Você está na página 1de 36

A CRUCIFICAÇÃO

DE
JESUS
Visão Geral
• Na última ceia, Ele disse aos discípulos que Seu corpo e Seu
sangue deveriam ser dado por eles. (Mt 26:26).
• Saindo Ele da cidade em direção ao jardim de Getsêmane, foi
preso e levado de volta para o palácio do sumo sacerdote. (Mt
26:36).
• Jesus foi julgado pelo Sinédrio, e foi declarado culpado de
blasfêmia e sentenciado à morte. (Mt 26:57).
• Sendo apenas aos romanos dado o direito de executar criminosos,
Ele foi mandado a Pôncio Pilatos.
• Pilatos, não encontrando nada de errado, mandou-o ao rei
Herodes.
• Herodes após interrogatório devolveu-o a Pilatos.
• Este por sua vez, submetendo-se a pressão da multidão, ordenou
que Jesus fosse chicoteado e crucificado.
• Jesus foi conduzido para fora dos muros da cidade para ser
crucificado no Calvário.
Nas ultimas horas da vida de
Jesus o que ele suportou, e
que vergonha ele sofreu?
Vamos nos ater em alguns
pontos relevantes para esta
palavra.
Pilatos entrega Jesus para ser
chicoteado e crucificado.
É neste momento que Jesus sofre um violento
espancamento físico.
Durante as chicotadas, Jesus foi amarrado a um poste
NU, deixando suas costas inteiramente expostas.
Os Romanos usavam um chicote, chamado flagrum ou
flagellum o qual consiste em pequenas partes de osso e
metal unidos a vários cordões de couro.
O número de chicotadas não é registrado nos
evangelhos. O número de golpes na lei judia foi
estabelecido em Deuteronômio 25:3 em quarenta, mas
mais tarde reduzido a 39. A vítima freqüentemente morria
por causa do espancamento. Com 39 golpes, acreditava-
se trazer um criminoso a "um de sua morte".
A lei romana não colocava nenhum limite sobre o número
de golpes a se dar.
Durante as chicotadas, a pele de Jesus foi arrancada
das suas costas, expondo uma massa ensangüentada
de músculos e ossos.
Durante as chicotadas, a pele era arrancada das
costas, expondo uma massa ensangüentada de
músculos e ossos.
Ocorria extrema perda de sangue pelo
espancamento, enfraquecendo a Jesus ,as vezes, ao
ponto de deixá-lo inconsciente.
Os soldados despiram-No e colocaram-No um manto
escarlate então trançaram uma coroa de espinhos e
fixaram em sua cabeça.
Ao contrário da coroa tradicional a qual é descrita por um
anel aberto, a verdadeira coroa de espinhos cobria toda
cabeça. Os espinhos mediam de 2,5 a 5 cm de
comprimento.
Mateus 27:28-30
Os evangelhos indicam que os soldados romanos
continuamente bateram na cabeça de Jesus. Os golpes
dirigiram os espinhos para dentro da Sua Cabeça, uma
das áreas mais vasculares do corpo, e na testa, isto
certamente causou um sangramento severo.
Também é mencionado que Jesus ofereceu Suas costas
aos que O feriam, e Sua face aos que arrancavam a Sua
barba, não escondeu o rosto dos que O cuspiam. (Isaías
50:6).
Foi espancado tão severamente que Seu aspecto não
parecia como "a dos filhos dos homens" - como uma
pessoa. "O seu aspecto estava tão desfigurado que não
era o de um homem, e a sua figura não era a dos filhos
dos homens.“.As pessoas ficavam horrorizadas ao olhar
para Ele. (Isaías 52:14).
Do espancamento, Jesus andou até o Gólgota
carregando a barra transversal da cruz. Esta barra
era chamada de patibulum. Seu peso
provavelmente era de 36 a 50 quilos.
O patibulum foi colocado sobre a terra e Jesus colocado
em cima dele.
Os pregos, com aproximadamente 18 centímetros de
comprimento e com 1 cm de diâmetro foram cravado nos
pulsos e nos pés de Jesus.
• Os pregos entrariam na proximidade do nervo mediano,
causando choques de dor, que era irradiada por todo o
braço.
• Ao contrário do que se imagina os pregos foram
cravados entre os ossos pequenos do pulso, pois na
palma da mão não suportariam o peso do corpo de
Jesus.
• No centro dos postes estava um assento, chamado
SEDILE ou SEDULUM, no qual servia como suporte
para Jesus sentar.
• O PATIBULUM foi levantado sobre os postes.
• Os pés foram pregados aos postes.
• Para permitir isto, os joelhos teriam que ser dobrados e
girados lateralmente, deixando o corpo numa posição
muito desconfortável.
Quando a cruz era erguida verticalmente, havia uma tremenda
tensão posta sobre os pulsos, braços e ombros, resultando num
deslocamento dos ombros e juntas dos cotovelos.
Os braços, sendo preso para cima e para fora, prendendo a caixa
torácica numa posição fixa na qual dificulta extremamente o
exalar, e impossibilitava ter completa inspiração do ar.
A respiração de Jesus era pequena e rápida. Isto talvez explique o
porque Jesus tenha feito pequenas declarações enquanto estava
na cruz.
Enquanto o tempo passava, os músculos, a perda de sangue, a
falta de oxigênio e posição fixa do corpo, fizeram Jesus passar por
cãibras e contrações espasmódicas terríveis.

Salmos 22:14-15: "Como água me derramei, e todos os meus ossos se desconjuntaram; o meu
coração é como cera, derreteu-se no meio das minhas entranhas. A minha força secou-se como um
caco e a língua se me pega ao paladar; tu me puseste no pó da morte."
Mateus 27:46: "Cerca da hora nona, bradou Jesus em alta voz, dizendo: Eloi, Eloi,
lamá sabactani; isto é, Deus meu, Deus meu, por que me desamparaste?"

Com o pecado do mundo sobre Ele, Jesus sofreu a


morte espiritual (separação do Pai).Isaías 59:2 diz
que o pecado causa separação de Deus, e que Ele
esconde Sua face de vós de modo que Ele não
ouça. O Pai teve que virar a face de Seu Filho
Amado quando estava na cruz.
Pela primeira vez, Jesus não dirige a Deus como
Seu Pai.
• Aparentemente parece que o mecanismo da morte na crucificação era
asfixia.
• Com o peso do corpo que está sendo suportado pelo SEDULUM, os braços
eram puxados para cima. Fazendo com que os músculos das costas e o
peitoral ficassem esticados.
• Com os músculos respiratórios esticados, a respiração torna-se
relativamente fixa.
• Enquanto os cortes de respiração e dor nos pulsos e braços aumentavam,
Jesus era forçado a levantar o corpo, transferindo desse modo o peso do
corpo para os pés.
• Com o peso do corpo sendo exercido pelos pés, a dor nos pés e pernas
aumentava.
• Quando a dor se tornava insuportável, Jesus abaixava outra vez e com o
peso do corpo puxando os pulsos, outra vez os músculos das costas eram
esticados.
• Dessa maneira, Jesus alternava entre levantar seu corpo, a fim de respirar
melhor, e abaixar para aliviar a dor nos pés.
• Eventualmente, ele ficava esgotado ou ficava inconsciente de modo que
não podia levantar seu corpo.
• Nesta posição, com os músculos respiratórios paralisados, Jesus se
sufocava.
João 10:17-18: " Por isto o Pai me ama, porque dou a minha vida para a retomar. Ninguém ma tira
de mim, mas eu de mim mesmo a dou; tenho autoridade para a dar, e tenho autoridade para
retomá-la. Este mandamento recebi de meu Pai."

Lucas 23:46: "Jesus, clamando com grande voz, disse: Pai, nas tuas mãos entrego o meu espírito.
E, havendo dito isso, expirou.".

João 19:32-33: "Foram então os soldados e, na verdade, quebraram as pernas ao primeiro e ao


outro que com ele fora crucificado; mas, vindo a Jesus, e vendo que já estava morto, não lhe
quebraram as pernas; " CONFIRMADA por uma lança enfiada no lado direito do coração.

Morte por crucificação era acelerada quebrando as


pernas dos crucificados. Este procedimento elimina a
capacidade da vitima de respirar melhor e desta
forma a morte ocorreria rapidamente por asfixia.
No caso de Jesus, Ele morreu rápido e não teve
Suas pernas quebradas. Jesus cumpriu um dos
requerimentos proféticos do cordeiro da Páscoa, que
nenhum osso deveria ter sido quebrado. (Êxodo
12:46,João 19:36)
João 19:34: "contudo um dos soldados lhe furou o lado com uma lança, e
logo saiu sangue e água."

Para confirmar que a vitima estava morta, os


romanos aplicavam uma lança atravessando o lado
direito do coração. Quando perfurado, um fluxo
repentino de sangue e água saíram do corpo de
Jesus. Neste caso, uma lança através do lado direito
do coração deixaria o fluido formado nos pulmões
sair primeiro, seguido por um fluxo de sangue da
parede do ventrículo direito.
Apelo
Você alguma vez pensou ou imaginou o que Jesus sofreu
por nós?
Não nunca pensamos nisto, o que vem a nossa mente são
as imagens que vemos em filmes: um Jesus bonito,
vestido, com sua barba aparada nos melhores barbeiros
de Hollywood, com uma coroa de espinhos na cabeça...
Ele morreu por você, por nós...
Para que você possa ter uma vida restaurada, sarada,
cheia de paz é preciso que você permita que este Jesus
entre na sua vida.
Quantos gostaria de entregar a sua vida a Ele... Venha
aqui na frente.
Repitam comigo....