Você está na página 1de 8

INSTITUTO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DA PARAÍBA-IESP

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO “LATO SENSU”


ESPECIALIZAÇÃO EM PSICOPEDAGÓGIA
UNIDADE MONTEIRO - PB

A IMPORTÂNCIA DA PARTICIPAÇÃO DOS


PAIS NA APRENDIZAGEM ESCOLAR

Autores: Maria Aparecida da Silva.


Mª das Graças S. dos Santos.
Orientador(a): Ana Karine Gonçalves
dos Santos.
“A família deve ser parceira
aliada à escola e ao professor, para
juntos oferecermos um trabalho de
envolvimento e cumplicidade nos
assuntos relacionados ao ambiente
escolar”.
INTRODUÇÃO
Esta pesquisa foi realizada em duas instituições:
Escola Mul. Isaura Xavier dos Santos com a turma do 4º
ano A e na escola Mul. Etelvino Lins de Albuquerque com a
turma do 5º ano A ambas localizadas na zona urbana do
município de Sertânia – PE. A primeira vivencia do ser
humano acontece em família, independentemente de sua
vontade ou da constituição desta. É a família que lhe dá
nome e sobrenome, que determina sua estratificação
social, que lhe concede o biótipo especifico de sua raça, e
que o faz sentir, ou não, membro aceito pela mesma.
Portanto, a família é o primeiro espaço para a formação
psíquica, moral, social e espiritual da criança.
A discussão sobre como envolver a família no processo
de aprendizagem na escola não é recente, promover a
corresponsabilidade exige desafios. Mas a mudança e a
perspectiva de integração entre família e escola devem ser
incentivadas e analisadas constantemente. Esta luta se faz
necessária para contribuir no processo de ensino
apredizagem do educando, pois somente com a família
interagindo com a escola é que terá além de uma boa
formação, uma preparação para tomar atitudes e enfrentar
as dificuldades que certamente virão no decorrer de sua
vida.
Bordenave (1995) apresenta duas bases que
sustentam a participação: uma base afetiva, em que se
participa por somente prazer na realização de coisas em
que interagimos com os outros, e uma base instrumental,
visto que fazer coisas em interação com os outros é muito
mais eficiente e eficaz do que fazê-lo sozinho.
OBJETIVOS:
 OBJETIVO GERAL
. Avaliar a efetivação da família no processo de
desenvolvimento da aprendizagem da criança.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS
• Descrever a execução do projeto e avaliar os
resultados.
• Identificar os principais resultados trazidos pela
participação dos pais no processo de ensino-
aprendizagem.
METODOLOGIA
Levando-se em consideração que pais e
educadores são responsáveis pela formação social,
cultural, afetiva, expressiva e cognitiva das crianças é
importante reconhecer os papeis e as ações assumidas
por cada um. Nessa perspectiva, Vygostsky (1989)
compreende o desenvolvimento como um processo
dialético em que (através das interações estabelecidas
com parceiros, que cada pessoa adulta ou criança,
desempenha papel ativo). Assim, nos constituímos a
partir das relações que estabelecemos com o outro e as
trocas subjetivas que realizamos.
Nesse sentido o instrumento utilizado para
coleta de dados, foi um questionário. As questões
forma elaboradas especificamente para cada
seguimento.
CRONOGRAMA
2017 2017 2017 2017 2017 2017 2018 2018 2018 2018
Meses

Novembro

Dezembro
Setembro

Outubro
Agosto
Junho

Março

Junho
Abril

Maio
Etapas

Proj. Família na Esc. X


Coleta de dados X X X X X X X X X X
Analise de dados X X X X X X X X X X
Discussão X X X X X X X X X X
I Parte (culminância) X
Proj. Família na Esc. X
II Parte (Culminâcia) X
Proj. Família na Esc. X
III Parte (Culminâcia) X
Proj. Família na Esc. X
IV Parte (Culminâcia) X
Conclusão X
Redação Final X
A escola faz um tipo de trabalho;a
família,outro.Ambas se completam de
forma maravilhosa e incrível para o
bem-estar e a formação integral das
nossas crianças.Mas nem uma nem outra
pode suprir todas as necessidades
infantis e juvenis sem ser em conjunto.

TANIA ZAGURY