Você está na página 1de 19

Psicologia e produção do

conhecimento em
organizações e trabalho
Disciplina: Psicologia nas Organizações
Professora: Elisabeth Rossi
Por que a pesquisa em psicologia organizacional e
do trabalho é necessária?

Para conhecer os efeitos de um


treinamento no desempenho no trabalho.

Identificar possíveis razões para


diferenças de desempenho.

Estabelecer paralelos de ajuda para


exercício cotidiano nas organizações.
Elementos Fundamentais da Pesquisa em
Psicologia Organizacional e do Trabalho

Hipótese: tentativa de explicar relações entre


problemas/fenômenos (ex.: desempenho)

Variáveis (dependente ou independentes): são os


indicadores ou razões plausíveis relativos à
ocorrência do fenômeno.

Análises de dados: interpretação dos resultados


encontrados em suas relações dinâmicas.
Quem precisa da pesquisa em POT

O profissional ou o estudante que


busca respostas para um problema.
Quem precisa da pesquisa em POT

Seja a própria pessoa a fazer pesquisa ou solicitar


que alguém faça por ela, é necessário conhecer
os fundamentos inerentes ao processo de
produção do conhecimento científico.
Esses fundamentos são importantes para formar
uma visão crítica a respeito da pesquisa e
também para compreensão do que já tenha sido
investigado e divulgado.
Quem precisa da pesquisa em POT

A tarefa de quem realiza pesquisa é garantir


que os termos usados se aproximem de
significados comuns a todos que os utilizam,
para garantir uma comunicação apropriada
entre as pessoas.
Quem precisa da pesquisa em POT

O uso do método científico exige:


 definições dadas ao fenômeno por outros
pesquisadores;
 Bases teóricas e conceituais;
 Variáveis identificadas como seus
antecedentes;
 Variáveis identificadas como seus
consequentes.
Quem precisa da pesquisa em POT

A compreensão dos processos de


produção de conhecimento torna o
profissional ou o estudante capaz de
‘ver’ os fenômenos organizacionais com
‘outros olhos’: examinar os fenômenos
de forma sistemática, mediante o
método científico.
Quem precisa da pesquisa em POT
Três Eixos de pesquisas que são derivados de
paradigmas científicos:
1º - associado ao behaviorismo e ao
sociocognitivistmo, baseado na multicausalidade do
comportamento.
2º- o sujeito como base de todo o
conhecimento – forças sócio-históricas
determinam suas ações.
3º a subjetividade que inclui sentido de
resistência ao contexto(psicodinâmica,
psicossociologia, clínica, etc).
Quem precisa da pesquisa em POT

O método científico não tem a


resolução de todos os problemas
existentes dentro das organizações.
Mas a compreensão dos fundamentos
e suposições da pesquisa científica é
essencial para sustentar uma visão
crítica e adotar argumentos sólidos.
A psicologia organizacional e do trabalho como
campo de investigação e produção do conhecimento

O que estuda a POT – o objeto de estudo?


Os seguintes fenômenos no contexto de trabalho:
Comportamento Comprometimento
Relações interpessoais e grupais Comportamentos -cidadania
Motivação Suporte organizacional
Percepções Satisfação
Crenças e valores Envolvimento com o trabalho
Atitudes Cultura e poder
Significados Equipes de trabalho
Sentimentos Saúde no trabalho
A POT como campo de investigação
O que estuda?

O foco de interesse está no estudo desses


fenômenos nos contextos de trabalho, por
exemplo, o comprometimento, as percepções
de reciprocidade e suporte organizacionais e a
satisfação e envolvimento com o trabalho. Ou
ainda, fenômenos complexos como a cultura e o
poder, as equipes e a saúde no trabalho.
Quem precisa da pesquisa em POT

A reflexão sobre as bases


epistemológicas, ontológicas e
metodológicas de atuação nos contextos
práticos será a condição essencial para o
desenvolvimento da competência
profissional.
Um quadro de referência científico ajuda o
profissional a organizar o seu “modo de
pensar” – um conjunto possíveis de
explicações dos fenômenos organizacionais.
A psicologia organizacional e do trabalho como
campo de investigação e produção do conhecimento

Desafios para estudo desses objetos/fenômenos

1º - encontrar uma definição que represente e


corresponda ao objeto – e que convença as
pessoas que tal definição é adequada.
2º - encontrar indicadores confiáveis e
válidos que demonstrem os graus que os
fenômenos estão presentes no contexto
organizacional (entrevista, observação,
questionário/escala para mensurar o
fenômeno).
A psicologia organizacional e do trabalho como
campo de investigação e produção do conhecimento
Três outros desafios metodológicos:

1º medir e descrever cada uma das variáveis


antecedentes e consequentes dos fenômenos aos
quais estão relacionadas.
2º encontrar situações em que fique
demonstrado que o padrão de variação dos
antecedentes e consequentes coincidem com a
variação dos fenômenos (associação entre
variáveis)
3º encontrar as múltiplas determinações das
variáveis, seus significados e complexidade.
A psicologia organizacional e do trabalho como
campo de investigação e produção do conhecimento

Estudar as características das organizações abrem


caminhos para novas investigações, por exemplo: o tempo.

1- perspectiva subjetiva de tempo;


2- processos de trabalho sensíveis à passagem do
tempo;
3- duração de tempo necessária em que os
fenômenos ocorram nos contextos de trabalho;
4- duração de tempo na qual esses fenômenos
ocorrem.
A psicologia organizacional e do trabalho como
campo de investigação e produção do conhecimento

 A importância de interface com outras


disciplinas:
ergonomia.
 Campo de aplicação de disciplinas: biologia,
engenharia e arquitetura.

 Todas essas disciplinas possibilitam enfrentar o


desafio de compreensão das variáveis
antecedentes e consequentes dos fenômenos
nas organizações.
Crenças do pesquisador Normas

A crença de que um fenômeno Livrar-se de vieses (planejamento da


humano no trabalho existe pesquisa, objetividade na coleta de
independente da pessoa do cientista dados/controle e escolher,
(ex. comprometimento organizacional). seletivamente, o que interpretar).
. Multideterminação das ações Linguagem clara em relação às
humanas (indivíduo, equipe de variáveis – antecedentes e
trabalho, organização e sociedade). consequentes.

Fatores/variáveis/indicadores Buscar objetividade é sustentar a


podem ser obtidos via coleta e análise intersubjetividade. Evitar viés.
sistemática de informações.
A causalidade é ‘finita’ (ex. o Os instrumentos e procedimentos de
comprometimento organizacional não pesquisa precisam ser
poderia ser influenciado por “tudo”. exaustivamente explicitados, testados
e replicados.

Existe possibilidade de erro. Abertura para inovação científica


(novos métodos/abordagens/teorias).