Você está na página 1de 30

FISIOTERAPIA EM

DERMATO-FUNCIONAL E
RECURSOS TERAPÊUTICOS
MANUAIS

Prof.ª: Priscilla Weber Domingues


MASSAGEM RELAXANTE
 DEFINIÇÃO:

Conjunto de movimentos ritmados e


lentos, com o objetivo de inibição e sedação do
Sistema Nervoso Central, Periférico e
Autônomo, promovendo a liberação das fibras
musculares e conjuntivas.
MASSAGEM RELAXANTE
 DEFINIÇÃO:
É o ato de desfazer tensões, descontrair...

Tensões que se originam de pensamentos, emoções e


sentimentos...

A tensão é na maioria das vezes responsável por


alterações na coluna, respiração, postura e
modificações no metabolismo.
MASSAGEM RELAXANTE
 As técnicas de massagem são fisiologicamente
definidas por:
1. Modo de aplicação:
2. Velocidade:
3. Profundidade:
4. Ritmo:
5. Tempo de aplicação:
MASSAGEM RELAXANTE
 Efeitos fisiológicos:
1. Reflexos: estimulação do sistema nervoso e
sistema endócrino;
2. Mecânicos: ação direta sobre o tecido;
movimentos dos fluidos e o peristaltismo.
MASSAGEM RELAXANTE
 Estruturas afetadas pela massagem:
1. Sistema neuroendócrino;
2. Tecido conjuntivo;
3. Circulações;
4. Sistema de energia.
MASSAGEM RELAXANTE
 Ação reflexa sobre:
1. S.N.C;
2. S.N.P;
3. S.N.A (parassimpático e simpático)
1. Simpático: responsável por fçs que consomem energia
em respostas a situações de emergências.
2. Parasimpático: trabalha mais respostas restauradoras e
normalizadoras.
MASSAGEM RELAXANTE

O S.N RESPONDE AOS MÉTODOS DE


MASSAGEM ATRAVÉS DE
MECANISMOS DE FACILITAÇÃO E
INIBIÇÃO SENSORIAL,
ESTIMULAÇÃO NEUROENDÓCRINA,
ATIVAÇÕES OU INIBIÇÕES DO
S.N.A.
MASSAGEM RELAXANTE
 FACILITAÇÃO E INIBIÇÃO SENSORIAL:
 No caso da massagem relaxante nosso objetivo será
favorecer a inibição sensorial;
 Efeitos de um fenômeno fisiológico: acomodação
(adaptação);
 Resultando na inibição e relaxamento.
MASSAGEM RELAXANTE
 INFLUÊNCIA NEUROENDÓCRINA:
 Propriedade de influenciar a secreção de
Neurotransmissores e Neuropeptídeos, liberados no
nervo e na corrente sg;
 Sua concentração depende dos estímulos externos e
internos;
 Afetam diretamente: humor, excitabilidade,
passividade, vigilância, reflexos, calma...
MASSAGEM RELAXANTE
 INFLUÊNCIA DA MASSAGEM:
 Substâncias:
1. Dopamina DA;
2. Serotonina STH;
3. Adrenalina AD;
4. Noradrenalina NA;
5. Ocitocina;
6. Cortisol;
7. GH.
MASSAGEM RELAXANTE
 DOPAMINA:
1. INFLUÊNCIAS: Atividade motora fina,
concentração, alegria e entusiasmo.
Teorias indicam que a massagem aumenta o nível
de DOPA no corpo.
MASSAGEM RELAXANTE
 SEROTONINA:
1. INFLUÊNCIAS: Comportamento social
adequado, efeito calmante, tranquilizante e
confortante, auto-controle, sensação de
saciedade, regula sono. Baixa STH liga à
depressão, distúrbios da alimentação.
Teorias indicam o aumento com a massagem.
MASSAGEM RELAXANTE
 ADRENALINA:
 Substância química de excitação, ativação e
alerta.
 Através da massagem, o toque inicial pode
estimular o S.N.A. simpático, porém, se
sustentarmos o movimento em até 15min,
ocorre uma estimulação do S.N.A.
parassimpático.
 Reduzindo então os níveis de AD e NA,
relaxamento e inibição.
MASSAGEM RELAXANTE
 Cortisol: diminui com a massagem;
 GH Promove o aumento, principalmente com
um sono regular.
 Endorfina:
MASSAGEM RELAXANTE
 Ações:
1. Diminuição da PA;
2. Estimulação do imunitário;
3. Regula sono;
4. Retarda o envelhecimento.
5. Repercute também na qualidade da pele.
MASSAGEM RELAXANTE
 PRÁTICA:
 Local;
 Posicionamento;
 Duração:
 Técnicas:
MASSAGEM MODELADORA
 DEFINIÇÃO:

Dá-se nome massagem ao conjunto de manipulações


exercidas sobre o corpo humano, com fins
terapêuticos, desportivos e estéticos.
MASSAGEM MODELADORA

Ela visa o embelezamento do corpo, estimulando


os músculos, facilitando a penetração de
princípios ativos, reduzindo gorduras localizadas
e conseqüentemente dando mais equilíbrio a
estética do corpo.
MASSAGEM MODELADORA
 EFEITOS FISIOLÓGICOS:
 Ação reflexa: Receptores sensoriais (SN), que
captam + externos.
 Efeito vascular: elevação de 1 a 3 Cº, pela ação
mecânica e vasodilatação, pode aumentar a
quantidade de sg venoso que chega ao coração,
FC, aumentando assim a Oxigenação
periférica, aumenta trocas metabólicas e
retirada de catabólicos locais.
MASSAGEM MODELADORA
 EFEITOS FISIOLÓGICOS:
 Efeito Nervoso: Hipoestesia local e
relaxamento geral;
 Efeito Muscular: Tapping mm, que resulta na
contração reflexa, aumentando o tônus mm.
Tornando-os mais firmes e elásticos,
melhorando sua nutrição e facilitando o seu
desenvolvimento.
MASSAGEM MODELADORA
 AÇÃO MECÂNICA:
 É ofertada pela pressão: circulação local, tônico
(mm) e vísceras abdominais.

 AÇÃO ENERGÉTICA:
 “ A energia é a causa de toda produção e toda
destruição” NEI JUN SU WEN
MASSAGEM MODELADORA
 COMPONENTES DA MASSAGEM:
 DIREÇÃO: Circulação venosa, fibras mm;
 PRESSÃO: A força de intensidade pode variar entre
os pctes.
 VELOCIDADE/RITMO: Rápidas (efeito
estimulante mm, circulatório e desintoxicante.
 MEIO: Associação a cosméticos apropriados para
cada necessidade.
 POSIÇÃO:
 DURAÇÃO: 8 a 10 min local, totalizando 1h.
MASSAGEM MODELADORA
 MÚSCULOS:
• Masseter;
• Orbiculares das pálpebras e lábios;
• Zigomáticos;
• Temporal;
• Frontal;
• Superciliar;
• Transverso do nariz;
• Bucinadores;
• Risórios;
MASSAGEM MODELADORA
 MÚSCULOS:
• Quadrado do mento;
• Anterior do pescoço;
• ECM;
• Escalenos;
• Grande peitoral;
• Costais;
• Trapésio;
• Grande dorsal;
• Reto abdominal;
• Oblíquos internos e externos;
MASSAGEM MODELADORA
 MÚSCULOS:
• Tríceps;
• Bícips;
• Glúteo máx, mín e médio;
• quadríceps;
• Adutores;
• IT;
• Gastrocnêmios;
• Tibial anterior.
MASSAGEM MODELADORA
 INDICAÇÃO:
1. Gordura localizada;
2. Aumentar o trofismo.
MASSAGEM MODELADORA
 CONTRA-INDICAÇÃO:
1. Doença de pele;
2. CA não diagnósticado;
3. Tromboflebite;
4. Tromobose;
5. IC;
6. I renal;
7. HÁ;
8. Varicose, variz;
9. Gestante;
10. Pós-operatório imediato.
MASSAGEM MODELADORA
 AVALIAÇÃO:
MUITO OBRIGADA....