Você está na página 1de 27

Correntes polarizadas

Profa. Aline Mizusaki


Corrente contínua
• É uma corrente unidirecional
(os elétrons não mudam de
direção). É também
conhecida como corrente
galvânica e corrente direta.
• É dita como polar porque mantém definida a
polaridade durante o tempo de aplicação.
• Não tem pulsos e consequentemente não tem
formas de onda ou parâmetros de pulso.
Eletroforese
• É sabido que em uma solução, os íons se dispersam e se
associam com outros próximos, devido ás cargas elétricas
existentes entre eles.
• Eletroforese:quando submetidos a um fluxo de corrente,
os íons positivos se dirigem ao pólo negativo e os íons
negativos se dirigem ao pólo positivo
Dissociação eletrolítica do cloreto de sódio
• A corrente galvânica, ao passar pelo tecido, faz uma
dissociação eletrolítica do cloreto de sódio tissular, em íons de
cloro e de sódio.
• O cloro (íon negativo), flui para o pólo positivo (ânodo), perde
sua carga elétrica e reagindo quimicamente com a água tecidual
produz uma reação ácida (Hcl).
• O sódio (íon positivo), flui para o polo negativo (cátodo), perde
sua carga elétrica e reagindo quimicamente com a água tecidual
produz uma reação alcalina (NaOH).
Positivo + Negativo -

H + Cl = HCl OH- + Na+ = NaOH


Cl - Na +

REAÇÃO ÁCIDA REAÇÃO BÁSICA


Modificações Vasomotoras
• Hiperemia: devidos à ação da corrente galvânica
sobre os nervos vasomotores o que provoca uma
hiperemia ativa, sendo mais intensa no pólo negativo.

• Maior oxigenação tecidual,


favorecendo a reparação
tecidual

• Local: pele, tecido subcutâneo, fáscias e


músculos superficiais
• Temperatura: 2 a 3 0C
Efeito analgésico

• Ocorre uma diminuição da tonicidade das


fibras nervosas e pelo aumento do limiar de
excitabilidade dos nervos sensitivos, também
devido a diminuição da pressão nos lugares
congestionados.
Eletrosmose
• É a transferência de líquido de um pólo a
outro. Isto se dá do pólo positivo para o pólo
negativo. No pólo positivo ocorre desidratação
e no pólo negativo hidratação.

Reabsorção do edema
líquido

positivo negativo
Características dos pólos
Polo positivo (ânodo) Polo negativo (cátodo)
- Reação ácida (Hcl) - Reação alcalina
- Repele íons positivos - Repele íons negativos
- Atrai íons negativos - Atrai íons positivos
- Mais vasoconstritor - Maior hiperemia
- Desidrata os tecidos - Vasodilatador
- Menor hiperemia - Estimulante
- Analgésico e Antiinflamatório - Fluidifica os tecidos
Fase aguda :
• Calor, Rubor, Tumor , Dor
• Eletrodo positivo (ânodo):

•Redução do metabolismo
•Vasoconstricção
•Analgésico
Fase crônica:

• Acúmulo de catabólitos coagulados com a


linfa deficitária em água
• Aplica-se cátodo (negativo):

•Vasodilação circulatória
•Eliminação do edema
crônico
•Vasodilatação para resolver
a lesão cronificada
Correntes Diadinâmicas
• Criadas em P. Bernard 1929
• São correntes galvanofarádicas, retificadas em
semiondas ou ondas completas e moduladas em
composições duplas ou triplas
• São polarizadas
• Intensa capacidade de hiperemização, o que
aumenta os efeitos antiinflamatórios e diminuição do
edema proporcionados por essas formas de corrente.
Correntes Diadinâmicas
• O que difere entre as correntes diadinâmicas
são as modulações de freqüência
• DF – Difásica
• MF – Monofásica
• CP – Curto Período
• LP – Longo Período
• RS – Ritmo Sincopado
Corrente Difásica (DF)
• É uma corrente retificada em dupla fase, com
impulsos de 20 ms .
• Essa forma de corrente provoca analgesia temporária,
tonifica a vasomotricidade e prepara região para a
aplicação das demais correntes diadinâmicas.
Corrente Monofásica Fixa (MF)
• Retificada em meia fase
• T: 10ms
• Indicada: estimulação inespecífica do tecido
conjuntivo - tratamento de celulites, flacidez e
gordura localizada como estimulador das massas
de tecido conjuntivo e adiposo.
Corrente Curto Período (CP)
• Combina a forma MF e DF que se alteram sem
pausa, a intervalos de 1seg
• Objetivo analgésico está indicada para o
tratamento de neurites, neuralgias, mialgias e
dores não espasmódicas
Corrente Longos Períodos (LP)
• Monofásica mesclada com uma segunda forma
de monofásica
• Analgesia persistente – não sente de forma
abrupta a mudança do período difásico e
monofásico
Corrente Ritmo Sincopado (RS)
• Semelhante ao estímulo farádico
• Auxilia na contração muscular:
• imobilizações por longo tempo, nas atrofias por
desuso, nas paralisias atônicas leves, na
prevenção de trombose e nos pós-operatórios
CORRENTE FARÁDICA

-Corrente triangular
-Objetivo de fortalecimento muscular
- A duração de fase de um pulso farádico é tipicamente 1
mS. Para os padrões atuais ele é um pulso muito longo no
que diz respeito ao conforto do paciente.
-1 milissegundo de fase e frequência de 50Hz.
Corrente Ultra excitante (UE)

• Impulsos retangulares
• T: 2ms e 5ms de repouso
• F: 140Hz
• destonização dos músculos e à uma redução da
dor, indicado para o tratamento das mais
variadas lesões musculares.
Tempo de Aplicação

• Pela regra geral o tempo de aplicação


total, durante uma sessão, não deve
exceder 15 minutos
Parâmetros básicos para aplicação
• Eletrodos: placa metálica (formato retangular ou
quadrado)
• O eletrodo deve ser maior que a área de aplicação
porém, o tamanho da esponja,é considerado o próprio
eletrodo em relação à área.
• O local exato para colocação dos eletrodos deve ser
previamente determinado na avaliação.
Parâmetros básicos para aplicação

• A intensidade depende
– do tamanho dos eletrodos e da área a ser tratada

• Dosificação da corrente é individual


• Deve-se cuidar para que o paciente não sinta dor,
sensação de queimação e para que não haja uma
contração permanente dos músculos.
Técnica geral de aplicação
• Despir a área a ser tratada
• Conectar o aparelho à rede urbana
• Colocar o paciente em posição cômoda
• Zerar a dose do aparelho
• Examinar a área a ser tratada
• Ligar o aparelho
• Explicar ao pcte. as sensações
• Retirar os materiais metálicos (pulseiras, etc)- Verificar
se a polaridade está correta
• Assepsia da pele
• Eleger a corrente
• Molhar a esponja com soro fisiológico ou água de
torneira
Local de Aplicação
• Aplicação no ponto doloroso
• Aplicação no tronco nervoso: ex. lombocialtalgia
• Aplicação paravertebral
• Aplicação mioenergética: ex: lesão muscular
• Aplicação transregional: ex: entorse

Fuirini e Longo, 2003


Contra indicações
• Prótese e osteossínte: O sódio pode se fixar no
material. Este tem a capacidade de oxidação
alta
• Marcapasso
• Gravidez
• Próximo a processos cancerígenos
• Pele com feridas
• Alteração na sensibilidade
Assinale a alternativa correta:
São efeitos predominantes no pólo positivo:
a) vasodilatação
b) desidratação
c) Aumento da excitabilidade da fibra
nervosa
d) Reação alcalina (formação de NaOH)
e) N.D.A
Assinale a alternativa correta:
A eletrosmose ocorre:
a) Quando submetidas a um fluxo de corrente sem
mudança de polaridade, as substâncias como sais,
ácidos e bases são dissociadas.
b) Quando os íons se associam com outros próximos,
devido às cargas elétricas existentes entre eles
c) Quando ocorre a transferência de líquido de um
pólo para outro
d) Quando existe uma maior oxigenação dos tecidos
e) N.D.A