Você está na página 1de 22

DPS – Dispositivo de

Proteção Contra Surtos

Disciplina: Instalações Elétricas Prediais


Professora : Mariângela Bovolato
Aluno: Luciano de Souza da Costa e Silva
Sistema de Proteção Contra Descargas
Atmosféricas - SPDA

Sistema completo destinado a proteger


uma estrutura contra os efeitos das
descargas atmosféricas. É composto de
um sistema externo e de um sistema
interno de proteção.
Sistema de Proteção Contra Descargas
Atmosféricas - SPDA
Sistema externo de proteção: sistema que
consiste em subsistema de captores,
subsistema de condutores de descida e
susbistema de aterramento.
Sistema interno de proteção: conjunto de
dispositivos que reduzem os efeitos elétricos e
magnéticos da corrente de descarga
atmosférica dentro do volume a proteger (DPS –
dispositivo de proteção contra surtos).
Formação das cargas nas nuvens

Nuvem como um
enorme bipolo com
cargas positivas na
parte superior e as
negativas na inferior.
Induz no solo cargas
positivas.
DDP de 10 a 100 KV,
formando gigantesco
capacitor
Efeito dos Raios

Forma Direta: atingem estruturas de edificações,


o sistema de pára-raios, as fiações elétricas,
redes de energia elétrica, etc.

Forma Indireta: Formação de radiação


eletromagnética induzindo sobretensões nas
estruturas, linhas, cabos subterrâneos, cabos de
comunicação e transmissão de dados.
Tipos de Captores

Os tipos de captores utilizados na prática são:


Pára-raios de Franklin
Gaiola de Faraday
Os sistemas que utilizam o efeito das pontas são
mais econômicos, mas para edifícios longos,
como fábricas, o princípio da “gaiola” pode se
tornar mais econômico. E no caso de edifícios
destinados a equipamentos eletrônicos torna-se
indispensável.
Tipos de Captores
Pára-raio de Franklin Gaiola de Faraday
DPS-Dispositivo de Proteção Contra Surtos

Dispositivo de proteção contra sobretensões


transitórias, anulando as descargas indiretas na
rede elétrica causadas por descargas
atmosféricas.
Seleção dos DPS

Nível de Proteção;
Máxima tensão de operação contínua;
Suportabilidade a sobretensões temporárias;
Corrente Nominal de descarga e/ou corrente de
impulso;
Suportabilidade à corrente de curto-circuito.
Seleção dos DPS
Exemplo de um DSP de 3 pólos:
Suportabilidade a impulso exigível dos
equipamentos da instalação
Tensão Nominal da Tensão de Impulso Suportável Requerida (kV)
Instalação (V)
Categoria do Produto
Sistemas Sistemas Produto a ser Produto a ser Equipamentos Produtos
trifásicos monofásicos utilizado na utilizado em de utilização especialmente
com neutro entrada da circuitos de protegidos
instalação distribuição e
circuitos
terminais
Categoria do Suportabilidade a Impulsos
IV III II I
120/208 115-230 4 2,5 1,5 0,8
127/220 120-240
127-254
220/380, - 6 4 2,5 1,5
230/400,
277/480.
406/690 - 8 6 4 2,5
Exemplos de DPS e Utilização
DPS 20kA – Instalado no circuito ao qual o
equipamento está conectado, e em instalações
com exposição a raios AQ1 (desprezível).
DPS 30kA - Proteção em redes de distribuição
de BT, expostos a raios indiretos AQ2. Instalado
ao QD central da rede.
DPS 45 kA – Proteção em redes de distribuição
de BT em áreas urbanas expostos a raios
diretos AQ3. Instalado ao QD central.
DPS 90kA
Coordenação dos DPS

Imáx(kA) In(kA) Vp(kV)


Corrente Máxima de Corrente Nominal de Nível de Proteção por
Descarga (8/20us) Descarga (8/20us) corrente nominal

20 10 1,1

30 10 1,3

45 20 1,5

90 40 1,5
Valor mínimo de tensão de operação
contínua (Vc) exigível do DPS
DPS conectado entre Esquema de aterramento

Fase Neutro PE PEN TT TN-C TN-S IT com IT Saem


Neutro Neutro
distribuído distribuído
X X 1,1Vo 1,1Vo 1,1Vo

X X 1,1Vo 1,1Vo 1,714 Vo V

X X 1,1Vo

X X Vo Vo Vo
Instalação dos DPS
Aterramento TN:
Instalação dos DPS
Aterramento TT:
Instalação dos DPS
Aterramento TT:
Instalação dos DPS
Aterramento IT:
Instalação dos DPS
Instalação dos DPS
Conclusão
Concluí-se que a proteção contra sobretensões
transitórias (surtos de tensão), bem como a
proteção da instalação como um todo, visa
sobretudo a simultaneidade de atuação de tal
forma que os pulsos de tensão e corrente a ela
conectados apresentem o máximo de eficiência
possível e sejam suportáveis pelos
componentes da instalação.
Proteção = proteção contra sobrecarga e curto-
circuito + Aterramento + Equipotencialização
+Instalação do DPS.
Referências
[1] - Instalações Elétricas Prediais
[2]http://www.siemens.com.br/medias/FLASHES/248_20
070604083937.swf
Revista Eletricidade Moderna. 224. Guia EM da NBR
5410. Proteção Contra Sobretensões.