sucessivas atividades. esportivas e científicas desde que haja adesão dos alunos.Questão 01: A escola já realizou. . porém. este ano não haveria pois. o que esperaria observar no comportamento ou interesse dos alunos durante a aula? Explique. Questão 03: Com a realização de uma Feira de Ciências. Todos informaram que houve uma “feira de ciências” (podendo ser considerada uma mostra e não feira) junto com o Sarau. considerados destaques. no início do anos realizam uma reunião para discutir quais atividades vão realizar no decorrer do ano letivo e Feira de Ciências não foi citada. Todos responderam que esperavam que os alunos começassem a desenvolver um maior interesse pelas aulas teóricas e expositivas.

aprendizado. Os principais pontos abordados por eles foram a falta de dinheiro para a compra de materiais e a falta de interesse nos alunos pelas aulas. Já visitar uma feira em outra escola “promove a diversificação de interação entre os alunos”. não apenas dos alunos. Todos os professores responderam que sim. qual é a maior dificuldade para se realizar uma Feira de Ciências? Explique. portanto. pois se o aluno for participar de uma feira de ciências o mesmo vai precisar estudar para apresentar o experimento e. Questão 05: Em sua opinião. .Questão 04: Em sua opinião. Questão 06: Você acha mais importante realizar uma Feira de Ciências na sua escola ou levar os alunos para uma feira em outra escola? Por quê? Todos acham muito importante as duas situações. irá aprender o conceito. é possível que o aluno aprenda/ aplique conceitos abordados em sala em uma Feira de Ciências? Explique. busca e realização. Realizar uma feira na própria escola envolve um trabalho de responsabilidade.

.Questão 07: Qual é a importância em se desenvolver esse tipo de evento na escola? Explique Todos responderam ser muito importante por. desenvolver o protagonismo dos alunos. a responsabilidade. o comprometimento e pode deixa-los mais interessados e empenhados.

uma vez que a maioria respondeu que é um lugar onde pesquisadores apresentam suas descobertas. .Resultados e Discussões Questão 01: O que você pensa ser uma feira de ciências? • É possível perceber que a maioria não sabe do que trata uma feira de ciências.40% • Durante a aplicação do questionário alguns alunos questionaram a professora sobre o que seria uma feira de ciências. o que acabou fazendo com que houvesse um “falso conhecimento” talvez. 48% Não Sabem 52. Olhando individualmente o 1º colegial foi quem possuiu Sabem maior porcentagem sobre esse conhecimento.

você prefere apresentar um experimento ou conhecer os experimentos apresentados por outros alunos? Justifique Não sabe 2% Apresentar • A maioria das respostas é em “prefere 21% conhecer experimentos”.Questão 03: No caso de haver uma feira de ciências. • Alguns ainda disse que por não saberem não iriam apresentar e um outro disse que não apresentaria por não gostar. Alguns justificaram dizendo que preferem conhecer para aprender ou que têm vergonha de apresentar. • Houve quem dissesse que preferiria Conhecer 77% conhecer inicialmente e depois participar e apresentar. .

biologia e geografia.30% .79% estagiários de química. não se sabe ao certo se Biologia 13% era por conta de professora estar presente na sala ou se porque éramos Química 48. você prefere que a feira de ciências seja feita focada em qual? Justifique Não sabe 3% Geografia Física 5% • No geral a maioria dos alunos 5% disseram que preferiam a matéria de química. Mais de uma matéria 25. porém. física.Questão 04: Entre as matérias de química. • A maioria dos alunos do 3º colegial respondeu que prefere mais de uma matéria.

Sabe. Porém. 45% Não sabe . 33. Você consegue identificar a ciência presente por trás de suas atividades favoritas? Explique Sabe .Questão 05: A ciência. a maioria dos alunos assume reconhecer que a ciência está presente em seu cotidiano. poucos sabem realmente explicar ou citar exemplos de onde a ciência está inserida.73% . 21. de uma forma geral.69% • Como observado. mas não sabe explicar. está presente em tudo em nosso cotidiano.

Tivemos a impressão que.Questão 02: Que tipos de experimentos você espera ver em uma feira de ciências No caso da questão número dois. como a professora tentou ajudar com um exemplo. a maioria dos alunos do primeiro colegial respondeu que esperariam ver o experimento do vulcão de bicarbonato. eles somente pensaram nesse. terceiro e terceiro supletivo responderam em sua grande maioria “experimentos químicos” e alguns ainda responderam que queriam ver “elementos químicos”. As outras salas do segundo. achando que seria a resposta correta e esqueceram de dar sua opinião. • Uma coisa que chamou muita nossa atenção no tratamento dos dados foi o fato de algumas questões serem idênticas ou muito parecidas. . Outra coisa foi o fato de quando eles questionavam a professora e essa passava um exemplo a sala toda respondia da mesma forma. fazendo com que percebêssemos que ou os alunos colaram um dos outros ou entregaram para o colega responder por ele sem que víssemos.

. precisam apenas “aprender”. o mesmo é julgado não existir porque em sala não o demonstram. dentro do que é possível ao professor oferecer. não conseguiram estruturar o que seria uma Feira de Ciências para eles. Quanto ao interesse dos alunos. Quanto aos professores e coordenação. por exemplo. os alunos devem ter liberdade.Conclusão Por fim. foi possível perceber que há dois principais pontos em comum com todos os questionários: a falta de recursos financeiros e a falta de interesse dos alunos. com os conceitos abordados em sala em uma aula de Química. que lhes são de fácil acesso. justamente por nunca terem entrado em contato com uma ou por não serem estimulados a buscar conhecimentos fora da sala de aula. para que demonstrem seus interesses e a partir disso julguem o tipo de conhecimento que “necessitam” de acordo com o que tem significado para ele. A falta de recursos financeiros é um ponto que justifica em partes a realização de uma feira. Mesmo com tamanha quantidade de informações. O que se pôde perceber com isso é que o ensino ainda é muito focado em alunos passivos. segundo Rogers. uma vez que projetos nem sempre necessitam de materiais mirabolantes ou caros. Porque não demonstram interesse? Bom. foi possível avaliar que os alunos apresentam dificuldades significantes quando se trata de relacionar. fazer um paralelo entre seu cotidiano. que não precisam opinar e que não precisam ter opiniões a respeito do que lhes é passado. seus interesses e vivências.