Você está na página 1de 48

2

 OBJETIVO

 NORMAS DE REFERÊNCIA

 CRITÉRIOS DE INSPEÇÕES A SEREM REALIZADAS

 APARELHAGEM E INSTRUMENTOS

 CRITÉRIOS DE ACEITAÇÃO OU REJEIÇÃO

 FORMULÁRIOS UTILIZADOS PARA REGISTROS DE RESULTADOS

3
4
ADERÊNCIA POR TRAÇÃO: Avaliar a aderência (quantitativa: Mpa) após
decorrido o tempo de cura total do esquema de pintura.

5
6
PETROBRAS N-13J:2011 Requisitos Técnicos para Serviços de Pintura

ASTM Standard Method


D 4541-09 Pull-off Strength of Coatings Using Portable Adhesion Testers
D 7234-05 Pull-off Strength of Coatings on Concrete Using Portable Pull-
off Adhesion Testers

7
 Critério: PETROBRAS N-13J 08/2011, itens 7.5.1 e 7.5.2
Requisitos Técnicos para Serviços de Pintura

Aderência por TRAÇÃO (acionamento pneumático)


 Métodos: ASTM D 4541: 2009 Pull-Off Portátil
Método D – Tipo IV

ABNT NBR 15877: 2010


Ensaio de aderência por tração
Anexo A.2

8
9
Figura A.1 Figura A.2 Figura A.3
Dispositivo Dispositivo Dispositivo
acionamento manual acionamento pneumático acionamento hidráulico

Os resultados obtidos por cada método de teste podem dar resultados diferentes

10
11
12
6.6.1.4 Em tubulações, deve ser realizado, pelo menos, um teste a cada 100 m
ou fração do comprimento.

6.6.1.5 Para os demais itens objeto desta Norma, deve ser realizado um número
de testes correspondente, em valor absoluto, a 1 % da área total pintada.

13
14
PINO 170 psig (5 testes)
(dolly)

ADESIVO

GÁS CO2 PRESSURIZADO

NÃO EXCEDA 6 PSI /S

AVALIAR A REGIÃO DE
PISTÃO ROMPIMEMTO

EQUIPAMENTO PORTÁTIL E TESTE DESTRUTIVO

15
PATTI
Força de Arrancamento
Disco de fixação pino para
Colchão pressurizado Adesivo distribuição de forças
de silicone

guarnição guarnição
Gás (CO2)
Dolly
pressurizado 12,7 mm
(pino)
Tinta

Substrato > 3 mm

Pistão Pneumático

16
 Teste destrutivo em superfície plana
 Dimensões mínimas 50 cm x 50 cm
 Espessura mínima de 4,6 mm
 Todo processo deve ser executado
simultaneamente à aplicação da estrutura ou
equipamento (UMIDADE, TEMPERATURA, ETC)

17
 O espaçamento entre cada pico deve ser suficiente para
acomodar o dispositivo de tração

 Efetuar lixamento superficial com lixa 400, para “quebra


de brilho”. Remover o pó

 Colar no mínimo 3 pinos

18
18
Dolly, ou pastilha, ou pino ou dispositivo de aderência

AUTO
alinhamento
Método A.2
(pneumático)

19
COLAR OS PINOS NA SUPERFÍCIE PINTADA
 Os pinos devem ser limpos por jateamento abrasivo

 Aplique o adesivo no pino

 Aplicar em toda a superfície do pino

 Prenda o pino na superfície pintada; não torça

 Remova o excesso de adesivo

 Realizar o teste entre 16 e 24 h

20
SELEÇÃO DO ADESIVO

 Adesivo EPÓXI bicomponente (100% sólidos)

 Compatibilidade Adesivo/Tinta

 O adesivo deve ter resistência a tração superior ao


valor especificado para o ensaio

21
22
1 PSI = 0,0069 MPa
Piston Range
F-1 0-500 psi
F-2 0-1,000 psi
F-4 0-2,000 psi
F-8 0-4,000 psi
F-16 0-8,000 psi PATTI
F-8/12 0-4,000/0-10,000 psi

23
 Coloque o pistão F-x no pino colado

 Rosquear o disco de topo no pino até


contato com o pistão, retorne ¼ a ½
volta para permitir a elevação da
guardição (azul) de silicone
Rate Valve

 Feche e válvula

24
24
1. Power na posição “ON” 3
Rate
2. Aperte o botão “RESET” valve 3
Run
3. Aperte e segure o botão “RUN”,
simultaneamente abrir lentamente a
1
válvula “RATE VALVE” até 2
On/off
aumento de pressão ~ 2 psi/s Peak
Reset
4. Não exceder 6 psi/s

25
26
PAINEL FRONTAL DO ELCOMETER 110

F- 4: 7
F- 8: 14
1. RUN: Aperte o botão para começar um teste
2. SUPPLY PRESSURE: Registro análogo da pressurização interna (170 psig)
3. RATE: Gire o botão para ajustar o tempo máx. para alcançar 2 - 6 psi/s
4. PISTON PRESSURE: Registro digital da Pressão no pistão
5. PISTON: Saída de conexão da mangueira até o pistão (F- 4 ou F- 8)
6. RESET: Aperte o botão para despressurizar a pressão (digital) do pistão
7. ON / OFF / ON: Gire o botão para iniciar (ON) ou desligar (OFF) o equipamento

27
PAINEL TRASEIRO DO ELCOMETER 110

1. ZERO RESET: Se necessário despessurize para zerar a pressão digital frontal


2. BATTERY COMPARTMENT: Insira uma bareria de 9 V PP3
3. 9 V dc in: Energia opcional externa de 9 V
4. RECORDER OUTPUT: Interface eletronica para monitorar ou registrar a pressão
5. AR-LINE IN: Interface para conexxão de linha de ar comprimido
6. CO2 CARTRIDGE: Interface de conexão para cartucho de CO2

28
Espessura Mínima
da chapa do
5 cm corpo-de-prova
3 mm

 Lixar superficialmente a pintura com lixa 180, remover o pó


 Misture a quantidade necessária dos componentes do ADESIVO EPÓXI
 Não passar muito ADESIVO no PINO jateado e limpo
 A DISTÂNCIA entre os pinos depende do PISTÃO utilizado (mínimo 5 cm)
 PRESSIONE por 1 minuto o PINO sobre a superfície pintada
 Coloque o ANEL de PLÁSTICO para retirar o excesso de adesivo
 Retire imediatamente o ANEL
 CURA DO ADESIVO: Mínimo 24 horas para realizar o teste
 PISTON PRESSURE: Registro digital da Pressão no pistão
 PISTON: Saída de conexão da mangueira até o pistão (F- 4 ou F- 8)
 RESET: Aperte o botão para despressurizar a pressão (digital) do pistão
 ON / OFF / ON: Gire o botão para iniciar (ON) ou desligar (OFF) o equipamento

29
12,7 MPa

30
>14 MPa
TROCAR F-4
PARA F-8
Elcometer 110 PATTI (F- 4) METRIC – N/mm² (MPa)
psig 0 1 2 3 4 5 6 7 8 9
10 1.342 1.482 1.621 1.761 1.901 2.042 2.183 2.324 2.466 2.608
20 2.750 2.893 3.036 3.180 3.323 3.467 3.612 3.757 3.902 4.047
30 4.193 4.339 4.486 4.632 4.780 4.927 5.075 5.223 5.371 5.520
40 5.669 5.818 5.968 6.118 6.268 6.419 6.570 6.721 6.872 7.024
50 7.176 7.328 7.481 7.634 7.787 7.941 8.095 8.249 8.403 8.558
60 8.713 8.868 9.023 9.179 9.335 9.491 9.648 9.805 9.962 10.119
70 10.277 10.435 10.593 10.751 10.910 11.069 11.228 11.387 11.547 11.707
80 11.867 12.027 12.188 12.349 12.510 12.671 12.833 12.994 13.156 13.318
90 13.481 13.644 13.806 13.969 14.133 14.296 14.460 14.624 14.788 14.952
100 15.177
18,6 MPa
Elcometer 110 PATTI (F- 8) METRIC – N/mm² (MPa)
psig 0 1 2 3 4 5 6 7 8 9
10 2.780 3.060 3.340 3.620 3.901 4.182 4.463 4.744 5.026 5.308
20 5.591 5.874 6.157 6.440 6.724 7.008 7.92 7.576 7.861 8.146
30 8.432 8.718 9.004 9.290 9.577 9.864 10.151 10.439 10.727 11.016
40 11.304 11.593 11.883 12.172 12.462 12.573 13.043 13.334 13.625 13.917
50 14.209 14.501 14.794 15.087 15.380 15.574 15.968 16.262 16.557 16.852
60 17.148 17.443 17.739 18.036 18.333 18.630 18.927 19.225 19.523 19.822
70 20.121 20.420 20.720 21.020 21.320 21.621 21.922 22.224 22.526 22.822
80 23.130 23.433 23.737 24.040 24.345 24.649 24.954 25.259 25.565 25.871
90 26.177 26.484 26.791 27.099 27.406 27.715 28.023 28.333 28.642 28.952

32 100 29.262
A força de arrancamento (MPa) QUALIFICA e QUANTIFICA a falha de acordo
com a sua natureza, se COESIVA ou ADESIVA
Falhas COESIVAS: A (substrato), B (tinta fundo), C (tinta intermediária),
D (tinta de acabamento), Y (adesivo) e o percentual
Falhas ADESIVAS: A/B, B/C, C/D, D/Y, Y/Z e o percentual

INTERPRETAÇÃO DO RESULTADO

33
Natureza da Falha
A – o corpo de prova é o Substrato A, no qual as no qual as
sucessivas camadas de revestimento ou demãos de tinta
descritas como B, C, D, etc., foram aplicadas, incluindo em
seguida a camada referente ao adesivo, descrita como Y que
prende ao dispositivo de ensaio, descrito como Z;
A/B – falha adesiva entre o substrato e a primeira demão da
tinta;
B – falha coesiva na primeira demão da tinta;
B/C – falha adesiva entre a primeira e a segunda demão da
tinta;
C – falha coesiva na segunda demão da tinta;
C/D – falha adesiva entre a segunda e a terceira demão da
tinta;
D – falha coesiva na terceira demão da tinta;
D/Y – falha adesiva entre a última demão e o adesivo;
Y – falha coesiva no adesivo;
Y/Z – falha adesiva entre o adesivo e a pastilha
O percentual da falha deve ser registrado no relatório. Por exemplo, 10 MPa falha C/D 50%.

34
EXERCÍCIO = LOCAIS POSSÍVEIS DE ROMPIMENTO (FALHA)

1 2 3 4
SUBSTRATO TINTA TINTA TINTA
FUNDO ACABAMENTO FUNDO

TINTA TINTA TINTA


FUNDO ACABAMENTO PINO FUNDO

1 2 3 4
ADESIVA ENTRE COLA COESIVA
DEMÃOS

4 FALHA COESIVA
1 FALHA ADESIVA
2 FALHA ENTRE DEMÃOS (ADESIVA)
3 ROMPEU NA COLA (ADESIVA)
SÓ ACEITA FALHA ADESIVA
ENTRE O SUBSTRATO E A
TINTA DE FUNDO

36
Caso algum teste seja reprovado, deve ser repetido em 4 pontos diametralmente
opostos, distanciados de 30 cm a partir do local da falha do teste anterior.

Se os 4 testes forem aprovados reparar a película de tinta nas regiões testadas e


o teste é considerado aprovado.

NOTA : O reparo deve ser efetuado em uma área circular com raio de 20 cm,
considerando cada falha como o centro geométrico.

Se pelo menos um dos 4 testes for reprovado, toda a pintura


correspondente a esta inspeção deve ser rejeitada.

37
Teste de aderência reprovada na área inspecionada

(reparo localizado)

30 cm 30 cm (Aceitação)
20 cm

38
Teste de aderência reprovada na área inspecionada

30 cm 30 cm (Rejeita)

39
ADERÊNCIA

40
ADERÊNCIA

41
ADERÊNCIA

42
ADERÊNCIA

43
ADERÊNCIA

44
45
46
OBRIGADO !!!!

47
fernando.fernandes@akzonobel.com

+55 31 8428-0044

48