Você está na página 1de 25

SINTAXE DO PERÍODO SIMPLES

S I N TA X E
TERMOS ESSENCIAIS
DA ORAÇÃO

• SUJEITO
– Pratica a ação contida no verbo (quando esse é de
ação). É com quem o verbo concorda.

• PREDICADO
– É o que se fala do sujeito.
SUJEITO
• Simples
– Um núcleo, exposto
• Eu estudo português
• Composto
– Mais de um núcleo, expostos
• Eu, você e a nossa amiga estudamos português.
• Oculto
– Núcleo escondido, a conjugação verbal dá a dica
• Estudamos português.
SUJEITO

• Indeterminado
– Pegaram minhas coisas.
– Precisa-se de vendedor. (Não dá certo com VTD).
• Inexistente
– Choveu ontem
– Há dez pessoas aqui.
– Faz três dias que estou aqui.
– Está quente em Foz.
PREDICADO

• VERBAL
– O verbo é de ação.

• NOMINAL – Indica estado


– O verbo é de ligação
• Ser, estar, permanecer, ficar, continuar, parecer (andar,
viver, achar)

• VERBO-NOMINAL
TRANSITIVIDADE

• Verbos intransitivos
– A informação acaba no verbo.
• Morrer.

• Verbos transitivos diretos


– O verbo precisa de um complemento e não usa
preposição para ligar-se a ele. Verbos transitivos
diretos têm objetos diretos.
– Eu amo você.
TRANSITIVIDADE

• Preposição
– a, ante, após, até, com, contra, de, desde, em,
entre, perante, por, per, para, sem, sob, sobre, trás

– Eu amo uma pessoa.


• Qual é a transitividade aqui?
TRANSITIVIDADE

• Verbos transitivos indiretos


– O verbo precisa de um complemento e se liga ao
núcleo desse objeto por meio de uma preposição.
Verbos transitivos indiretos têm objetos indiretos.

• Eu gosto DE você.
• Eu assisto A um filme.
TRANSITIVIDADE

• Verbos transitivos diretos e indiretos


(bitransitivos).
– Necessitam, obrigatoriamente, de dois
complementos. Um direto e outro indireto.
• Eu prefiro teatro a cinema.
• Nós emprestamos os livros para a outra turma.
TRANSITIVIDADE
• Alguns verbos mudam de sentido quando se
muda a transitividade verbal:
– Aspirar o ar de montanha. (= sorver, respirar)
– Aspirar a um alto cargo. (= desejar, pretender)
– Pedro assistiu ao jogo. (= presenciar, ver)
– O médico assistiu o doente. (= prestar assistência, ajudar)
– Olhe para ele. (= fixar o olhar)
– Olhe por ele. (= cuidar, interessar-se)
– Ela não precisou a quantia. (= informar com exatidão)
– Ela não precisou da quantia. (= necessitar)
PREDICADOS

• Predicado verbal tem objeto (a não ser que o verbo seja


intransitivo).
• Predicado nominal tem PREDICATIVO DO SUJEITO.
– Eu estou cansado.
» Predicativo do Sujeito
• Predicado verbo-nominal une as duas coisas.
– Eu cheguei cansado.
– Verbal Nominal
– Eu cheguei (e estava) cansado.
– Ela entrou risonha na sala.
– Ele abaixou os olhos pensativo.
TERMOS ACESSÓRIOS

• Adjunto Adnominal
• Adjunto Adverbial
• Vocativo
• Aposto
• Complemento Nominal
ADJUNTO ADNOMINAL

• São termos que acompanham ou trazem uma nova


informação ao substantivo.

O lindo trem azul, de ferro, da Ferropar sai às onze.


Núcleo
____________________________________________ ____________
SUJEITO SIMPLES P.VERBAL
ADJUNTO ADVERBIAL

• São termos que se relacionam com o VERBO.


– Os adjuntos adverbiais podem ser de:
• Intensidade: Choveu MUITO.
• Modo: Ele dirige BEM.
• Tempo: Choveu ONTEM.
• Lugar: Choveu em Toledo.
• Negação: Não choveu.
• Dúvida: Talvez chova.
• Afirmação: Realmente funcionou.
• Instrumento: Escreveu a lápis.
VOCATIVO

• É usado para chamar alguém, sempre separa-


se por vírgula.
– Moça, venha cá!

– Moça – Vocativo
– Sujeito – Oculto (você)
– Predicado – Verbal (venha cá)
– Cá – Adjunto Adverbial de Lugar
APOSTO

• É uma explicação sobre um substantivo que


sempre aparece isolado por vírgulas ou dois
pontos.

– Ele tem duas filhas: Carol e Betina.


– O professor, licenciado em Letras, leciona.
– Cascavel, a capital do oeste, está perigosa.
COMPLEMENTO NOMINAL I

• Alguns substantivos ou adjetivos precisam de


um complemento, assim como um verbo precisa
de um objeto. É obrigatório, sem esse
complemento a comunicação não acontece.
Quando esses substantivos pedem
complemento, ele se chama Complemento
Nominal.
COMPLEMENTO NOMINAL II

PREPOSIÇÃO

• Ele ficou à disposição da Justiça.

• Não tenho notícia de Joaquim.

• Ele é favorável à democracia.

• Tenho ojeriza a jornalistas.

• Ela tem nojo de baratas.


VOZES VERBAIS

• VOZ ATIVA
– É o que estamos vendo até agora, o sujeito pratica
a ação do verbo.
• VOZ PASSIVA
– O sujeito recebe a ação do verbo.
– Só funciona com verbos transitivos diretos.
• VOZ REFLEXIVA
– O sujeito pratica e recebe a ação do verbo.
VOZ PASSIVA

• Eu pinto a casa.
– Eu – Sujeito
– Pinto – núcleo do predicado verbal
– A casa – Objeto direto
• A casa é pintada por mim.
– A casa – Sujeito paciente
– É pintada – Voz passiva
– Por mim – Agente da passiva
VOZ PASSIVA ANÁLITICA

EU PINTO A CASA
SUJEITO -> VERBO TD -> OBJETO DIRETO

SUJ. PACIENTE - V. PASSIVA - AGENTE DA PASSIVA


A CASA É PINTADA POR MIM
VOZ PASSIVA SINTÉTICA

• A CASA FOI PINTADA POR MIM.


• PINTA-SE CASA.
• NÃO FUNCIONA COM VTI.
• A CASA É ALUGADA.
• ALUGA-SE CASA.

• AS CASAS SÃO ALUGADAS.


• ALUGAM-SE CASAS.
VOZ REFLEXIVA

• Eles se beijaram.
• Ela se cortou.
• Nós nos abraçamos.
• Eu me machuquei.
EXERCÍCIOS
Analise sintaticamente
• Existe uma bela moça chorando.
• Anoiteceu rapidamente.
• Tu e eu sairemos rapidamente.
• Fez um calor insuportável.
• Comiam-se muitas carnes.
• A descoberta do Brasil foi intencional.
• A tarde morria sem chuva, sem sol, sem nada.
• Uma coisa o apavora: o mar agitado.
• A necessidade de alimento tornava triste a criança.
• Joaquim, nunca perca o amor à virtude.
• A alegria do coração conserva a idade florida.
• Uma grande alegria traz lágrimas.