Você está na página 1de 9

Direito Penal –

Parte Geral

Aula 4 – INFRAÇOES
PENAIS, SUJEITOS DAS
INFRAÇÕES PENAIS E
VALIDADE TEMPORAL DA LEI
PENAL.

Prof. Mônica Goulart


Monica.goulart@kroton.com.br
monica@ferreiragoulart.com.br
Profª Mônica Goulart

Direito Penal – Parte Geral


INFRAÇÕ PENAL: Descumprimento por ação ou omissão de
uma norma penal.
DEFINIÇÃO DAS ESPÉCIES: Sistema adotado: binário/bipartido/dualista.

CRIMES E CONTRAVENÇÕE PENAIS

CRIMES: CONCEITOS
 Formal: ação/omissão proibida por lei, sob ameaça de pena.
 Material: ação/omissão que viola o bem jurídico tutelado pela norma
penal.
 Analítico: crime é fato típico, ilícito OU antijurídico e culpável.

Pensando a aula
Profª Mônica Goulart

Direito Penal – Parte Geral


CONTRAVENÇÃO – CONCEITO: também chamada de crime-anão ou delito
liliputiano – violação de menor gravidade à norma penal.

CRIMES CONTRAVENÇÃO PENAL


Previstos no CP e leis espaças Previstas no decreto-lei 3.688/41
Maior gravidade da conduta Baixa gravidade da conduta
 pena de reclusão/detenção/multa Prisão simples/multa
Admitem todos os tipos de ação penal Ação penal pública incondicionada
Admitem a tentativa A tentativa não é punível
Limite de cumprimento de pena: 05 anos Limite: 05 anos.
Regimes de cumprimento de pena:
fechado, semiaberto e aberto. Semiaberto e aberto

Pensando a aula
Profª Mônica Goulart

Direito Penal – Parte Geral


SUJEITOS DA INFRAÇÃO PENAL

ATIVO: aquele que pratica o fato criminoso. Em regra, é a


pessoa física.
Pessoa jurídica pode ser sujeito ativo de crime?
STF e STJ: SIM – CRIMES AMBIENTAIS.

PASSIVO: Estado ou titular do bem jurídico

Pensando a aula
Profª Mônica Goulart

Direito Penal – Parte Geral


VIGÊNCIA E REVOGAÇÃO DA LEI PENAL

Art. 1º da LINDB: Em regra, a lei começa a vigorar em todo país


quarenta e cinco dias depois de oficialmente publicada. (vacatio
legis)

LEI EXCEPCIONAL E LEI TEMPORÁRIA

Art. 3º CP - A lei excepcional ou temporária, embora decorrido


o período de sua duração ou cessados as circunstâncias que a
determinaram, aplica-se ao fato praticado durante sua
vigência.

Pensando a aula
Profª Mônica Goulart

Direito Penal – Parte Geral

LEI EXCEPCIONAL: (temporária em sentido amplo) –


É editada para vigorar em períodos anormais (guerra,
calamidade, epidemia, estado de sítio, tragédias). Perdura
enquanto persistir as condições que ensejaram a sua criação.
Ex: Lei “X” com vigência até o fim da guerra.

LEI TEMPORÁRIA:(temporária em sentido estrito) –


É aquela instituída por um prazo determinado. Tem prefixado
no seu texto o lapso temporal. Já nasce com a data de sua
revogação prevista. Ex: Lei seca em período eleitoral e Lei geral
da Copa.

Provocando
Direito Penal – Parte Geral

Características: Serão aplicáveis a todos os fatos ocorridos


durante a sua vigência independente de terem sido revogadas
e da lei posterior ser benéfica.

 São autorrevogáveis – Consideram-se revogadas assim que


encerrado o prazo fixado na lei ou quando cessadas as
condições anormais que autorizaram a sua criação.
 São ultrativas: ocorre quando a lei, mesmo depois de
revogada, continua a regular fatos ocorridos durante a sua
vigência .
 Nesta seção 1.4, foi proposta a você a seguinte situação-problema:
refletindo sobre tudo o que está acontecendo em sua nova vida como
advogada, sobre as batalhas que enfrentou para se formar e ser
aprovada no exame de ordem e sobre a quantidade de coisas que tem
aprendido na prática profissional, surgiu uma dúvida que fez Beatriz
levantar questionamentos em relação ao seu primeiro caso criminal, o
furto de celular praticado por Bruno e Tiago. Beatriz se lembra de ter
aprendido que há dois tipos de infração penal, as reconhecidas como
crime ou delito e as chamadas contravenções penais, porém não sabe
dizer com certeza qual modalidade de infração penal constitui o fato
praticado por Bruno e Tiago em prejuízo de Antonio. Ao pensar nisso,
surgiu em sua mente outra dúvida. Beatriz se recorda que, para cada
infração penal, existem as figuras do sujeito ativo e do sujeito passivo,
porém, não consegue afirmar com certeza quem é o sujeito ativo e
quem é o sujeito passivo do furto de celular praticado por seus
clientes.
Para ajudar Beatriz a solucionar suas dúvidas na situação-
problema, você precisará:
1° Compreender o conceito de infração penal e suas
espécies.
2° Aprender a diferença entre sujeito ativo e sujeito passivo
das infrações penais.

Você também pode gostar