Você está na página 1de 12

PETIÇÃO INICIAL

Função específica
• É o primeiro articulado do processo em
que o autor propõe a acção. Aí o Autor
alega os fundamentos de facto e de direito
da situação jurídica invocada e formula o
correspondente pedido contra o Réu.
A IMPORTÂNCIA DA PETIÇÃO
INICIAL
• Nasce do princípio da iniciativa da parte,
que é um corolário do princípio dispositivo
(art.3º., 1ª. Parte, e 264.º).
• A acção não pode nascer da iniciativa do
juiz que é imparcial e equidistante entre as
partes.
• Não há acção sem petição.
AS PARTES DA PETIÇÂO INICIAL
• A Petição inicial divide – se em 4 Partes:
1. Intróito ou Cabeçalho
2. Narração
3. Conclusão
4. Elementos complementares.
INTRÓITO OU CABEÇALHO
• No intróito ou cabeçalho é:
1. Designado o Tribunal onde acção é
proposta
2. Se identificam as partes pelos seus
nomes, residências, profissões e locais
de trabalho e se indica a forma do
Processo (art. 467.º, n.1).
RECUSA DA PETIÇÃO PELA
SECRETARIA

• Se a petição inicial não tiver estes


elementos a secretaria deve recusar o seu
recebimento (art. 474.º- al. a),b) e c)).
NARRAÇÃO
1. Na narração, o Autor deve expor os factos e as razões
de direito que servem de fundamento a acção (art.
467.º 1/c).
2. Deve juntar a petição inicial a prova documental
(art.523.º,1)
3. Os factos devem ser deduzidos por articulados
(art.151.º,nº.2)
4. A petição é inepta por falta de causa de pedir.
5. Na matéria de facto o juiz tem de cingir – se as
alegações das partes (art. 664.º), na indagação
interpretação e aplicação do direito o tribunal age
livremente.
CONCLUSÃO
1. É nesta parte da petição inicial que o autor
deve formular o pedido (art.º467.º/1). Isto é,
definir a forma de tutela jurídica que pretende
a situação jurídica levantada.
2. A falta de indicação do pedido ou a
contradição deste com a causa de pedir
apresentada na narração importam a ineptidão
da petição inicial (art.193/2/a)
3. O juiz não pode condenar em quantidade
superior ou em objecto diverso do que se
pedir(art.º661).(ver art.º 272.º e 273.º).
ELEMENTOS
COMPLEMENTARES
• O Valor da causa: A lei exige, finda a
narração, a menção do valor da causa,
cuja importância é a de estimativa das
custas do processo, designadamente para
o cálculo do preparo inicial, quer para a
fixação da forma do processo, quer para o
efeito da admissibilidade do recurso
(art.305º.,2).
Facilitação a Especificação e
Questionário

• A fim de facilitar a elaboração do


despacho saneador e, em especial, da
especificação e do questionário, deve o
Autor especificar os factos alegados na
petição que considera provados e aqueles
cuja prova se propõe fazer
• Finalmente, vem a assinatura da petição,
com o nome do autor, aposto pelo próprio.
Como nas acções ordinárias é obrigatória
a constituição “Ab initio” de advogado, a
petição deve ser assinada pelo patrono
judiciário ( mandatário judicial ) do Autor
da acção (art. 32.º CPC).
• OBRIGADO
• SILVESTRE LEITE

Você também pode gostar