Você está na página 1de 18

Planejamento Financeiro

Profa. Dra. Rosana da Rosa Portella Tondolo


Planejamento Financeiro
• Planejamento financeiro é um processo de
desenvolvimento e implementação de um plano
estratégico no âmbito financeiro.
• O Planejamento financeiro (PF) tem como objetivo
auxiliar no processo de gestão financeira, assim
integrando-a com as demais áreas e as necessidades
de investimentos identificadas nos demais setores da
organização.
• Desta forma, o PF busca alcançar metas previamente
determinadas, através da execução de ações e
atividades traçadas por um plano estratégico
organizacional no âmbito financeiro.
Planejamento Financeiro

• Um planejamento financeiro eficiente inclui a elaboração


e cumprimento das metas de forma disciplinada, e passa
por uma rigorosa elaboração dos sistemas de
orçamentos.

3
O que é o Orçamento Empresarial?

Orçamento é a formalização e a sistematização do


controle administrativo, criando condições para que se
progrida no sentido da otimização da ação administrativa.
Assim documentando-se planos e programas e permitindo
uma aferição mais objetiva do desempenho dos diversos
setores da empresa.
Requisitos básicos para elaboração de um
orçamento

 Necessidade de Informações,
 Tipos de Planejamento,
 Objetivos,
 Políticas e Programas.
O que é o Sistema Orçamentário?

O Sistema Orçamentário é um plano abrangendo todo o


conjunto das operações anuais de uma empresa, através
da formalização do desempenho dessas importantes
funções administrativas gerais.
Principais Tipos de Orçamentos

 Orçamento de Vendas;
Orçamentos de Produção;
Orçamento do Custo de Produção;
 Orçamento de Despesas Administrativas e de Vendas;
Orçamento de Capital;
Orçamento de Caixa.
Orçamento de Vendas
Constitui um plano de vendas futuras da empresa, para
determinado período.
Função: determinação do nível de atividades futuras.
Este orçamento é pré-requisito para a realização de
todos os outros tipos de orçamento.
 Elaboração: São consideradas variáveis de mercado
consumidor, variáveis de produção, variáveis de mercado
fornecedor e de trabalho, e variáveis de recursos
financeiros.
Orçamento de Vendas
Aspectos Internos a serem considerados na realização
do Orçamento de Vendas:

1. Que problemas ou limitações terá a empresa


internamente para atender à procura por seus produtos?

 Respostas: capacidade produtiva insuficiente, estrutura


administrativa inadequada, pessoal não habilitado para o
exercício de suas funções, dificuldades na obtenção de
fundos para capital de giro, entre outros.
Orçamento de Vendas
Aspectos externos a serem considerados na realização do
Orçamento de Vendas.
1. Como está a evolução política do país ou de países que
a empresa encontra mercados?
2. Como está a política governamental de combate à
inflação/restrição do crédito e a elevação de taxas de
juros?
3. Quais os tipos de matéria-prima utilizadas pela
empresa? Quais as restrições ao acesso?
4. Quais as restrições à mão-de-obra?
Orçamento de Vendas

Também é preciso verificar:

1. Intenções dos compradores;


2. Opiniões dos vendedores;
3. Opiniões de especialistas;
4. Histórico das vendas.
Exemplo de Orçamento de Vendas
 Companhia Industrial Nacional inicia seu plano de
vendas por volta do mês de setembro de cada ano. Os
preços vigentes em set. foram projetados até
01/01/2009.
 O órgão de orçamentos, analisando a correlação entre a
inflação ocorrida para uma série histórica de 2 anos,
estimou os seguintes aumentos para 2009.
01/04/2009 – 15%
01/08/2009 – 15%

Produto Preço Unitário de Venda


(Set/2008)
A 50,00
B 70,00
C 120,00
Orçamento de Vendas
Produtos\Meses Jan Fev Mar Abr Maio Jun
Quant. Valor Quant. Valor Quant. Valor Quant. Valor Quant. Valor Quant. Valor
A 350 17500 70 3500 70 3500 183 10523 304 17480 608 34960
B 1179 82530 1768 123760 1179 82530 512 41216 3587 288754 1435 115518
C 15 1800 16 1920 18 2160 16 2208 13 1794 13 1794
TOTAL 101830 129180 88190 53947 308028 152272

Matriz São Paulo


A 176 8800 36 1800 36 1800 91 5233 152 8740 304 17480
B 590 41300 884 61880 590 41300 256 20608 1794 144417 718 57799
C 15 1800 16 1920 18 2160 16 2208 13 1794 13 1794
TOTAL MATRIZ SP 51900 65600 45260 28049 154951 77073

Filial Porto Alegre


A 87 4350 17 850 17 850 46 2645 76 4370 152 8740
B 295 20650 442 30940 295 20650 128 10304 897 72209 359 28900
C
TOTAL FILIAL POA 25000 31790 21500 12949 76579 37640

Filial Recife
A 87 4350 17 850 17 850 46 2645 76 4370 152 8740
B 294 20580 442 30940 294 20580 128 10304 896 72128 358 28819
C

TOTAL FILIAL RECIFE 24930 31790 21430 12949 76498 37559


Orçamento de Vendas – Parte II
Produtos\Meses Jul Ago Set Out Nov Dez TOTAL
Quant. Valor Quant. Valor Quant. Valor Quant. Valor Quant. Valor Quant. Valor
A 608 34960 1324 87556 265 17525 530 35049 794 52507 530 35049 350109
B 435 115518 446 41291 267 24719 89 8240 89 8240 445 41198 973514
C 14 1932 13 2063 20 3174 28 44444 6 952 5 794 25035

TOTAL 152410 130910 45418 47733 61699 77041 1349653

Matriz São Paulo


A 304 17480 662 43778 133 8795 264 17459 396 26187 264 17459 175011
B 718 57799 223 20646 135 12499 44 4074 44 4074 222 20553 486949
C 14 1932 13 2063 20 3174 28 44444 6 952 5 794 25035
TOTAL MATRIZ SP 77211 66487 24468 25977 31213 38806 686995

Filial Porto Alegre


A 152 8740 331 21889 66 4365 133 8795 199 13160 133 8795 87549
B 359 28900 112 10369 66 6110 23 2129 23 2129 112 10369 243659
C
TOTAL FILIAL POA 37640 32258 10475 10924 15289 19164 331208

Filial Recife
A 152 8740 331 21889 66 4365 133 8795 199 13160 133 8795 87549
B 358 28819 111 10276 66 6110 22 2037 22 2037 111 10276 242906
C
TOTAL FILIAL
RECIFE 37559 32165 10475 10832 15197 19071 330455
Orçamento de Caixa
O Orçamento de caixa é a projeção do fluxo de caixa para
determinado período.

Dependendo do porte da organização o orçamento de caixa será


mais ou menos formalizado.

 Nesse momento será necessário realizar uma adaptação dos


outros orçamentos, visto que o orçamento de caixa é regido pelo
Regime de Caixa, enquanto os outros são regidos pelo Regime de
Competência.

A projeção do fluxo de caixa permite a identificação da falta e dos


excessos de caixa, assim possibilitando a análise prévia das
alternativas.
Planejamento de Caixa
 Será utilizado o Método de Recebimentos e Pagamentos,
por ser o mais detalhado para a elaboração do Orçamento
de Caixa.

Os orçamentos realizados até o momento serão ajustados


para as datas em que as transações efetivamente se
converterão em termos de caixa.

Outros ajustes são necessários para excluir todos os itens


desses orçamentos parciais que não reflitam saídas
efetivas de caixa, como depreciação, provisões e etc.
Modelo de Orçamento de Caixa
Discriminação\Meses Jan Fev Mar Abri Maio Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Total
Saldo Inicial
RECEBIMENTOS
Vendas a prazo
Vendas à vista
Dividendos recebidos
Empréstimos bancários
Subscrição de ações
Vendas de ativos
Outros

TOTAL DE RECEBIMENTOS
PAGAMENTOS
Matérias-primas
Materiais indiretos
Instalações e equipamentos
Sálarios, ordenados e encargos
sociais
Impostos
Juros
Dividendos pagos

TOTAL DE PAGAMENTOS
SALDO FINAL DE CAIXA
Referências Bibliográficas
ASSAF NETO, A. Estrutura e análise de balanços: um enfoque econômico-
financeiro. São Paulo: Atlas, 2010.
ASSAF NETO, A.; LIMA, F. G. Fundamentos de administração financeira.
São Paulo: Atlas, 2010.
HOJI, M. Administração financeira e orçamentária. 5 ed. São Paulo: Atlas,
2005.
PORTER, M.; MONTGOMERY, C.A. Estratégia: a busca da vantagem
competitiva. Rio de Janeiro: Campus, 1998.
SANVICENTE, A. Z..; SANTOS, C. C. Orçamento na administração de
empresas: planejamento e controle. 2. ed. São Paulo: Atlas, 2008.

Você também pode gostar