Você está na página 1de 30

NR-32

SEGURANÇA E SAÚDE NO
TRABALHO
EM SERVIÇO DE SAÚDE
Estabelecimentos de Assistência à
Saúde:
é qualquer edificação destinada a
prestação de assistência à saúde
da população, em qualquer nível de
complexidade, em regime de
internação ou não.
PRINCIPAIS MEDIDAS DE
PROTEÇÃO
• Em caso de agentes biológicos, estes são classificados em:
• Grupo 1: os que apresentam baixa probabilidade de causar
doenças ao homem;
• Grupo 2: os que podem causar doenças ao homem e constituir
perigo aos trabalhadores, sendo diminuta a probabilidade de se
propagar na coletividade e para as quais existem, geralmente,
meios eficazes de profilaxia ou tratamento;
• Grupo 3: os que podem causar doenças graves ao homem e
constituir um sério perigo aos trabalhadores, com risco de se
propagarem na coletividade e existindo, geralmente, profilaxia e
tratamento eficaz;
• Grupo 4: os que causam doenças graves ao homem e que
constituem um sério perigo aos trabalhadores, com elevadas
possibilidades de propagação na coletividade e, para as quais, não
existem geralmente meios eficazes de profilaxia ou de tratamento
Principais medidas de proteção:
– em caso de exposição acidental ou incidental deve ser
tomada medidas de proteção imediatas;
– todo local onde exista possibilidade de exposição ao
agente biológico deve haver lavatório, provido de água
corrente, sabonete líquido, toalha descartável e lixeira
com abertura não de controle manual;
– os quartos destinados ao isolamento de pacientes deve
ter lavatórios;
– o uso de luva não exclui o processo de lavagem de mão
antes de depois do uso da mesma;
– trabalhadores com feridas ou lesões nos membros
superiores devem passar por avaliação médica
É Vedado:

• o uso de pias de trabalho além do que é


previsto;
• o ato de fumar, usar adornos e lentes de
contato no local de trabalho;
• guardar e consumo de alimentos em
locais não destinados para os mesmos;
• o uso de calçados abertos;
PARA MELHOR PROTEÇÃO

• TER CUIDADO EM RELAÇÃO AS ROUPAS;


E
• EPI.
MATERIAIS PERFUROCARTANTES
• O limite máximo de enchimento do recipiente
deve estar localizado 5 cm abaixo do bocal.
• O recipiente deve ser mantido o mais próximo
possível da realização do procedimento.
• O recipiente deve ser posicionado de forma que
a abertura possa ser visualizada pelos
trabalhadores.
• É vedado o reencape de agulhas e a desconexão
manual de agulhas.
RISCOS QUÍMICOS

• ROTULAGEM;
• MANUSEIO E MANIPULAÇÃO;
• FICHA TOXICOLÓGICA;
• TRANSPORTE; e
• ARMAZENAGEM.
DOS GASES MEDICINAIS
• É proibido ao trabalhador:
• a utilização de equipamentos em que se constate vazamentos de
gás;
• a utilização de equipamentos não projetados para resistir a pressões
a que são submetidos;
• a utilização de cilindros que não tenham a identificação do gás;
• a movimentação dos cilindros sem a utilização dos equipamentos de
proteção individual;
• a submissão dos cilindros a temperaturas extremas;
• a utilização do oxigênio e do ar comprimido para fins diversos aos
que se destinam;
• o contato de óleos, graxas, hidrocarbonetos ou materiais orgânicos
similares com gases oxidantes;
• a utilização de cilindros de oxigênio sem a válvula de retenção ou o
dispositivo apropriado para impedir o fluxo reverso; e
• a transferência de gases de um cilindro para outro,
independentemente da capacidade dos cilindros.
ATIVIDADE COM
QUIMIOTERÁPICOS
ANTINEOPLÁSICOS
Os Equipamentos de Proteção
Individual -EPI devem atender as
seguintes exigências:
• garantir a proteção da pele,
mucosas, via respiratória e
digestiva do trabalhador;
• ser avaliados diariamente
quanto ao estado de
conservação e segurança; e
• estar armazenados em
locais de fácil acesso e em
quantidade suficiente para
imediata substituição,
segundo as exigências do
procedimento ou em caso
de contaminação ou dano.
GESTÃO EM SEGURANÇA NO
TRABALHO
GESTÃO EM SAÚDE NO TRABALHO
Acidente ambiental: contaminação do ambiente
devido à saída do medicamento do envase no qual
esteja acondicionado, seja por derramamento ou
por aerodispersóides sólidos ou líquidos;

Acidente pessoal: contaminação gerada por


contato ou inalação dos medicamentos da terapia
quimioterápica antineoplástica em qualquer das
etapas do processo.
RADIAÇÃO IONIZANTE
• ter um supervisor de radioproteção, com certificado de
qualificação;
• realizar treinamento específico para os trabalhadores
da instalação radiativa, que garanta o exercício das
atividades em condições seguras;
• receber novo treinamento sempre que ocorrerem
alterações das condições de trabalho;
• anotar no registro individual do trabalhador os
treinamentos ministrados;
• receber do empregador, por escrito e mediante recibo,
as instruções relativas aos riscos da exposição e aos
regulamentos de radioproteção adotados na
instalação radiativa; e
• estar ciência dos resultados das doses referentes às
exposições de rotina, acidentais e de emergências,
por escrito e mediante recibo.
SERVIÇO DE MEDICINA NUCLEAR

DOS SERVIÇOS DE RADIOTERAPIA

BRANQUITERAPIA

SERVIÇOS DE RADIODIAGNÓSTICOS

NO MANUSIO DOS EQUIPAMENTOS DE FLUOROSCOPIA

SERVIÇOS DE ODONTOLOGIA
RESÍDUOS
Classificação dos Resíduos Sólidos de acordo com
suas Características e Fontes Geradoras

 Domiciliares : residências, estabelecimentos comerciais até


volume determinado regionalmente (100 litros).
 Industriais : provenientes das atividades industriais de acordo
com as características específicas a cada segmento produtor.
 Poda / Capina e Varrição : das atividades de conservação de
áreas verdes, margens de rios e vias públicas.
 Serviços : estabelecimentos de assistência médica ou de ensino
e pesquisa, voltados à saúde humana e à veterinária.
Resíduo Biológico

Grupo “A”
Resíduo Tóxico

Grupo “B”
Rejeito Radioativo

Grupo “C”
IDENTIFICAÇÃO

Grupo D para os resíduos destinados à reciclagem ou reutilização, a


identificação deve ser feita nos recipientes e nos abrigos de guarda de recipientes,
usando código de cores e suas correspondentes nomeações, baseadas na
Resolução CONAMA nº. 275/2001, e símbolos de tipo de material reciclável :

PLÁSTICO

ORGÂNICO
PAPEL

VIDRO
METAIS
Para os demais resíduos do
Grupo D deve usar nos recipientes
cor cinza
Destinação final
Transporte externo
Tratamento
Armazenamento
Transporte interno
Coleta interna
Identificação
Acondicionamento
Segregação

Etapas do Gerenciamento
dos Resíduos Sólidos de
Serviços de Saúde
Para os RSSS do grupo A (infectantes) existe a necessidade de
tratamento prévio ao lançamento no solo, para assegurar :

A eliminação das características de periculosidade do


resíduo; a preservação dos resíduos naturais e o
atendimento aos padrões de qualidade ambiental e de saúde
pública.
Tempo de
Agente etiológico Doença sobrevivência (dias)

Entamoeba histolytica Disenteria 8 a 12


amebiana

Leptospira interrogans Leptospirose 15 a 43

Poliovírus Poliomielite 20 a 170

Larvas de vermes Verminose 25 a 40

Salmonella typhi Febre tifóide 29 a 70

Bacilo da tuberculose Tuberculose 150 a 180


Áscaris lumbricóides (ovos) Ascaridíase 2.000 a 2.500
Tratamentos EXISTENTES

Queima a céu aberto


Reciclagem
Compostagem
Incineração
Esterilização
Disposição final de Resíduos
Consiste na disposição de resíduos no solo, previamente preparado para
recebê-los, obedecendo a critérios técnicos de construção e operação, e com
licenciamento ambiental de acordo com a Resolução CONAMA nº 237/ 97

Vala séptica
Lixão
Aterro controlado
Aterro sanitário
Célula especial
SEGURANÇA OCUPACIONAL

Da Saúde do trabalhador:

O pessoal envolvido diretamente com os processos de higienização, coleta,


transporte, tratamento, e armazenamento de resíduos, deve ser submetido a exame
médico admissional, periódico, de retorno ao trabalho, de mudança de função e
demissional, conforme estabelecido no PCMSO da Portaria 3214 do MTE ou em
legislação específica para o serviço público.

Os trabalhadores devem ser imunizados em conformidade com o Programa


Nacional de Imunização, devendo ser obedecido o calendário previsto neste programa
ou naquele adotado pelo estabelecimento.

Os trabalhadores imunizados devem realizar controle laboratorial sorológico para


avaliação da resposta imunológica.

Os exames a que se refere o item anterior devem ser realizados de acordo com as
Normas Reguladoras -NRs do Ministério do Trabalho e Emprego .
EPI usados na coleta
Botas de PVC
Luvas de PVC, antiderrapantes
Máscara semifacial
Óculos de proteção
Avental de PVC, impermeável.
Uniforme – calça comprimida e
camisa com manga (no mínimo
¾).
MANUTENÇÃO DE
MÁQUINAS E
EQUIPAMENTOS
OBRIGADO!