Você está na página 1de 15

LEI SIMBÓLICA E LEI JURÍDICA;

AGRESSIVIDADE, AGRESSÃO E
VIOLÊNCIA

1
LEI SIMBÓLICA E LEI JURÍDICA
 Lei Simbólica é a norma social primeira, que
permite a internalização do “não”;
 Ao longo de nosso processo de socialização,
internalizamos várias normas e limites
sociais, que regem nossa vida em sociedade;
 Assim, a lei simbólica remete ao limite; sem
ela, a vida em sociedade se torna
impraticável;

2
LEI SIMBÓLICA E LEI JURÍDICA
 A lei simbólica não é escrita; as leis escritas
são as leis jurídicas:
 Constituição Federal, Código Civil, Código Penal...

 A transgressão a ambas as leis acarreta


problemas ao indivíduo;
 Podemos observar aqui três categorias
distintas:
 Transgressor;  Infrator;  Delinquente;

3
LEI SIMBÓLICA E LEI JURÍDICA
 O transgressor é aquele que transgride a
norma social, sem que isso necessariamente
configure uma contravenção;
 O infrator é aquele que comete um delito
previsto no código de leis de uma sociedade;
 O delinquente é aquele que internalizou uma
identidade, conferida a partir de delitos
prévios, condição social, estigmas...

4
AGRESSIVIDADE E AGRESSÃO

 Todos temos agressividade; contudo, nem


todos agimos agressivamente.
 Ação agressiva – comportamento intencional
com o objetivo de causar dor física ou
psicológica.
 Agressão hostil x Agressão Instrumental

5
AGRESSÃO: INATA OU APRENDIDA?
 Temos a tendência inata de reagir a certos
estímulos atacando quem os apresenta.
 A ação agressiva será ou não manifestada a
partir da combinação entre propensões inatas,
respostas inibitórias aprendidas e natureza da
situação social.
 Nossos padrões inatos de comportamento são
infinitamente modificáveis, graças à socialização.

6
DETERMINANTES DA AGRESSÃO
Amígdala:
 Estimulação – organismos dóceis tornam-se
violentos;
 Bloqueio – organismos violentos tornam-se
dóceis;
 Impacto dos mecanismos neurais pode ser
modificado por fatores sociais, mesmo em
seres subumanos.

7
DETERMINANTES DA AGRESSÃO
 Testosterona
 Injeção de testosterona aumenta a agressão
nos animais;
 Níveis de testosterona em presidiários
condenados por crimes violentos mais altos do
que nos que cometeram delitos não-violentos;
 Isso significará que os homens são mais
agressivos do que as mulheres?

8
DETERMINANTES DA AGRESSÃO
 A população carcerária é predominantemente
formada por homens;
 Mulheres são comumente presas por crimes
contra a propriedade (falsificação, furtos,
tráfico);
 Quando as mulheres cometem crimes de
agressão tendem a sentir mais culpa ou
ansiedade;
 Causa biológica ou social?

9
CAUSAS SITUACIONAIS DA AGRESSÃO
 Álcool:
 Atua como desinibidor, aumentando as
tendências básicas da pessoa, incluindo as
tendências agressivas.
 Dor e desconforto (calor, p. ex.) podem
contribuir para baixar o limiar do
comportamento agressivo.
 Objetos agressivos como causa de
comportamento agressivo;

10
CAUSAS SITUACIONAIS DA AGRESSÃO
 A teoria Frustração-Agressão sustenta que a
percepção de que a pessoa está sendo
impedida de alcançar seu objetivo aumenta as
chances de uma resposta agressiva;
 Alguns fatores que afetam o elo frustração-
agressão: proximidade da meta, tamanho e
força da pessoa responsável pela frustração,
frustração inesperada.

11
Vídeo exemplificando as situações anteriores (clique duas vezes para
abrir)

12
CAUSAS SITUACIONAIS DA AGRESSÃO
 A Teoria da Aprendizagem Social sustenta que
aprendemos o comportamento social ao
observar e imitar outras pessoas.
 Efeitos de ver violência na mídia:
 Estudos de longo prazo indicam relações entre
assistir violência na tevê na infância e ser mais
violento quando adulto (Eron, 1982).

13
CAUSAS SITUACIONAIS DA AGRESSÃO

 Estudos demonstram que olhar cenas de


violência aumenta a frequência de
comportamento agressivo em crianças com
tendências agressivas;
 A violência na mídia pode produzir um impacto
profundo no comportamento de adultos: Efeito
embotador (dessensibilização).

14
COMO REDUZIR A AGRESSÃO
 A punição só reduz de fato o comportamento
agressivo se houverem condições ideais:
 O castigo deve ser imediato e certo; a
certeza da punição tem mais efeito do que a
severidade do castigo.
 Ao agredir outra pessoa, a Dissonância
Cognitiva nos força a reduzir as qualidades da
vítima, justificando nossa ação.

15

Você também pode gostar