Você está na página 1de 15

INTRODUÇÃO À ENGENHARIA

DE PRODUÇÃO

Prof. Nilson Campos


ENGENHARIA DE PRODUÇÃO-
DEFINIÇÃO
 A Engenharia de Produção trata do
projeto, aperfeiçoamento e implantação
de sistemas integrados de pessoas,
materiais, informações, equipamentos e
energia, para a a produção de bens e
serviços, de maneira econômica,
respeitando os preceitos éticos e
culturais. (ABEPRO)
ENGENHARIA DE PRODUÇÃO-
DEFINIÇÃO
 Pessoas-
 Materiais-
 Informações-
 Equipamentos-
 Energia-
 Obs: as outras engenharias , em geral,
focalizam fortemente apenas um dos
elementos dos sistemas de produção.
ENGENHARIA DE PRODUÇÃO-
DEFINIÇÃO
 Por quê de modo econômico?
 Não é apenas produzir no menor custo
possível. O custo é uma variável que depende
de produzir com o mínimo refugo, o mínimo
de retrabalho, os menores impactos
ambientais, assumindo responsabilidades
sociais, promovendo o desenvolvimento dos
trabalhadores, física e mentalmente.
 Otimizar o custo a curto prazo e levar o
crescimento sustentado da organização.
ENGENHARIA DE PRODUÇÃO -
HISTÓRICO
 Taylor – 1911 – Princípio da Administração
Científica. Trabalhava numa Indústria.
Siderúrgica – indústria de ponta da época.
 Um método e um cronômetro.
 Henry Ford adotou o método de Taylor.
 Intercambialidade = armas e máquinas de
costura(Singer).
 Linha de Montagem – Inspirado nos
abatedouros(inverso).
ENGENHARIA DE PRODUÇÃO -
HISTÓRICO
 Stakeholders- pessoas e instituições que
influenciam na definição dos objetivos e
planos da organização: acionistas, sindicatos,
consumidores (procon), comunidades (ongs,
fatma), normas e padrões (inmetro, iso), o
estado (executivo, legislativo e judiciário)
 Conceito de “ MODO ECONÔMICO” mudou
com o tempo.
 O Engenheiro de produção e os stakeholders.
ÁREAS DA ENGENHARIA DE
PRODUÇÃO
 1.Gestão da Produção;
 2.Gestão da Qualidade;
 3.Gestão Econômica;
 4.Ergonomia e Segurança do Trabalho;
 5. Gestão do Produto;
 6.Pesquisa Operacional;
 7.Gestão Estratégica e Organizacional;
 8.Gestão do Conhecimento Organizacional;
 9.Gestão Ambiental;
 10.Educação em Engenharia de Produção;
GESTÃO DE OPERAÇÕES
 “Gestão” – “Engenharia de Produção” ;
 A partir de Revolução Industrial – meados do
século XIX;
 Processo Artesanal - Processo Industrial;
 Taylor (1856-1915) – pai da Engenharia de
Produção;
 Planejar e Executar; Trabalho Intelectual x
Trabalho Braçal.
GESTÃO DE OPERAÇÕES
 Características da Indústria na época:
 Longo Ciclo de vida do produto;
 Pouca diversidade de produto;
 Foco no preço, pouca atenção para
qualidade;
 Altos volumes e foco na economia de
escala;
 Pouca ou nenhuma competição;
GESTÃO DE OPERAÇÕES
 Características Competitivas – atuais:
 Produtos com ciclo de vida mais curto e alta
taxa de renovação de mix de produção;
 Alta variedade de produtos;
 Consumidores mais exigentes em termos de
qualidade e atendimento rápido;
 Aumento da oferta de artigos importados e
preços altamente competitivos;
GESTÃO DE OPERAÇÕES
 Paradigma da Produção em massa não é mais
adequado;
 Trabalhadores operacionais x planejamento
operacional;
 Padronização do trabalho de forma
democrática e participativa;
 PRODUÇÃO ENXUTA – LEAN – trabalhadores
multifuncionais com autonomia para tomada
de decisão.
GESTÃO DE OPERAÇÕES
 Conjunto de ações de planejamento,
gerenciamento e controle das atividades
operacionais necessárias à obtenção de
produtos e serviços oferecidos ao mercado
consumidor;
 Toda indústria de manufatura inclui serviços
ao cliente;
 Funções da Gestão de Operações: gestão da
demanda, planejamento do
negócio,planejamento operacional e controle
da produção.
 Ex: disk – pizza
GESTÃO DA QUALIDADE
 Subáreas da Qualidade:
 gestão da qualidade;
 qualidade em serviços;
 normalização e certificação para a qualidade;
 engenharia da qualidade;
 organização metrológica da qualidade;
 confiabilidade de produtos;
 confiabilidade de processos.
GESTÃO DA QUALIDADE
 Evolução da área da Qualidade:
 1-Inspeção – segregar não-conformidade –
abordagem corretiva;intercambialidade das
peças – sistema padronizado de medida;
 2-Controle da Qualidade (1920-1930) –
Controle estatístico do processo – postura
proativa de prevenção, monitoramento e
controle; Melhoria Contínua – PDCA (plan, do,
check, act);
GESTÃO DA QUALIDADE
 3-Garantia da Qualidade (1950) – primeira
abordagem sistêmica – TQC – influencia a
ISSO 9000 – 1987;
 4-Gestão da Qualidade – Deming e Juran –
Gestão da Qualidade Total –TQM – Total
Quality Management – aversão ao desperdício
(muda) – ênfase na melhoria contínua do
trabalho (kaizen) – Seis Sigma, Motorola na
década de 80.