Você está na página 1de 23

Avaliação de Resistencia a Compressão e

Tração em Concreto Convencional e RCD

RA: 92128 - Jundo Silveiro


RA: - Fernando Pina
RA: 96029 – Joao Diogo

Prof: Lucas da Silva Barboza


• Introdução,
• Objetivos,
• Métodos
experimental,
• Discussão,
ensaios e resultados
• Conclusão e referências
INTRODUÇAO
A construção civil, faz parte de do crescimento de país, não há muitas
opções de desenvolver, sem que a construção não faça parte desse processo
desenvolvimento.

o crescimento das atividades do setor construtivo, além da larga exploração


dos recursos naturais, a geração de resíduos da construção e demolição
(RCD) alcançou índices alarmantes, produto do desperdício nas obras de
construções, reformas e demolições, Pinto (1999).
INTRODUÇAO
Sustentabilidade
RCD
Concreto Convencional
Resistencia a Compressão, e a Tração
Objetivos
 Definir o RCD de acordo com as normas técnicas da ABNT (Associação Brasileira de
Normas Técnicas);

 Analisar um traço convencional adaptado ao traço com o RCD em substituição areia e à


brita;

 Analisar a resistência a compressão das misturas sugeridas no item anterior, tendo em


vista a comparação dos resultados do concreto convencional com reciclado;
Métodos
Pesquisa em artigos acadêmicos.
Parte experimental
Métodos
experimental
Parte experimental
• A primeira etapa, teve como objetivo a retirada e análise da amostra obtida
para se compreender com qual tipo de resíduo se está lidando.

• Segundo OLIVEIRA (2013), na segunda fase, executou-se a britagem e o


peneiramento do material.
Métodos
experimental

• A Fase 03 teve como objetivo o estudo do traço cedido pela empresa Intel-Pré
para uma possível semelhança com os agregados obtidos.

• Fase 04 foi destinada à produção de concreto reciclado.

• Fase 05 foi reservada para a realização dos ensaios. CONAMA (2012).


Métodos
experimental

demolido foi construído no ano 1953,


denominado de Cruzeiro do Sul,

Figura 1: Moinho Cruzeiro do Sul. Fonte: Google Earth


Métodos
experimental
Coleta e análise da amostra

• A primeira parte tinha de peso 50kg tinha contendo tijolos e elementos de


revestimento.

• Já a segunda parte de resíduos tinha 110 Kg, contendo uma peça de concreto.
Métodos
experimental
Britagem do Material Coletado
Métodos Tabela 02: Agregados Graúdos nas Peneiras.

experimental
2.5 Peneiramento de Agregados Graúdos

ficou retido é aproximadamente 44,33 kg.

Fonte: Vinagre (2014); estudo comparativo entre o concreto


convencional e o concreto padrão.
Métodos Tabela 03:Agregados Miúdos nas Peneiras.

experimental

2.6 Peneiramento de agregados miúdos

total retido nas peneiras é de aproximadamente


28,33 Kg.

Fonte: João Victor (2014); estudo comparativo entre o concreto


convencional e o concreto padrão.
Métodos que foi colocado em uma estufa por 24 horas para evitar
experimental qualquer acúmulo ou presença de água

2.7 Determinação do traço ideal


Tabela 04:Massa unitária do material recolhido
O traço escolhido, é utilizado usualmente de
concreto pré-fabricado.

Foram fornecidos os seguintes valores:


• 7 latas de areia,
• 4 latas de seixo,
• 5 latas de pedrisco, Fonte: João Victor (2014); estudo comparativo entre o concreto
• 2 sacos de cimento e convencional e o concreto padrão.

• 52 litros de água (Traço 2;4;5;7;0,52).


Discussão,
ensaios e resultados
Resistência a compressão uniaxial do concreto.

seguindo as diretrizes da norma brasileira NBR 5739.

os corpo-de-prova no formato cilíndrico, de 15 cm de diâmetro x 30 cm de altura,


Discussão,
ensaios e resultados
Resistência a compressão uniaxial do concreto.
foram moldados 6 corpos de prova,

no período de 7, 14 e 28 dias após a moldagem,

sendo que por período foram rompidos 2 corpos-de-prova cilíndricos,


Discussão, Resistência a compressão
uniaxial do concreto.
ensaios e resultados ,

Tabela 5: Resistencia a compressão Uniaxial

houve uma perda de 27,62% de resistência, em relação


Fonte: João Victor (2014); estudo comparativo entre o concreto ao concreto convencional, com o reciclado.
convencional e o concreto padrão
Discussão,
ensaios e resultados
Resistência a compressão diametral.
Tabela 6: Resistência à tração por compressão diametral

Fonte: Autores do artigo; matérias de construção civil II

concretos reciclados, pode variar entre 6 a 15%,


quando confrontado com o convencional.
Conclusão
• concluiu-se que o concreto reciclado segue a tendência de comportamento
da Lei de Abrams, ou seja, quanto maior a relação a/c, menor é a
resistência.

• acaba tendo um tem um bom resultado por ter uma redução no fck
comparado com o concreto convencional não muito significante.
Referências
ABNT – Associação Brasileira de normas técnicas. NBR 15116: que determina as condições para o
emprego dos componentes do concreto produzido com material reciclado, como agregados
reciclados de resíduos sólidos da construção. 2004, Rio de janeiro.

________ ABNT NBR - 7211: Agregados para concreto – Especificação, Maio/2009.

NOGUEIRA. G. S. Utilização de RCD na confecção de um concreto sustentável.


2013.
Referências
PEDROSO, F. L. Concreto: as origens e a evolução do material construtivo mais usado pelo homem.
Concreto e Construções, 6 jun. 2013.

VINAGRE. M. et al.; Estudo comparativo entre concreto proveniente de RCD, e concreto padrão com
aplicações em peças pré-moldadas. 2013.

GONÇALVES. R. Agregados reciclados de resíduos de concreto. Um novo material para dosagem do


concreto estruturais. 2001.

BRUM F.M. Implantação de um programa de gestão de resíduos de construção civil de obra pública. Juiz de
fora, 2013.
Referências
ANGULO. C. Produção de concretos de Agregados reciclados. Londrina,1998. Graduação. (TCC) –
Universidade Estadual de Londrina.

PINTO, T. P. Metodologia para a gestão diferenciada de resíduos sólidos da construção urbana. São Paulo,
1999. 189p. Tese (Doutorado).
MUITO OBRIGADO .......