Você está na página 1de 18

O Sistema Nervoso

A unidade estrutural e funcional do sistema nervoso


é o neurônio, célula altamente especializada em
transmitir as mensagens (estímulos) recebidos do
ambiente (exemplo: uma imagem de televisão ou de
um livro, o sabor de um alimento ou o som emitido
por um avião que decola etc., são mensagens
captadas pela rede de neurônios e distribuídas pelo
corpo, formando os impulsos nervosos).
Estrutura do neurônio
Tipos de neurônios
Dependendo da forma como atuam no organismo, os
neurônios podem ser classificados em:

-Sensoriais : levam as informações dos órgãos


dos sentidos (olhos, orelhas, receptores do paladar,
tato e olfato) até o sistema nervoso central.

-Motores: levam as mensagens de ação (sentar,


correr, pular, andar etc.) do sistema nervoso central
até as glândulas e músculos.

-Associativos : ligam os neurônios sensoriais


aos neurônios motores.
A coordenação nervosa
A transmissão de impulsos nervosos se realiza sempre a
partir dos órgãos receptores de estímulos para o sistema
nervoso central, e deste para os órgãos efetores.
-Órgãos receptores: são os órgãos sensoriais, como
orelhas, olhos e pele, que captam os estímulos externos
ao corpo. Existem também os receptores internos, que
informam sobre temperatura corporal, fome, dor ou
cansaço muscular.
-Sistema nervoso central: recebe os impulsos nervosos e
elabora uma resposta específica para cada estímulo.
-Os órgãos efetores: são os órgãos que dão resposta aos
estímulos (geralmente são os músculos e as glândulas).
Organização do sistema nervoso
•Central (SNC), formado pelo
encéfalo e pela medula espinal
SISTEMA
NERVOSO Somático
•Periférico (SNP), (ou voluntário)
formado por nervos
e gânglios Autônomo
(ou involuntário)

Simpático Parassimpático
(estimula, acelera) (desacelera, normaliza)
Organização do Sistema Nervoso
O sistema nervoso se divide em duas partes:
-O Sistema nervoso Central (SNC): formado pelo
encéfalo e pela medula espinal.
-O Sistema nervoso Periférico (SNP): constituído por
nervos do crânio, medula espinal e pelos gânglios
nervosos.
•Nervos são conjuntos de
dendritos e axônios que partem
do encéfalo e da medula e se
ramificam pelo corpo.
•Gânglios nervosos são pequenas
dilatações contendo corpos de
neurônios presentes em certos
nervos.
A comunicação entre os neurônios se Neurotransmissores
dá numa região denominada Sinapse. estão presentes em
Essa comunicação não é direta vesículas na
porque os neurônios estão separados terminação do axônio.
uns dos outros. A sinapse se realiza
por meio de substâncias químicas
chamadas neurotransmissores.
Chegada do impulso na
terminação resulta na
liberação dos
neurotransmissores na
fenda sináptica.

Os neurotransmissores
atingem o outro
neurônio desencadeando
impulso nervoso.
Sistema nervoso
Central (SNC) e Periférico (SNP)
Sistema nervoso Central (SNC)
-E n c é f a l o : é a maior estrutura de integração e controle do
sistema nervoso. É protegido pelos ossos do crânio e por três
membranas sobrepostas, as meninges. Os órgão componentes
do encéfalo são o cérebro (centraliza as ações conscientes,
recebe e processa as informações enviadas pelos sentidos,
coordenar os movimentos voluntários, centro da memória, da
inteligência, da linguagem, da criatividade entre outras), o
cerebelo (coordena o movimento dos músculos, controla o
equilíbrio e a postura do corpo) e o tronco encefálico
(realização de atividades vitais e involuntárias como
respiração, batimento cardíaco etc.).

-M e d u l a e s p i n a l : um cordão de tecido nervoso alojado


dentro da coluna vertebral. Serve como via de conexão entre
os nervos e o encéfalo e centraliza muitos atos reflexos, que
ocorrem involuntariamente.
Sistema nervoso
Central (SNC)
Sistema nervoso Periférico (SNP)
A função do SNP é conectar o encéfalo e a medula ao resto do
corpo através de uma rede de nervos. O SNP abrange todas as
partes do corpo humano e podemos dividi-lo em:
- S i s t e m a N e r vo s o S o m á t i c o ( o u vo l u n t á r i o ) : atua
a partir do conjunto de nervos que chega aos músculos
voluntários do corpo, ou seja, aqueles que realizam
movimentos que estão sob o controle do indivíduo
(movimentos de pernas, braços etc.).
- S i s t e m a N e r vo s o Au t ô n o m o ( o u i nvo l u n t á r i o ) : a
rede de nervos desse sistema regula os órgãos internos, cujo
funcionamento é involuntário (glândulas, rins etc.).
O Sistema Nervoso Autônomo pode ser subdividido em:
sistema nervoso simpático e sistema nervoso parassinpático.
Parassinpático Simpático
Ações voluntárias e involuntárias
- A ç õ e s vo l u n t á r i a s : a informação é transmitida ao
cérebro, que analisa e elabora a resposta adequada. Para um
mesmo estímulo existem distintas respostas, como ligar um
computador, tomar um copo de água, que são atos que
decidimos iniciar e que podemos interromper se desejarmos.
Muitas vezes algumas ações voluntárias se tornam
automáticas e as executamos sem pensar (exemplo: caminhar,
guiar um automóvel etc.). Essas ações resultam de
aprendizagem e se transformam em reflexos condicionados.

- A ç õ e s i nvo l u n t á r i a s : quando nosso corpo responde a


estímulos de forma rápida, involuntária e automática,
denominamos de atos reflexos (exemplo: ao espetar o dedo em
espinhos imediatamente nosso corpo reage para afastar nossa
mão). O caminho sensorial percorrido pelo impulso nervoso
recebe o nome de arco reflexo.
arco
reflexo