Você está na página 1de 26

AULA 03

BIOLOGIA
MOLECULAR
Prof. M.sc Luciana Lima de A. da Veiga
Nucleotídeos: unidades que formam os ácidos
nucleicos
◦ RELEMBRANDO...
◦ É importante lembrar que os ácidos nucléicos foram identificados antes
mesmo de se conhecer sua relação com a hereditariedade.
◦ O ácido desoxirribonucléico (DNA), por exemplo, foi primeiramente
isolado,
◦ a partir de núcleo de leucócitos, por FRIEDRICH MIESCHER, em 1869.
◦ A presença de DNA em outros tipos de célula foi comprovada nos anos
que se seguiram, mas somente após descobertas marcantes na história da
Ciência, é que evidenciou-se que o DNA era a molécula da
hereditariedade.
◦ Algum tempo depois, Fraenkel-Conrat e Singer (1957) demonstraram que o
genoma de alguns vírus é constituído de ácido ribonucléico (RNA)
Objetivos
◦ Nessa aula temos os conceitos dos nucleotídeos e dos nucleosídeos, o que
fornecerá suporte para o entendimento das moléculas de ácidos
nucléicos.
Hidrólise de um ácido nucléico e das misturas de nucleotídeo e
nucleosídeo.
Nucleotídeos
◦ Um nucleotídeo é formado por três partes:
Um açúcar ligado ao(s) grupo(s) fosfato(s) e a uma base
Nucleotídeos
◦ Os ácidos nucleicos são formandos por subunidades chamadas
nucleotídeos.
◦ Os nucleotídeos são formados por três partes: Um açúcar ligado ao(s)
grupo(s) fosfato(s) e a uma base
◦ Os nucleotídeos podem ser de dois tipos: os ribonucleotídeos, que
compõem o RNA (ácido ribonucléico), e os desoxirribonucleotídeos, que
fazem parte do DNA (ácido desoxirribonucléico).
Açúcar
◦ O açúcar que forma o nucleotídeos é uma pentose (lembram o que é
uma pentose?) Açúcar com 5 átomos de carbono.
◦ Mas tem um detalhe: sempre na forma fechada!
◦ Mas a forma aberta de aldeído se estiver em equilíbrio também pode
formar o nucleotídeo.
Base nitrogenada
◦ As bases nitrogenadas são: Adenina, Timina, Citosina, Guanina e Uracila.
◦ São divididas em duas estruturas: purina (purínica) e pirimidina
(pirimidínica).
◦ Os anéis aromáticos que incorporam átomos de nitrogênio são
essencialmente planos, permitindo o empilhamento dos anéis
Grupamento Fosfato
◦ O caráter ácido dos nucleotídeos é
devido à presença de resíduos de
fosfato, derivados do ácido fosfórico –
H3PO4, que se dissociam em pH
intracelular, liberando íons hidrogênio
(H+) e deixando o fosfato carregado
negativamente.
◦ Como estas cargas negativas atraem
proteínas, a maioria dos ácidos
nucléicos nas células está associada
com proteínas.
Como os nucleotídeos estão ligados
As fitas antiparalelas do DNA são unidas por ligações chamadas pontes de hidrogênio.
Adenina se liga à Timina através de duas pontes de hidrogênio (A=T) e Citosina se liga à Guanina através de
três pontes hidrogênio (C≡G).
◦ Como os nucleotídeos estão ligados?
◦ Sua interação ocorre por ligações fosfodiéster, formando
pontes de fosfato entre si.
◦ O grupo hidroxila do carbono-3 da pentose do primeiro
nucleotídeo se une ao grupo fosfato ligado à hidroxila do
carbono-5 da pentose do segundo nucleotídeo através da
ligação fosfodiéster.
◦ Desta forma, os nucleotídeos se unem, constituindo uma fita de
ácido desoxirribonucleico.
◦ Quando observamos o DNA, percebemos que suas duas fitas
não seguem a mesma orientação: é a chamada disposição
antiparalela. É como se uma fita estivesse de “ponta-cabeça”
em relação à outra.
◦ Seria este o motivo pelo qual o DNA não é reto como uma escada e
apresenta “alças” que caracterizam a dupla hélice?
◦ Em uma extremidade da fita do DNA está livre a hidroxila do carbono-5 da
primeira pentose e na outra está livre a hidroxila do carbono-3 da última
pentose. Na fita complementar este sentido é invertido.
◦ Durante a duplicação do DNA, fundamental para a divisão celular (mitose
e meiose), a DNA polimerase – principal enzima envolvida – sintetiza as
fitas de DNA no sentido 5'- 3', produzindo fitas complementares.
◦ Isto resulta em diversos desdobramentos, inclusive relacionadas ao
envelhecimento.
◦ Toda a maquinaria enzimática relacionada à síntese de DNA obedece a
esse sentido
Nucleosídeos
◦ Os nucleosídeos são constituídos apenas da base nitrogenada
ligada ao carbono C1' da pentose através de ligação N-
glicosídica.
Nucleosídeos x Nucleotídeos
Três grupamentos fosfatos estão ligados
ao
carbono C5'.
Funções dos nucleotídeos
◦ Os nucleotídeos desempenham uma grande variedade de funções no metabolismo
celular como:
1. Participam das reações de transferência de energia metabólica. O ATP é um
nucleotídeo envolvido em reações de transferência de energia nas reações do
metabolismo celular;
2. Atuam como segundo mensageiro na resposta hormonal, sendo elos químicos
essenciais na resposta das células aos hormônios e outros estímulos extracelulares.
Exemplo disso são os nucleotídeos AMP cíclico e o GMP;
3. São componentes estruturais de cofatores enzimáticos e intermediários metabólicos.
Exemplo disso são as coenzimas NAD (nucleotídeo Adenina Dinucleotideo) e FAD
(Flavina Adenina Dinucleotídeo), que participam de reações de transferência de
elétrons do metabolismo celular;
4. Participam no armazenamento e na transmissão da informação genética. O ácido
desoxirribonucléico (DNA). Em vírus de ácido ribonucleico (RNA) como flavivírus (vírus
da dengue) arbovírus (vírus de plantas) retrovírus (HIV e HTLV-I), o RNA é a molécula
repositória da informação genética.
Propriedades dos nucleotídeos e nucleosídeos
1- COMPORTAMENTO NA LUZ UV
◦ Os nucleotídeos, tais quais outros componentes celulares contendo bases purínicas ou pirimidínicas,
podem ser facilmente detectados por absorverem LUZ ULTRAVIOLETA (UV).
◦ As bases purínicas e seus derivados nucleosídeos e nucleotídeos absorvem luz UV mais fortemente
que as pirimidinas e seus derivados.
◦ O comprimento de onda correspondente à absorção máxima para a maioria desses compostos é
aproximadamente 260nm. A medida de ABSORVÂNCIA nesse comprimento de onda é
amplamente empregada para a quantificação de ácidos nucléicos nas preparações de DNA e
RNA.
2- HIDRÓLISE:
◦ Ligações N-glicosídicas dos nucleosídeos e nucleotídeos não sofrem hidrólise alcalina.
◦ Contudo, a estabilidade dessas ligações frente à hidrólise ácida difere sensivelmente.
◦ A ligação N-glicosídica de nucleosídeos e nucleotídeos purínicos é facilmente hidrolisada por ácido
diluído em temperaturas elevadas (por exemplo, 60ºC), gerando purinas livres, açúcar ou açúcar
fosfato. O mesmo tipo de ligação envolvendo as bases uracil, citosina e timina é bastante estável
ao tratamento ácido, requerendo condições mais drásticas, como ácido perclórico (60%) a 100ºC,
para liberar as pirimidinas livres. Porém, esse tratamento promove completa destruição do açúcar.
Nomenclatura: Nucleotídeos e nucleosídeos
PASSO 1: Qual o tipo de base presente, pois a nomenclatura destes dois
grupos de compostos deriva do nome da base nitrogenada.
PASSO 2: Qual o tipo de açúcar, ribose ou desoxirribose, também é
importante para a denominação desses compostos, pois se a desoxirribose
estiver presente, o nome da molécula deve receber o prefixo desoxi-.
PASSO 3: Presença ou ausência do fosfato.
◦ Se não houver fosfato, a molécula é um nucleosídeo, e recebe o sufixo -osina (se for uma
base derivada de purina), ou -idina (se a base for derivada de pirimidina). Caso o fosfato
esteja presente, a molécula é um nucleotídeo e, então, recebe o mesmo nome do
nucleosídeo correspondente acrescido de 5’- (carbono da pentose ao qual o fosfato está
ligado) seguido dos prefixos mono, di ou tri, se um, dois ou três grupamentos fosfatos
estiverem presentes, respectivamente, além da palavra fosfato. O nome do nucleotídeo
que apresenta o fosfato ligado ao C3' da pentose segue a mesma regra, substituindo o 5’
por 3’ antes da palavra fosfato.
RESUMO:
Exercícios
1. Quais os componentes que formam os nucleotídeos e os nucleosídeos?
2. Quais são as bases nitrogenadas e como elas são divididas? Descreva a diferença entre elas.
3. Resuma as propriedades dos nucleotídeos e nucleosídeos.
4. Qual a relação dos nucleotídeos com a molécula de ATP?
5. Qual a diferença de um nucleotídeo para um nucleosídeo?
6. O DNA e o RNA diferenciam-se, entre outras características, pela base nitrogenada que
possuem. Entre as bases citadas a seguir, marque a única que não ocorre em uma molécula de
DNA.
a) adenina.
b) citosina.
c) guanina.
d) timina.
e) uracila.
7. O DNA e o RNA são constituídos de muitas unidades, os nucleotídeos. Cada nucleotídeo é
constituído por um grupo fosfato, uma pentose e uma base nitrogenada. A diferença entre DNA e
RNA está:
a) na pentose e nas bases nitrogenadas.
b) no fosfato e nas bases nitrogenadas.
c) na pentose e no fosfato.
d) na pentose, nas bases nitrogenadas e no fosfato.
e) apenas nas bases nitrogenadas.
8. Quanto à sua estrutura química, o DNA e o RNA são
a) polipeptídeos.
b) nucleoproteínas.
c) polissacarídeos.
d) fosfatídeos.
e) polinucleotídeos.
9. Por que chamamos a disposição da molécula de DNA de antiparalela.