Você está na página 1de 21

COLESTROL, DIABETES,

HIPERTENSÃO E ALIMENTAÇÃO
SAUDÁVEL

CENTRO GRAU TÉCNICO


Instrutora: Danielle Rodrigues
PALESTRANTES: Kelly ,Fernando, Eleni,
Treycianne , Michelly
O que é colesterol ?

O colesterol é um tipo de gordura encontrada em nosso organismo


importante para o seu funcionamento normal. Nosso corpo usa o
colesterol para produzir alguns hormônios, tais como vitamina
D, testosterona, estrógeno, cortisol e ácidos biliares que ajudam na
digestão das gorduras. Aproximadamente 70% do colesterol é
produzido pelo nosso próprio organismo, no fígado, enquanto que os
outros 30% é proveniente da dieta.
Tipos de colesterol

• HDL :também conhecido como "colesterol bom"


• LDL : também conhecido como "colesterol ruim ou mau
colesterol"
• VLDL: também conhecido como “transportador” de LDL, HDL
e triglicérides
Fatores de risco
• Existem apenas alguns fatores de risco para o
colesterol elevado que estão fora do nosso
alcance.
• Sexo e Idade Diabetes
• História familiar Alimentação
• Obesidade
• Inatividade Física
• Tabagismo
Sintomas de Colesterol

• Colesterol alto não provoca sintomas.


A única maneira de saber os níveis de colesterol
é através do exame de sangue.
Diagnóstico de Colesterol

• os níveis ideais de colesterol no sangue devem ser:


• Pacientes de alto risco: LDL abaixo de 70 mg/dL
• Pacientes de risco intermediário: LDL abaixo de 100
mg/dL
• Pacientes com baixo risco devem ter seus limites de
colesterol individualizados pelo médico.
Tratamento de Colesterol
• Coma mais frutas e vegetais
• Coma mais peixe grelhado ou assado e menos carnes fritas
• Coma uma variedade de alimentos ricos em fibras,
como aveia, pães integrais e maçãs. As fibras ajudam a
reduzir as taxas de colesterol
• Limite a ingestão de gorduras saturadas, como gordura de
derivados de leite
• Limite os alimentos ricos em colesterol, como gema
de ovo e fígado
• Utilize derivados de leite pobres em gordura: leite
desnatado, iogurte desnatado e sorvetes light
• Evite frituras.
• Medicamentos sobre prescrição médica.
O que é Diabetes ?
• diabetes mellitus é uma síndrome metabólica
de origem múltipla, decorrente da falta de
insulina e/ou da incapacidade desta exercer
adequadamente os seus efeitos, o que
ocasiona um aumento da glicose (açúcar) no
sangue.
Tipos de diabetes

• Pré-diabetes: é um termo usado para indicar que o paciente tem potencial para
desenvolver a doença, como se fosse um estado intermediário entre o saudável e o
diabetes tipo 2 - pois no caso do tipo 1 não existe pré-diabetes, a pessoa nasce com
uma predisposição genética ao problema e a impossibilidade de produzir insulina,
podendo desenvolver o diabetes em qualquer idade.
• Diabetes tipo 1: O pâncreas perde a capacidade de produzir insulina em decorrência de
um defeito do sistema imunológico, fazendo com que nossos anticorpos ataquem as
células que produzem a esse hormônio. O diabetes tipo 1 ocorre em cerca de 5 a 10%
dos pacientes com diabetes.
• Diabetes tipo 2: Existe uma combinação de dois fatores - a diminuição da secreção de
insulina e um defeito na sua ação, conhecido como resistência à insulina. Geralmente, o
diabetes tipo 2 pode ser tratado com medicamentos orais ou injetáveis, contudo, com o
passar do tempo, pode ocorrer o agravamento da doença. O diabetes tipo 2 ocorre em
cerca de 90% dos pacientes com diabetes
• Diabetes Gestacional: É o aumento da resistência à ação da insulina na
gestação, levando aos aumento nos níveis de glicose no sangue diagnosticado pela
primeira vez na gestação, podendo - ou não - persistir após o parto. A causa exata
do diabetes gestacional ainda não é conhecida, mas envolve mecanismos
relacionados à resistência à insulina.

• Outros tipos de diabetes : Esses tipos de diabetes são decorrentes de defeitos


genéticos associados a outras doenças ou ao uso de medicamentos. Podem ser:
• Diabetes por defeitos genéticos da função da célula beta
• Por defeitos genéticos na ação da insulina
• Diabetes por doenças do pâncreas exócrino (pancreatite, neoplasia,
hemocromatose, fibrose cística etc.)
• Diabetes por defeitos induzidos por drogas ou produtos químicos (diuréticos,
corticoides, betabloqueadores, contraceptivos etc.).
Sintomas de Diabetes
• Sintomas do diabetes tipo 1 : Vontade freqüente de urinar, Fome
excessiva, Sede excessiva, Emagrecimento , Fraqueza, Fadiga, Nervosismo,
Mudanças de humor, Náusea e vômito.
• Sintomas do diabetes tipo 2: Fome excessiva, sede excessiva, infecções
frequentes. Alguns exemplos são bexiga, rins e pele, Feridas que demoram
para cicatriza, Alteração visual (visão embaçada), Formigamento nos pés e
furúnculos.
• Sintomas do diabetes gestacional: Sede excessiva, Fome excessiva,
Vontade constante de urinar, Visão turva.
Diagnóstico de Diabetes

• Glicemia de jejum: é um exame que mede o nível de


açúcar no seu sangue naquele momento, servindo
para monitarização do tratamento de diabetes.

• Curva glicêmica: O exame de curva glicêmica simplificada


mede a velocidade com que seu corpo absorve a glicose após
a ingestão. O paciente ingere 75g de glicose e é feita a medida
das quantidades da substância em seu sangue após duas
horas da ingestão.
Tratamento de Diabetes

• Diabetes tipo 1: Aplicação de insulina, Uso de medicamentos


específicas com prescrição médica.
• Diabetes tipo 2: No geral, o tipo dois 2 vem acompanhados de
outros problemas, como obesidade e sobrepeso, sedentarismo,
triglicerídeos elevados e hipertensão, Dessa forma, é importante
consultar seu médico e cuidar também dessas outras doenças e
problemas que podem aparecer junto com o diabetes tipo 2.
• Medicamentos sobre prescrição médica.
O que é hipertensão ?
• A hipertensão arterial sistêmica (HAS) ou pressão alta é uma
condição clínica multifatorial caracterizada por níveis elevados
e sustentados da pressão arterial (PA). Considerando-se
valores de pressão arterial maiores ou iguais a 140 / 90mmHg.
Classificação
• Os valores de pressão arterial em indivíduos acima de 18 anos
classificam-se em:
• Ótima: Pressão sistólica <120 e Pressão diastólica <80
• Normal:Pressão sistólica <130 e Pressão diastólica: <85
• Limítrofe:130-139 e Pressão diastólica:85-89
• Hipertensão estágio 1: Pressão sistólica: 140-159 e Pressão
diastólica: 90-99
• Hipertensão estágio 2: Pressão sistólica: 160-179 e Pressão
diastólica: 100-109
• Hipertensão estágio 3: Pressão sistólica: = 180 e Pressão diastólica
= 110
• Hipertensão sistólica isolada: Pressão sistólica: = 140 e Pressão
diastólica: < 90.
Tipos de hipertensão
• A hipertensão pode ser dividida em três estágios, definidos
pelos níveis de pressão arterial.
• Estágio I: hipertensão acima de 140 por 90 e abaixo que 160
por 100
• Estágio II: hipertensão acima de 160 por 100 e abaixo de 180
por 110
• Estágio III: hipertensão acima de 180 por 110.
Fatores de risco

• Consumo de bebidas alcoólicas


• Obesidade
• Idade
• Consumo excessivo de sal
• Gênero e etnia (maior em homens, e em indivíduos de cor não branca)
• Idade
• Sedentarismo
• Fatores de risco cardiovasculares adicionais aos pacientes com
Hipertensão:
• Tabagismo
• Alteração dos níveis de colesterol toral e frações e triglicérides
• Diabetes melito
• História familiar prematura de doença cardiovascular: homens<55 anos e
mulheres <65 anos.
• Sintomas de Hipertensão :
• Na sua maioria os pacientes hipertensos são assintomáticos, podendo ocorrer:
dores no peito, dor de cabeça, tonturas, zumbido no ouvido, visão turva.

• Diagnóstico de Hipertensão:
• O diagnóstico de hipertensão é feito pela medida da pressão. A forma mais
comum é a medida casual, feita no consultório com aparelhos manuais.

• Tratamento de Hipertensão:
• Manter o peso adequado, se necessário, mudando hábitos alimentares
• Não abusar do sal, utilizando outros temperos que ressaltam o sabor dos alimentos
• Praticar atividade física regular
• Aproveitar momentos de lazer
• Abandonar o fumo
• Moderar o consumo de álcool
• Evitar alimentos gordurosos
• Controlar o diabetes e outras comorbidades.
• Medicamentos sobre prescrição médica.
Alimentação saudável
• Uma alimentação saudável proporciona qualidade de vida, pois faz
nosso corpo funcionar adequadamente respondendo a todas as
funções e é uma das melhores formas de prevenção para qualquer
doença, Até o estresse, a ansiedade e o humor se alteram de
acordo com o que você ingere.
• Atualmente, está cada vez mais difícil se alimentar em casa devido a
correria do dia a dia. Muitas pessoas colocam a saúde de lado e não
praticam exercícios físicos e nem se alimentam corretamente. No
café da manhã opte por alimentos mais nutritivos como pães
integrais, sucos naturais, frutas, cereais e iogurtes naturais.
• Os lanches durante o dia são um problema para quem trabalha fora
porque há apenas opções como lanches gordurosos ou decide
passar horas sem comer. Deixe na bolsa ou no trabalho barrinhas de
cereal, frutas, sucos da fruta, biscoito de sal e outros lanches leves e
nutritivos. Para você que almoça fora de casa, sempre opte pelos
restaurantes self service onde é possível escolher os pratos que
serão consumidos.
Dicas para Alimentação Saudável
• Consuma pelo menos 5 porções de arroz e feijão durante a semana;
• Não consuma a gordura das carnes e as prepare da forma mais saudável
possível;
• Evite o consumo de óleos vegetais e manteigas, limitando o consumo para
apenas uma porção por dia;
• Evite ao máximo o consumo de refrigerantes e sucos industrializados;
• Faça alimentos com menos sal;
• Beba 2 litros de água diariamente;
• Não pule suas refeições e coma de 3 em 3 horas;
• Evite o consumo de embutidos e queijos amarelos;
• Não consuma líquidos durante as refeições;
• Faça pelo menos 30 minutos de exercícios físicos diariamente
Obrigada pela atenção !
<3