Você está na página 1de 20

Comunicação

Relações Interpessoais

 A relação interpessoal é tudo aquilo


que fazemos na relação com o outro.

 As relações interpessoais, são


ligações que se estabelecem entre as
pessoas através da comunicação.
Assim o elemento estruturador e
essencial da relação interpessoal é a
comunicação.
O que é Comunicar

Entrar em relação É por em comum

Comunicar é : Trocar ideias, sentimentos e experiências com


pessoas que conhecem o significado daquilo
que se diz e do que se faz.

“é o mecanismo através do qual existem e se


desenvolvem as relações humanas.”
Charles Cooley, 1909
Informar Comunicar

Processo unilateral Processo


pluridireccional e
interactivo
Diferentes formas de Comunicar

Comunicação Silenciosa;
Podemos não estar
•Tom de voz; conscientes da nossa
•Sorriso/ ou não; comunicação;
•Forma de andar; Quem nos observa está
sempre a receber
•Locais onde paramos. mensagens.
NÃO PODEMOS NÃO COMUNICAR

A comunicação está presente em toda a parte

A comunicação é Inevitável e Universal


Comunicamos com diferentes sinais:
•Sinais verbais;
•Sinais escritos;
•Não verbais.

•Os sinais variam de povo para povo e de grupo social para grupo
social;
•Cada sociedade tem um grupo de sinais de acordo com as suas
necessidades;
•Cada pessoa adquire um grupo de sinais de acordo com os
comportamentos vividos.
Sociedade Indivíduo
Cultura

Integra os elementos
aprendidos
Comunicada e
aprendida

A sua própria
•Valores;

experiência
•Tradições;
•Saberes;
•Formas de agir;
•...
Comunica
Torna-se apto a comunicar
Funções da Comunicação:

Formar/Educar;

Informar: transmitir e receber conhecimentos;

Socializar: permite integrar o indivíduo na sociedade;

Distrair: cinema, música,...

Motivar/Persuadir: publicidade,...
Linguagem Verbal , Não Verbal e Mista
Oral: rádio, T.V., telefone...
Som, cor, gesto, fumo, Verbal e
Escrita: livros, cartazes, morse, dança, roupa, Não Verbal
jornais, ... penteado, ...
Fez um óptimo trabalho.
Fez um óptimo trabalho.
Parabéns!
Parabéns!
A IMPORTÂNCIA DA COMUNICAÇÃO NÃO VERBAL
Nós comunicamos, utilizando a linguagem não verbal, através
dos nossos gestos, da nossa postura, das expressões faciais, do
tom de voz, do silêncio, etc... comunicamos igualmente, através
da roupa que vestimos e dos objectos que estão à nossa volta.
É através da comunicação não verbal que transmitimos
muitas das nossas emoções e dos nossos sentimentos.
Muitas vezes é, a linguagem não verbal, que acompanha a
linguagem verbal, oferece um significado mais profundo e
verdadeiro que esta última.
Quando duas pessoas se encontram, mesmo que não falem,
não podem deixar de comunicar, porque todo o seu
comportamento tem uma dimensão comunicativa.
Silêncio

•Faz parte da comunicação;


•É muito frequente nas relações
Interpessoais;
•Pode ser embaraçoso;
•Cria um vazio nas relações
Interpessoais;
•Pode ser um momento de grande Ser sensível ao silêncio e
troca; aprender a interpretá-lo é
importante para a
•É essencial para escutar o outro;
comunicação
•É necessário na comunicação.
O Gesto
•O gesto acompanha a linguagem falada
reforçando-a;
•O seu significado não é igual em todas as
culturas;
•Todos aprendemos um código gestual e a
interpretá-lo
O significado do gesto não é o mesmo em todas as
culturas. Mas em todas, o gesto de pedir boleia é o
mesmo, no entanto, o punho fechado, pode ter vários
significados.
Determinados gestos são muito característicos de
algumas pessoas, de tal maneira, que a sua imitação
passa pela imitação dos seus próprios gestos.
Expressões Faciais e Corporais
•Quando comunicamos o nosso
corpo também fala;
•A forma como olhamos e somos
olhados significa muito;
•Um sorriso melhora sempre a imagem de
quem comunica.

Se observarmos alguém com uma expressão tensa e crispada,


imediatamente podemos inferir acerca do seu estado emocional.
Através da nossa expressão facial podemos mostrar respeito ou
desrespeito pelos outros. É comum dizer-se que os olhos são o espelho da
alma. Através do olhar podemos mostrar: confiança, interesse, ternura...
Olhar o nosso interlocutor por cima dos óculos, pode ser interpretado
como sinal de desconfiança. Franzir as sobrancelhas enquanto o nosso
interlocutor se manifesta, pode bloquear a sua comunicação.
Roupa e Adornos
•A forma de vestir comunica algo aos
outros;
•Os objectos das nossas casas
comunicam,
•Um profissional deve sentir-se à vontade na sua
roupa, mas a forma de vestir não deve constituir
um elemento de distracção e perturbar a
comunicação.

Todos nós nos preocupamos, de certo modo, com a nossa


aparência, com o modo como vestimos, como nos penteamos e
nos adornamos.
Os uniformes, por exemplo, têm na sociedade um enorme valor
comunicativo. Através deles sabemos qual o papel
desempenhado pelo sujeito.
O Toque nas Relações Interpessoais

•O contacto físico é uma forma de comunicar que


depende muito das culturas;
•Evitar o contacto, pode significar medo, desprezo, ...;
•O toque é muito importante, ex: Bebé;
•A forma como tocamos os outros e onde tocamos revela
muito acerca de nós e de uma relação.
Movimentos Corporais
•A posição do corpo determina a qualidade da
comunicação. Ex: A posição dos braços,
postura, as mãos, gestos...;
•Evitar sempre: Braços cruzados, mãos na cintura,
mãos nos bolsos, mãos atrás das costas, apontar o
dedo,....
Uma postura rigida pode significar resistência à interacção. Uma
postura ligeiramente inclinada para o interlocutor favorece a escuta
e a empatia.
A posição dos braços é fundamental na interacção.
As mãos devem ser visíveis ao interlocutor. Quando fala deve
elevar ligeiramente as mãos, utilizando gestos que reforcem a
comunicação verbal. Os gestos devem ser sempre suaves.
A Paralinguística
È uma componente da comunicação não verbal. Através dela, o
sujeito veicula os seus sentimentos e as suas emoções,
enriquecendo o conteúdo da mensagem verbal.
Esta forma de comunicação não verbal é importante porque:
•Tende a ser mais autêntica do que a verbal, dada a sua
diversidade e riqueza;
•É mais dificil de controlar;
•Através da paralinguistica, as emoções, os sentimentos e os
pensamentos, deixam-se transparecer mais facilmente.

•È o modo de falar;
•O timbre da voz pode significar
muito na comunicação.
A comunicação realiza-se a partir de dois vectores que,
classicamente, se vinculam com a demonstração e com a
argumentação.

A demonstração assume um pendor científico e os seus enunciados


são objecto de verificação empírica (ex.: o calor dilata os corpos
metálicos).

A argumentação, diferentemente, tendo como pano de fundo os


aspectos mais problemáticos do dia-a-dia e as dúvidas que lhes são
inerentes, assume a verificação intersubjectiva como critério de verdade
(ex.: Aborto - sim ou não?).